Nota de aula prática nº6 – Centros Linfáticos – Prof



Baixar 7.22 Kb.
Encontro24.11.2017
Tamanho7.22 Kb.

Nota de aula prática nº. 6 – Centros Linfáticos – Prof. Paulo Junior



Sistema Linfático

Atribuições:



Tonsilas vs. Linfonodos

  • Tonsilas são agregados de tecido linfóide não encapsulados e localizados no epitélio de superfícies úmidas.

  • Linfonodos possuem cápsula, localização mais interna e vasos aferentes e eferentes.

Os principais troncos linfáticos estabelecem conexões com a grandes veias na entrada do tórax.



Centros linfáticos superficiais





  • Parotídeo: localizado na borda rostral da glândula parótida. Recebe a linfa da região frontal, nasal, orbital e auricular. Carrega a linfa para o l.retrofaríngeo.

  • Mandibular: localizado na borda rostral da glândula mandibular, junto ao ângulo da mandíbula. Recebe a linfa da região nasal, lábios, massetérica, temporal, pálpebra inferior. Carrega linfa para o l. retrofaríngeo.

  • Retrofaríngeo: localizado caudalmente a gld. mandibular. Recebe a linfa da região profunda da cabeça e pescoço e também a linfa dos l. parotídeo e mandibular. Carrega a linfa para um tronco traqueal até a entrada do tórax que leva a linfa até a v. jugular externa.

  • Cervical superficial: localizado na região cranial à escápula. Recebe a linfa da cabeça caudal, superfície lateral do pescoço, membro torácico e parte do tórax. Carrega a linfa para veia subclávia.

  • Axilar: localizado na região axilar, recebe a linfa do membro torácico, parte das paredes torácica e abdominal. Carrega a linfa para a veia subclávia.

  • Inguinal: localizado na região inguinal. Recebe a linfa do membro pélvico proximal, região pélvica ventral (incluindo genitália) e parede abdominal caudal. Carrega a linfa para o l. ilíaco medial.

  • Poplíteo: localizado na fossa poplítea. Recebe a linfa do membro pélvico distal. Carrega a linfa para o l. ilíaco medial.

  • Ilíaco Medial: fica caudal às a. e v. circunflexa ilíaca profunda. Seus eferentes formam a cisterna do quilo que fica em continuidade com o ducto torácico. Tal ducto atravessa do abdômen para o tórax pelo hiato aórtico e finalmente leva a linfa para a veia cava cranial.


Linfonodos no interior da cavidade abdominal (ex.: jejunal, hepático, pancreatoduodenal, esplênico, mesentérico etc.) drenam para a cisterna do quilo.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal