Manual de Operação e Utilização do Chuveiro de Emergência



Baixar 35.57 Kb.
Encontro08.10.2019
Tamanho35.57 Kb.



Manual de Operação e Utilização do

Chuveiro de Emergência

Os Chuveiros de emergência são equipamentos de proteção coletiva que devem ser localizados próximos às áreas onde haja armazenagem e/ou, manipulação de produtos químicos considerados de risco para a saúde humana.


O corpo humano consiste de 70% de água, e os ácidos em geral só reagem com água, provocando assim queimaduras de até 3º Grau. Quando ocorre um acidente com ácidos, o funcionário que foi atingido irá se utilizar do chuveiro de emergência por 15 minutos, para que o ácido venha a reagir com a água do chuveiro ao invés de reagir com a água do corpo do funcionário acidentado.
OBS: Os produtos químicos não são necessariamente líquidos, podem ser pó ou fuligem. E para estes, o chuveiro de emergência também é indicado.

O chuveiro pode ser acionado por uma alavanca tipo triângulo, conectada a uma válvula de acionamento rápido. Para os equipamentos automáticos o acionamento se dá quando a pessoa se posiciona em cima da plataforma localizada no nível do chão.



Operação do Chuveiro de Emergência: posicionar-se em baixo do crivo e acionar a haste tipo triângulo de acionamento. Tomar uma ducha por 15 minutos. Despir-se caso a roupa estiver contaminada. Procurar assistência médica imediatamente.

Manual de Manutenção do

Chuveiro de Emergência

Verificação: O equipamento deverá ser testado 1 vez por semana. O chuveiro deverá fornecer a vazão mínima de 75,6 litros de água por minuto. A água deverá ter a coloração transparente, caso contrário deixe o equipamento funcionando até que a água fique com a cor adequada. Se o equipamento não estiver funcionando relate o ocorrido à manutenção.

Observe abaixo as instruções sobre a manutenção dos chuveiros de emergência:



LISTA DE VERIFICAÇÃO DE DESEMPENHO MÍNIMO


  • A estação de descontaminação (chuveiro de emergência) deve ser acessível num prazo de 10 segundos correndo a partir da ocorrência do acidente.

  • A localização do equipamento de emergência deverá ser identificada mediante sinalização bem visível.

  • A água fornecida pelo equipamento deve estar em temperatura ambiente ou morna (no máximo 38ºC) e deve ser potável.

  • Todos os funcionários expostos ao contato com materiais perigosos devem ser treinados no uso de equipamentos de emergência.

  • O equipamento de emergência deve ser testado semanalmente.

  • A ducha deve fornecer uma vazão mínima de 20 galões (75,6 litros) de água por minuto e proporcionar uma coluna de água de 20 polegadas (508 mm) de largura a 60 polegadas (1.524 mm) acima da superfície do piso do usuário.

  • A válvula deverá permanecer aberta, após acionada, sem que o usuário tenha de usar as mãos. A válvula deve ser de fácil operação e poder passar da posição “fechada” à posição “aberta” no tempo de um segundo ou menos.

  • As saídas devem ser protegidas de contaminantes arrastados e ou em suspensão no ar.

AVLIS by HAWS DO BRASIL

Av. Senador Teotônio Vilela 505 – Jd. Aeroporto – Itu – SP.

Telefone de Contato: (11) 4813-9977 – Website: www.avlisvalvulas.com.br




Instruções válidas para os modelos:


  • C006

  • C009i

  • C011

  • C011i

  • C003

  • C003i

  • C006i

  • C009





©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal