Modelo de instruçÕes de uso aparelho Insuflador de co2 aesculap



Baixar 1.66 Mb.
Página4/6
Encontro18.09.2019
Tamanho1.66 Mb.
1   2   3   4   5   6

FLOW 25
PAINEL FRONTAL


1 - Display do suprimento de gás

2 - Janela para receptor de controle remoto com indicador luminoso

3 - Pré-seleção da pressão desejada (Botões Pressão mais+ Pressão menos -)

4 - Pré-seleção do fluxo de gás desejado com display

5 - Display de pressão real

6 - Display de fluxo real de gás

7 - Conexão de aquecimento de gás com indicador luminoso

8 - Conexão do tubo de insuflação

9 - Display de consumo de gás com botão reajuste

10 - Display de aviso

11 - Plugue de energia

12 - Botão Iniciar/ Interromper com indicador luminoso

PAINEL POSTERIOR



1 - Conexão de Gás

2 - Botão para volume do sinal de aviso

3 - Caixa de fusível

4 - Rótulo de tipo

5 - Porta paralela para impressora

6 - Cabo adaptador para o fornecimento de energia da impressora

7 - Cabo adaptador para entrada de vídeo (VIDEO IN)

8 - Cabo adaptador para entrada de S-VHS

9 - Cabo adaptador para saída de vídeo (VIDEO OUT)

10 - Cabo adaptador para saída de S-VHS (S-VHS)

11 - Conexão para o suporte de cilindro de gás

12 - Saída do sistema automático de vazão

13 - Conexão para equalização potencial



14 - Entrada do aparelho

FLOW 40
PAINEL FRONTAL


1 – Display

2 – Conector para calefação de gás

3 – Conexão do tubo de insuflação

4 – Aumento do fluxo de gás nominal

5 – Diminuição do fluxo de gás nominal

6 – Tecla de reinício (Escape)

7 – Tecla menu

8 – Aumento da pressão nominal

9 – Diminuição da pressão nominal

10 – Tecla de insuflação (START / STOP)

11 – Modo de espera LED (Standby)

12 – Tecla liga / desliga (on / off)

13 - LED


DISPLAY

14 – Display da pressão real

15 – Display do status atual

16 – Símbolo de indicação do fluxo real

17 – Símbolo de indicação do fluxo nominal

18 – Símbolo de aumento do fluxo

19 – Símbolo de diminuição do fluxo

20 – Símbolo de reinício (Reset)

21 – Display do consumo de gás

22 – Símbolo do menu

23 – Símbolo de aumento da pressão

24 – Símbolo de diminuição da pressão

25 – Display da pressão nominal

26 – Display da pressão do gás

27 – Display de funcionamento

28 – Display de funcionamento da calefação


PAINEL POSTERIOR


29 – Interface RS 232

30 – Conector para entrada de sinal de VÍDEO S-VHS

31 – Conector para entrada de sinal de VÍDEO RGB/CSCC

32 – Conector para saída de sinal de VÍDEO S-VHS

33 – Conector para saída de sinal de VÍDEO RGB/CSCC

34 – Conexão de gás

35 – Plug do dispositivo

36 – Porta-fusíveis

37 - Conexão para a ligação equipotencial



4.2 Especificações Técnicas


DESCRIÇÃO

FLOW 20

FLOW 25

FLOW 40

Extensão de Voltagem

100 – 240 V

100 – 240 V

100 – 240 V

Freqüência

50 / 60 Hz

50 / 60 Hz

50 / 60 Hz

Consumo de corrente

24 VA

24 VA

125 VA - Plena carga, con tubo de calefacción

Classe de Proteção

I

I

I

Fusível

T 0,63 A

T 3,15 A (100 – 110V); T 1,6 A (220 – 240V)

T 3,15 A (100 – 110V); T 1,6 A (220 – 240V)

Peso

5,0 kg

12,5 kg

11 kg

Dimensões W x H x L

300 mm x 145 mm x 320 mm

360 mm x 145 mm x 300 mm

305 mm x 185 mm x 340 mm

Componente de Aplicação

BF

BF

BF

Classificação

IIa

IIa

IIa

Normas aplicadas

EN 60601–1 / 60601–1–2

EN 60601–1 / 60601–1–2

EN 60601–1 / 60601–1–2

Ambiente de Operação

10° - 40°c temperatura ambiente

30% - 70% umidade relativa



10° - 40°c temperatura ambiente

30% - 75% umidade relativa



10° - 40°c temperatura ambiente

30% - 70% umidade relativa



Ambiente de Estocagem e Transporte

- 40% ± 70% C temperatura ambiente

10% - 90% umidade relativa



- 40º ± 70º C temperatura ambiente

10% - 100% umidade relativa



- 40% ± 70% C temperatura ambiente

10% - 90% umidade relativa



Emissão sonora

< 40 dB (A)

< 40 dB (A)

< 40 dB (A)

Pressão de Dilatação Selecionável

5 – 25 mmHg

1 – 30 mmHg

1 – 30 mmHg

Pressão abdominal

Fluxo de Gás

Consumo

± 3 mmHg

± 0,5 l/min

± 15%


± 3 mmHg

± 0,5 l/min

± 15%


± 3 mmHg

± 0,5 l/min

± 15%


Insuflação média

CO2 graduação medica (USP)

CO2 graduação medica (USP)

CO2 graduação medica (USP)

Fluxo Máximo de gás

20 L/min (dependendo dos instrumentos usados e jogo de tubos)

25 L/min (dependendo dos instrumentos usados e jogo de tubos)

40 L/min (dependendo dos instrumentos usados e jogo de tubos)

Conexões (opcional)




S-VHS IN/OUT

vídeo IN/OUT

impresora, interfase (porta) paralela

impresora, alimentação de corrente U=6,5V, Imáx=1,6A



RS-232 opcional

S-Video (S-VHS) IN/OUT

Video CSCC (sinal composto de cor) IN/OUT

Video RGB IN/OUT



Entradas/saídas de dados

4.3 Emissões Eletromagnéticas
O Aparelho Insuflador de CO2 Aesculap objetiva ser usado em ambientes como o descrito abaixo. O usuário / operador do dispositivo deve ter certeza que este é operado dentro de tal ambiente.


Medidas de Interferência Emitidas

Complacência

Orientações do Ambiente Eletromagnético

Emissão – HF de acordo com o CICPR 11

Grupo 1

O dispositivo Insuflador de CO2 utiliza energia HF somente para as funções internas. Portanto, a sua emissão HF é muita baixa e por isso improvável que os dispositivos próximos a ele sofram qualquer interferência.

Emissão – HF de acordo com o CICPR

Classe B

O dispositivo Insuflador de CO2 é apropriado para o uso em todos os aparelhos incluindo aqueles em áreas residenciais e aqueles diretamente conectados a uma rede de trabalho de utilidade pública que também supri prédios residenciais.

Emissão de oscilações harmônicas IEC 61000 – 3 - 3

Classe A

Emissão de flutuações de voltagem / trêmula de acordo com o IEC 61000 – 3 - 3

Complacência


Imunidade de Interferência Eletromagnética
O dispositivo Insuflador de CO2 objetiva ser usado em ambiente eletromagnético como descrito a abaixo. O usuário / operador do dispositivo Insuflador de CO2 deve garantir que o dispositivo seja operado dentro de tal ambiente.


Interferência eletromagnética

IEC 60601 – Nível de Teste

Nível de Conformidade

Ambiente eletromagnética – Orientações

Descarga de eletricidade estática. (ESD) de acordo IEC 61000 – 4 – 2.

± 6 Kv descarga de contato
± 8 Kv descarga de ar

Conformidade

O chão deve ser de madeira, concreto ou azulejos de cerâmica. Se a cobertura do chão consiste de material cerâmico, a umidade relativa do ar deve ser de no mínimo 30%.

Interferência elétrica de transição rápida

± 2 kV para cabos de energia AC
±1kV cabos input e output

Conformidade

A qualidade da energia de voltagem deve ser a mesma que a da voltagem de um ambiente típico hospitalar ou escritório.

Oscilação (aumento repentino de voltagem) de acordo com IEC 61000 – 4 – 5

± 1 kV Voltagem push – pull (ativação)

± 1kV Voltagem de modo comum



Conformidade

A qualidade da energia de voltagem deve ser a mesma que a voltagem de um ambiente hospitalar típico ou escritório.

Blackouts, brownouts (blackout parcial), e flutuações do suplemento de energia de acordo com a IEC 61000 – 4 – 11.

<5% Ut *(>95% quebra do Ut) para ½ do período 40% Ut (60% quebra da Ut) por 25 períodos < 5% Ut (>95% quebra do Ut) por 5s

Conformidade

A qualidade da energia de voltagem deve ser a mesma que a voltagem de um ambiente típico hospitalar ou escritório. Se o usuário / operador do Insuflador de CO2 necessitar da continuação da funcionalidade após a interrupção / rompimento é recomendado fornecer o dispositivo com energia de um suplemento de energia ininterrupta.

Suprir campo magnético de freqüência (50/60 Hz) de acordo com a IEC 61000 – 4 – 8.

3 A/m

Conformidade

Campos magnéticos da freqüência de energia principal obedecem aos valores típicos de ambientes hospitalares e escritório.

*Advertência: Ut é a voltagem alternante do cabo elétrico antes de aplicar os níveis de teste.
Orientações e Citações do Fabricante – Imunidade de Interferência Eletromagnética para o dispositivo Insuflador de CO2 Aesculap(Non – life Suport (não mantém as funções vitais)).


Testes de Imunidade de Interferência Eletromagnética

Nível de Teste – IEC 60601

Nível Conformidade

Orientações sobre o Ambiente Eletromagnético

Quantidade de Interferência HF Conduzidas de acordo com o IEC 61000 – 4 – 6
Quantidades de Interferência HF Radiadas

IEC 61000 – 4 - 3



3 Veff

150 kHz a 80 MHz

3 V/m

80 MHz a 2,5 GHz



Conformidade

Dispositivos móveis e portáteis usados em uma maior proximidade com o dispositivo Insuflador de CO2 (icl. cabos / condutores) que a distância recomendada e calculada baseada na freqüência de transmissão e a formula aplicável.

À distância de segurança recomendada:

d = 1,2 √P

d = 1,2 √P para 80 MHz a 800 MHz

d = 2,3 √P para 800 MHz a 2,5 GHz

Com P sendo o emissor medido do transmissor em watts (W) de acordo com a informação fornecida pelo fabricante do transmissor e com a distância de segurança recomendada em metros (m). A força do campo dos transmissores fixos deve permanecer abaixo de todas as freqüências diferentes do nível testado no local. Se operado próximo aos dispositivos rotulados com o seguinte símbolo, a interferência é possível.







Advertência: A maior extensão de freqüência aplica – se em casos de 80 MHz e 800 MHz.

Advertência: Estas orientações não são, provavelmente, aplicáveis em todos os casos. A dispersão da quantidade eletromagnética diferencia dependendo da absorção e reflexão de prédios, objetos e pessoas.
A força do campo de transmissores fixos tais como estações de base de celulares e dispositivos móveis terrestres, estações de rádio, rádio AM e FM. Transmissões de TV não são, teoricamente, 100% previstas. Um estudo do local é recomendado para determinar o ambiente eletromagnético, pois ele pertence aos transmissores fixos. Se a força de campo medida no local de instalação e operação do Insuflador de CO2 exceder os níveis de concordância listados acima, o Insuflador de CO2 deve ser monitorado a fim de documentar, apropriadamente, a funcionalidade e a operação de acordo com o fim a qual é destinado.

A força de campo deve se menor que 3 V/m para uma extensão de freqüência equivalente a 150 kHz a 80 MHz.


Distâncias de Segurança Recomendadas entre os Dispositivos de Telecomunicação Móveis e Portáteis e o Aparelho Insuflador de CO2 Aesculap(Non – Life Support (não matem as funções vitais)


Distâncias de Segurança Recomendadas entre os Dispositivos de Telecomunicação HF Móveis e Portáveis e o Dispositivo Insuflador de CO2.

O dispositivo Insuflador de CO2 objetiva ser usado em ambientes eletromagnéticos onde as quantidades de interferência HF são controladas. O usuário / operador do Insuflador de CO2 pode contribuir para reduzir as emissões eletromagnéticas obedecendo à distância mínima entre os dispositivos de telecomunicação HF móveis e portáteis (transmissores) e o Insuflador de CO2 dependendo da potência de saída do dispositivo de comunicação listado abaixo.

Emissão medida do transmissor (W)

Distância de segurança baseada na freqüência de transmissão (m)

150 kHz 80 MHz

d=1,2 √P

80 MHz 800 MHz

d = 1,2 √P

800 MHz a 2,5 GHz

d = 2,3 √P

0,01

0,12

0,12

0,23

0,1

0,38

0,38

0,73

1

1,2

1,2

2,3

10

3,8

3,8

7,3

100

12

12

23

A distância de segurança, “d” em metros [m], para transmissores com uma emissão medida não listada na tabela acima pode ser calculada aplicando uma fórmula correspondente na coluna respectiva. P é a emissão máx. Medida dos transmissores em watts (W) como especificado pelo fabricante do transmissor.



Advertência: A maior extensão da freqüência aplica – se em casos de 80 MHz e 800 MHz.

Advertência: Estas orientações não são, provavelmente, aplicáveis em todos os casos. A dispersão de quantidades eletromagnéticas diferencia dependendo da absorção e reflexão de prédios, objetos e pessoas.


5. USO INICIAL DO APARELHO
Inspeção inicial

Verificar o aparelho e todos os acessórios imediatamente no ato do recebimento de forma se certificar de que o conteúdo esteja completo e que nada esteja danificado. O fabricante somente aceitará pedidos de compensação que forem encaminhados imediatamente ao representante de vendas ou è empresa de serviço autorizado.


Devolução do aparelho

Se for necessário devolver o aparelho, é exigido o uso da embalagem original. O fabricante não se responsabiliza por danos ocorridos durante o transporte se o dano foi causado por embalagens inadequadas ao transporte. Favor preencher o formulário de devolução anexada no final do manual. Enviar o manual junto com o aparelho. Favor certificar-se de que toda a informação necessária tenha sido fornecida:



  • Nome do proprietário

  • Endereço do proprietário

  • Tipo de aparelho

  • Número de série (ver placa de identificação)

  • Descrição do defeito


Procedimento de preparação do aparelho para devolução
Colocar o aparelho em superfície plana em ambiente seco. A temperatura-ambiente deve ser de 10 ºC a 40ºC (50-104ºF) e a umidade relativa deve estar entre 30% e 75%.
Conexão do suprimento de energia

As especificações do suprimento principal de energia devem obedecer a exigências da IEC, C EC e NEC.

Favor verificar a parte de trás do aparelho (caixa de fusível ou etiqueta do aparelho) para ver que voltagem de funcionamento o aparelho pode tolerar.
CUIDADO!

Determinar se a voltagem disponível corresponde a seu aparelho. Trabalhar com a voltagem errada fará com que o aparelho não funcione corretamente ou pode danificar permanentemente o aparelho.
Plugue de segurança

O cabo do suprimento de energia deve possuir um plugue de segurança. Usar o cabo de energia para conectar o plugue de energia com a tomada do aparelho.


Para usuários americanos

Usar somente um cabo de suprimento de energia destacável, de tipo SJT, mínimo de 18 AWG (medida padrão americana do diâmetro de fios ferrosos), 3 condutores, com uma ponta configurada para a NEMA (National Electrical Manufacturers Association  - Associação Nacional de Fabricantes de Componentes Elétricos) 5-15 e a outra ponta configurada para a IEC 320/CEE22.

A conexão em fio-terra somente será segura se o equipamento estiver conectado a uma tomada hospitalar correspondente.
CUIDADO!

Os componentes eletrônicos não são a prova de explosão. Não utilizar em área onde haja gases inflamáveis.

Equalização potencial

Integrar o aparelho na equalização potencial que corresponda a seu sistema elétrico local.


Conexão de gás

Conectar um cilindro de gás à conexão traseira de gás ou conectar o aparelho ao suprimento de gás central.


CUIDADO!

Nunca usar o cilindro de gás como alça para carregar o aparelho. Isto pode resultar em danos à conexão de gás. O cilindro de gás deve ser colocado sobre o suporte de cilindro de gás todas as vezes.

Sempre usar o cilindro de gás CO2 em posição ereta. Se o cilindro de gás CO2 estiver deitado ou inclinado, pode ocorrer entrada de gás no aparelho, danificando assim o aparelho. A pressão do cilindro de gás CO2 não excede 80 bar/ 1160 PSI.




CUIDADO!

Os cilindros de gás com cano interno ascendente não deve ser usado uma vez que eles podem lançar contaminantes e fluidos óleos no aparelho.
Conexão de gás DIN

Se você estiver usando uma conexão de gás DIN, aparafusar e apertar a porca do aparelho no enroscamento do cilindro de CO2.


Conexão de gás ISO 5145

Se você estiver usando uma conexão de gás ISO, aparafusar e apertar a porca do aparelho no enroscamento do cilindro de CO2.


Conexão de gás Pin Index

Se você estiver utilizando uma conexão de gás pin index, colocar o cilindro de CO2 ao lado e apertá-lo com a roda giratória após posicioná-lo.


Conexão americana de gás

Se você estiver usando uma conexão de gás americana, aparafusar e apertar a porca do tubo de alta pressão no enroscamento da conexão de gás. Conectar a outra ponta do tubo de pressão ao cilindro de gás.


Conexão de gás para suprimento central de gás

Colocar o tubo de alta pressão na conexão de gás e fixar o tubo com um anel de segurança.


AVISO!

Trabalhar somente com CO2 de classificação médica


Alto-falante

Na entrega, o volume ajustado do aparelho é o “volume máximo”. Certificar-se de que este ajuste (o botão fica na parte externa de trás do aparelho) não tenha sido alterada durante o transporte ou remoção do aparelho da embalagem.



6. TESTE DE FUNCIONAMENTO
O teste de funcionamento serve para verificar o aparelho, o conjunto de tubos e os instrumentos que você está usando. Para garantir segurança durante a operação, este teste deve ser realizado antes de cada operação.

Esterilizar os instrumentos reutilizáveis e peças de tubo antes da operação de modo a evitar infecções. Verificar todos os itens descartáveis antes de retirá-los da embalagem para verificar se a embalagem está intacta e se a data de validade não foi ultrapassada.

Utilizar somente conjunto de tubo original e acessórios originais.
Testando o aparelho


  • O aparelho deve estar desligado.

  • Certificar-se de que o suprimento de gás esteja conectado e aberto.

  • Utilizar o interruptor elétrico para ativar o aparelho.

  • O aparelho automaticamente realiza uma "autoverificação". Você ouvirá um sinal curto. O interruptor elétrico, o display de suprimento de gás e os displays digitais irão se acender.

  • Conectar o tubo de insuflação e/ou sistema de aquecimento de gás ao aparelho e à cânula de Veress. Fixar um filtro hidrofóbico (Ilustr.: 8-1).

  • Fechar o torneiro de passagem da cânula de Veress.

  • Selecionar a pressão desejada de 10 mm Hg e taxa 1 de fluxo desejada (1).

  • Iniciar a insuflação (2). Após o máximo de 4 s, o display de pressão real mostra valores que mudam constantemente e a válvula de escape é repetidamente ativada.

  • O fluxo real de gás deve ser de zero.

  • O sinal de aviso ‘Occlusion’ (Obstrução) deve-se acender (3).

  • Interromper a insuflação pressionando Start/Stop (2).


CUIDADO!

Se o fluxo real de gás for mais alto do que ‘0.7’, há um vazamento no sistema. Se isto acontecer, tomar os passos de 6 a 8 para localizar o vazamento.

Bloquear o tubo e repetir passo 5, sem a cânula de Veress. Se os valores estiverem dentro dos níveis toleráveis, deve haver um vazamento na cânula de Veress que você estava utilizando.

Se o vazamento continuar (como descrito no passo 5), remover o tubo e a cânula de Veress e repetir passo 5.

Encerrar a conexão do o tubo de insuflação para este teste.

Se o fluxo real de gás for maior do que ‘0.7’ após 4 s, deve haver um vazamento no aparelho.

Você deve solicitar uma verificação da equipe de manutenção antes de usá-lo novamente.
AVISO!

Nunca trabalhar com um tubo de insuflação, acessório e/ou aparelho que esteja vazando. Isto pode causar medição incorreta dos valores reais de pressão, o que pode causar um aumento descontrolado da pressão no abdômen.



Testando a cânula de Veress

Também é necessário verificar se a cânula de Veress está funcionando apropriadamente antes da operação.



  • Abrir o torneiro de passagem na cânula de Veress.

  • Selecionar taxa 2 de fluxo de gás (min. 10l/min) (1).

  • Pressionar o botão Start/Stop para iniciar a insuflação (2).

  • Quando o torneiro de passagem da cânula de Veress estiver aberto, você deve ver a seguinte mensagem no display (3):

  • Display de fluxo real de gás maior que 2,0 l/min (pulsando)

Uma cânula de Veress suja ou entupida é reconhecível se o fluxo real de gás exibir um valor de menos de 2.0 l/min.

Quando este valor tiver sido atingido, o controle de função é completado com sucesso. O aparelho está testado e pronto para ser usado na sala de operação.
CUIDADO!

Se você descobrir ou suspeitar que o aparelho apresenta defeitos quando você realiza o teste de funcionamento descrito, você deve parar de usar o aparelho até que ele tenha sido reparado por um técnico de serviço autorizado. Isto também é válido se o aparelho não mantiver os níveis de tolerância indicados.
CUIDADO!

Nunca utilizar o aparelho se ele apresentar defeitos muito óbvios, especialmente se esses defeitos envolverem cabos de tomada ou os cabos de conexão do suprimento de energia. Solicite o reparo à equipe de manutenção.

7. USO DO APARELHO DURANTE A OPERAÇÃO
Este capítulo oferece informações gerais sobre o uso deste aparelho. Somente o médico pode avaliar os fatores clínicos relacionados a cada paciente e determinar se o uso deste aparelho é indicado. O médico deve decidir sobre a técnica e procedimento específicos para que se consiga o efeito clínico desejado.

Favor ler cuidadosamente o capítulo Funções de Segurança antes de utilizar o aparelho. O capítulo Funções de Segurança explica todos os atributos de segurança, avisos visuais e acústicos e as mensagens de erro em detalhes.

Para garantir a segurança do paciente, o teste de funcionamento como é descrito no capítulo Teste de Funcionamento deve ser realizado com o aparelho, antes de cada utilização.
7.1 Ativação do aparelho

Usar o plugue da tomada para ativar o aparelho. O aparelho automaticamente realiza um autoteste. Você vai ouvir um sinal curto. O plugue da tomada, o display de suprimento de gás e os displays digitais vão se acender.


O display digital deve mostrar:

  • Pressão desejada: 10 [mm Hg]

  • Fluxo de gás desejado: 1 [l/min]

  • Pressão atual: 0 [mm Hg]

  • Fluxo real de gás: OFF [l/min]

  • Consumo de gás: 0.0 [l]

O display “Veress Cannula” acende-se.


Na entrega, o aparelho é inicialmente programado com os seguintes ajustes:

  • Pressão desejada: 10 [mm Hg]

  • Taxa do fluxo de gás desejado: 1

  • Fluxo de gás desejado: 1 [l/min]

Cada vez que você liga e desliga o aparelho, o aparelho salva o último nível desejado de pressão que foi inserido e mostra este valor no display. A taxa de fluxo de gás desejada que foi pré-selecionada por último no capítulo Menu de Usuário aparece no display.




7.2 Display de Suprimento de Gás

Na entrega, o aparelho é inicialmente ajustado para indicar o nível do suprimento de gás dos cilindros de gás CO2. Se você estiver usando um suprimento central de gás controlado por sistema, você deve usar o capítulo Menu de Usuário para reajustar o display do suprimento de gás para que ele seja compatível com este tipo.

Mesmo que este aparelho seja ajustado para suprimento de gás controlado por sistema, o display de suprimento de gás começa a mostrar a pressão do cilindro de gás novamente (a pressão do suprimento > 15 bar/218 PSI) se você conectar um cilindro de gás.

7.3 Suprimento do Cilindro de Gás

Antes da operacionalização

Conectar o cilindro de gás à parede traseira do aparelho e abri-lo. Ativar o aparelho.
Os indicadores luminosos mostram as seguintes pressões do cilindro de gás:


  • Indicadores bar PSI

  • 5green (5 verde) 50-40 725-580

  • 4 green (4 verde) 40-30 580-435

  • 3 green (3 verde) 30-25 435-363

  • 2 red (2 vermelho) 25-10 363-145

  • 1 red (1 vermelho) 10-5 145-73

  • 1 red blinking (1 vermelho piscando) 5-0 73-0


Durante a insuflação

Se a pressão do cilindro de gás cair abaixo de 25 bar/ 363 PSI durante a insuflação e você esperar que haja um consumo adicional de mais de 20 litros de CO2 durante a operação, trocar o cilindro de gás.

Se a pressão do cilindro de gás cair abaixo de 5 bar/ 73 PSI durante a insuflação, um indicador vermelho do suprimento de gás irá piscar e você ouve um sinal de aviso. Verificar o suprimento de gás.
7.4 Suprimento de gás controlado por sistema

Se você estiver usando um suprimento central de gás controlado por sistema, você deve usar o menu de usuário para reajustar o display do suprimento de gás (capítulo 6) para que ele seja compatível com este tipo.

Para um suprimento de gás central controlado por sistema, uma conexão especial de gás deve ser ligada ao aparelho. Favor contatar o técnico de serviço autorizado para que esta conexão seja instalada.
Antes da operação

Conectar o suprimento de gás à parede traseira do aparelho e abri-lo. Ativar o aparelho.

Os indicadores luminosos mostram as seguintes pressões:


  • Indicadores luminosos bar PSI

  • 5 green (5 verde) >2 >29

  • 3 green/1 red (3 verdes/ 1 vermelho) 2-1 29-15

  • 1 red blinking (1 vermelho piscando) <1 <15


Durante a insuflação

Se a pressão central de gás controlado por sistema cair abaixo de 1 bar/ 15 PSI durante a insuflação, um indicador luminoso vermelho do suprimento de gás vai piscar e você ouve um sinal de aviso. Verificar o suprimento de gás.



7.5 Pré-seleção da Pressão Desejada
Pré-seleção

Você pode pré-selecionar a pressão desejada de 1 a 30 mm Hg. O display de pressão desejada mostra o valor pré-selecionado em mm Hg. Você pode controlar as várias funções como se segue:


Apertar brevemente uma vez o botão Pressure minus (Pressão menos):

  • Redução da pressão desejada em até 1 mm Hg dentro de toda a variação selecionável.

Apertar mais demoradamente uma vez o botão Pressure minus (Pressão menos):



  • Redução contínua da pressão desejada em intervalos de 1 mm Hg dentro de toda a variação selecionável.

Apertar brevemente uma vez o botão Pressure plus (Pressão mais):



  • Aumento da pressão desejada em até 1 mm Hg dentro da variação de 1 a 15 mm Hg.

Apertar mais demoradamente uma vez o botão Pressure plus (Pressão mais):



  • Aumento contínuo da pressão desejada em até 1 mm Hg dentro do intervalo de 1 a 15 mm Hg.

O valor desejado de pressão de 15 mm Hg é um valor-limite. Não se recomenda que você selecione uma variação de pressão desejada acima deste nível. Se você pressionar o botão Pressure plus neste momento, a pressão não vai aumentar mais. O indicador luminoso de cor laranja acende-se, sinalizando que você alcançou o valor limite de 15 mm Hg.

Isto não significa que você tenha alcançado o limite da capacidade do aparelho. Esta é a forma que você tem de chegar além deste valor-limite:

Você tem que pressionar dois botões “Pressure plus” simultaneamente para conseguir valores de pressão desejados, acima do limite de 15 mm Hg.

Esta combinação de dois botões funciona para cada aumento da pressão desejada dentro da variação de 15 a 30 mm Hg e/ou é também válido para o valor máximo que você tiver selecionado de acordo com as instruções do capítulo Menu de Usuário.
7.6 Pré-seleção do fluxo de gás desejado
Modo de fluxo de gás

O aparelho controla o fluxo de gás por meio de dois diferentes modos de operação – modo Veress e modo Trocar.




Insuflação suave – modo Veress

A taxa 1 de fluxo de gás funciona no modo Veress. O modo Veress é destinado a insuflação suave. Ele não permite que a pressão real exceda a pressão desejada mesmo com volumes pequenos (por exemplo, perfuração incorreta na parede abdominal). O display “Veress Cannula” acende-se. O tubo, filtro e instrumento podem reduzir o fluxo de gás em modo Veress.


Compensação para vazamento rápido – modo Trocar

As taxas 2 e 3 de fluxo de gás operam com utilização do modo Trocar. Você pode compensar o vazamento mais rapidamente no modo Trocar. Por meio da tecnologia SAPC (Soft Approach Pressure Control – Controle de Pressão de Aproximação Suave), a pressão real aproxima-se suavemente da pressão desejada.




Pré-seleção

Você pode selecionar a pressão desejada, pressionando brevemente o botão apropriado. O indicador luminoso correspondente acende-se. O display de fluxo de gás desejado mostra o valor pré-selecionado em l/min. Você pode mudar o fluxo de gás durante a insuflação.

Há três taxas de capacidade, as quais são determinadas pelos parâmetros da conexão aberta do tubo de insuflação:


  • Taxa 1: 1l/min (padrão na entrega)

  • Taxa 2: 14l/min (padrão na entrega)

  • Taxa 3: consultar a placa de dados do aparelho, localizada na parte de trás do aparelho

No menu de usuário, você pode ajustar livremente valores diferentes para todas as taxas.


7.7 Botão Start/Stop (Iniciar/ Interromper)

Você inicia o procedimento pressionando brevemente o botão Start/Stop. O indicador luminoso Start/Stop para insuflação acende-se. Os seguintes displays digitais mostram os valores reais:



  • Display de pressão real

  • Display de fluxo real de gás

  • Display de consumo de gás

Se você pressionar o botão Start/Stop novamente, você interrompe a insuflação. O display de fluxo real de gás exibe “OFF”. O valor de pressão real e volume real de gás consumido aparecem no display. O fluxo de gás desejado será reajustado para 1l/min.

Você pode mudar os parâmetros de funcionamento sem qualquer problema durante a interrupção e após ela e você pode reajustar os valores se necessário.
7.8 Display da Pressão Real

A pressão corrente no abdômen é indicada em milímetros de mercúrio (mm Hg).


7.9 Display de fluxo real de gás

O fluxo instantâneo máximo de gás na conexão do tubo de insuflação é indicado em litros por minuto (l/min).

O aparelho opera caracteristicamente com uma alternação constante entre uma fase de fluxo e uma fase de medição.
7.10 Display de Consumo de Gás

O volume de CO2 consumido desde o último ajuste do display é indicado em litros (I).


Reajuste do display de consumo de gás

Você pode reajustar o display de consumo de gás para ‘0.0’ pressionando o botão de reajuste.


7.11 Conexão do tubo de conexão

Conectar o tubo de insuflação à conexão para tubo de insuflação e à cânula de Veress/ trocar. Sempre conectar um filtro hidrofóbico ao tubo de silicone ou usar o tubo de PVC com filtro.

Certificar-se de que o tubo de insuflação e o filtro hidrofóbico sejam compatíveis à sua conexão para tubo de insuflação (ver capítulo Acessórios).

Conector ISO 5356-1

Há um conector macho ISO no aparelho (ISO-M). Conectar o conector fêmea ISO (ISO-W) do filtro ou conjunto de tubo ao ISO-M.



7.12 Ajuste do Volume do Sinal de Aviso

Há um botão na parte traseira do aparelho. Você pode usar este botão para diminuir o volume do sinal de aviso.

As posições do botão têm os seguintes significados:


  • Volume máximo

  • Volume ajustável

  • Utilizar o Menu de Usuário para ajustar o volume da posição “ajustável” do botão.


7.13 Displays de Aviso

Os displays de aviso somente serão iluminados no caso de mal funcionamento ou situação crítica do aparelho. Favor ler o capítulo Funções de Segurança.


7.14 Aquecimento de Gás

O aparelho está disponível com um sistema de aquecimento de gás, reutilizável ou descartável, mas não com ambos.

Com a ajuda do aquecimento opcional de gás, você pode insuflar gás no abdômen em temperatura corporal (37ºC/ 99ºF). Quando você ativar a insuflação, o aquecedor aquece o gás automaticamente.
CUIDADO!

O tubo de aquecimento não deve ser exposto a fontes de calor direto (isto é, a lâmpada da sala de cirurgia) ou temperatura-ambiente excessiva.
O aquecedor reutilizável de gás consiste de:


  • Um tubo de insuflação de silicone com um plugue para o aquecedor de gás

O aquecedor descartável de gás consiste em:



  • Um tubo de insuflação de PVC

  • E um aquecedor de gás com um plugue para o aquecedor de gás.


Conexão

O sistema de autodetecção detectará o aquecimento de gás automaticamente quando o aparelho for ligado e o aquecimento de gás for conectado ao aparelho. O indicador luminoso verde “Gas Heater” (aquecedor de gás) piscará e exibirá que a temperatura desejada ainda precisa ser atingida. O aquecimento reutilizável de gás pré-aquecerá o tubo automaticamente em 33ºC/99ºF.

1. Conectar o filtro diretamente à conexão do tubo de insuflação. Conectar o tubo de insuflação ao outro lado do filtro.

2. Inserir o plugue para o aquecedor de gás à conexão para aquecedor de gás.


7.15 Aquecimento Ligado/ Desligado

Em taxas de fluxo maiores que 1,0 l/min e em temperatura-ambiente de 22ºC/ 72ºF, o aquecedor de gás aquece o gás a uma temperatura de 37ºC/ 99ºF em cerca de 10 minutos. Uma temperatura-ambiente mais baixa ou correntes de ar na área do conjunto de tubos podem estender o tempo necessário para alcançar a temperatura necessária. Um temperatura-ambiente que exceda a temperatura desejada do gás impedirá o funcionamento do aquecedor de gás.

Pressionar o botão Start/Stop para iniciar a insuflação e aquecimento de gás. O indicador luminoso Start/Stop acender-se-á.

O indicador luminoso verde do Aquecedor de Gás irá parar de piscar e continuará aceso quando a temperatura desejada for atingida (±2ºC/ 4ºF).

Pressionar o botão Start/Stop uma segunda vez para desativar a insuflação e reajustar o aquecimento de gás para pré-aquecimento. O indicador luminoso Start/Stop será apagado.

Para tirar completamente a capacidade de aquecimento de gás. Remover o plugue da conexão do aquecedor de gás.


Indicador luminoso vermelho do aquecedor de gás

Caso haja um mal funcionamento no aquecedor (isto é, um corte no fio de aquecimento, conexão folgada), o indicador luminoso vermelho “Gas Heater” piscará.

O indicador luminoso vermelho também piscará se o aquecimento de gás tiver sido desconectado após detecção automática e pré-aquecimento. Desligar o aparelho neste caso para um reajuste total.

A uma temperatura de 39ºC/102ºF, o indicador luminoso vermelho “Gas Heater” será iluminado. O aquecedor de gás interromperá o aquecimento até que a temperatura tenha retornado ao nível desejado. A insuflação não será interrompida.

Verificar o aquecedor de gás com um novo tubo. Se o mal funcionamento ocorrer com o novo tubo também, contatar o técnico de serviço autorizado.
Termômetro” do display de aviso

Caso a temperatura do gás de insuflação exceda 42ºC/ 108ºF 9>5s), o display de aviso “Termômetro” acender-se-á e um sinal de aviso audível será ativado. O aquecimento de gás e a insuflação serão interrompidos.


Remover o conjunto do tubo de insuflação da ponta do trocar.

Remover o plugue para o aquecedor de gás do aparelho.

Selecionar a taxa 1 de aquecimento de gás e pressionar o botão Start/Stop. O aparelho insuflará sem aquecimento de gás.
AVISO!

Gás excessivamente quente no abdômen pode causar a lesões graves.

Permitir que o gás aquecido saia do tubo até que o tubo tenha alcançado uma temperatura igual à da mão.

Continuar a operar sem que o aquecedor de gás seja conectado ou usar um novo conjunto de tubos para aquecedor de gás.

Após a operação, verificar o aquecedor de gás com um novo tubo. Este procedimento é feito com o desligamento do aparelho e após 10 segundos, ligando o aparelho novamente. O aquecedor de gás então funcionará.

Se o mau funcionamento ocorrer também com o novo tubo, contatar o técnico de serviço autorizado.



8. FUNÇÕES DE SEGURANÇA
Sistema automático de escape

Este aparelho é equipado com um sistema de escape automático.


AVISO!

A taxa de escape do sistema automático de escape é limitada. Sempre que você usar fontes de insuflação adicionais, você deve constantemente monitorar a pressão intra-abdominal.

Como fabricante dos aparelhos de insuflação, nós recomendamos que você use de cautela ao usar fontes adicionais de insuflação sem controle de pressão em cirurgias que envolvam cortes minimamente profundos.

Ter em mente que os lasers resfriados com CO2 e irradiadores de argônio criam insuflação adicional que pode resultar em hiperpressão intra-abdominal.

Se o insuflador determinar que a pressão real excedeu a pressão pré-selecionada, o sistema de escape automático será ativado. Os limites exatos (pressão/ tempo) para este dispositivo de segurança estão descritos no Menu de Usuários. O sistema de escape automático reduz a pressão intra-abdominal ao valor pré-selecionado (mais o valor-limite).
Excedendo a pressão desejada

Se a pressão real exceder a pressão desejada em até um mínimo de 5 mm Hg por de 5 segundos, você ouve um sinal contínuo e o display de aviso “Overpressure” (Sobrepressão) acende-se. O aviso para quando a pressão cai abaixo do valor desejado.


Limite de 30 mm Hg

Quando você tiver alcançado uma pressão real de 30 mm Hg, você ouve um sinal de aviso contínuo após 5 segundos e o display de aviso “Sobrepressão” acende-se.


Indicador de pressão do suprimento de gás

Se um indicador luminoso vermelho do suprimento de gás piscar e você ouvir um sinal de aviso, você deve verificar e/ou substituir o suprimento de gás. Este aviso significa que a pressão do suprimento de gás caiu abaixo dos 5 bar/ 174 PSI (cilindro de gás) ou abaixo de 1 bar/ 15 PSI (suprimento de gás controlado por sistema).


Display de aviso “Occlusion” (Obstrução)

Se houver vazamento no pneumoperitôneo, o display de aviso “Leakage” (Vazamento) acende-se. Este aviso somente funciona se a pressão pré-selecionada tiver sido atingida antes. Você pode programar a ativação de um aviso acústico no capítulo Menu de Usuário.


Display de aviso “Leakage” (Vazamento)

Se houver vazamento no pneumoperitôneo (>8l/min ou 1.4l em 10s), o display de aviso “Leakage” acende-se. Este aviso somente funciona se a pressão pré-selecionada tiver sido alcançada antes. Você pode programar a ativação de um aviso acústico no capítulo Menu de Usuário.


Display de aviso “Service” (Manutenção)

Se houver um defeito no aparelho que não permita uma utilização posterior segura, o display de aviso “Manutenção” acende-se e ocorre uma mensagem de erro. Todos os outros displays permanecem apagados quando você ativa o aparelho. O aparelho coloca-se como inoperante. Você deve notificar sua equipe de serviço.



Contaminação

Se algum fluido entrar no aparelho por meio da conexão do tubo de insuflação, você ouve um sinal de aviso e o display de aviso “Service” (Manutenção) acende-se. A operação pode ser finalizada com o aparelho e a mensagem de erro exibida até que você desligue o aparelho e tire o plugue da tomada. Quando você reativa o aparelho, o display de aviso “Service” acende-se e a mensagem de erro “E21” aparece. Isto significa que o aparelho está contaminado e não é possível que a utilização continue.

Proibir qualquer uso posterior do aparelho. O aparelho deve ser marcado como “contaminado” e deve ser lacrado duplamente em papel laminado. Notificar sua equipe de serviço.
Queda de energia

Se a energia cair por menos de 1 segundo, todos os ajustes permanecem inalterados. Se a energia cair por um período extenso, o aparelho funcionará como ele funciona quando é reativado.


Sistema interno de segurança

Se o display de fluxo real de gás mostrar uma mensagem de erro (por exemplo, E01), isto significa que o aparelho não está funcionando. Os displays apagam-se e a insuflação é interrompida.

O sistema de segurança interna do aparelho reconheceu um erro. Não é possível continuar a operação.

Proibir qualquer uso posterior do aparelho. O aparelho deve ser verificado pelo técnico de serviço.



9. MENU DE USUÁRIO
No menu de usuário, você pode mudar os parâmetros do aparelho. Há dezesseis níveis diferentes de menu:

  • P1 muda o volume e freqüência do sinal de aviso audível

  • P2 muda o limite máximo de pressão desejado

  • P3-5 muda o valor desejado do fluxo de gás para taxas 1/2/3

  • P6 muda o display do suprimento de gás para mostrar ou o suprimento do cilindro de gás ou o suprimento de gás controlado por sistema.

  • P7 muda o limite da ativação pré-programada do sistema de escape

  • P8 muda o limite da ativação de pressão do sistema de escape

  • P9 liga ou desliga o aviso de vazamento

  • P10 liga ou desliga o aviso acústico de obstrução

  • P11 não ativo

  • P12 posiciona a informação de vídeo no monitor

  • P13 seleciona a informação de vídeo exibida no monitor

  • P14 seleciona os ajustes de contraste para os símbolos do monitor

  • P15 posiciona o display de vídeo no canto esquerdo superior do monitor

  • P16 posiciona o display de vídeo no canto direito inferior do monitor

Os parâmetros selecionados permanecem na memória depois que o aparelho tiver sido desligado.

Uma função de assistência adicional, visual ou acústica, é ativada para ajudá-lo a reconhecer cada nível de menu mais facilmente.


Como ativar o Menu de Usuário


  • Manter o botão “Reset” (Reajuste) pressionado enquanto o aparelho estiver sendo ativado, até que o valor “0.0” apareça no display de consumo. Soltar o botão “Reset”. O display de consumo de gás exibe “P 1” com o “P” piscando.

  • Pressionar o botão “Reset”. O “P” para de piscar. O display de pressão desejada mostra qual parâmetro está ativado no momento.

  • Você pode usar as botões “Pressure plus” (Pressão mais) ou Pressure minus (Pressão menos) para mudar os parâmetros do nível de menu.

  • Pressionar o botão “Reset”. O “P” começa a piscar. Isto significa que você salvou o valor selecionado. Você pode selecionar os diferentes níveis do meu usando o botão “Flow plus” (Fluxo mais) ou “Flow minus” (Fluxo menos).

  • Desligar o aparelho. Depois que ele tiver sido reativado, ele está pronto para uso.


Opção de menu P1

Com P1, você pode alterar o volume e freqüência do sinal de aviso audível.




  • 3-15 volume (botões de Pressão)

  • 0-15 freqüência (botões de Fluxo)

Ajustar o botão do ajuste de volume, localizado no painel de trás do aparelho, para a posição “volume ajustável” (botão na parte de trás interna do aparelho).


AVISO!

Os níveis de ajuste abaixo de 15 podem não ser audíveis sob condições da sala de cirurgia.

Na entrega, o volume está inicialmente ajustado em “3” e a freqüência em “0”.
Opção de menu P2

Com P2, você pode ajustar o limite máximo de pressão desejada entre 15 e 30 mm Hg. Se você ajustar este valor em 25 mm Hg, por exemplo, então você não pode ajustar uma pressão intra-operatória desejada que esteja acima de 25 mm Hg. Na entrega, o aparelho está inicialmente ajustado em 30 mm Hg.


Opção de menu P3

Com P3, você muda a capacidade de litros por minuto da taxa 1 de fluxo de gás. Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em 1l/min. O valor ajustado na taxa 1 deve ser menor do que o valor ajustado na taxa 2. O valor máximo selecionável para a taxa de fluxo 1 é de 5l/min.


Opção de menu P4

Com P4, você muda a capacidade de litros por minuto da taxa 2 de fluxo de gás. Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em 4l/min. O valor ajustado na taxa 2 deve ser menor do que o valor ajustado na taxa 3. O valor máximo selecionável para a taxa de fluxo 1 é de 14l/min.


Opção de menu P5

Com P5, você muda a capacidade de litros por minuto da taxa 3 de fluxo de gás. Para verificar o padrão no valor de entrega de seu aparelho, consultar a placa de dados do aparelho, localizada na parte de trás do aparelho. O valor ajustado na taxa 3 deve ser maior do que o valor ajustado na taxa 2.



Opção de menu P6

Com P6, você pode alterar o display de suprimento de gás para mostrar o suprimento do cilindro de gás ou suprimento de gás controlado por sistema.



  • display de suprimento de gás controlado por sistema (0-15 bar/ 0-218 PSI)

  • display de suprimento do cilindro de gás

Na entrega, este valor está inicialmente ajustado em ‘2’.


Mesmo que o aparelho esteja ajustado para suprimento de gás controlado por sistema, o display de suprimento de gás começa automaticamente a mostrar s pressão do cilindro de gás novamente (pressão de suprimento 15 bar/ 218 PSI) se você conectar um cilindro de gás.

O parâmetro ‘1’ deve ser reativado antes que seja retomada uma conexão com um suprimento central de gás.


Opção de menu P7

Com P7 você ajusta o limite de ativação pré-programada do sistema de escape. O limite de ativação é igual ao excesso de temperatura desejada durante um intervalo definido de tempo.




  • o sistema de escape ativa-se após 2 s

  • o sistema de escape ativa-se após 3 s

  • o sistema de escape ativa-se após 4 s

  • o sistema de escape ativa-se após 5 s

Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em ‘3’. Favor ver também a opção de menu P8.


Opção de menu P8

om P8, você define o limite da ativação de pressão do sistema de escape. Neste ponto você deve ajustar um valor-limite para o excesso da pressão desejada.


AVISO!

O sistema de escape pode estar desativado.

Se for este o caso, a sobrepressão no abdômen não pode ser reduzida.


  • o sistema de escape ativa-se após 2 mm Hg

  • o sistema de escape ativa-se após 3 mm Hg

  • o sistema de escape ativa-se após 4 mm Hg

  • o sistema de escape ativa-se após 5 mm Hg

  • o sistema de escape desliga-se

Na entrega, este valor está inicialmente ajustado em ‘5’.


Opção de menu P9

Com P9, você pode ligar ou desligar o aviso acústico de vazamento. Você não pode desativar o aviso visual de vazamento que aparece por meio do símbolo “Leakage” (vazamento).




  • aviso acústico de vazamento desligado

  • aviso acústico de vazamento ligado

Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em ‘0’.


Opção de menu P10

Com P10, você pode ligar ou desligar o aviso acústico de obstrução. Você não pode desativar o aviso visual de obstrução que aparece através do símbolo ‘Occlusion’ (Obstrução).




  • aviso acústico de vazamento desligado

  • aviso acústico de vazamento ligado

Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em ‘0’.


Opção de menu P11

Não ativa


Opção de menu P12

Com P12, você pode escolher o canto do monitor onde os parâmetros de operação e as mensagens de erro devem aparecer quando o display em vídeo está conectado.




  • 0 - display de vídeo desligado

  • 1 - em cima à esquerda

  • 2 - em cima à direita

  • 3 - embaixo à esquerda

  • 4 - embaixo à direita

Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em ‘1’.


Opção de menu P13

Com P13, você pode escolher que conjunto de informações deve aparecer na tela de vídeo.




  • 1 - mensagens de erro se ocorrerem erros

  • 2 - pressão, mensagens de erro se ocorrerem erros

  • 3 - fluxo de gás, mensagens de erro se ocorrerem erros

  • 4 - pressão, fluxo de gás, mensagens de erro se ocorrerem erros

  • 5 - pressão, fluxo de gás, volume, mensagens de erro se ocorrerem erros

Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em ‘5’.


Opção de menu P14

Com P14, você pode escolher diferentes ajustes de contraste para os símbolos de monitor em seu monitor.



  • 1 - Parte interior do símbolo preta, parte exterior do símbolo branca

  • 2 - Parte interior do símbolo 90% preta, parte exterior do símbolo branca

  • 3 - Parte interior do símbolo 70% preta, parte exterior do símbolo branca

  • 4 - Parte interior do símbolo 50% preta, parte exterior do símbolo preta

  • 5 - Parte interior do símbolo 30% preta, parte exterior do símbolo preta

  • 6 - Parte interior do símbolo 20% preta, parte exterior do símbolo preta

  • 7 - Parte interior do símbolo 105 preta, parte exterior do símbolo preta

  • 8 - Parte interior do símbolo branca, parte exterior do símbolo preta

Na entrega, este valor é inicialmente ajustado em ‘6’.



Menu de opção P15
Com a opção de menu 15, o display de vídeo pode ser posicionado no canto esquerdo superior do monitor.


  • Botões-de-pressão vertical

  • Botões-de-fluxo horizontal



Menu de opção P16

Com o menu de opção P16, o display de vídeo pode ser posicionado no canto direito inferior do monitor.




  • Botões-de-pressão vertical

  • Botões-de-fluxo horizontal

10. OPCIONAIS
Quando você conecta o opcional de display em vídeo, o monitor exibe todos os parâmetros importantes da operação e as mensagens de aviso.
CUIDADO!

Nunca usar o sistema BNC ao mesmo tempo que o sistema S-VHS. Não conectar todos os quatro cabos de vídeo ao aparelho ao mesmo tempo.

Com o menu de usuário ou com o controle remoto, você pode definir onde os parâmetros devem aparecer no monitor.
10.1 Conexão do display em vídeo
1. Conectar o cabo de vídeo da câmera à entrada VIDEO IN/ S-VHS-IN do aparelho.

2. Conectar o cabo de vídeo do monitor à saída VIDEO OUT/S-VHS-OUT do aparelho.

3. Ativar o aparelho com o interruptor elétrico. Se a câmera de vídeo e o monitor estiverem ativados, você verá as seguintes mensagens no canto esquerdo superior do monitor:

Desired pressure (1) and actual pressure (2) [Pressão desejada (1) e pressão real (2)]

Desired gas flow (3) and actual gas flow (4) [Fluxo de gás desejado (3) e fluxo real de gás (20]

Volume (5)



Error message (3) [Mensagem de erro]
Se ocorrer uma falha, você verá alguma das seguintes mensagens de erro na tela de vídeo:

  • OVERPRESSURE (SOBPRESSÃO)

  • LEAKAGE (VAZAMENTO)

  • OCCLUSION (OBSTRUÇÃO)

  • SERVICE (MANUTENÇÃO)

  • LOW GAS (POUCO GÁS)

  • CHECK CO2 LEVEL (VERIFICAR NÍVEL DE CO2 )

  • HEATER ERROR (ERRO NO AQUECEDOR)

Com o controle remoto, você pode desligar e ligar o display em vídeo e posicionar os parâmetros em um canto do monitor.



10.2 Controle Remoto

Utilizando o controle remoto opcional, o médico pode operar o aparelho de seu lugar na mesa de operações.


CUIDADO!

Antes da operação, verificar se o controle remoto ativa outros aparelhos ou se outros controles remotos ativam o aparelho.
Favor colocar o controle remoto em um saco esterilizado antes de usá-lo. Você pode desinfetar o controle remoto limpando-o com um desinfetante. Não é possível esterilizar o controle remoto.
Ativar o aparelho com o interruptor elétrico.

Você pode ativar todas as funções do aparelho com o controle remoto.




  • 1 - Aumentar e diminuir a pressão desejada, em 15 mm Hg, a função de rolagem é interrompida, um aumento maior somente é possível após erguer a alavanca por 1 s.

  • 2 - Aumentar e diminuir o fluxo de gás desejado

  • 3 - Reajustar o display de volume para zero com o botão de reajuste (Reset).

  • 4 - Iniciar/interromper a insuflação

  • 5 - Desligar e ligar o display de vídeo e posicionar os parâmetros exibidos em um canto do monitor

Apontar o controle remoto para o sensor do aparelho. Então pressionar o botão desejado de modo a operar o aparelho.

O indicador luminoso de controle remoto pisca se o aparelho receber sinais do controle remoto.
10.3 Impressora

Este capítulo explica como conectar a impressora opcional ao insuflador, como operar a impressora e como interpretar os valores que aparecem na impressão.


Conectando a impressora

  • Certificar-se de que o interruptor elétrico da impressora esteja na posição OFF (desligado).

  • Verificar se a impressora está preparada para uma conexão paralela com o aparelho (ver o fundo da impressora).

  • Usar o cabo de transferência de dados (data transfer) para conectar a impressora ao aparelho.

  • Usar o cabo de suprimento de energia para conectar a impressora ao aparelho.

CUIDADO!


O suprimento de energia para a impressora somente pode ser estabelecido com a conexão ‘POWER /PRINTER’ (energia /impressora) do aparelho usando-se o cabo original.
Iniciar impressão

  • Ativar o insuflador com o interruptor elétrico.

  • Colocar o interruptor elétrico da impressora na posição ON (ligado). O indicador verde de energia e o indicador luminoso ON LINE são acesos. A impressora está pronta para ser utilizada.

  • A impressora começa automaticamente a imprimir o cabeçalho.

  • Pressionar o botão Start/Stop e os dados de operação serão impressos.


Interromper impressão

  • Pressionar o botão Start/Stop. A impressão dos dados de operação é interrompida.

  • Pressionar o botão ON LINE após a operação. O indicador luminoso vermelho OFF LINE acende-se. O indicador luminoso verde ON LINE pisca.

  • Pressionar o botão FEED (suprimento de papel) até que haja papel em branco suficiente para ser puxado da impressora.

  • Colocar o interruptor elétrico da impressora na posição OFF (desligado). Assim a impressora é desligada.


Interpretando os dados
No topo do papel impresso você verá a linha de protocolo com os dados pessoais do paciente. Você pode preencher a data e horário da operação.
Para maiores informações, favor consultar o manual da impressora.

11. ASSISTÊNCIA E MANUTENÇÃO
Para preservar o aparelho e garantir seu funcionamento adequado, utilidade adequada, a manutenção e armazenamento devem ser providenciados.

Para proteger o paciente de infecções, todos os itens necessários que entrem em contato com tecidos humanos (por exemplo, conjunto de tubos e instrumentos) devem ser esterilizados.


Limpeza do o aparelho

Após cada utilização, desligar o interruptor e remover o cabo de energia da conexão na parte de trás do aparelho.

Utilizar uma solução desinfetante aquosa para limpar a parte exterior do aparelho. Seguir as instruções fornecidas pelo fabricante do desinfetante para determinar a correta concentração de fluidos. Umedecer um pano com a solução desinfetante e limpar a superfície do aparelho. Evitar rigorosamente entrados de fluidos no aparelho.
CUIDADO!

Não esterilizar o aparelho!
Observação a respeito da cânula de Veress

Antes de limpar a cânula de veress, desmontar a cânula de Veress desparafusando a cânula de inserção da cânula de insuflação com o torneiro de passagem aberto. Lavar as peças cuidadosamente com água corrente fria e morna. Limpar a câmara interna da cânula de Veress utilizando pistolas de limpeza com os adaptadores correspondentes e escovas suaves.

Para desinfecção, a cânula de Veress deve ser colocada na solução com o torneiro de passagem aberto.

Os parâmetros de esterilização como são descritos no capítulo 10-5, Condições de Esterilização, devem ser observados.


Limpeza do Conjunto de tubo Reutilizável, de Silicone.

Desmontar o conjunto de tubos. Lavar as peças cuidadosamente com água corrente fria e morna. Após uma limpeza e enxágüe completos com água desmineralizada, deixar todas que a água de todas as peças escorra e em seguida, secá-las com um pano suave esterilizado e cotonetes.


Desinfecção do conjunto de tubos de silicone reutilizável
AVISO!

Desinfecção das peças do tubo e instrumentos é insuficiente para alcançar esterilidade em SAL 10-6. É necessário que haja mais esterilização.

Somente os tubos inteiramente limpos devem ser desinfetados. O tubo deve ser colocado na solução (isto é, Cidex Johnson 7 Johnson Medical) separadamente, com todas as pontas abertas. O fabricante do desinfetante especifica o tempo de imersão e a concentração apropriada da solução.
CUIDADO!

Não deixar os tubos de silicone ou outras peças de silicone na solução por mais de 30 minutos. O silicone absorve diferentes soluções de desinfecção e é danificado quando é subseqüentemente esterilizado numa autoclave a vapor.

Retirar as peças do tubo da solução utilizando fórceps com borda suave. Caso haja solução de desinfecção restante sobre o tubo, o tubo deve ser enxaguado com água esterilizada em condições de esterilidade. Secar todas as peças com um pano esterilizado. Para guardá-las temporariamente, manter os tubos em um recipiente esterilizado fechado.

OBSERVAÇÃO!

Não colocar o plugue do tubo reutilizável de aquecimento de gás na solução desinfetante. Caso isto aconteça uma vez, certificar-se de que o plugue esteja completamente seco antes da esterilização.
Esterilização do Conjunto de Tubos Reutilizável

O fabricante determinou um número máximo de ciclos de esterilização para o conjunto de peças de tubo (ver processo de embalagem do tubo). Nunca exceder o número de utilizações recomendadas pelo fabricante.


CUIDADO!

Utilizar os marcadores destacáveis pregados no conjunto do tubo para manter o controle do número de ciclos de esterilização. O tubo não pode ser esterilizado após o último marcador ter sido removido.
Esterilização em vapor, Auto claves

Somente tubos limpos, secos, desinfetados e secos devem ser esterilizados em vapor. Favor seguir o manual de operação da autoclave que você utiliza.


Condições de Esterilização
Esterilização em autoclave

A esterilização a vapor deve ser realizada sob as seguintes condições:


Procedimento de vácuo procedimento

134ºC/ 3 bar / 5 min

272ºF/ 43,5 PSI/ 5 min
CUIDADO!

É responsabilidade do usuário observar qualquer desvio do método de tratamento recomendado. O fabricante não é responsável por danos ou lesões resultantes do fato de não seguir o método de tratamento recomendado.

11.1 Inspeção Anual
Exigência do Fabricante

O fabricante estipula que o usuário ou o técnico do hospital devem regularmente testar o aparelho para avaliar sua funcionalidade e segurança técnica. Estes testes devem ser feitos anualmente. Os testes são descritos nos capítulos “Inspeção Anual”.

Inspeções regulares auxiliarão na descoberta de possível mal-funcionamento. Isto ajuda a aumentar a vida útil do aparelho e aumenta sua segurança.
11.2 Manutenção por Técnico de Serviço Autorizado
Manutenção a cada dois anos

Para garantir a segurança operacional do aparelho, o mesmo deve passar por manutenção em intervalos regulares, por um técnico de serviço autorizado. Dependendo da duração e freqüência de uso, o aparelho deve passar por manutenção a cada dois anos. Se o intervalo de manutenção não for observado, o fabricante não assume nenhuma responsabilidade pela segurança funcional do aparelho.

Uma etiqueta localizada na painel de trás do aparelho será o lembrete para a data-limite para o a próxima assistência ou verificação de manutenção.
Técnicos de Serviço Autorizado

Todos os serviços tais como alterações, reparos, calibragens, etc. somente podem ser realizadas pelo fabricante ou técnicos de serviço autorizados pelo fabricante.


Técnicos de serviço não autorizados

Se um técnico de serviço não autorizado realizar manutenção ou qualquer outro serviço, o fabricante não aceitará responsabilidade pela segurança operacional do aparelho.


Responsabilidade

O fabricante fica livre de toda responsabilidade pela segurança operacional do aparelho se o aparelho tiver sido deliberadamente aberto e pessoas não autorizadas tiverem feito reparos ou alterações.


Certificação

O proprietário do aparelho deve receber um certificado do técnico de serviço autorizado para todas as verificações de manutenção e reparos. Este certificado define o tipo e cobertura dos serviços prestados, a data do serviço e o nome da empresa prestadora do serviço. O certificado deve ser assinado.


Documentação Técnica

O recebimento da documentação técnica do fabricante não autoriza os indivíduos a realizar reparos, ajustes ou alterações no aparelho ou acessórios. Somente um técnico de serviço autorizado pode realizar reparos, ajustes ou alterações no aparelho ou acessórios.


11.3 Troca do fusível
Fusível defeituoso

Se o interruptor elétrico estiver na posição ‘I’ (ON-ligado), e mesmo assim os displays e indicadores luminosos não se acenderem e o aparelho não funcionar, então o fusível pode estar com defeito e precisa de substituição.

Certificar-se de que o cabo de suprimento da rede elétrica está apropriadamente conectado à entrada do suprimento de energia e a uma tomada de segurança. Verificar se o fusível da fonte geral de energia está funcionando e se o suprimento da voltagem é compatível com a especificação no suporte de fusível.
CUIDADO!

Desplugar o cabo do suprimento de energia do aparelho antes de verificar o fusível.

Desparafusar o prendedor do suporte de fusível com uma pequena chave de fenda.

Puxar o suporte do fusível e verificar os fusíveis.
Inserir um novo fusível.

Somente usar os fusíveis recomendados (ver capítulo Dados Técnicos).

Pressionar o suporte de fusível até que ele estale no lugar, audivelmente.

Usar o cabo de suprimento da rede elétrica para conectar o plugue na parte de trás do aparelho à tomada da rede elétrica.


12. INSPEÇÃO ANUAL
Exigência do Fabricante

O fabricante estipula que o usuário ou o técnico do hospital devem regularmente testar o aparelho para avaliar sua funcionalidade e segurança técnica. Estes testes devem ser feitos anualmente.

Inspeções regulares auxiliarão na descoberta de possível mal-funcionamento. Isto ajuda a aumentar a vida útil do aparelho e aumenta sua segurança.
Testes Simples

Os testes descritos aqui são planejados para usuários ou técnicos hospitalares. A operação do aparelho, funcionamento e performance podem ser testadas de maneira simples. Favor documentar cada teste no registro de testes. Lembrar-se de assinar e datar o protocolo (ver o capítulo Registro de Teste).


Valores e Níveis de tolerância

As seguintes ferramentas de medida e recursos foram usadas pelo fabricante para determinar as medições especificadas e níveis de tolerância:



  • Manômetro: variação de 0 a 50 mm Hg, classe de erro 1.6

  • Seringa: 60 ml

  • Tubo de silicone: 8 x 2 mm

  • Adaptador T: 8-8-8 mm

  • Cânula de Veress: comprimento 100 mm, diâmetro de abertura 1.4 mm, diâmetro interno 1.6 mm

Se esses valores e níveis de tolerância não forem mantidos, o aparelho deve ser verificado pela equipe de serviço autorizado.


Unidade de teste

De modo a simplificar a inspeção, nós oferecemos o Surgicase, um kit especial desenvolvido especificamente para medir e testar. Neste kit você encontrará todo o equipamento de testes que você precisa para realizar a inspeção.


Data sheet (folha de dados)

O fabricante realiza um complexo teste de funcionamento e segurança em cada aparelho antes de entregá-lo. Os resultados dos nossos testes de controle qualidade são documentados no data sheet.


Teste de Segurança

Um teste de segurança deve ser finalizado dentro do período da inspeção anual pela equipe qualificada.

Realizar inspeção visual no aparelho. É particularmente importante que:


  • Os fusíveis sejam adequados às especificações indicadas pelo fabricante.

  • Os textos e rótulos no aparelho sejam legíveis,

  • As condições mecânicas do aparelho permitam utilização com segurança.

  • Não haja nenhuma contaminação relevante para a segurança.

Realizar a medição da corrente de vazamento de acordo com DIN EN 60601-1.

Realizar a medição de resistência de condutor para proteção com DIN EN 60601-1. A resistência de condutor para proteção deve ser medida com o cabo de força conectado. O valor máximo é de 0.2 Ω.

Realizar a medição da resistência de insulação com 500-700 V DC. O valor mínimo é de 50 MΩ. A medição da força de cordame não deve ser feita utilizando alta voltagem.


Teste básico de funcionamento

1. Desligar o interruptor elétrico. Conectar o aparelho na voltagem correta do suprimento de energia. Conectar o suprimento de gás e abri-lo.

2. Usar o interruptor elétrico para ativar o aparelho. O aparelho automaticamente realiza um auto teste. Você ouvirá um sinal curto. O interruptor elétrico, o display de suprimento de gás e os displays digitais vão se acender.


  • Pressão desejada: 10 [mm Hg]

  • Fluxo de gás desejado: 1 [l/min]

  • Pressão real: 0 [mm Hg]

  • Fluxo real de gás: OFF [l/min]

  • Consumo de gás: 0.0 [l]

O display “Veress Cannula” acende-se.


Toda vez que desligar e ligar o aparelho, o aparelho salva o último nível de pressão desejado que foi inserido e mostra este valor no display. A taxa de fluxo de gás desejada de 1 a 3 que foi pré-ajustada por último no capítulo Menu de Usuário aparece no display.
3. Pressionar o botão Start/Stop. O indicador luminoso Start/Stop acende-se. Um som semelhante a um clique indica que a válvula magnética.

Os displays indicam os seguintes valores:



  • Fluxo de gás desejado: 1-5

  • Pressão real: 0

  • Fluxo real de gás: valor pré-selecionado (±2.0)

Você pode ouvir a descarga de gás na conexão do tubo de insuflação.


Selecionar a taxa 2 de fluxo de gás.

Os displays indicam os seguintes valores:



  • Fluxo de gás desejado: 2-14

  • Pressão real: 0

  • Fluxo real de gás: valor pré-selecionado (±2.0)

Selecionar a taxa 3 de fluxo de gás.

Os displays indicam os seguintes valores:


  • Fluxo de gás desejado: 3-valor máximo

  • Pressão real: 0

  • Fluxo real de gás: valor pré-selecionado (±2.0)

Pressionar o botão Start /Stop.

Os displays de valor real indicam os seguintes valores:


  • Pressão real: 0

  • Fluxo real de gás: OFF

  • Consumo de gás: >0.0

Pressionar o botão Reset.



  • Consumo de gás: 0.0

Se você seguiu todos estes passos descritos, então você completou o teste básico de funcionamento.


Teste dos Sensores de Pressão
Selecionar a taxa 1 de fluxo de gás. Não pressionar o botão Start /Stop.
CUIDADO!

Nunca usar a seringa para extrair gás do aparelho.
Conectar um manômetro (1) e uma seringa cheia de ar (2) ao tubo de insuflação (3).

Usar a seringa para gerar uma pressão de 10 mm Hg, que é registrada no manômetro.



  • Exibição da pressão real: 10 [mm Hg] (± 2)

4. Usar a seringa para gerar uma pressão de 20 mm Hg, que é registrada no manômetro.



  • Exibição da pressão real: 20 [mm Hg] (± 2)

5. Usar a seringa para gerar uma pressão de 30 mm Hg, que é registrada no manômetro.



  • Exibição da pressão real: 30 [mm Hg] (± 2)


Teste de Pressão

  • Selecionar a pressão desejada de 15 mm Hg e taxa 1 de fluxo de gás desejado.

  • Usando a seringa, aumentar a pressão no manômetro.

  • Se a pressão exceder a pressão desejada em mais de 5 mm Hg (5 s), você ouve um sinal de aviso e o display de aviso ‘Over pressure’ acende-se.

  • Este aviso será interrompido após a pressão ter sido reduzida a um nível abaixo do nível desejado mais 5 mm Hg.

  • Selecionar a pressão desejada em 29 mm Hg. Aumentar a pressão novamente.

  • Se a pressão alcançar 30 mm Hg, você ouve um sinal de aviso e o display de aviso ‘Over pressure’ (Sob pressão) acende-se após aproximadamente 5s. Este aviso será interrompido após a pressão ter sido reduzida a um nível abaixo de 30 mm Hg.


Teste de pressão de insuflação

  • Selecionar a taxa 3 de fluxo de gás.

  • Conectar um manômetro (1) e uma cânula de Veress aberta (2) à conexão do tubo de insuflação (3).

  • Pressionar o botão Start/Stop

  • O manômetro externo registra um aumento da pressão pulsante. Quando a pressão se estabiliza, o manômetro registra uma pressão máxima de 40-60 mm Hg.

  • 4. Pressionar o botão Start/Stop.


Teste de Consumo de Gás

  • Selecionar a taxa 2 de fluxo de gás (min. 10l/min).

  • Pressionar o botão Start/Stop.

  • Pressionar o botão Start/Stop. Então iniciar a medição por um minuto.

  • Consumo de gás: min. de 1.3 l

O equipamento de teste conectado define este valor.


Favor registrar o desempenho bem sucedido do teste no seguinte registro de teste.

13. REGISTRO DE TESTES


Data

Resultado

Observações importantes

Assinatura






























































































































































































































































































































































14. INSTRUÇÕES PARA IDENTIFICAÇÃO DE PROBLEMAS


Erro

Causa

Ações Corretivas

O indicador luminoso vermelho do suprimento de gás ilumina-se e você ouve um sinal de aviso

Se isto ocorrer depois que você ativar o suprimento de energia, a pressão do suprimento de gás é baixa demais.
Se isto ocorrer durante a operação, a pressão do suprimento de gás, caiu além do valor-limite mínimo.

Abrir o cilindro de gás e /ou verificar o suprimento de gás controlado por sistema

O indicador luminoso vermelho deve parar de piscar e os indicadores luminosos verdes devem acender-se


- Interromper a insuflação pressionando o botão Start/Stop

- Desconectar o tubo de insuflação

- Fechar a válvula do suprimento de gás

- Substituir o suprimento de gás

- Abrir a válvula do suprimento de gás

- Os indicadores verdes do suprimento de gás devem-se acender

- Conectar o tubo de insuflação

- Continuar a insuflação pressionando o botão Start /Stop



Você ouve um sinal de aviso e o display de aviso ‘Overpressure’ (Sobrepressão) acende-se

O sensor do controle de pressão registra que a pressão real excede a pressão desejada em até >5 mm Hg.

Verificar o que está causando o excesso de pressão real e/ou verificar se o controle eletrônico está funcionando apropriadamente (ver capítulo Inspeção Anual)

Você ouve um sinal de aviso e o display de aviso ‘Overpressure’ (Sobrepressão) acende-se

A pressão real alcançou 30 mm Hg

Diminuir a pressão desejada e verificar o que está causando o excesso de pressão real

O display de aviso ‘Leakage’ (Vazamento) acende-se e ouve um curto sinal de aviso

Vazamento no pneumoperitôneo

Localizar a causa e interromper o vazamento

O display de aviso ‘Occlusion’ (Obstrução) acende-se e você ouve curto um sinal de aviso

A cânula de Veress, tubo ou trocar está entupido ou bloqueada

Localizar a causa e desentupir ou desbloquear a cânula

O display de aviso ‘Service’ (Assistência) acende-se durante a operação, mas o aparelho continua a funcionar normalmente

O sistema de autoverificação do aparelho determinou uma falha.

Você pode continuar a operar o aparelho com esta mensagem de erro até que você o desligue no interruptor.

Quando você reativar o aparelho, a mensagem de erro ‘E21’ aparece. Isto significa que o aparelho está contaminado e não pode mais ser usado.



O display de aviso ‘Service’ e a mensagem de erro ‘E20’ aparecem

O sistema de vazão automática está bloqueado ou com defeito

Certificar-se de que a saída do sistema de vazão não está bloqueado.

Proibir qualquer utilização posterior e solicitar que seu técnico de serviço verifique-o. Você deve solicitar que um técnico de serviço autorizado repare o aparelho.



A mensagem de erro ‘E21’ e o display de aviso ‘Service’ acendem-se quando você ativa o aparelho, você ouve um sinal de aviso

O aparelho está contaminado com fluidos

Você deve solicitar que um técnico de serviço autorizado repare o aparelho ou colocar nele um lacre duplo de papel laminado, sinalizá-lo com clareza e mandá-lo ao fabricante para reparos.


Erro

Causa

Ações corretivas

O indicador luminoso vermelho do aquecedor de gás pisca
O indicador luminoso vermelho do aquecedor de gás acende-se

Mal funcionamento do aquecedor de gás
A temperatura do gás de insuflação excede a temperatura desejada em +2ºC/ 4ºF

Verificar se o plugue está inserido corretamente na conexão do aquecedor de gás
Verificar o aquecedor de gás com um novo tubo. Se o mal funcionamento ocorrer também com o novo tubo, contatar o técnico de serviço autorizado

O display de aviso ‘Termômetro’ acende-se, o aparelho interrompe a insuflação e o aquecimento de gás

A temperatura do gás de insuflação excede 42ºC/ 108 ºF (5 s)

- Remover o tubo de insuflação da ponta do trocar e remover o plugue do aquecedor de gás do aparelho

- Selecionar a taxa 1 de fluxo de gás e pressionar o botão Start/Stop. O aparelho insuflará sem aquecimento de gás.

- Permitir que o gás aquecido saía do tubo até que o gás tenha alcançado uma temperatura igual à do ponteiro.

- A operação pode continuar sem aquecedor de gás ou com um novo tubo de aquecimento de gás.


Após a operação, verificar o aquecedor de gás com um novo tubo. Faz-se isto desligando o aparelho e após mais 10 s, ligando o aparelho de novo. O aquecedor de gás funcionará. Se o mal funcionamento ocorrer com o novo tubo também, contatar o técnico de serviço autorizado.

A pressão real aparece como correta, mas não há nenhum fluxo de gás e o abdômen não foi suficientemente enchido.

Obstrução
Colocação incorreta da Cânula de Veress

- Verificar se há obstrução da cânula e/ ou do tubo de insuflação

- Certificar-se de que o tubo de insuflação não está empenado

- Verificar se a cânula de Veress está posicionada corretamente no abdômen e certificar-se de que o torneiro de passagem do instrumento esteja aberto


Os valores indicados não são confiáveis, uma mensagem de erro aparece no display de consumo de gás e os displays digitais apagam-se temporariamente

O display de aviso ‘Service’ acende-se


O aparelho não funciona apropriadamente e ativa o sistema interno de segurança



Desligar o aparelho no interruptor elétrico, então reativá-lo após aproximadamente 3 s. Se o mesmo erro ocorrer novamente, o aparelho está com defeito.


Proibir qualquer utilização posterior e solicitar verificação a seu técnico de serviço autorizado. Você deve solicitar que um técnico de serviço autorizado faça o reparo necessário no aparelho.

Taxa de fluxo de gás baixa demais

Instrumento resistente/estreito

- Utilizar trocares (11-12 mm com prismas óticos de 10 mm)

- Usar trocar diferente para insuflação (por exemplo, trocar de instrumentação com instrumento de 5 mm)





15. ACESSÓRIOS PARA INSUFLADOR DE CO2 AESCULAP®


FLOW 20 (PG120)

FLOW 25 (PG080)

FLOW 40 (PG080)

PG012

Tubo de insuflação com filtro de CO2 - estéril. L = 3m



PG012

Tubo de insuflação com filtro de CO2 - estéril. L = 3m



PG013

Tubo de silicone. L = 3m



PG014

Tubo de silicone, re–utilizável. L = 3m



PG014

Tubo de silicone, re–utilizável. L = 3m



PG014

Tubo de silicone, re–utilizável. L = 3m



PG019 – Filtro Estéril de CO2 L= 3mm

PG086

Tubo US de alta pressão

(UNF 7 /16 20 g) Alemanha (DIN 477). L = 1m


PG018

Filtro de CO2 – uso único – estéril




PG086

Tubo US de alta pressão

(UNF 7 /16 20 g) Alemanha (DIN 477). L = 1m


PG087

Tubo US de alta pressão

(UNF 7 /16 20 g)

Itália (DIN 477). L = 1m



PG019 – Filtro Estéril de CO2 L= 3mm

PG087

Tubo US de alta pressão

(UNF 7 /16 20 g)

Itália (DIN 477). L = 1m



PG088

Tubo US de alta pressão (UNF 7 / 16 20g) – PIN index. L = 1m



PG084

Tubo de alta pressão para a fonte de gás central. L = 3m



PG088

Tubo US de alta pressão (UNF 7 / 16 20g) – PIN index. L = 1m



PG121

Tubo de alta pressão para PG120 L = 5,0m



PG082

Tubo para insuflação com aquecedor de gás. L = 3m



PG121

Tubo de alta pressão para PG120 L = 5,0m






PG083

Conector central da fonte de gás









PG085

Tubo de alta pressão para a fonte de gás central. L = 5m









PG086

Tubo US de alta pressão

(UNF 7 /16 20 g) Alemanha (DIN 477). L = 1m








PG087

Tubo US de alta pressão

(UNF 7 /16 20 g)

Itália (DIN 477). L = 1m









PG088

Tubo US de alta pressão (UNF 7 / 16 20g) – PIN index. L = 1m





1   2   3   4   5   6


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal