Mais seguros da europa



Baixar 18.15 Kb.
Encontro29.08.2019
Tamanho18.15 Kb.




NOVO SCÉNIC, UM DOS AUTOMÓVEIS

MAIS SEGUROS DA EUROPA
O Novo Scénic recebeu a classificação de quatro estrelas numa escala que varia de uma a cinco, em testes realizados pelo Euro NCAP - Programa Europeu de Avaliação de Novos Carros (European New Car Assessment Program), posicionando-se como um dos veículos mais seguros do mercado europeu. O único veículo a receber a avaliação de cinco estrelas do Euro NCAP em toda a sua existência foi também um Renault, o Novo Laguna, lançado recentemente na Europa.
Nos testes realizados pelo Euro NCAP no segmento dos monovolumes compactos, o Novo Scénic obteve a excelente pontuação de 29,1 pontos sobre um total possível de 34, recebendo a classificação de quatro estrelas. Esse resultado é fruto do Sistema Renault de Proteção (SRP) – composto por airbags de retenção programada com válvulas de escape de ar direcionadas, pré-tensionadores de cinto inclusive para os assentos laterais do banco traseiro, limitadores de esforço em todos os cintos e apoios de cabeça para todos os passageiros.
O sucesso dos veículos da Renault nos testes do Euro NCAP é o resultado de uma estratégia da empresa que colocou os itens de segurança ativa e passiva na lista de suas prioridades máximas. Atualmente, a Renault orgulha-se de possuir uma linha de veículos com o mais alto nível de segurança, que inclui também o Mégane (quatro estrelas em 1998), o Espace (quatro estrelas em 1999) e o Clio (quatro estrelas em 2001).
O Euro NCAP é um consórcio independente que envolve a maioria dos países europeus através da entidade International Testing, que reúne 25 associações de consumidores. Organizações governamentais são também associadas à Euro NCAP no Reino Unido (Departamento dos Transportes), na Suécia (Administração Nacional das Estradas) e na França (Ministério dos Transportes e do Equipamento). O programa inclui também a Federação Internacional de Automóvel e Clubes de Automóveis, tais como o ADAC, na Alemanha, e o Automóvel Clube Real, no Reino Unido.
O Euro NCAP testa regularmente o desempenho dos veículos durante os crash-tests, realizando uma classificação para cada categoria de automóvel. Até o teste do Novo Laguna realizado neste ano, nenhum carro havia ultrapassado a marca de quatro estrelas. O automóvel de luxo da Renault recebeu 33,1 pontos dos 34 pontos possíveis. A pontuação é determinada pelos danos medidos nos passageiros da frente em um choque frontal a 64 km/h, em um choque lateral com impacto em uma barreira deformável a 50 km/h em ângulo de 90 graus, e de um choque lateral em um poste a 29 km/h.
Tradição de inovação no que diz respeito à segurança
O sucesso dos veículos nos crash-tests do Euro NCAP (Mégane – quatro estrelas e "Best in Class" desde 1988, Espace – quatro estrelas e "Best in Class desde 1999", Clio – quatro estrelas em 2000, o Novo Scénic – quatro estrelas em 2001, e o Novo Laguna – cinco estrelas em 2001), confere à Renault muita credibilidade no que diz respeito à segurança passiva. O fato de a linha Renault se encontrar atualmente nos melhores níveis de segurança é resultado da busca contínua de inovação.
A Renault foi a primeira montadora a introduzir o limitador de esforço integrado do cinto (LEI), em 1995. Em 1997, a empresa apresentou com pioneirismo o sistema de retenção programada dos cintos e os airbags com válvulas de escape de ar direcionadas. Desde 1998, a Renault generalizou estes novos equipamentos em série em toda a sua linha, por meio do sistema SRP – Sistema Renault de Proteção.
Como a mais recente inovação, oferecida com ineditismo no Novo Laguna, a Renault criou o Dispositivo de Retenção Programada, que associa airbags frontais com volume variável (dois níveis de enchimento) a cintos equipados com limitadores de esforço (400 kg nos assentos dianteiros) e pré-tensionadores.
Os dois níveis de enchimento dos airbags diferenciam-se de acordo com a intensidade e a violência do choque. Garantem uma proteção maior em caso de choques muito severos, sem criar, paralelamente, efeitos secundários para os choques de menor intensidade. Com este novo dispositivo, a proposta da Renault distingue-se das existentes no mercado pela integração de dois pré-tensionadores para o motorista ao invés de um, como habitualmente ocorre. Isto permite significativa redução da projeção do motorista para frente, melhorando consideravelmente a proteção dos membros inferiores, principalmente os joelhos.
Outro destaque é a proteção oferecida aos pés e aos tornozelos devido à presença de uma estrutura absorvente de energia ao nível do assoalho, para o motorista e o passageiro. Além disso, o eixo do pedal de freio se quebra em caso de choque frontal muito severo, diminuindo os riscos de ferimentos no motorista.



Assessoria de Imprensa Renault do Brasil – Cláudio Henrique dos Santos

 - 0xx11-3054-8326 -  - 0xx11-3054-8322




SP 05/2001




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal