Levita Digital Dicionário da Bíblia de Almeida – 2a Edição 1999 Sociedade Bíblica do Brasil 2005 Versão eletrônica sociedade bíblica do brasil



Baixar 3.81 Mb.
Página22/34
Encontro21.10.2017
Tamanho3.81 Mb.
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   34

MAIORAL

1) Chefe (Êx 2.14, RC; Mt 9.34, RA).

2) ADMINISTRADOR (Ne 3.9).

MAJESTADE

1) Grandeza suprema; esplendor grandioso (Sl 104.1; At 19.27).

2) Título de Deus, o poder supremo (Hb 8.1).

MAJESTOSO

Que tem MAJESTADE 1, (Is 30.30, RA; Jr 22.18, RC).



MAJORAR

Aumentar (Gn 34.12, RA).



MAL

1) Qualquer coisa que não está em harmonia com a ordem divina; aquilo que é moralmente errado; aquilo que prejudica ou fere a vida e a felicidade; aquilo que cria desordem no mundo (Gn 3.5; Dt 9.18; Rm 7.19). V. PECADO.

2) Sofrimento (Lc 16.25).

3) Desgraça (Dn 9.13).

4) Dano (Gn 31.52); crime (Mt 27.23).

5) Calúnia (Mt 5.11).

MALANDRAGEM

Turma de vadios (At 17.5, RA).



MALAQUIAS [Meu Mensageiro]

Último dos profetas do AT e autor do livro que leva seu nome (Ml 1.1). V. MALAQUIAS, LIVRO DE.



MALAQUIAS, LIVRO DE

Último livro dos Profetas Menores (v. LIVROS PROFÉTICOS DO AT), que traz as mensagens de Deus ao povo de Judá proferidas por Malaquias, em torno de 450 a.C., depois de haver sido reconstruído o Templo de Jerusalém. O povo não estava obedecendo às leis de Deus, e era necessário que eles abandonassem os seus pecados (2.10-16). Malaquias mostra que os sacerdotes eram culpados e, por isso, ele fala contra eles, pois não estavam cumprindo o seu dever de apresentar sacrifícios e ofertas que agradassem a Deus e falhavam na educação do povo (1.6—2.9). Malaquias anunciou que Deus viria purificar o seu povo, mas antes daquele dia (v. DIA DO SENHOR) enviaria o seu mensageiro para preparar o caminho. Aqueles que se arrependessem e voltassem para Deus seriam novamente o seu povo (2.17—4.6).



MALCÃ

V. MOLOQUE (Jr 49.1,3, RC).



MALCO [Conselheiro]

Servo do sumo sacerdote. Pedro cortou a orelha dele (Jo 18.10).



MALDADE

Aquilo que é mau, que não presta; perversidade; imoralidade; crime; PECADO, ruindade; MAL 1, (Gn 6.5; Sl 141.5; 1Co 5.8).



MALDIÇÃO

Chamamento de mal, sofrimento ou desgraça sobre alguém (Gn 27.12; Rm 3.14). Os que quebram a LEI 1, estão debaixo da maldição; Cristo nos salvou dessa maldição, fazendo-se maldição por nós (Gl 3.10-13).



MALDITO

Aquilo ou aquele sobre quem se lançou MALDIÇÃO (Gn 3.14; 4.11).



MALDIZENTE

Aquele que fala mal dos outros; MEXERIQUEIRO; difamador (Pv 26.20).



MALDIZER

Lançar MALDIÇÃO (Sl 62.4).



MALEDICÊNCIA

Mexerico; difamação (1Tm 5.14, RA).



MALEFÍCIO

MALDADE (Dt 17.5).



MALFAZEJO

Perverso (Pv 17.4).



MALFEITO

MALDADE (Ob 15, RA).



MALFEITOR

Aquele que comete crimes; perverso; mau (Sl 37.9; Lc 22.37).



MALHA

Cada uma das alças ou voltas de um fio ligadas entre si, formando uma rede (Ez 12.13, RA) ou um tecido (Êx 28.32).



MALHADA

Pasto de ovelhas (2Sm 7.8).



MALHADO

Que tem manchas (Gn 30.32).



MALÍCIA

1) Inclinação para o mal; MALDADE; PECADO (Jó 22.5; Sl 7.9; 1Pe 2.16).

2) Intenção maldosa (Mt 22.18).

MALIGNIDADE

Qualidade de MALIGNO 1, (Rm 1.29).



MALIGNO

1) Mau; perverso (Sl 144.10; Is 14.20).

2) Mal que vai piorando (Jó 2.7).

3) DIABO (1Jo 5.19).

MALOGRAR

Fracassar (Jó 17.11).



MALTA

Ilha do mar Mediterrâneo, situada 100 km ao sul da Sicília, Itália. Próximo dessa ilha naufragou o navio em que Paulo viajava para Roma (At 27 e 28).



MALVA

Erva que servia de alimento para os pobres (Jó 30.4).



MAMOM

Palavra aramaica que significa “riquezas”, as quais podem tornar-se um deus para as pessoas (Mt 6.24, RC).



MANÁ [Que É Isto ?]

Alimento milagrosamente fornecido por Deus aos israelitas durante 40 anos que passaram no deserto. Era como uma semente pequena e muito branca (Êx 16.14-36; Dt 8.3; Js 5.12; Jo 6.31-35,48-51).



MANADA

REBANHO de gado (Mt 8.30).



MANAÉM

Um dos profetas e mestres da igreja de ANTIOQUIA 1, e irmão de criação de Herodes ANTIPAS (At 13.1).



MANANCIAL

1) Fonte de água (Is 35.7).

2) Figuradamente: origem (Sl 36.9); esposa (Pv 5.18; Ct 4.12).

MANAR

Produzir ou correr sem cessar e/ou em abundância (Sl 78.20, RA; Jl 3.18).



MANASSÉS

1) Primeiro filho de JOSÉ 1, e Asenate (Gn 41.51).

2) Uma das 12 TRIBOS do povo de Israel, formada pelos descendentes de MANASSÉS 1, (Nm 32.33-42).

3) Décimo quarto rei de Judá, que reinou de 687 a 642 a.C., depois de Ezequias, seu pai. Por ter apoiado a idolatria, Manassés e o povo de Judá foram castigados, mas ele se arrependeu (2Rs 21.1-18; 2Cr 33.1-20).

MANASSÉS, ORAÇÃO DE

V. ORAÇÃO DE MANASSÉS.



MANASSITA

Descendente de MANASSÉS 1, (Dt 4.43).



MANATITA

Morador de Manaate, povoado de Judá (1Cr 2.54, RC; 8.6).



MANCO

1) Pessoa a quem falta mão ou pé; aleijado (Mt 18.8, RA).

2) Figuradamente, pessoa fraca na fé (Hb 12.13, RA).

MANDADO

Ordem (Gn 26.5; Et 9.32).



MANDAMENTO

1) Ordem divina a ser obedecida pelas pessoas que temem a Deus. Sinônimos bíblicos: lei, estatuto, preceito, testemunho, juízo, ensinamento, etc. (Lv 26.14-15; Sl 119; Jo 15.10-12).

2) Ordem paterna ou materna (Pv 6.20).

3) O “novo mandamento” é o amor ao próximo, tomando-se como exemplo o amor sacrificial de Cristo por nós (Jo 13.34).

MANDAMENTOS, DEZ

V. DEZ MANDAMENTOS.



MANDATO

MANDADO (Tt 1.3, RA).



MANDRÁGORA

Planta que tem raízes em forma de forquilha, parecidas com as pernas de uma pessoa, e por isso se acreditava que ajudava as mulheres a engravidar e a ter sorte no amor (Gn 30.14).



MANEJAR

1) Executar com as mãos (Dt 19.5, RA).

2) Figuradamente, ensinar (2Tm 2.15).

MANETA

Pessoa a quem falta uma das mãos (Mc 9.43, RA).



MANIETAR

Amarrar as mãos (Jo 18.12).



MANIFESTAÇÃO

Revelação; demonstração (1Co 12.7).



MANIFESTAR

1) Tornar conhecido; mostrar; revelar; declarar (Jó 12.22; Is 40.5; Jo 2.11; Rm 1.19).

2) Fazer-se conhecer; mostrar-se; aparecer (1Sm 3.21; Lc 17.30; Jo 9.3).

MANILHA

BRACELETE (2Sm 1.10, RC).



MANJAR

1) Alimento sólido (1Co 3.2, RC).

2) IGUARIA (Pv 23.3).

3) Cereal (Lv 2.1; v. SACRIFÍCIOS E OFERTAS).

MANJEDOURA

Tabuleiro de madeira ou de pedra em que se põe comida para os animais nas estrebarias (Is 1.3; Lc 2.7). No interior do Brasil é chamada de cocho.



MANOÁ [Descanso]

Pai de SANSÃO (Jz 13.2).



MANOLHO

FEIXE (Am 2.13, RC).



MANQUEJAR

COXEAR (Gn 32.31).



MANRE [Vigor]

1) Amorreu, aliado de Abraão na libertação de Ló (Gn 14.13-24).

2) Local de residência de Abraão perto de Hebrom (Gn 13.18; 18.1).

MANSIDÃO

Modo de agir pacífico e bondoso; delicadeza (Sf 2.3; 1Co 4.21).



MANSO

Que tem MANSIDÃO (Nm 12.3; Mt 5.5).



MANTILHA

Véu que as mulheres usavam sobre a cabeça e os ombros (1Co 11.15, RA).



MANTIMENTO

1) Alimento (Gn 1.29).

2) Figuradamente, doutrina (Hb 5.14, RC).

MANTO

Peça de roupa que reis, autoridades civis e religiosas e pessoas ricas vestiam por cima das outras roupas (1Sm 24.4; Lc 23.11, RA). V. CAPA.



MANUFATURA

Objeto feito à mão (Ez 27.15, RA).



MANUSCRITOS

Textos escritos à mão. Os livros do AT foram escritos sobre folhas de PAPIRO, usado no Egito, e depois na Palestina e em outras regiões. Aí por 200 a.C. começou-se a escrever sobre peles de animais, os PERGAMINHOS. Assim, uma parte dos livros do NT pode ter sido escrita sobre pergaminhos. Tanto os livros escritos em papiro como os escritos em pergaminho tinham a forma de ROLO (Sl 40.7; 2Tm 4.13). O LIVRO com páginas, chamado de códice, surgiu no séc. II d.C. Todos os manuscritos originais do AT e do NT se perderam. O texto bíblico nas línguas originais que possuímos hoje está baseado em cópias. A comparação das cópias existentes demonstra que Deus fez com que os livros bíblicos fossem copiados com grande fidelidade. Até bem pouco tempo atrás, o manuscrito completo do AT mais antigo era de 916 d.C. Em 1946, começou a aparecer uma série de manuscritos de livros do AT encontrados em várias cavernas de QUMRAN. Na maior parte esses manuscritos são do primeiro século a.C. e do primeiro século d.C. Encontraram-se em Qumran manuscritos quase inteiros, sendo os de Isaías os mais famosos, e/ou partes de todos os livros do AT, menos de Ester. Além dos livros bíblicos, foram descobertos fragmentos de livros APÓCRIFOS e de outros livros da seita dos ESSÊNIOS, que ali os escondeu. Esses manuscritos são muito importantes para o estudo do texto original do AT, como também para se recompor o panorama histórico da época de João Batista e de Jesus. Os manuscritos completos mais importantes do NT são os seguintes: o Sinaítico e o Vaticano, do séc. IV d.C., e o Alexandrino, do séc. V d.C. No entanto, há um grande número de manuscritos de partes do NT que são do séc. III d.C. e posteriores.



MANUSEAR

Pegar (Cl 2.21).



MÃO

Medida de comprimento igual a 7,4 cm. É a medida da palma da mão na base dos dedos. É 1/3 do PALMO e 1/6 do CÔVADO (Êx 37.12, RC; RA, quatro dedos).



MÃO DE JESUS

1) O poder de Jesus, que às vezes é evidenciado por milagres (Mc 6.2; Jo 13.3).

2) A autoridade de Jesus, confiada a ele pelo Pai (Jo 3.35).

3) O cuidado providencial de Jesus (Jo 10.28).

MÃO DIREITA

Posição de honra e autoridade (1Rs 2.19; v. DESTRA 2).



MAONITA

Morador de Maom, região que ficava próxima do monte SEIR (Jz 10.12).



MÃOS, IMPOSIÇÃO DAS

1) No período do AT, ato destinado a conceder bênçãos (Gn 48.13-20); transferir a culpa do pecador para o sacrifício (Lv 1.4); consagrar uma pessoa para uma nova responsabilidade (Nm 27.18,23).

2) No período do NT, ato usado ao curar (Mc 5.23; Lc 4.40; At 28.8); abençoar (Mc 10.16); consagrar uma pessoa para um novo cargo ou função (At 6.6; 13.3; 1Tm 5.22); conceder dons espirituais (At 8.17; 19.6).

MAQUINALMENTE

Por mera repetição de rotina (Is 29.13, RA).



MAQUINAR

Planejar (1Sm 23.9; Is 32.7).



MAQUIRITA

Descendente de Maquir, um dos filhos de MANASSÉS 1, (Nm 26.29).



MAR

Na Bíblia, qualquer grande extensão de Água, salgada (mar Mediterrâneo) ou doce (lago da Galiléia).



1) Os mares mencionados na Bíblia são: a) MEDITERRÂNEO, ou o Mar, ou mar dos Filisteus, ou Grande, ou Ocidental (Nm 34.6); b) MORTO, ou da Arabá, ou Oriental, ou Salgado (Js 3.16); c) VERMELHO, ou de Sufe, ou do Egito (Êx 13.18); d) ADRIÁTICO (At 27.27).

2) Os lagos são os seguintes: a) da GALILÉIA, ou de Genesaré, ou de Quinerete, ou de Tiberíades (Mt 4.18); b) de MEROM (Js 11.5).

3) MONSTRO (Jó 7.12; Sl 74.13).

MAR DE FUNDIÇÃO

Grande tanque de água colocado na entrada do TEMPLO de Salomão (1Rs 7.23-27), também chamado de mar de bronze ou de cobre (1Cr 18.8). Suas medidas eram 2,20 m de profundidade e 4,40 m de diâmetro. Os sacerdotes lavavam nele as mãos e os pés em preparação para o seu serviço no Templo. Esse tanque substituiu a bacia ou pia de bronze (cobre) feita para o TABERNÁCULO (Êx 30.17-21).



MAR, O

V. MEDITERRÂNEO, MAR (Nm 13.29).



MAR VERMELHO

V. VERMELHO, MAR.



MARA [Águas Amargas]

Local situado a leste do mar Vermelho, onde os israelitas, na sua marcha para o Sinai, encontraram uma fonte de águas amargas (Êx 15.23-25).



MARANATA

Expressão aramaica que quer dizer: “Vem, nosso Senhor!” ou “O nosso Senhor está vindo” (1Co 16.22).



MARAVILHA

Ato ou fato extraordinário realizado por intervenção divina; milagre, sinal; prodígio (Êx 7.3; Mt 21.15).



MARAVILHAR

Encher-se de admiração; assombrar-se (Ec 5.8; Mt 8.27).



MARCA DA BESTA

V. SINAL DA BESTA (Ap 13.16-18, RA).



MARCHA

1) Andar cadenciado como o de um exército (2Sm 5.24).

2) “Pôr-se em marcha” é “começar a caminhar” (Nm 9.17, RA).

MARCO

1) Sinal para marcar os limites de um território (Dt 19.14).

2) Sinal ou objeto que marca um local ou indica direção a seguir (Jr 31.21).

MARCOS, EVANGELHO DE

Segundo livro do NT, considerado o mais antigo dos Evangelhos. Marcos (V. MARCOS, JOÃO) destaca principalmente a atividade constante e a autoridade de Jesus. Jesus vai de um lugar para outro, anunciando a vinda do REINO DE DEUS, ensinando multidões, fazendo milagres e curando doentes. Para ajudá-lo, ele escolhe 12 homens, os apóstolos. Estes o acompanham por toda parte, aprendem que por meio do evangelho todas as pessoas podem fazer parte do Reino de Deus. Depois os apóstolos saem para anunciar essa mensagem de salvação e para curar pessoas. Em tudo isso Jesus age com autoridade, que lhe vem de Deus. Ele é o FILHO DO HOMEM, que Deus escolheu e enviou para ser o Salvador (10.45). Portanto, ele tem autoridade para expulsar demônios, curar doentes e perdoar pecados. Este Evangelho começa com o batismo de Jesus (1.9-11) e termina com a sua ressurreição (16.1-8). O trecho final (16.9-20) não faz parte do texto original grego.



MARCOS, JOÃO

Filho de MARIA 5, e primo de Barnabé (Cl 4.10, RA; RC, sobrinho). Acompanhou Paulo e Barnabé até Antioquia (At 12.25) e, depois, na sua primeira viagem missionária, até Perge (At 13.5,13). Por causa dele Paulo e Barnabé se separaram (At 15.36-41). Mais tarde, porém, Marcos foi cooperador de Paulo (Cl 4.10; Fm 24; 2Tm 4.11) e trabalhou com Pedro (1Pe 5.13). Segundo a tradição, Marcos fundou a igreja em Alexandria. V. MARCOS, EVANGELHO DE.



MARDOQUEU

V. MORDECAI (Et 2.7, RC).



MARFIM

Substância branca e resistente de que são constituídas as presas do elefante. Era usado na fabricação de móveis finos entalhados (1Rs 10.18; Am 6.4) e para enfeitar casas luxuosas (1Rs 22.39; Am 3.15).



MARGEM

Beira (Ez 47.6; Mc 5.1, RA).



MARIA [Gorda ? Forte ?]

1) Mãe de Jesus e esposa de JOSÉ 2, (Mt 1.18-25), da LINHAGEM de Davi (Lc 1.27; Rm 1.3). Ela é “bendita entre as mulheres” (Lc 1.28,42,48). Após o anúncio do anjo (Lc 1.26-38), Maria engravidou pelo poder do Espírito Santo (Mt 1.18) e deu à luz a Jesus, em Belém (Lc 2.4-7). Ela guardou em seu coração os fatos extraordinários relacionados com o nascimento de Jesus (Lc 2.15,19,51). Ela esteve com Jesus no casamento em Caná (Jo 2.1-12). Quando Jesus foi crucificado, ela estava presente, e então ele a confiou aos cuidados de João (Jo 19.25-27). Finalmente, ela é mencionada com os primeiros cristãos (At 1.14).

2) Irmã de Marta e de Lázaro, de Betânia (Lc 10.38-42; Jo 11; 12.1-8).

3) Madalena, talvez a mulher mencionada em Lc 7.37-50 (v. Mc 16.9; Lc 8.2), foi testemunha da morte e do sepultamento de Jesus (Mt 27.56,61) e o viu ressuscitado (Mt 28.1-9).

4) Esposa de Clopas (Jo 19.25) e mãe de Tiago e José. Ela testemunhou a crucificação e o sepultamento de Jesus (Mt 27.56,61) e o viu ressuscitado (Mt 28.1-9).

5) Mãe de João Marcos e irmã de Barnabé (Cl 4.10). Ela cedeu sua casa para as reuniões dos cristãos em Jerusalém (At 12.12).

MARIDO

Homem casado em relação à ESPOSA (Gn 3.6; Ef 5.22).



MARINHO

Que está no mar ou vem do mar (Dt 14.17; Tg 3.7, RA).



MARÍTIMO

Que está relacionado com o mar (Dt 1.7, RA).



MARMITA

Panela com tampa (1Sm 2.14).



MÁRMORE

Pedra calcária que pode ser polida. Foi usada na construção do TEMPLO e de casas luxuosas (1Cr 29.2; Et 1.6).



MARQUESVÃ

V. CALENDÁRIO 8.



MARRADA

Chifrada (Dn 8.4).



MARTA

Irmã de MARIA 2, (Jo 12.2).



MARTELO

Instrumento de ferro com cabo de madeira usado para bater e especialmente para fincar pregos (1Rs 6.7; Jr 10.4).



MÁRTIR

Pessoa cujo testemunho lhe custa a própria vida (At 6.8—7.60; 22.20; Ap 2.13; 17.6). Do grego martys, testemunha.



MASMORRA

CALABOUÇO (Is 24.22).



MASQUIL

Termo encontrado no título de vários salmos (Sl 32, RC; RA, SALMO DIDÁTICO; NTLH, poesia).



MASSÁ [Provocação]

1) Local em REFIDIM e próximo do monte Sinai, onde Deus deu água a Israel (Êx 17.1-7).

2) Cidade do rei LEMUEL (Pv 31.1).

MASSORETAS

Estudiosos judeus que foram responsáveis pela transmissão do texto hebraico do AT e desenvolveram os sinais vocálicos e outros comentários críticos para esse texto, conhecido como texto massorético (TM). O TM é o texto hebraico básico para todas as versões modernas do AT. V. MANUSCRITOS.



MASTRO

Longa peça de madeira ou de ferro em que se prendem as velas de uma embarcação ou uma bandeira (Is 33.23; 30.17).



MATADOURO

Lugar onde se matam animais para consumo público (Is 53.7).



MATANÇA

Mortandade; massacre (Hb 7.1).



MATANIAS [Dom de Javé]

Nome original do rei ZEDEQUIAS (2Rs 24.17).



MATERNO

Relativo à mãe (Jz 13.7, RA).



MATEUS [Dom de Deus]

Filho de Alfeu e também chamado de Levi. Foi cobrador de impostos em CAFARNAUM, onde Jesus o convidou para ser seu discípulo (Mt 9.9-13) e apóstolo (Mt 10.3; At 1.13). V. MATEUS, EVANGELHO DE.



MATEUS, EVANGELHO DE

Primeiro livro do NT, que relata a vida e as atividades de Jesus, apresentando-o como o MESSIAS. O Evangelho começa com a lista dos antepassados de Jesus, ligando-o assim à história do povo de Deus do AT. Jesus é aquele em quem se cumprem as promessas feitas ao rei Davi e a Abraão, o pai do povo escolhido. Em seguida o autor conta a história de Jesus, citando textos do AT a fim de provar que Jesus é de fato o Messias que Deus enviou (1.23; 2.5-6,15,17-18,23; 4.14; 8.17; 12.17-21; 21.4-5; 22.41-46). Neste Evangelho os fatos da vida de Jesus aparecem na mesma ordem seguida pelo de Marcos (v. MARCOS, EVANGELHO DE). Depois de ser batizado no rio Jordão por João Batista, Jesus é tentado no deserto e, em seguida, vai para a Galiléia, onde ensina multidões, cura doentes e expulsa demônios. Mateus dá muita importância aos ensinamentos de Jesus e os junta em cinco grandes discursos: a) O SERMÃO DO MONTE (caps. 5—7); b) as instruções aos 12 apóstolos para a sua missão (cap. 10); c) os segredos do Reino do céu (cap. 13); d) os ensinamentos a respeito da Igreja (cap. 18); e) os ensinamentos sobre o fim do mundo e a vinda do Reino do céu (caps. 24—25).



MATIAS [Dom de Javé]

Apóstolo escolhido para ficar no lugar de JUDAS 1, (At 1.15-26).



MATRICIDA

Aquele que mata a própria mãe (1Tm 1.9).



MATRIMÔNIO

CASAMENTO (Hb 13.4).



MATUSALÉM [Homem da lança]

Filho de Enoque e pai de Lameque. Viveu 969 anos (Gn 5.21-27).



MATUTINO

Da manhã (Jó 3.9, RA).



MAUSOLÉU

SEPULCRO luxuoso (Jó 3.14, RA).



MAVIOSO

Suave; harmonioso (2Sm 23.1, RA).



MÁXIMA

PROVÉRBIO (Jó 13.12, RA).



MEDA

Montão de FEIXES de CEREAL (Êx 22.6).



MÉDIA

País localizado a noroeste da Pérsia e habitado por um povo indo-europeu. Atingiu sua maior glória no reinado de NABUCODONOSOR (Is 21.2, RA; Dn 8.20).



MEDIADOR

Pessoa cuja função é RECONCILIAR partes. Cristo é o mediador da nova ALIANÇA, através de quem Deus e as pessoas são reconciliados (Is 42.6, RA; 1Tm 2.5; Hb 8.6; 9.15).



MEDIANEIRO

MEDIADOR (Gl 3.20, RC).



MEDIDA

Medida de capacidade para secos (2Rs 7.1, RC; RA, alqueire), também chamada de chaliche e seá (hebr.). É igual a um pouco menos de 6 l (5,87 l). É 1/3 do EFA. Em Ap 6.6, medida (choinix) é igual a 1 l.



MEDIDA DE ÁREA:

JEIRA.


MEDIDAS

V. tabela de PESOS, DINHEIRO E MEDIDAS.



MEDIDAS DE CAPACIDADE PARA LÍQUIDOS:

LOGUE (ou SEXTÁRIO), HIM, BATO (ou almude, ou METRETA, ou CADO) e CORO.



MEDIDAS DE CAPACIDADE PARA SECOS:

CABO, GÔMER (ou ISSAROM), MEDIDA (ou ALQUEIRE, ou chaliche, ou seá), EFA, LETEQUE e CORO (ou ÔMER).



MEDIDAS DE COMPRIMENTO:

DEDO, MÃO (ou quatro dedos), PALMO, CÔVADO, CANA e BRAÇA.



MEDIDAS DE DISTÂNCIA:

TIRO DE PEDRA, TIRO DE ARCO, JORNADA (caminho) DE UM SÁBADO, JORNADA (caminho) DE UM DIA, ESTÁDIO e MILHA.



MEDIDAS DE PESO:

GERA, BECA, SICLO, MINA (ou ARRÁTEL, ou libra) e TALENTO.



MEDITAR

Refletir; pensar (Sl 1.2).



MEDITERRÂNEO, MAR

Mar que fica entre o Sul da Europa e o Norte da África. Em suas viagens, Paulo várias vezes se utilizou de navios que o cruzavam (At 16.11; 20.6; 21.1-3; 27.13-44). O Mediterrâneo é chamado de o Mar (Nm 13.29), mar dos Filisteus (Êx 23.31), mar Grande (Nm 34.6), mar Ocidental (Dt 11.24).



MÉDIUM

NECROMANTE (1Sm 28.7, RA).



MEDO

Habitante da MÉDIA (Et 1.19; Is 13.17; At 2.9). (Pronuncia-se médo.)



MEDULA

TUTANO (Hb 4.12).



MEFIBOSETE [Destruidor da Vergonha]

1) Filho de Saul (2Sm 21.8-9).

2) Filho de Jônatas e neto de Saul (2Sm 4.4; 9.6-13; 16.1-4; 19.24-30; 21.7), também chamado de Meribe-Baal (1Cr 8.34).

MEGIDO

Cidade localizada perto dos vales de SAROM e de JEZREEL, onde cruzavam duas importantes rotas comerciais. A cidade foi fortificada por Salomão (1Rs 9.15) e tornou-se cenário de grandes batalhas (Jz 5.19-21; 2Rs 23.29).



MEIRINHO

Oficial de justiça (Lc 12.58).



MELÃO

Fruta semelhante à melancia, mas menor (Nm 11.5).





1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   34


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal