O capitalismo unifica o mundo Agonia e Êxtase



Baixar 141.73 Kb.
Encontro07.05.2018
Tamanho141.73 Kb.

Queridos alunos, podemos fazer do estudo da história um prazer. Estamos a cada dia mais próximo do vestibular, é o momento da chegada do cansaço, do stress, pois afinal da contas ninguém é de ferro. Embora o meu blog esteja voltado para Mato Grosso, acrescento a vocês está lista de filmes, classificada de acordo com a temática do estudo de história. Espero que essa lista possa contribuir para o seu crescimento intelectual. Aproveite! Convide a sua turma, faça pipoca e assista aos filmes.

Além de se divertir, você estará aprofundando os seus conhecimentos históricos. Beijos, profª Else.






O capitalismo unifica o mundo

Agonia e Êxtase ( The Agony and the Ecstasy). Direção de Carol Reed, 1965, Estados Unidos da América, 140 min.Produção meticulosa sobre os conflitos entre o pintor Michelangelo, o grande artista do Renascimento italiano, e o Papa Julio II, que patrocinava e que quase nunca era atendido por ele. Pequeno documentário sobre o trabalho do artista.

Aguirre a Cólera dos Deuses (Aguirre, de Zorn Gottes). Direção de Klaus Kinki, 1972, Alemanha, 95 min.Filme trata da expedição do espanhol Francisco Pizarro à Amazônia, em 1560, em busca do lendário Eldorado.
A Missão (The Mission). Direção de Roland Joffé., 1986, Inglaterra, 121 min.Mercenário que prende índios para vendê-los como escravos aos espanhóis, no Paraguai no século XVII, mata o irmão. Arrepende-se e muda de vida tornando-se jesuíta e trabalhando com um religioso corajoso e honrado na construção de uma missão indígena junto ao rio Iguaçu.

Cromwell (Cromwell). Direção de Ken Hughes, 1970, Inglaterra, 145 min.Na Inglaterra do século XVII, Oliver Cromwell volta ao Parlamento para atuar na oposição aos desmandos do rei Carlos I, que passa por cima das leis, desencadeando a guerra civil.

1492 - A Conquista do Paraíso (1492 - Conquest of Paradise). Direção de Ridley Scott, 1992, Estado Unidos da América/França/Espanha, 140min. A epopéia de Cristovão Colombo até a chegada ao Novo Mundo e o conseqüente conflito com os habitantes da América.

Giordano Bruno (Giordano Bruno) Direção de Giuliano Mortaldo, 1973, Itália, 123min.Filósofo, astrônomo e matemático, Giordano Bruno fez várias descobertas científicas e desenvolveu sua teoria do universo infinito e da multiplicidade dos mundos, em oposição à tradição geocêntrica (a Terra como centro do universo).

Henrique VIII e suas Seis Esposas (Henry VIII and His Six Wives). Direção de Waris Hussein, 1973, Inglaterra, 123 min.Em 1547, às vésperas da morte, o rei Henrique VIII relata para sua sexta mulher, Catarina Parr, seu relacionamento com as cinco anteriores.

As revoluções burguesas

A Noite de Varennes (La Nuit de Varennes). Direção de Ettore Scola, 1981, Itália/França, 121 min.No século XVIII, durante a Revolução Francesa, os passageiros de uma diligência - entre eles o já velho Giacomo Casanova - discutem os destinos da França e da família real, que tenta fugir do país.

Danton - O Processo da Revolução (Danton). Direção de Andrzej Wajda, 1982, França, 136 min.Em 1791, segundo ano da Revolução Francesa, o líder popular Danton prega o fim do regime do terror que ajudara a instituir. Enfrenta Robespierre, fortemente comprometido com as razões de Estado.

Ligações Perigosas (Dangerous Liaisons). Direção de Stephen Frears, 1988, Estados Unidos da América, 120 min.
Na França do século XVIII, nobres ociosos sem escrúpulos dedicam-se a demolir reputações de seus pares.

Noites com Sol (Il Sole anche di Notte). Direção de Paolo Taviani, 1990, Itália/França/Alemanha, 113 min.No século XVIII, no sul da Itália, jovem barão provinciano é escolhido como o novo auxiliar do rei Carlos III. Vítima de uma desilusão amorosa e decepcionada com a vida na Corte, isola-se em uma modesta casa no campo e inicia vida dedicada à espiritualidade.

Revolução (Revolution). Direção de Hug Hudson., 1985, Estados Unidos da América, 123 min.Aventureiro e seu filho são forçados a participar da Guerra de Independência dos Estados Unidos.

Tributo à Liberdade (The Perfect Tribute) Direção de Jack Bender, 1991, Estados Unidos da América, 95 min.Durante a Guerra Civil Americana, garoto sulista atravessa a frente de batalha para tentar encontrar seu irmão, internado em um hospital confederado. Durante a caminhada, conhece o Presidente Abraham Lincoln, que se encontra solitário e triste.

O colonialismo como a glória do Império

Amistad (Amistad). Direção de Steven Spielberg, 1997, Estados Unidos da América, 154 min.No século XIX, navio espanhol é capturado na costa dos EUA com 53 negros amotinados a bordo. Os escravos são levados a um julgamento que acende grande polêmica no país envolvendo abolicionistas, que querem libertar os réus, e conservadores, que querem condená-los.

Avalon (Avalon). Direção de Barry Levinson, 1990, Estados Unidos da América, 127 min.Emigrante polonês chega à cidade de Baltimore (EUA), na década de 1910, e constrói sua família dentro da mais completa crença no sonho americano. Com a lenta chegada do resto da família, reúne-se o clã inteiro, que irá se desintegrar aos poucos no começo da década de 60.

Breaker Morant (Breaker Morant). Direção de Bruce Beresford., 1979, OST, 107 min. Três soldados durante a guerra dos Bôeres são submetidos à corte marcial por não cumprirem as ordens do império britânico. Baseado em fato real.

Entre dois amores (Out of Africa). Direção de Sydney Pollack, 1985, Estados Unidos da América, 150 min.
Casada por conveniência com aristocrata indiferente e apaixonada por aventureiro galante, escritora recorda a juventude passada em fazenda africana.

Grandes Esperanças (Great Expectations the Untold History), Direção de Tim Burstall, 1987, Austrália, 310 min.No início do século XIX, dois criminosos, antigos parceiros e atuais inimigos, são condenados na Inglaterra a trabalhar forçados na Austrália. O filme têm como pano de fundo a luta pela independência nacional da Austrália.

Nascimento de uma Nação (The Birth of a Nation). Direção de David W. Griffith, 1915, Estados Unidos da América, 159 min.A saga de duas famílias norte-americanas, os Stoneman, do norte, e os Camoreon, do sul, durante o período da Guerra Civil americana. Um marco do cinema norte-americano, é o primeiro filme que trata de um tema traumático e que causa polêmica até hoje, devido ao seu conteúdo racista. A organanização segregacionista Klu Klux Klan é apresentada como a responsável pela restauração da política e do estilo de vida do sul após a derrota na guerra.

Os Bostonianos (The Bostonians). Direção de James Ivonyy, 1984, Estados Unidos da América/Inglaterra, 120 min.
Um cavalheiro e uma feminista disputam o amor de uma jovem na conservadora Boston do século XIX.

O homem que queria ser Rei (The Man who Would be King). Direção de Jonh Huston, 1975, Estados Unidos da América, 129 min. No final do século passado, dois ex-sargentos do Exército britânico partem para o remoto e imaginário Carifistão em busca de fortuna, enfrentando a natureza hostil e a belicosidade das tribos da região.

Um Amor de Swann (Un Amour de Swann/ Swann in Love). Direção de Volker Schlondorff, 1984, França/Alemanha, 100 min.Culto e rico, Charles Swann causa escândalo ao casar-se com cortesã famosa e bissexual, em vez de simplesmente tê-la como amante. Baseado na obra de Marcel Prost, retrata a vida da alta burguesia de Paris no século XIX.

Resistências ao capitalismo: plebeus, operários e mulheres

Anna Karenina (Anna Karenina) Direção de Clarence Brown, 1982, Estados Unidos da América, 128 min.Na Rússia do século XIX, bela mulher casada arrisca tudo por uma paixão proibida. Melodrama baseado em romance de Leon Tostoi, apresentando a história de uma mulher que desafiou os preconceitos de uma época para viver um grande amor fora do casamento.

Casa das bonecas (A Doll's House). Direção de Joseph Losey, 1973, Inglaterra, 103 min.Os sonhos e as desilusões de uma das precursoras da luta pela igualdade social e moral das mulheres. Uma peça histórica que aborda o feminismo, baseada em peça clássica de Henrik Ibsen

Escândalo, Pavor e Chamas (The Triangle Factory Fire Scandal). Direção de Mel Stuart, 1979, Estados Unidos da América, 100 min.Baseado no incêndio que, em 14 de março de 1911, matou 146 trabalhadoras de tecelagem em Nova York. A história começa a ser contada um dia antes do acidente, quando quatro mulheres relatam seus sonhos.

Escolhas do Coração (Choices of the Heart). Direção de Paul Shapiro, 1994, Estados Unidos da América, 92 min. Enfermeira é perseguida por lutar pelo planejamento familiar e educação sexual na conservadora Nova York de 1914. Drama contundente, com cuidadosa reconstituição da época e roteiro engajado na denúncia aos maus tratos e descaso político com a mulher da época.

Gringo Vermelho (Old Gringo). Direção de Luis Puenzo, 1989, Estados Unidos da América, 120 min. Em 1913, solteirona norte-americana, com uma vida pacata, desiludida e dedicada à memória do pai, que ela sabe não estar morto, decide se empregar como governanta dos Miranda, latifundiários mexicanos. Naquele país, ela se vê em plena revolução e encontra um escritor americano descrente com o que escreveu, sentindo-se sente atraída pela espontaneidade dos camponeses e por um líder rebelde, Pancho Villa.

Norma Rae (Norma Rae). Direção de Martin Ritt, 1979, Estados Unidos da América, 113 min.Uma pobre operária têxtil do sul dos EUA torna-se pouco a pouco uma grande líder dos trabalhadores de Nova York, militando pela união da classe trabalhadora.

Os Companheiros (I Compagni) Direção de Mário Monicelli, 1963, Itália, 120 min.Professor e sindicalista consegue organizar aos poucos um pequeno grupo de operários que querem um nova sociedade. O filme descreve com paixão e coragem as primeiras tentativas de afirmação do socialismo, enquanto movimento operário no final do século XIX, tendo como pano de fundo uma cidade que se industrializa.



Os Miseráveis (Les Misérables). Direção de Glenn Jordan, 1978, Estados Unidos da América, 123 min.Após roubar pedaço de pão para alimentar sua família, trabalhador desempregado é perseguido por inspetor de justiça. Comovente relato das injustiças sociais na França pós-revolucionária, em adaptação do clássico romance de Victor Hugo.



Sacco e Vanzetti (Sacco e Vanzetti). Direção de Guiliano Montaldo, 1971, Itália, 120 min. Dois imigrantes italianos, Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, são acusados de assassinato em 1921, condenados à morte e executados em 1927 nos EUA, no famoso erro da justiça norte-americana.

Libertários (Libertários) Direção de Lauro Escorel Filho, 1976, Brasil, 26 min.O filme recupera o anarquismo no início do movimento operário em São Paulo, mostrando as primeiras lutas e formas de organização dos trabalhadores no princípio do século.

As resistências dos povos à partilha do mundo

Kim (Kim). Direção de Jonh Davies, 1995, Estados Unidos da América, 99 min.Em 1894, na Índia, durante o domínio britânico, um menino mestiço é envolvido pelas revoluções internas.

Índia, Mistério, Amor e Guerra (The Far Pavillions). Direção de Peter Duffel, 1984, Inglaterra, 90 min.Na Índia do século XIX, oficial inglês apaixona-se por princesa indiana em meio às rebeliões contra o domínio britânico.

Simba (Simba). Direção de Peter Markle, 1955, Inglaterra, 99 min.Jovem chega ao Quênia e descobre que seu irmão foi assassinado pelos Maus Maus. Vigoroso drama, com algumas cenas de violência, enfocando conflitos raciais entre colonialistas britânicos e revoltosos da tribo africana Mau Mau.

Utu (Utu). Direção de Geoff Murphy, 1983, Nova Zelândia, 92 min.Utu era o grito de guerra usado pelos nativos da Nova Zelândia durante o massacre que seguiu à invasão inglesa ao arquipélago em 1870. Um violento conflito, retratando a resistência de um povo.

Zulu (Zulu). Direção de Cy End Field, 1964, Inglaterra, 243min.Em 1879, na África, soldados ingleses em minoria defendem forte ataque de guerrilheiros zulus. Episódio verídico da história da colonização britânica, com belas imagens.

A 1ª Guerra Mundial

A Grande Ilusão (La grande Ilusion). Direção de Jean Renoir, 1937, França, 117 min.Durante a Primeira Grande Guerra, três pilotos franceses capturados entram em choque com o oficial alemão que comanda a unidade onde estão presos. Um clássico, citado com freqüência em enciclopédias cinematográficas.

Adeus às Armas (The Stupid Years). Direção de Alyson Mead, 1988, Estados Unidos da América, 65 min. Três amigos nova iorquinos fogem do colégio antes da formatura e decidem concorrer a prêmios num programa de TV. Chegando a Los Angeles, defrontam-se com incertezas quanto ao futuro de cada um.

A Ponte de Warteloo (Waterloo Bridge). Direção de Marvyn LeRoy, 1948, Estados Unidos da América/Inglaterra, 103 min.Durante a I Grande Guerra, modesta bailarina do Bale de Londres e aristocrático oficial encontram-se durante bombardeio, apaixonam-se e marcam o casamento. Mas ele desaparece no campo de batalha e ela o julga morto.

Coronel Redl (Oberst Redl). Direção de István Szabó, 1985, Alemanha/Hungria/Áustria, 149 min.Jovem de origem humilde, usando as pessoas, faz carreira de oficial do Império Austro-Húngaro, nos anos anteriores à I Grande Guerra, mas sua ascensão o torna cada vez mais vulnerável.

Galliponi (Galliponi). Direção de Peter Weir, 1981, Austrália, 110 min.Em 1915, durante a I Grande Guerra, dois corredores australianos tornam-se amigos ao ingressar na Brigada Ligeira. Após um período de treinamento no Cairo, desembarcam na península turca de Gallipoli e participam da batalha de Nek. Baseado em fato real.

Johnny vai à Guerra (Johnny Got His Gun). Direção de Dalton Trumbo, 1971, Estados Unidos da América, 87 min.Johnny vai à guerra e, numa explosão, perde os braços, as pernas e todo o rosto: boca, nariz, olhos, ouvidos. Vive sua agonia num hospital militar, sem poder ver, ouvir, falar, cheirar - apenas "sente". Mesmo assim, tenta o impossível: comunicar-se. Filme originalíssimo, dos mais comoventes manifestos do cinema contra o absurdo da guerra.

Lawrence da Arábia (Lawrence da Arabia). Direção de David Lean, 1962, Inglaterra, 206 min. A vida do lendário arqueólogo, militar e escritor. T.E. Lawrence, que se encantou pelo mundo árabe e renunciou a uma brilhante carreira no Exército britânico para comandar tropas árabes contra a Turquia na I Grande Guerra.

1900 (Novecento). Direção de Bernardo Bertolucci, 1977, Itália/França/Alemanha, 243min.Dois jovens italianos, um camponês e um herdeiro de latifundiários, seguem rumos diferentes durante a I Grande Guerra. Mais tarde, ao se reencontrarem, durante a ascensão do fascismo, descobrem que a amizada não é mais possível.

Nada de Novo no Front (All Quiet on the Western Front). Direção de Lewis Milestone, 1930, Estados Unidos da América, 105 min.Baseado no famoso romance de Erich Maria Remarque, um dos filmes mais expressivos sobre a guerra de 1914/18. Um retrato dos adolescentes que morreram nos campos de batalha.

Revolução Russa

Assassinato do Tzar (Assassin of the Tzar). Direção de Karen Shakhnazarov, 1992, Rússia/Inglaterra, 100 min.Doente mental afirma ser o assassino do czar Nicolau II e de toda a sua família. Mistura de ficção e realidade que examina com originalidade - e também com excessiva frieza - um dos mais sangrentos e polêmicos episódios da Revolução Russa.

Outubro (Oktyabre). Direção de Sergei M. Eisenstein, 1928, União Soviética, 103 min.Reconstrução da Revolução de Outubro de 1917, realizada pelo cineasta russo que nelas desenvolveu novamente suas inovadoras teorias de montagens. O roteiro foi inspirado no best-seller do jornalista militante Jonh Reed, Os Dez Dias que Abalaram o Mundo.

Reds (Reds). Direção de Warren Beatty, 1981, Estados Unidos da América, 200 min.Jornalista norte-americano, Jonh Reed, decide ir para a Rússia na companhia da mulher, Louise, e escreve Os Dez Dias que Abalaram o Mundo, livro sobre a Revolução de Outubro de 1917. Biografia entrecortada por depoimentos de pessoas famosas que conheceram Reed e Louise.

Encouraçado Potemkin (Bronenosets Potemkin). Direção de Sergei M. Einsenstein, 1925, União Soviética, 65 min.Em 1925, marinheiros do encouraçado soviético revoltam-se quando lhes é servida carne podre. Obra encomendada a Einsenstein para comemorar os 20 anos de revolução de 1905 e que, em suas mãos, se converte em sinfonia de imagens surpreendentes.

Doutor Jivago (Doctor Zhivago). Direção de David Lean, 1965, Estados Unidos da América, 198 min.Médico e poeta de família burguesa procura manter seus ideais liberais durante a Revolução e a Guerra Civil soviéticas.

Socialismo Soviético

Arrependimento sem Perdão (Repentir). Direção de Tengiz Abuladze, União Soviética, 1987, 115 min.Na Rússia, político mão-de-ferro de uma cidade do interior é morto, mas seu corpo precisa ser constantemente exumado para que não reapareça. Realizado antes da glasnost, mostra de forma alegórica as dificuldades de enterrar o passado stalinista.

Moscou não Acredita em Lágrimas (Moscow Does Not Believe in Tears). Direção de Vladimir Menshov, 1979, União Soviética, 150 min.Três mulheres saem do interior da União Soviética para tentar a vida em Moscou.

O Círculo do Poder ( The Inner Circle/ Il Proiezionista), 1991, Estados Unidos da América/Itália, 132 min. Projecionista de filmes da KGB é contratado para trabalhar com exclusividade para Stalin. Baseado na história verídica de Ivan Sanshin, apresenta bela reconstituição de época.

Stalin (Stalin). Direção de Ivan Passer, 1992, Estados Unidos da América/Hungria, 173 min.A trajetória do ditador russo Joseph Stalin, desde a abdicação do czar, em 1917, até sua morte em 1953.

Fascismos

A Nação do Medo (Fatherland). Direção de Christopher Menaul, 1994, Estados Unidos da América, 106 min.Vinte anos após ter vencido a guerra e dominado a Europa, a Alemanha está prestes a assinar um acordo de paz com os EUA. No entanto, detetive alemão e jornalista norte-americana investigam misterioso assassinato de oficial nazista, que pode acabar com o encontro entre Hitler e JFK. Baseado em livro de Robert Harris.

Conspiração ao Poder (Mussolini and I) Direção de Alberto Negrin, 1985, França/Itália/Inglaterra, 130min.A última fase do governo de Benito Mussolini, vista sob a ótica de sua filha, Edda Ciano, mostrando suas desavenças com o genro, conde Galeazzo Ciano, sua dúbia amizade como Adolf Hitler e o final ignóbil.

Delito Matteoti (Il Delitto Matteoti). Direção de Florestano Vancini, 1973, Itália, 118 min. Em 1924, fascistas seqüestram e matam o deputado italiano Giacomo Matteoti, secretário-geral do Partido Socialista e combativo adversário dos métodos violentos dos adeptos de Mussolini.

Mephisto (Mephisto). Direção de István Szabó, 1981, Hungria/Alemanha/Áustria. 135 min.Hendrik Höfgen, um ator alemão, começa sua carreira em Hamburgo nos anos 20 e se engaja na elaboração do "teatro para o povo", movimento que marcou a renovação das artes cênicas do país na época. Mas com a ascensão do nazismo, vai mudando gradualmente de lado e chega a diretor do importante Teatro Estatal de Berlim, sob a proteção de um dos mais poderosos chefes do regime hitlerista.

O Conformista (Il Conformista). Direção de Bernardo Bertolucci, 1971, Itália/França/Alemanha, 115 min. Durante a época fascista na história da Itália, um jovem intelectual vive um caso homossexual traumático. O episódio exacerba seu conformismo político. Para provar o seu apoio ao regime, ele tenta matar um velho professor de idéias liberais.

O Escarlate e o Negro (The Scarlet and the Black). Direção de Jerry London, 1983, Itália/Estados Unidos da América, 119 min.
Durante a ocupação nazista na Itália, monsenhor ajuda prisioneiros aliados a fugir e enfrenta agente da Gestapo.

O Grande Ditador (The Great Dictator). Direção de Charles Chaplin, 1940, Estados Unidos da América, 125 min.Sósia judeu toma o lugar de violento e belicoso ditador. Primeiro filme sonoro de Carlitos que parodia o racismo dos nazistas, a virulência da política hitlerista e faz um emocionado apelo à paz.

O Jardim dos Finzi-Contini (Il Giordino dei Finzi-Cotini). Direção de Vittorio De Sica, 1970, Itália/Alemanha, 95 min.Em 1938, rica família judia-italiana tenta viver em pleno fascismo como se não existisse o perigo dos campos de concentração, até que se torna tarde demais para continuar escapando à perseguição.

O Ovo da Serpente (The Sperpent's Egg). Direção de Ingmar Bergman, 1978, Alemanha/Estados Unidos da América, 120 min.Relacionamento entre um trapezista norte-americano, de passagem por Berlim, e uma cantora de cabaré sintetizam os conflitos do povo alemão, no momento de decadência econômica e desesperança que antecedeu à ascensão de Hitler.

Roma cidade aberta (Roma, Cittá Aperta). Direção de Roberto Rossellini, 1946, Itália, 94 min.No final da ocupação nazista de Roma (então declarada "cidade aberta", para evitar bombardeios aéreos), durante a II Guerra, grupo de resistentes comunistas tenta escapar da Gestapo auxiliado por padre católico.

A 2ª Guerra Mundial

A Cruz de Ferro (Cross of Iron). Direção de Sam Peckinpah, 1977, Inglaterra/Alemanha, 133 min.Companhia alemã na frente russa em 1943, comandada pelo sargento Steiner, é designada para as missões mais difíceis.

A Lista de Schindler (Schindler's List). Direção de Steven Spielberg, 1993, Estados Unidos da América, 195 min. Durante a II Guerra Mundial, industrial salva centenas de judeus poloneses do extermínio ao empregá-los em sua fábricas de panelas patrocinadas tanto por judeus, como depois, pela Gestapo.

A Ponte do Rio Kwai (The Bridge on the River Kwai). Direção de David Lean, 1957, Estados Unidos da América, 161 min.Um comandante britânico, rígido e orgulhoso, lidera um grupo de prisioneiros japoneses na Birmânia, durante a II Guerra Mundial. Submetidos a duro tratamento, os presos são induzidos a construir uma ponte que servirá militarmente ao inimigo - e o comandante quer construí-la logo e bem, como prova da superioridade de seus homens.

Império do Sol (Empire of the Sun). Direção de Steven Spielberg, 1987, Estados Unidos da América, 154 min.Durante a ocupação da China por tropas japoneses, em 1941, menino inglês, rico e mimado, perde-se dos pais e sofre de fome e encarceramento.

Massacre em Roma (Reppresaglia/Massacre in Roma). Direção de George Pan Cosmatos, 1973, Itália/França, 100 min. Atentado da resistência antifascista contra soldados nazistas gera, em represália, a execução de 325 civis italianos, determinada pelo próprio Hitler. Versão semi-documental de fato verídico no final da II Guerra. Relato seco e polêmico sobre o horror da guerra, sem disfarçar a omissão a Igreja no episódio.

Mac Arthur (The Rebel General Mac Arthur). Direção de Joseph Sargent, 1977, Estados Unidos da América, 144 min.Durante a II Guerra Mundial, o general Douglas Mac Arthur consegue o respeito de seus comandados na Frente do Pacífico, mas também relações tensas com seus superiores, os presidentes Roosevelt e Truman.

O início do fim (Shadow Makers/ Fat Man and Little Boy). Direção de Roland Joffé, 1989, Estados Unidos da América, 126 min.A história do projeto Manhattan, de 1942 a 1945, através do qual os americanos fabricaram as duas bombas atômicas. Fatos e personagens verídicos num roteiro que se encerra antes das históricas explosões em Hiroshima e Nagasaki, no Japão, em 1945.

Paralelo 49 (49 th Parallel/The Invaders). Direção de Michael Powell, 1941, Inglaterra, 117 min.Sobreviventes aos bombardeio de um navio nazista, na costa canadense, durante a II Guerra, tomam um barco nos Estados Unidos para retornar à Alemanha, tentando provar a superioridade nazista.

Stalingrado - A Batalha Final (Stalingrad). Direção de Joseph Vilsmaier, 1993, Alemanha, 140 min.Em 1942, as forças nazistas empreendem ofensiva em inóspito território soviético. Quatro rapazes com personalidades e expectativas diferentes participam da campanha que levaria a um dos mais sangrentos confrontos da Segunda Guerra Mundial.

Vá e Veja (Idi i Smotri). Direção de Elem Klimov, 1984, União Soviética, 122 min.Durante a II Guerra Mundial, adolescente se engaja na resistência contra nazistas e perde parentes e amigos, amadurecendo prematuramente. Comovente drama que mostra mais uma vez o absurdo da guerra, desta vez sob o ponto de vista de um garoto.

A Guerra Fria

A história secreta da CIA (Faccia di Spia). Direção de Guiseppe Ferrara, 1975, Itália, 105min.Registro de ações internacionais da CIA, o serviço secreto norte-americano. Quase documentário, com cenas de arquivo e reconstituição histórica a partir de relatos que a produção afirma verdadeiros.

Black Rain (Kuroi Ame) Direção de Shohei Imamura, 1989, Japão.
Vida e morte de uma família de vizinhos da chuva radioativa produzida após o bombardeio atômico de Hiroshima.

Cidadão Cohn (Citizen Cohn). Direção de Frank Pierson, 1992, Estados Unidos da América, 111 min.Nos EUA, no início dos anos 50, advogado ambicioso e inescrupuloso participa ativamente, com o senador McCarty, da caça aos comunistas. Na sua fascinação pelo poder, Roy Cohn, que era homossexual, expôs seus próprios amigos, como os poderosos J. Edgar Hoover, do FBI, e o venerável cardeal Spellman



Daniel (Daniel). Direção de Sidney Lumet, 1983, Estados Unidos da América, 130 min.Os traumas sofridos pelos filhos de Julius e Ethel Rosemberg, casal condenado à morte por espionagem, durante o macarthismo. Baseado no livro de Daniel, de E.L. Doctorow, é uma crítica a sociedade americana, retratando em estilo documental a vida adulta dos filhos do casal, jovens atuantes no movimento estudantil no final dos anos 60 e seus problemas psicológicos.

Dr. Fantástico (Dr. Strangelone or how I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb). Direção de Stanley Kubrick, 1964, Inglaterra, 93 min.General americano paranóico coloca em risco a paz mundial ao ordenar ataque nuclear à URSS. Excelente comédia política realizada em raro momento de humor negro

Hiroshima - A Guerra da Sobrevivência (Hiroshima: out of teh Ashes). Direção de Peter Werner, 1990, Estados Unidos da América, 90 min.Após a explosão da bomba atômica em Hiroshima, durante a II Guerra Mundial, habitantes buscam socorro para sobreviver e procuram por parentes desaparecidos. Um dos mais comoventes retratos dos males causados pelo ataque que provocou a rendição dos japoneses.

JFK - A pergunta que não quer calar (JFK). Direção de Oliver Stone, 1991, Estados Unidos das América, 189 min.Depois do assassinato do presidente norte-americano Jonh Fitzgeral Kennedy, em 1963, promotor público levanta a suspeita de que tudo não passou de uma grande conspiração.

Mísseis de Outubro (The Missiles of October). Direção de Anthony Page, 1974, Estados Unidos da América, 154 min.Em outubro de 1962, os Estados Unidos submetem Cuba a um bloqueio naval para forçar os soviéticos a retirarem seus mísseis da ilha. Nikita Krushev, líder da URSS, recusa-se a atender à ordem de Jonh Kennedy, então presidente dos EUA, abalando as relações entre os dois países. A reconstituição do famoso fato histórico mostra os 13 dias em que a URSS e os EUA se confrontaram par causa dos mísseis instalados em Cuba.

U-2 - Vôo Clandestino (Francis Gary Powers: the True Story of the U-2 Spy Incident). Direção de Delbert Mann, 1976, Estados Unidos da América, 100 min.Piloto civil, a serviço da CIA, é derrubado em território soviético e acusado de espionagem. Filme sobre um dos mais importantes acontecimentos da Guerra Fria: a prisão e o julgamento (1960/62) em Moscou de Francis Gary Powers, piloto do avião U-2.

A crise do capitalismo liberal

Annie (Annie). Direção de Jonh Huston, 1982, Estados Unidos da América, 128 min.Durante a depressão americana, uma pequena e simpática órfã passa um semana na casa de um multimilionário nova-iorquino e acaba conquistando seu coração.

Cidadão Kane (Citizen Kane) Direção: Orson Welles, 1941, Estados Unidos da América, 119 min.Dono de império jornalístico murmura a palavra "rosebud" antes de morrer solitário em sua gigantesca mansão; repórter entrevista seus amigos na tentativa de descobrir o significado desta última palavra. Clássico inspirado na vida do empresário Willian Randolph Hearst, que chegou a processar o diretor Welles.

F.I.S.T. (F.I.S.T.). Direção: Norman Jewison, 1978, Estados Unidos da América, 145 min.Em Cleveland, nos anos 30, empregado de uma fábrica se rebela contra o trabalho escravo e se filia ao sindicato dos motoristas de caminhão (F.I.S.T.). Ao longo de trinta anos, ele se tornará um poderoso sindicalista, transformando em realidade as reivindicações de quase três milhões de membros e se envolvendo com o crime organizado.

Mattewan - A Luta Final (Mattewan). Direção de Jonh Sayles, 1987, Estados Unidos da América, 130min.Agente do clandestino Partido Comunista dos EUA chega a Mattewan, pequena cidade interiorana, durante os anos 20, para criar um sindicato entre os mineiros que, durante gerações, são extremamente explorados.

Moderns (The Moderns) Direção: Alan Ruduoph, 1988, Estados Unidos da América, 128 min.Na Paris dos anos 20, artistas e escritores norte-americanos, mecenas e críticos franceses, mantêm entre si relações cordiais, mas traiçoeiras. Com a chegada de um milionário americano e sua mulher, que desperta a paixão de um pintor, também norte-americano, porém pobre, os comportamentos baseados em falsidades explodem. História típico dos artistas daqueles anos, considerados fundadores da modernidade.

O Assalariado (The Hireling). Direção: Alan Bridges, 1973, Inglaterra, 108 min.Nos anos 20, nobre inglesa. traumatizada pela morte do marido. encontra apoio em seu motorista, que se apaixona por ela e pensa poder superar a diferença de classes. História de amor proibido que, apesar das aparências, é um eficiente crítica social.

Os Intocáveis (The Untouchables). Direção Brian De Palma, 1987, Estados Unidos da América, 119min.Durante a vigência da Lei Seca em Chicago, agente federal cerca-se de policiais incorruptíveis para enfrentar Al Capone, o gângster que fazia da cidade seu quintal particular.

O Valor da Vida (My Name is Bill W.) Direção de Daniel Petrie, 1989, Estados Unidos da América, 102 min.Soldado retorna ao lar depois da I Guerra, casa-se e fica rico em Wall Street, até que a crise econômica de 1929 o transforma num homem derrotado, que se apega ao álcool. Um dia ele decide que somente com outros bêbados poderia conseguir cura para si mesmo e começa a promover reuniões de sujeitos fracassados e alcóolatras como ele.

Rosa Luxemburg (Rosa Luxemburg). Direção: Margarette Von Trotta, 1986, Alemanha, 122min.Biografia da militante, oradora e teórica marxista Rosa Luxemburg, judia-polonesa que liderou a revolução socialista (spartakista) na Alemanha em novembro de 1918, sendo assassinada no ano seguinte pela monarquia juntamente com a social-democracia alemã.

Wall Street (Wall Street). Direção: Oliver Stone, 1987, Estados Unidos da América, 124 min.Milionário que enriqueceu especulando na Bolsa, ensina os segredos a jovem e ambicioso corretor. Mas o pai do rapaz, líder sindical, desaprova sem comportamento. Parábola sobre a amoralidade do capitalismo financeiro, inspirada em fato real.

Cultura e política nos anos críticos

Alexandre Nevsky (Alexsandr Nevskii). Direção de Sergei M. Eisenstein, 1938, União Soviética, 112 min.
No século XVIII, em grandiosa aventura nas estepes, príncipe russo derrota invasores germânicos. Impressionante beleza plástica, sobretudo diante dos limitados recursos técnicos de época.

... E o Vento Levou (Gone With the Wind) Direção de Victor Fleming, 1939, Estados Unidos da América, 220 min.
A saga da bela e determinada sulista Scarlet O'llara, em meio a Guerra Civil norte-americana.

Rebecca, a Mulher Inesquecível (Rebecca). Direção de Alfred Hitchcock, 1940, Estados Unidos da América, 130 min.
A nova mulher de um aristocrata é pertubada de diversas formas por retratos relacionadsos à falecida esposa do marido. Oferece peculiar clima de tensão ao trabalhar com a força da lembrança e da comparação em antagonismo como condura.

O Anjo Azul (Der Blaue Engel), Direção de Josef Von Sternberg, 1930, Alemanha, 98 min.
Velho professor critica cantora de cabaré por perturbar seus alunos, mas acaba se deixando atrair por ela.

Os Dez Mandamentos (The Ten Commandments). Direção de Cecil B. De Mille, 1956, Estados Unidos da América, 220 min.
A história de Moisés, do nascimento no Egito à liderança do povo judeu rumo à Terra Prometida.

Em Busca do Ouro (The Gold Rush). Direção de Charles Chaplin, 1925, Estados Unidos da América, 82 min.
Carlitos vai ao Alasca participar da corrida do ouro, fica rico e encontra mulher de sua vida. Sucessão genial de quiproquós, com momentos inesquecíveis, entre os quais Carlitos, tentando matar a fome com a sola de seu próprio sapato e a "dança dos pãezinhos", mostra seu domínio absoluto da pantomina.

Metrópolis (Metropolis) Direção de Fritz Lang, 1926, Alemanha, 136 min.
No século XXI, trabalhadores vivem em subterrâneos e veneram como santa uma garota chamada Maria; um cientista cria em laboratório um "clone" de Maria, que os inscita contra os patrões.

American Clock - o fim do Sonho Americano (The American Clock) Direção de Bob Clark, 1993, Estado Unidos da América.
Adaptação da peça de Arthur Miler sobre o sofrimento e as privações de uma famíllia americana durante os anos da Grande Depressão.

A Noite dos Desesperados (They Shoot Horses, don't They?) Direção de Sydney Pollack, 1969, Estado Unidos da América, 121 min.
Em plena época da Depressão norte-americana dos anos 30, uma maratona de dança serve de microcosmo para uma visão crítica da sociedade e seus métodos de iludir o cidadão.

Chinatown (Chinatown). Direção de Roman Polanski, 1974, Estados Unidos da América, 130 min.
Detetive particular contratado por misteriosa mulher acaba se metendo em mil aventuras, cada vez mais intricadas, envolvendo especulação imobiliária, corrupção e mortes. Produção ambientada na Los Angeles dos anos 30.

Era uma Vez na América (Once Upon a Time in America). Direção de Sergio Leone, 1994, Estados Unidos da América, 227 min.
A formação da máfia judaíca na ilha de Manhattan, Nova York.

Julia (Julia) Direção de Fred Zinnemann, 1977, Estados Unidos da América, 118 min.
A história da vida da escritora Lilian Hellman contada a partir de livro sua autoria. Mas a figura central da narrativa é Julia, a amiga querida da autora, inesquecível personagem que participou ativamente dos movimentos políticos e sociais de resistência europeus nos conturbados anos 30.

Liberdade (Libertarias). Direção de Vicente Aranda, 1996, Espanha, 121 min.
Em 1936, freira foge para bordel quando explode a Guerra Civil Espanhola. Um grupo de guerrilheiras, porém, invade o local e obriga todas as mulheres a participar da luta armada. Nos campos de batalha, passarão por experiência inesquecível.

Os Intocáveis. (The Untouchable). Direção de Brian De Palma, 1987, Estados Unidos da América, 119min.
Durante a vigência da Lei Seca. em Chicago, agente federal cerca-se de policiais incorruptíveis para enfrentar Al Capone, o gângster que fazia da cidade seu quintal particular.

Scarface - A vergonha de uma Nação. (Scarface - The Shame of the Nation). Direção de Howard Hawks, 1932, Estados Unidos da América, 95 min.
Nos anos 30, em Chicago, bandido sanguinário assume o controle do crime organizado, aterroriza os cidadãos e se apaixona pela própria irmã. Causou escândalo e ficou dois anos censurado, especialmente por causa da insinuação de incesto.

Tempos Modernos (Modern Times). Direção de Charles Chaplin, 1936, Estados Unidos da América, 85 min.
Durante a depressão, nos anos 30, Carlitos torna-se operário em uma grande indústria. Líder grevista por acaso, apaixonado por uma jovem órfã. Obra-prima com a qual Chaplin critica a industrialização selvagem, o descaso para com os deserdados da vida em geral e os operários em especial.

Terra e Liberdade (Land and Freedom). Direção de Ken Loach, 1994, Alemanha/Espanha/Inglaterra, 109 min.
Em 1936, jovem inglês de esquerda decide ir à Espanha para enfrentar as forças fascistas. Mas acaba enfrentando também as dissidências internas entre os trabalhadores que morrem estupidamente numa luta absurda. Prêmio da crítica no Festival de Cannes.

Capitalismo, prosperidade e Estado de bem-estar social

Meu tio (Mon Oncle). Direção de Jacques Tati, 1958, França, 116 min.
Solteirão descontraído e vagabundo leva o sobrinho para passeios e enfrenta os cuidados da irmã e do cunhado que querem vê-lo casado e trabalhando. Crônica, às vezes amarga, crítica a modernização e celebra a amizade e as coisas simples que ainda podem existir nas grandes cidades.

A Montanha dos Sete Abutres (Ace in the Hole/The Big Carnival). Direçãode Billy Wilder, 1951, Estados Unidos da América, 110 min.
Num vilarejo, repórter inescrupuloso aproveita acidente para forjar situação dramática, visando ganhar fama. Denúncia atroz da chamada imprensa marron, aquela que vive do sensacionalismo.

Ladrões de Bicicleta (Ladri di Biciclete). Direção de Vittori De Sica, 1947, Itália, 92 min.
A história do desempregado Ricci, cuja bicicleta lhe é roubada no primeiro dia de trabalho. Sem ela, que é instrumento de trabalho, perderá o emprego. Renascimento do cinema das ruínas da II Guerra, mostrando situações do dia-a-dia.

A Doce Vida (La Dolche Vita). Direção de Federico Felini, 1960, Itália/França, 173 min.
Jornalista de origem humilde começa a entrar no mundo da alta sociedade romana e a frequentar os sofisticados bares e cafés da famosa Via Veneto. Painel da sociedade romana do pós-guerra, criticando a hipocrisia das relações entre o catolicismo e o Estado italiano, a estrutura de classes e mostrando o desespero de homens e mulheres.

O Sol é para Todos (To Kill a Mockingbird). Direção de Robert Mulligan, 1962, Estado Unidos da América, 129 min.
Advogado branco no ambiente racista do sul dos EUA defende negro acusado de violentar uma branca. Sensível, realista e comovente história sobre a justiça e humanismo, adaptada de um romance de Haper Lee.

Caçada Humana (The Chase). Direção de Arthur Penn, 1966, Estados Unidos da América, 135 min.
Prisioneiro fugitivo dirige-se à cidade natal. A notícia afeta radicalmente o cotidiano local. Vigoroso drama que enfoca, em meio a muito álcool e sexo, a decadência da sociedade norte-americana.

Testa de Ferro por Acaso (The Front). Direção de Martin Ritt, 1976, Estados Unidos da América, 94 min.
A pedido de um amigo, rapaz ingênuo e apolítico aceita assinar trabalhos de roteiristas perseguidos pelo marcathismo. Emocionante retrato do anticomunismo histérico dos anos 50, que aproveita no elenco vítimas de perseguições na época.

Assim Caminha a Humanidade (Giant). Direção de George Stevens, 1956, Estados Unidos da América, 210 min.
Problemático empregado de fazenda apaixona-se pela jovem esposa do patrão. A fortuna com o petróleo encontrado em suas terras só o torna ainda mais anti-social.

A Classe Operária vai ao Paraíso. (La Classe Operária va in Paradiso). Direção de Eliso Petri, 1971, Itália, 115min.
Operário perde um dedo em acidente de trabalho e é envolvido em movimento de protesto. Clássico do cinema político italiano, radiografia de um operário, dividido entre as tentações da sociedade de consumo e as convocações da esquerda tradicional.

Amargo Regresso (Coming Home). Direção de Hal Ashby, 1978, Estados Unidos da América, 127 min.
Mulher de oficial ajuda a cuidar dos feridos num hospital e apaixona-se por ex-soldado paraplégico. Retrato dos efeitos da Guerra do Vietnã sobre os combatentes que voltaram para casa.

Escândalo - A História que Seduziu o Mundo (Scandal). Direção de Michael Caton Jones, 1989, Inglaterra, 114 min.
Corista de cabaré na Inglaterra, no final dos anos 50, envolve-se com o então Ministro da Defesa e com o adido soviético. Baseado no "Caso Profundo", escândalo que abalou a Grã-Bretanha e determinou, em 1964, a derrota do Partido Conservador.

Juventude Transviada (Rebel Without a Cause). Direção de Nicholas Ray, 1995, Estados Unidos da América, 111 min.
Retrato da juventude rebelde na década de 50. Adolescentes incompreendidos, ressentindo-se da falta de comunicação com os pais, buscam desesperadamente suas próprias vidas para gozarem alguns momentos de felicidade.

Mississipi em Chamas (Mississipi Burning). Direção de Alan Parker, 1988, Estados Unidos da América, 125 min.
Em Kenoscha, pequena cidade no Mississipi, nos anos 60, dois agentes do FBI - um veterano e cético, o outro jovem e idealista - investiga o assassinato de três pessoas ligadas ao momento de defesa dos direitos civis. Baseado em fatos reais, é um tenso retrato de um vilarejo conservador preso a valores reacionários e uma brilhante denúncia do racismo e da intolerância no sul dos EUA.

O Caso Aldo Moro/Aldo Moro - Herói e Vítima da Democracia. (Il Caso Moro). Direção de Guiseppe Ferrara, 1987, Itália, 110 min.
Em 1978, o primeiro-ministro italiano e presidente do Partido Democrata-Cristão, Aldo Moro é sequestrado pela Brigadas Vermelhas. Após quase dois meses de negociações, e desanimados com a instransigência do governo, os terroristas o matam. O filme registra que Moro foi condenado à morte pelo próprio governo, pelo seu partido e pela organização conhecida como P-Z, temerosos da política conhecida por "abertura à esquerda", criada por Moro.

O Discreto Charme da Burguesia (Le Charme Discret de la Burgeosie). Direção de Luis Buñel, 1972, França/Espanha/Itália, 105 min.
Seis burgueses reunem-se para jantar, mas não conseguem comer porque são sempre interrompidos por acontecimentos espantosos. Obra surrealista da última fase de Buñel, com narrativa vertiginosa que confunde sonho e realidade.

Sindicato dos Ladrões (On the Waterfront). Direção de Elias Kazan, 1954, Estados Unidos da América, 108 min.
Nas docas de Nova York, os conflitos entre os estivadores e as empresas, em meio a casos de corrupção.

Todos os Homens do Presidente (All the President's Men). Direção de Alan J. Pakula, 1976, Estados Unidos da América, 138 min.
Carl Bernstein e Bob Woodward, dois jornalistas do Washington Post, investigam a invasão da sede do Partido Democrata, ocorrida durante a campanha presidencial nos EUA, em 1972. O trabalho deles resultou em uma situação política que obrigou o presidente Richard Nixon, do Partido Republicano, a renunciar em 1974. Drama político e reconstituição do chamado escândalo de Watergate.

Uma história americana (The Long Walk Home). Direção de Richard Pearce, 1990, Estados Unidos da América, 96 min.
Na década de 50, no sul dos EUA, empregada doméstica negra abala as convicções de sua rica patroa branca ao aderir ao boicote aos transportes locais; a comunidade negra reivindica sentar nos ônibus onde bem quissesse.

O mundo socialista: expansão e apogeu

Classe Operária (Moonlighting). Direção de Jerzy Skolimowski, 1982, Inglaterra, 97min.
Quatro trabalhadores poloneses chegam a Londres para trabalhar clandestinamente na reforma da casa do chefe que mora em Varsóvia e lhes paga uma ninharia, mas muito mais do que ganhariam em seu país. Bonita e cruel alegoria sobre o operariado, forçado pela miséria a procurar outro lugar para trabalhar e explorado onde quer que vá. O diretor e roteirista polonês emigrado, mostra no filme o caos político e social da Polônia de 1982.

Complô contra a Liberdade (To Kill a Priest). Direção de Agnieszka Holland, 1988, Estados Unidos da América/França, 116 min.
Com a ascensão do sindicato Solidariedade, padre polonês torna-se símbolo da luta pelos direitos humanos. Seu prestígio irrita o governo e, em especial, um oficial da polícia secreta que planeja eliminá-lo. Baseado na vida do padre Jerzy Popieluszko.

Dramática Travessia (Night Crossing). Direção de Delbert Mann, 1981, Inglaterra, 108 min.
Duas famílias da Alemanha Oriental planejam passar para o outro lado ocidental através de um balão, envolvendo-se em situações carregadas de surpresas e horror. Aventura na época em que o Muro de Berlim ainda significava a divisão das Alemanhas, com história baseada em fatos ocorridos em 1979.

Julgamento em Berlim (Judgment in Berlim/Escape to Freedom). Direção de Leo Penn, 1988, Estados Unidos da América, 92 min.
Para fugir do regime comunista, homem que viajava acompanhado de uma mulher obriga avião polonês, com destino a Berlim Oriental, a pousar em base norte-americana. O fato origina um polêmico julgamento durante o qual um juiz vindo dos EUA sofre pressões políticas.

Os gritos do silêncio (The Killing Fields). Direção de Roland Joffé, 1984, Inglaterra, 141min.
A amizade entre um jornalista americano e seu fotógrafo cambojano que é preso num campo de concentração (comunista) durante a guerra. Baseado em fatos reais da guerra do Camboja, vividos em 1973 pelo repórter Sidney Schanberg do The New York Times, e também pelo intérprete Ngor, médico que sofreu os mesmos dramas do seu personagem.

Sombras da China (Shadow da China). Direção de Mitsuo Yanagimachi, 1990, Estados Unidos da América/Japão/Hong Kong, 102 min.
Em 1976, jovem comunista chinês, insatisfeito como os novos rumos políticos de seu país, foge para Hong Kong. Sua namorada o segue semanas depois, mas eles só voltam a se encontrar após treze anos: ela é uma cantora de cabaré e ele um poderoso e rico empresário.

Tempos de Viver (Huozhe). Direção de Zhang Yimou, 1983, China, 129 min.
Saga familiar chinesa, que cobre o período dos anos 40 aos 70, da história de uma casal que enfrenta todo o tipo de problemas, desde a guerra até a Revolução Cultural de Mao.

Descolonização e lutas de libertação nacional

A Marca do Gavião (The Mark of the Hank). Direção de Michael Audley, 1958, Inglaterra, 83 min.
Jovem político africano educado na Inglaterra, enfrenta vários obstáculos para emancipação de seu povo. O pior dos problemas é seu irmão, líder revolucionário que quer a independência por meio da luta armada.

Batalha de Argel (La Bataglia di Algeri). Direção de Gillo Pontecorvo, 1965, Itália/Argélia, 135 min.
Em 1954, na Argélia, ex-presidiário se associa a uma organização nacionalista que combate o domínio francês. Reconstituição, em forma de documentário, da luta dos argelinos pela sua independência da França, mostrando os anos cruciais da rebelião.

Diên Bien Phú (Diên Bien Phú). Direção de Pierre Schoendoerffer, 1992, França, 140 min.
Em 1954, jornalista americano, há dez anos residente em Hanói, investiga os fatos que levariam ao término da guerra entre a França e a então Indochina (atual Vietnã). O próprio diretor, Schoendoerffer, que foi cinegrafista do exército francês na Indochina, chegou a ser preso pelos vietcongs comandados por Ho Chi Minh.

Havana (Havana). Direção de Milos Forman, 1979, Estados Unidos da América, 121 min.
Na Cuba de 1958, pouco antes da vitória de Fidel Castro sobre Fulgêncio Batista, americano jogador de cartas apaixona-se pela mulher de um líder rebelde.

Gandhi (Gandhi). Direção de Richard Attenborugh, 1982, Inglaterra, 188 min.
A vida e as lutas do líder espiritual e político indiano Mohandas Karamchand Gandhi que liderou seu imenso país na luta para libertar-se do domínio inglês.

Indochina (Indochine). Direção de Régis Wargnier, 1992, França, 154 min.
A partir dos anos 30, durante a ocupação francesa na Indochina, a saga de uma proprietária de seringal e de sua filha adotiva, ambas apaixonadas pelo mesmo homem. Épico que procura conciliar romance e as implicações políticas da colonização francesa na Indochina.

Nascido para Matar (Full Metal Jacket) Direção de Stanley Kubrick, 1987, Estados Unidos da América, 116 min.
Após treinamento insano, grupo de soldados é envidado ao Vietnã, em 1968, passando a enfrentar os horrores da guerra.

O Ano que Viveremos em Perigo (The Year of Living Dangeronsly). Direção de Peter Weir, 1983, Austrália, 115 min.
Em 1965, pouco antes do golpe que tentou derrubou o presidente Sukarno, um inexperiente jornalista australiano chega a Jacarta para cobrir o que parece ser o fim de uma ditadura. Intrigante drama político, o filme é feliz na recriação da atmosfera de turbulência em que viva a Indonésia.

Platoon (Platoon) Direção de Oliver Stone, 1986, Estados Unidos da América, 120 min.
Universitário que combate no Vietnã narra seus traumas, pesadelos e horrores em cartas enviadas à avó distante. Fruto das experiências vividas pelo diretor na guerra, é o próprio inferno revivido por um grupo de mariners que se engaja na loucura e na mais plena violência, tentanto sobreviver.

Um grito de liberdade (Cry Freedom). Direção de Richard Attemborough, 1987, Inglaterra, 157min.
A história real de Steve Biko, jovem líder negro em luta contra o apartheid na África do Sul, vista sob a ótica de um jornalista branco que se conscientiza aos poucos da situação e também é perseguido. Baseado em dois livros de Donald Woods.

América Latina: dependência, ditaduras e guerrilhas

A Casa dos Espíritos (The House of the Spirits). Direção de Bille August, 1993, Alemanha/Portugal/Dinamarca, 145 min.
As quatro gerações de uma família, os Truebas, mostrando painel histórico de seu país, o Chile, durante quase 50 anos (1926/73).

A História Oficial (La Historia Oficial). Diretor de Luiz Puenzo, 1985, Argentina, 112 min.
Na Buenos Aires de 1983, casal vive em paz com a filha adotiva, até que amiga chegada do exílio revela o absurdo do regime militar argentino.

Chove sobre Santiago (Il Pleut sur Santiago). Direção de Helvio Soto, 1975, França/Bulgária, 110 min.
Recriação de episódios ocorridos no Chile, em 1973, quando os militares derrubaram e assassinaram o presidente Salvador Allende, instalando a ditadura do General Augusto Pinochet. O diretor, à época exilado, rodou o filme na Bulgária.

Estado de Sítio (Etat de Siège) Direção de Constantin Costa-Gravas, 1973, França, 120 min.
A partir de um fato político real - o seqüestro e assassinato do diplomata-espião norte-americano Dan Mitrione, por grupos de esquerda no Uruguai - o diretor retrata o cenário tenso e de medo vindo por vários países da América Latina, como sequestros, torturas, assassinatos e intimidações.

Lamarca. Direção de Sérgio Rezende, 1994, Brasil, 130 min.
Em 1964, capitão do Exército brasileiro deserta e passa a atuar em grupos da esquerda armada. Reconstituição da caçada dos órgãos de repressão a Carlos Lamarca, morto em 1971 no interior da Bahia.

Latino (Latino). Direção de Haskell Wexler, 1985, Estados Unidos da América, 105 min.
Veterano de guerra de origem latino-americana treina tropas anti-sandinistas para combater o regime da Nicarágua. Casualmente, se apaixona por nicaraguense e decide abandonar sua tarefa.

Prá Frente Brasil. Direção de Roberto Farias, 1983, Brasil, 105 min.
Suspense político de grande repercussão na época do lançamento, por denúnciar a repressão paramilitar. A história é ambientada durante a Copa de 1970.

Salvador, o Martírio de um Povo (Salvador). Direção de Oliver Stone, 1986, Estados Unidos da América, 123 min.
As experiências do jornalista Richard Boyle nos conflitos políticos-ideológicos de El Salvador em 1980/81.

Tangos, o Exílio de Gardel (Tangos, el Exílio de Gardel), 1985, Argentina/França, 119 min.
Exilados argentinos em Paris planejam montar um espetáculo sobre Carlos Cardel e, paralelamente, revivem as lembranças da terra natal distante e os projetos de vida interrompidos pela ditadura militar na Argentina.

Uma Canção para Carla (Carla's Song). Direção de Ken Loach, 1996, Inglaterra/Alemanha/Espanha, 127 min.
Motorista de ônibus escocês apaixona-se por jovem nicaragüense. Decidido a conquistá-la, parte com ela para a Nicarágua onde enfrentará os horrores da guerra civil, no início dos anos 80.

O mundo árabe e as guerras árabe-israelenses

A História de Hanna (Hanna's War). Direção de Menahem Golan, 1988, Estados Unidos da América, 148 min.
No verão de 1937, a jovem Hanna Senesh, filha de um famoso poeta húngaro vítima do antisemitimso, vai trabalhar em uma fazendo agrícola na Palestina. Admitida posteriormente como oficial da Força Aérea Britânica, volta para a Hungria, com nova identidade, para lutar contra os invasores nazistas e tentar salvar sua família.

Cartel de Rasdjani (Union Sacrée/ Brother in Arms). Direção de Alexandre Arcady, 1989, França, 110 min.
Dois policiais, um árabe e um judeu, precisam superar suas divergências histórico-religiosas para combater o líder de uma fanática organização terrorista árabe em Paris e Marselha.

Exodus (Exodus). Direção de Otto Preminger, 1960, Estados Unidos da América, 213 min
Baseado no best-seller de Leon Uris, o filme expõe os problemas vividos por judeus nos seus conflitos com os árabes ás vésperas da criação do Estado de Israel.

Golda (A Woman Called Golda). Direção de Alan Gibson, 1982, Estados Unidos da América, 200 min.
A vida e a carreira política da primeira-ministra Golda Meir, de Israel.

Hanna K (Hanna K) Direção de Constantin Costa-Gavras, 1983, França, 108 min.
Drama sobre uma advogada dividida entre o ex-marido, um israelense, e a defesa de um terrorista palestino.

O Longo Caminho de Volta. Direção de Mark Jonathan Harris, 1997
Documentário sobre os refugiados judeus entre 1945, fim da Segunda Guerra Mundial, e 1948, ano de fundação do Estado de Israel. Vencedor do Oscar de melhor documentário de 1998.

O Silêncio do Palácio (Les Silences du Palais). Direção de Moufida Tiatli, 1994, França/Tunísia, 127 min.
Cantora de 25 anos volta ao palácio onde foi criada - ela era filha de uma empregada. Ao saber da morte do príncipe, recorda momentos do seu passado. Drama sensível sobre a condição da mulher na Tunísia.

Pânico em Munique (21 Hours at Munich). Direção de William A. Graham, 1976, Estados Unidos da América, 100 min.
Nas Olimpíadas de 1972 em Munique, Alemanha, terroristas da OLP (Organização para a Libertação da Palestina) penetram nos alojamentos para matar alguns atletas e treinadores de Israel, dando origem a intensa movimentação policial e política.

Sadat (Sadat). Direção de Richard Michaels, 1983, Estados Unidos da América, 140 min.
A vida de Anuar El Sadat, o líder egípcio sucessor de Gamal Abdel Nasser, com os mais importantes acontecimentos históricos egípcios, inclusive a Guerra dos Seis Dias, a Guerra do Yom Kippour e os Acordos de Camp David.

1968: Rebeliões e utopias

A Primeira Noite de um Homem (The Graduate) Direção de Mike Nichols, Estados Unidos da América, 1967, 105 min.
Jovem recém diplomado é seduzido e iniciado sexualmente por mulher de meia-idade, por cuja filha ele mais tarde se apaixona.

2001 - Uma Odisséia no Espaço (2001: A Space Odyssey). Direção de Stanley Kubrick, Inglaterra, 1968, 141 min.
Durante expedição a Júpiter, o computador HAL 9000 tenta assumir o controle da nave e vai eliminando aos poucos a tripulação. O objetivo da viagem era investigar um misterioso monolito negro que parecia emitir sinais de outra civilização.

Submarino Amarelo (Yellow Submarine). Direção de George Durning, 1968, Inglaterra, 85 min.
Em Papperland (Terra da Pimenta), onde todos são felizes, surgem os cruéis Blue Meanies, que não contam com a chegada dos Beatles em um submarino amarelo.

O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro. Direção de Glauber Rocha, 1969, Brasil, 95 min.
Antônio das Mortes participa da luta entre São Jorge (o Santo Guerreiro) e um coronel (o Dragão da Maldade). Desconcertante mistura da ópera, macumba, faroeste e cordel.

Fome de Amor. Direção de Nelson Pereira dos Santos, 1968, Brasil, 73 min.
Quatro pessoas se encontram em linha do litoral fluminense, na casa de veraneio de um cego, surdo e mudo, surgindo entre eles relações de sexo, paixão e ódio.

O Bebê de Rosemery (Rosemary's Baby) Direção: Roman Polanski, 1968, Estados Unidos da América, 1968, 136 min.
Jovem recém chegada suspeita que seu marido, um ator que não hesitaria em vender a alma ao diabo para conseguir um bom papel, mantém contato com vizinhos bruxos, que desejam possuir o filho que espera.

Anos Rebeldes. Direção de Denis Carvalho, Brasil, 1992.
Nos anos 60, estudante politicamente engajado se apaixona pela filha acomodada de um jornalista de esquerda. O romance acompanha cerca de quinze anos da história do Brasil, a partir do golpe de 1964.

A insustentável Leveza do Ser (The Unbearable Lightness of Being). Direção de Philip Kaufman, 1988, Estados Unidos da América, 171 min.
Cirurgião jovem e bem-sucedido, que viveu em Praga nos dias agitados de 68, antes da invasão soviética, mantém romance com artista plástica, mas se casa com garota do interior. A ação tem como cenário a Primavera de Praga, quando a situação política que se instalara na então Tchecoslováquia, com a invasão soviética, trouxe reflexos imediatos na vida dos cidadãos e dos personagens principais.

À Procura da Verdade (Getting Staight). Direção de Richard Rush, 1970, Estados Unidos da América, 124 min.
Ativista político retorna a universidade para exigir de professores e diretores uma postura mais liberal em relação aos alunos.

Malcon X (Malcon X). Direção de Spike Lee, 1992, Estados Unidos da América, 201min.
Trajetória do líder negro americano Malcon X que provocou paixões e ódios na política mundial dos anos 50 e 60.

68 - Conflito de Gerações (68). Direção de Steven Kovacs, 1987, Estados Unidos da América, 99 min.
Doze anos depois da revolução húngara, família de emigrantes tenta sobreviver com restaurante típico em San Francisco. Ambientado em 1968, o roteiro tenta fazer um painel daquele ano relacionando os assassinatos de Robert Kennedy e Martin Luther King, os protestos contra a guerra do Vietnã e a onda hippie com os conflitos familiares: adultério, rebeldia de um dos filhos e homossexualismo assumido.

Hair (Hair). Direção de Milos Forman, 1979, Estados Unidos da América, 121 min.
Na década de 60, um jovem do interior chega a Nova York para se alistar como voluntário no Vietnã, mas encontra um grupo de hippies que tenta convencê-lo do absurdo da guerra.

Panteras Negras (Panther). Direção de Mario Van Peebles, 1995, Estados Unidos da América, 124 min.
A história da origem, ascensão e fim do movimento negro Panteras Negras, durante os anos sessenta. Trajetória dos militantes, a reação do governo norte-americano e o conflito entre as duas forças: a primeira de caráter popular e a segunda repressiva.

Sem Destino (Easy Rider). Direção de Dennis Hopper, 1969, Estados Unidos da América, 94 min.
Dois motoqueiros, Wyatt e Billy (de Wyatt Earp e Billy the Kid, celebrizados pelo gênero faroeste), perambulam por estradas do interior norte-americano. Visão crítica da sociedade norte-americana, denunciando suas manifestações de intolerância e vulgaridade. O mais vigoroso filme inconformista dos anos 60.

Terra em Tanse. Direção de Glauber Rocha, 1967, Brasil, 115 min.
Num país fictício chamado Eldorado, jornalista combate dois políticos candidatos igualmente corruptos: um demagogo e outro conservador.

Violência nas Ruas (Wild in the Streets). Direção de Barry Shear, 1968, Estados Unidos da América, 97 min.
Descontente com o tratamento que recebe dos pais, jovem rebelde torna-se um roqueiro que a TV eleva à condição de líder juvenil. Aproveitando a popularidade, ele se elege presidente dos Estados Unidos e promove uma revolução legal que marginaliza todos os maiores de vinte anos. Esse filme é da época dos movimentos estudantis na França, do poder negro da contestação à Guerra do Vietnã e do LSD.

Crise e desagregação do socialismo

Anna dos 6 aos 18 (Om 6 do 18). Direção de Nikita Mikhálkov, 1993, Rússia, 97 min.
Anna responde em várias ocasiões de sua vida, dos 6 aos 18 anos, às mesmas perguntas: O que mais ama? O que odeia mais? O que amedronta mais? O que você mais quer? Entre cada sessão de respostas, são mostrados fatos recentes da história da União Soviética, como a morte do presidente Leonid Brejnev, a visita de Kissinger ao país, a ascensão de Gorbachev e o fim da URSS.

Cidade Zero (Gorod Zero). Direção de Karen Chakhnazarov, 1988, União Soviética, 100 min.
Engenheiro moscovita viaja para cidade interiorana com a missão de convencer indústria local a fazer mudanças práticas nos aparelhos de ar condicionado que fabrica. Seus planos esbarram na burocracia e sua vida pessoal é envolvida em um misterioso caso de suicídio. Curioso e inteligente filme do período da perestroika, com roteiro surrealista.

Dragões de Sangue (Vanishing Son). Direção de Jonh Nicollela, 1994, Estados Unidos da América, 90 min.
Ao fugir da repressão política na China, dois jovens estudantes emigram para os EUA em busca de uma vida mais digna. Através de uma inteligente combinação de crítica social e filmes de ação, o filme descreve de forma realista a situação dos emigrantes que buscam nos EUA o paraíso da liberdade, mas têm de enfrentar a violência, a corrupção e o racismo.

Guantanamera (Guantanamera). Direção de Tomás Guilierrez, 1995, Cuba/Espanha/Alemanha, 102 min.
Na Cuba atual, a burocracia dominante, com objetivo de economizar combustível, cria normas para os funerais dos cidadãos. Drama debochado e romântico sobre a necessidade que Cuba tem de abrir suas portas para a realidade internacional.

Kolya - Uma Lição de Amor (Kolya). Direção de Jan Suerak, 1996, Tchecoslováquia/França/Inglaterra, 108 min.
Na Theco-Eslováquia de 1988, às vésperas da evasão das tropas russas, violoncelista expulso de sua orquestra ganha a vida tocando em funerais. Consegue, no entanto, um casamento de conveniência, mas logo é abandonado pela mulher que deixa para trás seu filho, que só fala russo.

Meia-Noite em Moscou (Midnight in Saint Petsburg). Direção de Doug Jackson, 1995, Canadá/Inglaterra/Rússia, 90 min.
Grupo de agentes ingleses que trabalha em Moscou nos tempos do mercado livre mete-se numa enrascada ao aceitar a missão de localizar uma carga de plutônio roubada do governo russo.

Taxi Blues (Taxi Blues). Direção de Pavel Louguine, 1990, União Soviética/França, 110 min.
Na Moscou, na época da perestroika, rude motorista de táxi conduz durante toda a noite grupo liderado por um músico bêbado, que acaba lesando-o no pagamento da corrida. No dia seguinte, o taxista o procura, dando início a uma tumultuada relação. O filme é uma longa discussão sobre os antagonismos e as carências entre cidadãos de diferentes classes e posturas, no caso o trabalhador e o artista.

A questão nacional no mundo contemporâneo

América - o Sonho de Chegar (La America). Direção de Gianni Amelio, 1994, França/Itália, 116 min.
Enrico e Fiore tentam fazer fortuna numa Albânia em transição. Precisam de um testa-de-ferro local e escolhem Spiro. Mas descobrem que ele é italiano e perdem a oportunidade. Até que o destino reúne Enrico e Spiro, sob condições precárias, num navio de imigrantes que sonham chegar à América.

Antes da Chuva (Before the rain). Direção de Milcho Manchevski, 1994, França/Macedônia/Inglaterra, 113 min.
Belo e trágico, contemporâneo e atemporal, o filme é centrado numa aldeia da Macedônia, lugarejo ao mesmo tempo belo e insólito, o filme traz questões como o exílio e o retorno às raízes, o racismo e diversas formas de intolerância, o acaso e o determinismo.

Cal - Memórias de um Terrorista (Cal). Direção de Pat O'Connor, 1984, Inglaterra, 98 min.
Jovem católico vive sem perspectivas na protestante Irlanda do Norte. Nega-se a trabalhar com o pai num matadouro, envolve-se com um bela viúva católica e participa da onda de violência gerada pela intolerância religiosa.

Em Nome do Pai (In the Name of the Father). Direção de Jun Sheridan, 1993, Irlanda/Inglaterra/Estados Unidos da América, 132 min.
Jovem irlandês é preso em companhia de três amigos e condenado por um atentado cometido pelo IRA (Exército Republicano Irlandês) nos arredores de Londres. Eficiente denúncia dos abusos cometidos pelo governo britânico nos caso verídico dos "quatro de Guilford".

Rocco e Seus Irmãos (Rocco e i suoi Fratelli). Direção de Luchino Visconti, 1960, Itália, 190 min.
Família de imigrantes do sul da Itália passa por um doloroso processo de desagregação, tentando adaptar-se à vida de uma grande cidade industrial do norte de seu país, Milão.

Um Herói sem Pátria (For Queen and Country). Direção de Martin Stellman, 1988, Inglaterra, 105 min.
Negro ex-combatente da Guerra das Malvinas perde a cidadania inglesa por problemas na imigração. Thriller dramático que mostra uma Inglaterra apolítica, devastada e socialmente implodida.

Um Mundo à Parte (A World Apart). Direção de Chris Menges, 1988, Inglaterra, 113 min.
Em 1963, na África do Sul, jornalista branca e comunista é presa por participar da luta dos negros contra a segregação racial. De consequência dolorosa para toda a família, seu engajamento nem sempre é compreendida pela filha adolescente.

Um Olhar a Cada Dia (To viemma tou Odyssea). Direção de Theo Angelopoulos, 1995, Grécia, 175 min.
Um personagem anda por muitas terras errantes até entrar clandestinamente na Sarajevo sitiada, pois procura resgatar três rolos de filmes rodados no início do século, e jamais revelados. O filme vai revelando uma multidão de seres que vagam de uma fronteira a outra por motivos bem menos artísticos: são crianças, mulheres e homens sem país e sem casa, expulsos pela guerra.

Violência em Belfast (A Quiet Day in Belfast). Direção de Milad Bessada, 1978, Canadá/Inglaterra, 92 min.
Soldado inglês lotado em Belfast namora uma jovem irlandesa cujo irmão, dono de uma casa de apostas, é ligado a terroristas. A vida de todos se transforma num dia repleto de atentados. Oportuno relato da questão irlandesa, rigoroso em detalhes e atento à complexidade do problema.

Globalização e nova ordem internacional

Luta Decisiva (The Big Man) Direção de David Leland, 1990, Inglaterra, 116 min.
Por ter sido preso durante uma greve, mineiro de carvão escocês, de honestidade a toda prova, não consegue arranjar emprego e, constrangido por ser sustentado pela mulher, aceita lutar clandestinamente, envolvendo-se com poderosos marginais. A greve acontecida em 1984 foi uma das conseqüências da política econômica durante o governo de Margaret Thatcher.

O Salário do Medo (Le Salaire de la Peur). Direção de Henri-Georger Clouzot, 1953, França/Itália, 130 min.
Dispostos a arriscar a vida por uma boa remuneração, quatro homens levam carregamento de explosivos pelas precárias estradas da América Central. Um retrato da desesperança de imigrantes europeus diante das miseráveis condições de vida em Honduras, em contraste com o emergente imperialismo norte-americano na exploração das riquezas de um país pobre.

Permissão para Trair (Gust and Glory: The rise and fall of Oliver North). Direção de Mike Robe, 1989, Estados Unidos da América, 115 min.
A carreira de Oliver North, um dos principais implicados no escândalo Irã-contras (entrega de armas aos rebeldes nicaraguenses, através do Irã) durante o segundo governo de Ronald Reagan.

Silkwood, Retrato de uma Coragem (Silkwood). Direção de Mike Nichols, 1983, Estados Unidos da América, 131 min.
Drama que conta o dia a dia numa fábrica e que denuncia os perigos de radiação a que estão sujeitos os trabalhadores em uma usina atômica.

Síndrome Nuclear (Nigthbreajer/Advance Grond Zero). Direção de Peter Markle, 1989, Estados Unidos da América, 100 min.
Neurologista, ao receber homenagem por descobrir aparelho que controla a dor, relembra sua participação involuntária num programa de governo com experiências radioativas.

Terra Estrangeira. Direção de Walter Salles Jr. e Daniela Thomas, 1995, Brasil/Portugal, 100 min.
Depois da repentina morte da mãe, rapaz aceita levar uma encomenda para Portugal em troca de passagem e hospedagem gratuitas. Ao chegar em Lisboa, descobre que o receptor foi assassinado. Retrata a problemática dos imigrantes brasileiros em Portugal a partir da crise deflagrada com o confisco do Plano Collor, mostrando um dupla de jovens errantes tentando buscar suas raízes fora do país.

Um Passo para a Liberdade (The Run of the Country). Direção de Peter Yates, 1995, Inglaterra, 108 min.
Na Irlanda atual, rapaz pobre vive sério atritos com o pai, um sargento da polícia, depois da morte da mãe. A situação se agrava quando ele passa a cortejar uma garota de família rica. Drama familiar que retrata a real situação dos jovens irlandeses sem perspectivas profissionais que buscam lugar nos Estados Unidos.

Virando Adulta (Sweet 15). Direção de Victoria Hodhberg, 1990, Estados Unidos da América, 103 min.
Jovem de ascendência mexicana vive em Los Angeles e pretende comemorar seus quinze anos com uma grande festa. Seus sonhos, porém, logo se desfazem quando descobre que seu pai está ameaçado de deportação por se encontrar em situação ilegal no país. Belo filme sobre a triste realidade de refugiados mexicanos em terras norte-americanas.

Vukovar (Vukovar). Direção de Boro Drascovic, 1995, Iugoslávia, 96 min.
A guerra civil que dividiu a antiga Iugoslávia é o pano de fundo para a história de amor entre a sérvia Anna e o croata Toma. A loucura da guerra é contada a partir da gravidez de Anna, até o momento dramático em que, ao olhar pela mira do rifle, Toma vê sua amada, futura mãe de seu filho, do outro lado da arma.








©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal