O empreendedorismo e o Cérebro Humano (texto retrátil)



Baixar 19.67 Kb.
Encontro28.10.2017
Tamanho19.67 Kb.

O Empreendedorismo e o Cérebro Humano

por Ely Trigueiro/2008

Empreendedorismo é aprendizado pessoal,que impulsionado pela motivação,criatividade e iniciativa, busca a descoberta vocacional, a percepção de oportunidades e a construção de um projeto de vida ideal”



Robert Menezes - Professor de Empreendedorismo da UFCG

Todo o ser humano possui um tríplice cérebro ao qual tem como funções básicas : o de armazenar informações instintivas situado no córtex cerebral (cérebro primitivo ) , o de armazenar e processar as emoções no sistema límbico ( cérebro emocional ) e o de processar os pensamentos situado no neo córtex ( cérebro pensante ).

Cada uma dessas partes favorece através dos feixes neuronais a captação e processamento de respostas que irão fazer parte de nosso acervo mental. Seja utilizando as memórias, seja através da cognição , seja através dos comportamentos voluntários e involuntários, seja através de nossos medos, anseios , paixões, sentimentos , motivações , sonhos, desafios , idéias e sensações.

A partir do momento em que há a interação com a realidade percebe-se o mundo sob um ponto de visão. Ou seja,um olhar baseado nas próprias percepções e onde essas impressões são a resultante da visão de mundo e dos valores e experiências individuais . Um reflexo da personalidade e da caminhada através dos vários ciclos de vida.

Com a própria individualidade cria-se os objetivos pessoais, as preferências e interesses bem como toda a base de trabalho , a associação em grupos e as tribos.Cria-se também a própria âncora afetiva. Daí parti-se para uma maior interação com o meio filtrando , selecionando,influenciando e captando influências também nessa contínua troca com o meio externo.

Com esse raciocínio inicial pode-se perceber que o próprio homem pode desenvolver sua trajetória de desenvolvimento , onde dependendo de suas necessidades de auto atualização e de sucesso e progresso pode obter maior amplitude de espaço no mundo.

Os grandes empreendedores são os que conseguem potencializar ao máximo, (mesmo sem saber o nome científico) ,o cérebro pensante buscando potencializar sua visão de futuro,antevendo cenários criativamente capazes de transformar sonhos em realidade .

Os legítimos empreendedores são pessoas que combinam a lógica com o sonho buscando dar materialização ao que pensa e sente.

O empreendedor também tem seus instintos e emoções em ação. Contudo, há uma forte tendência intuitiva rumo à necessidade de um projeto de vida.

Assim todo o mecanismo interno de quem é empreendedor vibra , mas por um motivo sempre maior que o impulsiona à vida e às grandes realizações.Seu corpo entusiasma , sua mente inquieta , seu emocional fervilha e suas sensações expressam uma incessante vontade de pensar velozmente e de efetivar grandes desafios que são lógicos para si e muitas vezes até então inviável para outrem.O que não o interrompe em sua trajetória de realização.

Os níveis de desenvolvimento psíquico impelem o ser humano a buscar a satisfação de suas necessidades básicas ,o que torna esse homem capaz de , se assim o quiser e perseguir,encontrar formas incansáveis degrau por degrau de atingimento destas ,com persistência e uma inabalável ou quase inabalável força interior de vontade em acreditar em sua visão . Afinal o empreendedor é um visionário.

Existem várias perspectivas de análise para o perfil do empreendedor.

Dentre tantas ,faz-se mister denotar as de caráter extremamente psicológico , onde são visualizados aspectos comportamentais decisivos nesse quadro tais como :

Originalidade:

Espontaneidade.Capacidade de inovar e ter idéias criativas.



Capacidade de Negociação:

Conciliar pontos de vista pela complementaridade de propósitos.



Habilidade Intuitiva:

Ter a antevisão. Pro atividade.



Iniciativa:

Habilidade em antecipar-se pelo alto grau de identificação e compromisso com as situações.



Prudência:

Capacidade de discernir e agir pelo o bom senso gerando o acautelamento de posturas.



Tolerância:

Capacidade de suportar situações de pressão e de adaptar-se pelo o equilíbrio emocional alcançado.



Flexibilidade:

Habilidade em perceber as situações ,as pessoas e os processos compatibilizando–os de forma harmônica ,sendo capaz de ceder à algumas dessas variáveis em prol de uma estratégia e missão maior.



Determinação:

Força interior capaz de colocar a cabo todas as habilidades em prol de um objetivo.



Auto motivação:

Predisposição interna que leva auto atualização.Capacidade de obtenção de metas ancorado por uma determinação interna.

Como empreender é criar algo inovador, inédito e com a energia para o sucesso percebe-se o quanto o uso dos cérebros por parte do empreendedor estão em funcionamento contínuo. Desde a coragem e o não medo de assumir riscos (cérebro primitivo) passando pelo a busca de conciliar esforços e impregnar a motivação pessoal (cérebro emocional), até a intuitibilidade e os famosos insights (cérebro pensante).

Vários teóricos da modernidade expressam as inúmeras características do empreendedor e ressaltam a capacidade dinâmica e autêntica com que cada profissional com esse perfil se posiciona . Desde Schumpeter (1950), Knight (1967) , Peter Drucker(1985) e Robert Hirsch (2005).

Pela a análise histórica tem-se a origem de Empreendedorismo em entrepreneur que reforça a visão de um desbravador empenhado na criatividade e na construção do novo.

Vale ressaltar as Habilidades Gerenciais abordadas pelos os cientistas da Administração(tais como Chiavenato(1998), Bennis(1980), Robbins(2000)) distribuídas em três , que são:



Conceituais:

Planejar e Antecipar cenários



Técnicas:

Gestão de áreas



Interpessoais:

Saber forma uma rede de relacionamentos pelo carisma e pela competência

Aliado a essa assertiva tem-se a Psicologia Individual de William James (1950) e de Abraam Maslow (1965) que enfocam a Pirâmide de necessidades Humanas,destacando-se que o empreendedor conseguem renovar o ciclo de suas necessidades por ter continuamente a alimentação e retroalimentação de seus sonhos,o que não o deixa na acomodação alienante.

Segundo esses teóricos o ser humano encerra em si a oportunidade de evoluir através de experiências culminantes que são as vivências decisivas da vida que lhe oportunizam o crescimento pessoal.

A Pirâmide das Necessidades são: As Básicas, as de Segurança, as de Relação Interpessoal, as de Estima e as de Auto realização.

Cada uma delas se efetiva na vivência, compreensão e/ou oportunidade de superação exigindo do indivíduo o esforço integrado de galgar melhores níveis de vida pelo o objetivo de realização pessoal.

Ser empreendedor é ter, enfim, a certeza interior de que as atitudes , comportamentos e posturas devem ter coerência de valores,fidedignidade de propósitos e amor no coração por um ideal que pulveriza benefícios que abrangem a todas as pessoas ao redor.É pensar sistemicamente grande.

Alguns homens vêem coisas como são, e perguntam : Por quê?.Eu sonho com as coisas que nunca existiram e pergunto :Por que não ?



George Bernard Shaw




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal