Nome: N° nota



Baixar 268.8 Kb.
Encontro07.10.2019
Tamanho268.8 Kb.




Lista 2

Aluno______________________________________série 7° ano____nº______

Disciplina___História_________________Professora _Luciana Alepique___________________

Data: __02/03/2009______ Data de Entrega __09/03/2009__________


Obs: Utilize sua pasta para arquivar as listas. A resolução deve ser feita no caderno.
Leia o Texto e responda o que se pede:
Armas de guerra e de caça

“No tempo de Carlos Magno, os homens passavam

a maior parte de seus dias guerreando ou caçando.

Sua arma principal era a espada. Ela era entregue

solenemente ao jovem de boa linhagem, depois que

ele desse provas de coragem e força. Em geral, isso

acontecia por volta de seus 15 anos. Com cerca de um

metro de comprimento, a espada tinha gume duplo e

era muito pesada. Para atingir o adversário, o guerreiro

precisava erguê-la com as duas mãos.” (…)

“Nos combates, os guerreiros usavam um capacete

de couro ou de ferro. Protegiam o corpo com uma

cota, túnica munida de placas de metal. Também se

protegiam dos golpes graças a um escudo de madeira

ou de couro, muitas vezes reforçado com ferro.”

“Na caça, utilizavam as mesmas armas que na

guerra (punhais, lanças, arcos e flechas), mas dispensavam

a cota, o capacete e o escudo.” (…)


Ginette Hoffmann; Françoise Lebrun. No tempo de

Carlos Magno. São Paulo: Scipione. p. 37.
Vocabulário

Gume: fio, corte. Espada com gume duplo é aquela que

corta dos dois lados.


1-Carlos Magno importante rei franco, continuou com a relação de reciprocidade dos povos germânicos.

Em que se consistia essa reciprocidade?



A relação de reciprocidade consistia no juramento de fidelidade e obediência feito pelos guerreiros ao seu rei, onde em troca recebiam parte dos bens conquistados por eles em batalha

Carlos Magno manteve com os nobres uma relação baseada na tradição germânica de reciprocidade. Concedia-lhes terras em troca de fidelidade.

2- Os francos faziam parte dos povos germânicos, mas para os romanos eram chamados de “Bárbaros”.

Explique por quê?



Todos os povos que não falavam o latim e não moravam dentro dos limites do Império construídos pelos romanos eram chamados de bárbaros.

3- Quais os valores mais importantes para o povo germânico?

A honra, a bravura e a coragem eram valores importantíssimos para os germânicos

4- Como era a base da sociedade germânica?

A base da sociedade germânica era a família, comandada pelo pai.

5- A sociedade germânica estava dividida em homens livres, semi-livres e escravos. Explique cada um deles.

A sociedade germânica estava dividida em homens livres aqueles que possuíam propriedades, os semi-livres aqueles que não tinham propriedades e pagavam tributos e os escravos prisioneiros de guerra.
Questão
“Hagar, O Horrível”, é uma personagem de autoria de Dik Browne. Hagar é

viking, um dos povos considerados bárbaros que, como os germânicos e os

eslavos, invadiram regiões da Europa que antes pertenceram ao Império



Romano.





a) Segundo a tirinha de humor sugere, o que seria um “encontro de negócios”

para um viking, na Europa medieval?



Uma batalha por território.

b) O que levou os germânicos a invadirem o Império Romano?

Os povos germânicos passaram a serem pressionados pelos hunos, que vinham da Ásia e para fugir desses ataques, foram obrigados a ultrapassar as fronteiras romanas, que estavam desguarnecidas.

c) Sabe-se que o Império Romano foi governado por 18 imperadores. Fale o que fizeram os imperadores Constantino, Teodósio e Otávio Augusto.

O Imperador Constantino unificou a administração do Império, converteu-se ao cristianismo e transferiu a capital para Constantinopla, cidade fundada por ele no Oriente, na antiga colônia grega de Bizâncio.

Teodósio dividiu o Império Romano em Oriente e Ocidente em 395 dC.

Otávio Augusto: foi durante seu império que ocorreu o auge da expansão e prosperidade romana pois ele dedicou-se mais a fortalecer as fronteiras do Império do eu a fazer novas conquistas

d) O Império Romano foi dividido em 395 d.C. Explique as causas e conseqüências dessa divisão?

O Império Romano foi dividido devido à sua grande extensão, dificuldade de proteger suas fronteiras, devidos as revoltas de escravos e por não conseguir controlar suas províncias. Como conseqüência dessa divisão o império foi governado por dois imperadores. A parte Ocidental não sobreviveu devido a crise política, econômica e social que se intensificaram enfraquecendo Roma, invasão dos povos germânicos só o império do Oriente sobreviveu até o século XV.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal