Manual de Massagem Terapêutica



Baixar 2.29 Mb.
Página4/25
Encontro21.10.2017
Tamanho2.29 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25

As técnicas de massagem
BASES DAS TÉCNICAS DE MASSAGEM
A terminologia moderna para a descrição das técnicas de massagem deriva das línguas inglesa e francesa. Termos como deslizamento superficial e profundo, amassamento e tapotagem são usados em meio a palavras como fricção, agitação e vibração. Embora a teoria permaneça mais ou menos estável, têm ocorrido variações e extensões das técnicas básicas, para facilitar a aplicação, a pressão profunda e o tratamento específico. Uma expansão ainda maior se verificou ;cm a inclusão de certas designações como as do "trabalho corporal" - como técnicas neuromusculares e de tratamento de pontos de gatilho - à realização da massagem. Como resultado desse progresso, surgiu também uma imensa variedade de nomes para as técnicas de massagem. Assim, para minimizar a confusão, os movimentos de massagem neste livro foram classificados em sete categorias, relatadas a seguir. Este capítulo também descreve os métodos básicos. Técnicas adicionais, com detalhes sobre seus efeitos e sua aplicação, foram incluídas nos capítulos subseqüentes.

Assim, as técnicas de massagem ajustam-se a um dos títulos seguintes (ver também Tabela 2.1):

1. técnicas de effleurage ou deslizamento;

2. técnicas de compressão;



3. técnicas de massagem linfática;

4. técnicas de percussão;

5. técnicas de fricção;

6. técnicas de vibração e agitação;

7. técnicas de trabalho corporal.
Conscientização quanto à postura
Um erro comum em relação à eficácia da massagem é presumir que o terapeuta deva aplicar golpes fortes, firmes e pesados ou que sejam necessárias mãos poderosas e uma considerável força física. O requisito mais importante para uma massagem eficaz é uma boa técnica, aplicada com esforço mínimo. Na maior parte dos movimentos de massagem, a posição do terapeuta é um aspecto essencial da técnica. A posição em relação tanto à maca de tratamento quanto ao paciente influencia a eficácia e o fluxo das manobras; conseqüentemente, o terapeuta precisa assumir a postura adequada antes de tocar a pessoa que receberá a massagem. Além disso, a posição adequada do corpo precisa ser mantida durante toda a massagem. A conscientização quanto à postura, portanto, é uma combinação de posição do corpo, descarga do peso corporal e direção da pressão. Esses componentes podem ser adaptados à estrutura do próprio terapeuta, ao peso e à largura da maca de tratamento e aos> métodos de massagem preferidos pelo profissional.

O peso corporal do terapeuta é usado para aplicar pressão durante a realização da massagem. Assim, devem ser feitos ajustes na postura antes de cada manobra, para a obtenção de uma posição confortável e prática, que permita ao terapeuta deslocar o peso do corpo para a frente e para trás ou de um lado para outro. A posição também deve permitir uma ação coordenada entre o corpo e as mãos, durante a aplicação de diferentes técnicas de massagem. A boa postura, portanto, é aquela na qual o terapeuta tem os pés bem apoiados no chão e, ao mesmo tempo, plena liberdade de movimentos (Tabela 2.2).

Diversas posturas corporais são descritas nesta seção e exibidas novamente, com as técnicas de massagem, nos capítulos posteriores. Os profissionais podem adotar as posturas tal como ilustrado ou fazer quaisquer ajustes necessários para adequá-las às próprias preferências. O conforto e a facilidade de movimentos são muito importantes para evitar a tensão mecânica sobre o corpo; assim, este capítulo descreve uma ou duas posturas nas quais o profissional se encosta na maca de tratamento. Este arranjo é seguro e apropriado, se executado com a intenção correta e sem violar códigos profissionais ou éticos. De modo similar, às vezes há a necessidade de o profissional sentar-se na borda da maca de tratamento. Isto também é aceitável profissionalmente desde que haja obediência aos códigos de ética.
Postura de esgrimista

Essa postura facilita a aplicação do deslizamento em uma área corporal grande, por exemplo, em toda a extensão do membro inferior do paciente, sem nenhuma curvatura do tronco para a frente. Essa posição pode ser descrita como semi-ereta, com as pernas separadas como na postura utilizada pelos esgrimistas. O pé dianteiro fica alinhado com a maca de tratamento, enquanto o pé posicionado atrás é girado lateralmente. A posição do terapeuta pode ser ajustada entre ficar um pouco afastado da maca de tratamento ou encostar-se a ela, dependendo da técnica de massagem que está sendo executada. Quando o joelho dianteiro é flexionado, o corpo move-se para a frente e o peso é transferido para o pé que está à frente. A medida que o joelho se estende e endireita-se, o corpo move-se para trás e o peso é transferido para o pé que está atrás. Durante o movimento para a frente, a perna de trás permanece reta; à medida que o corpo se move para trás, pode flexionar-se na altura do joelho ou permanecer na mesma posição. As costas ficam mais ou menos eretas durante toda a massagem. Nessa postura, a pressão passa pelos braços e chega às mãos. Os braços ficam retos ou levemente flexionados no cotovelo (Figura 2.1).


Tabela 2.1 Categorias de técnicas de massagem
Manobras de deslizamento

■ Deslizamento com pressão leve – deslizamento superficial

■ Deslizamento com pressão profunda — deslizamento profundo

■ Exemplos


Deslizamento com a palma das mãos

Deslizamento com o antebraço

Deslizamento com o polegar

Deslizamento com o punho

Deslizamento com a ponta dos dedos



Manobras de massagem linfática

■ Deslizamento ■ Pressão intermitente


Manobras de compressão ■Compressão ■ Amassamento

Movimentos muito leves e lentos de deslizamento Pressão delicada, com pausas breves, combinada com leve alongamento manual


Compressão com as eminências tenares/hipotenares ou com a palma da mão Compressão combinada com uma ação de rolamento e alongamento

Manobras de alongar, erguer e retorcer usando ambas as mãos

Manobras de compressão circular usando a ponta dos dedos


Manobras de percussão

■ Dígito-percussão

■ Punho-percussão ■ Tapotagem ■ Dedilhamento

Dedos abertos e esticados

Dedos juntos e flexionados

Lado da palma da mão cerrada

Mão em concha

Uma ação semelhante a um "peteleco", ou pequenas trações, efetuadas com os dedos



Técnicas de fricção

■ Fricção no sentido transversal das fibras

■ Fricção circular

■ Fricção paralela, ao longo da linha das fibras





Técnicas de vibração

■ Oscilação vertical





Técnicas de trabalho corporal

■ Técnica neuromuscular

■ Pressão no ponto de gatilho

■ Alongamento e mobilização








Tabela 2.2 Benefícios de uma postura correta para o profissional

A direção, a pressão e o ritmo das manobras de massagem são facilmente controlados

■ Toda técnica é executada com muito pouco consumo de energia

■ A tensão mecânica sobre o corpo do próprio terapeuta é evitada

■ As mãos ficam relaxadas, aplicando pouca ou nenhuma pressão

■ 0 padrão respiratório é profundo e ocorre sem esforço

■ 0 relaxamento estende-se para o corpo inteiro e, subseqüentemente, para quem recebe a massagem

■ 0 chakra, ou fonte de energia do terapeuta, encontra-se em foco

■ 0 terapeuta mantém os pés bem apoiados durante todo o tratamento



1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal