Mestrado em Economia – especialização em Economia Financeira 4º curso



Baixar 13.3 Kb.
Encontro01.02.2018
Tamanho13.3 Kb.



Licenciatura em Economia – Opção Economia Bancária e Financeira

Licenciatura em Matemática – Economia Monetária e Financeira II
Fichas de trabalho

Ficha nº 1



Assunto:

- Decisão em certeza.

  • Valor Actual (VA e Valor actual líquido (VAL)

  • Taxa Interna de Retorno ( TIR ou IRR) e tabelas de empréstimo (Loan tables)

  • Escalonamento de pagamentos fixos

  • Valores futuros (VF)




  1. Perguntas Teóricas



  1. Distinga risco de crédito, taxa de juro e prazo de um empréstimo




  1. Distinga garantia e montante do empréstimo




  1. No mercado financeiro distinguimos mercado primário do mercado secundário. Refira a razão dos dois mercados e indique em que medida as movimentações do mercado secundário determinam o comportamento do mercado primário.




  1. Explique a diferença entre activo financeiro, activo real e activo monetário.




  1. Explique o gráfico das preferências intertemporais com produção óptima e poupança.




  1. Refira os determinantes económicos dos activos financeiros e a importância do teorema de separação de Fisher.




  1. Explique o gráfico das preferências intertemporais com produção óptima e possibilidade de empréstimo.




  1. Explique o que é factor de actualização e relacione esse conceito com arbitragem.



  1. Explique o conceito de valor actual líquido e de taxa interna de rentabilidade.



  1. PERGUNTAS PRÁTICAS



  1. Suponha que a taxa sem risco em vigor no mercado de capitais é de 6%. Suponha que pretende fazer um investimento na aquisição de um edifício para restaurante no valor de Euros 130 000. Estudos sobre o mercado imobiliário permitem esperar que o edifício poderá ser vendido ao fim de um ano no valor de Euros 160 000.




  1. Suponha que dispõe o valor de 130 000 euros no banco. Indique o ganho obtido com o projecto.

  2. Calcule o VALl do projecto

  3. Verifique que o VAL não é mais do que o valor actual do ganho obtido com o projecto.

  4. Suponha agora que não pretende vender o edifício mas sim exercer a actividade na restauração. Os cash flows previstos do projecto é de euros 13 000 euros nos 11 anos seguintes. Não considerando o possível valor de venda do edifício será vantajoso o projecto?

  5. Calcule a taxa TIR deste projecto.




  1. Suponha que pretende efectuar um empréstimo de 8 anos de Euros 12 000. Os reembolsos ao fim de cada ano são “flat” (iguais em cada ano) a uma taxa de juro de 9%. Calcule e elabore o respectivo quadro de empréstimo, mostrando a quebra “breakdown” em cada ano entre Principal e juros.




  1. Considere um investimento com um custo de Euros 800 que oferece os seguintes cash flows: 300, 200, 150, 122 e 133 nos anos 1 -5. Construa uma tabela de empréstimo que mostre que 10 por cento é maior que a Taxa interna de rentabilidade (isto porque o retorno do principal ao fim do ano 5 é menor que o principal no início) e que 3% é menor que a taxa interna de retorno. Calcule então a taxa interna de retorno deste investimento.



  1. Suponha que lhe é oferecido um empréstimo nas seguintes condições :

. O custo do investimento é de Euros 100 000

. O investimento oferece um recebimento de X ao fim de cada ano ; Este recebimento cresce a uma taxa de 8 % ao ano durante 10 anos.
Se a taxa de desconto for de 6 %, calcule o valor mínimo de X que o faça optar pelo investimento.



  1. Suponha que possui um depósito de Euros 35 000 num Banco X que oferece uma taxa de juro de 4 por cento sobre esse depósito. Suponha que pretende fazer um investimento de Euros 35000 e pondera as seguintes duas hipóteses:



      1. Utilizar os Euros 35 000 que possui no Banco X.

      2. Solicitar um empréstimo ao Banco a uma taxa de 4,5%, não levantando, neste caso o depósito .

O analista financeiro diz que a solução (b) é melhor. Argumenta que a quantia paga sobre um empréstimo de 4,5 % é mais baixa que o juro a receber pelo depósito. Mostre se este argumento está certo ou errado. Justifique. Considere para a sua argumentação que não são utilizados outros valores que os do depósito, para pagamento de juros e amortização do capital durante 10 anos.




Carlos Arriaga




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal