Lava-te sete vezes


Aperfeiçoamento no Discernimento



Baixar 468.65 Kb.
Página5/5
Encontro08.10.2019
Tamanho468.65 Kb.
1   2   3   4   5
Aperfeiçoamento no Discernimento.
Nesta hora, também se quer um aperfeiçoamento no discernimento porque é alcançar aquilo que é da parte do Senhor. E quando nós falamos em discernimento, nós precisamos entender que é na interpretação também dos dons, porque é o uso dos dons.
Apesar de tanto aperfeiçoamento, de tanto cuidado, nós ainda encontramos alguns erros, mas é assim mesmo.

A ovelha mora numa cidade grande, perto do Maanaim, onde tem batismo, encontro, seminário, reunião de senhoras todo o mês e vai morar num lugar bem distante de tudo, com uma igreja aqui e uma outra a 1.500 km , o pastor tem mais 150 igrejas naquela área e só passa lá de dois e dois meses e a igreja fica com o diácono, não tem jeito.

Então eu digo a ela: Querida, você vai morar na selva, dentro da Amazônia, não espere encontrar uma igreja no mesmo patamar desta onde você está, o que você vai encontrar lá é um monte de gente ainda no iniciozinho. O que você deve fazer é levar a sua contribuição. Mas se você chegar lá dizendo “Lá era assim”, você morreu e vai sair da Obra. Se você disser: “Eu só falo com o pastor”, você está perdida porque ele só aparece de dois em dois meses, se você quer ceia todos os dias, vai ter que esperar o pastor chegar, se quiser vir ao Maanaim, vai ter que pegar cinco aviões. Você quer isso?

Ela vai e depois me liga: Pastor, eu estou em luta, porque eu falei com o diácono que precisava ter grupo de louvor porque na minha igreja tinha e eles estão cantando todos os hinos de Portugal errado.

Aí eu digo: Querida, canta errado também com eles e vê se ensina o certo. Se não tiver grupo de louvor, canta sozinha, ensina um pouco. Você está orando ou só está reclamando?

A Obra é essa semente colocada no coração do fiel e ela germina a seu tempo, e cresce e se aprofunda. Não precisamos ficar preocupados se chegamos lá e não está igual à outra porque se não está igual é porque ainda não deu tempo, mas vai chegar lá, eles estão-se preparando para isso. O Espírito Santo não faz assim, Ele não deixa uma lá e outra cá ao léu, Ele atua, Ele vai ensinar na medida que eles puderem compreender. De que adianta dar feijoada a uma criança de colo? Vai ser até prejudicial. O Espírito Santo é o único que sabe a medida certa.


A escolha.
A escolha do diácono é feita segundo a orientação bíblica.
At. 6:3 - Varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria.

I Tm. 3:1 a 12 - Irrepreensível, marido de uma mulher, não neófito, bom testemunho, provado...
O neófito é aquele que tem pouquinho conhecimento e precisa aprofundar mais. Não pode levantar um varão que não seja conhecedor para o diaconato.

Quem já fez Principiantes? Pode dizer qual é o texto da aula de “Bíblia”?



E o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus, não é mesmo?

E o da aula de “Clamor pelo sangue de Jesus”?



Tomou o cálice e comeu o pão, não é?

E o da aula “Igreja, corpo de Cristo”?



Sois membros de um só corpo, não é isso?

Mas o da aula de “Idolatria” você não esqueceu, você sabe que é sobre Saul.

O neófito é aquele que sabe pouco.

Você não se lembrou de nada? Então como é que você fala de certas coisas se você não sabe nem aonde estão?

E sobre “Dízimo”?

Ah! Sobre dízimo você sabe, é só ver Malaquias, essa é fácil. E a fidelidade de Abraão, de Jacó, eles deram o dízimo de tudo... Melquisedeque, o fundamento, porque senão o dízimo vira dinheiro.

E de “Dia do descanso” , você lembrou?

Ah! O véu rasgou-se...

Você tem que saber tudo isso, o diácono tem que saber tudo isso porque ele vai dar assistência a uma irmã que está com dúvidas a respeito de clamor, ele não vai poder chegar pra ela e dizer: Olha, irmã, eu também estou com dúvidas neste assunto, não sei nem qual é o texto... Acho que clamor... Ah... aquele texto do lagar, vou procurar uma fotografia do lagar na Bíblia...

Não vai encontrar nunca.


O diácono deve:
Zelar pela doutrina
O diácono tem que zelar pela doutrina porque ele é serviço hoje, mas amanhã ele é ministério.

O diácono tem atrás de si um corpo que interage em seu favor, que jejua por ele, que ora por ele, pela sua família. Você já jejuou por ele? Se ainda não, comece, faça isso, por revelação do Senhor, orientado pelo Senhor.


Cuidar do grupo de assistência
Vejam, nesta última hora, a importância desse homem no grupo de assistência.

Nós temos uma meta de crescer 30%, e não adianta chamar as pessoas, nem passar folheto, nem fazer convite, é só orar.

Existem áreas com mais dificuldade e outras com menos.

A igreja que trabalha junto, que interage, ela cresce, essa é a nossa experiência.

Os Estados Unidos têm algumas áreas com dificuldade, mas existe um ponto de pregação lá em Miami com oitenta, cem pessoas. E sabem quem é que toma conta do ponto de pregação? Um garoto de vinte e quatro anos, corre do trabalho, corre da faculdade, entra no culto, faz o culto, sai correndo para trabalhar até às 03:00h da manhã, porque parou na hora do culto, aquela coisa de americano, tem que compensar, passa a vida toda trabalhando, come um sanduíche. Tem um díácono lá com a idade dele, mas só é diácono porque está casado.

Tem uma igreja grande lá e esse ponto de pregação e aqueles dois meninos dão conta de tudo. Não existe dificuldade, é só pôr a mão na massa e trabalhar.

Não pensem que no Brasil as coisas são diferentes de qualquer outra parte do mundo, porque gente é tudo igual, só muda o linguajar e o gosto pela comida, uns gostam mais de bacalhau, outros gostam mais de feijoada, outros gostam mais de sanduíche, mas é tudo a mesma coisa.

Se você se aperfeiçoa nisso, se você pega este grupo de assistência e trabalha firme com ele, esse grupo faz uma segunda igreja, uma terceira igreja.

Hoje, nesses 30%. Nós estamos preparando novas igrejas dentro da própria igreja.

Esse grupo de assistência é uma igreja em potencial, ele tem que ter tudo, e o menino está sendo trabalhado porque mais tarde vai ser ungido. O culto profético, as visitas aos crentes, tudo é fundamental.

Quais foram as dificuldades que nós encontramos em algumas igrejas?

Nós encontramos:

O chato - Aquela pessoa chata que fica à frente do grupo, falando, falando sem parar. A reunião é de dez minutos, mas ele passa dos cinqüenta, canta dez hinos, cinqüenta orações, com pessoas que acabaram de sair de um culto. Ninguém agüenta mais isso, ele tem que ser orientado.

O aborrecido - Aquela pessoa que bate, ele espanca todo o mundo no grupo de assistência, ninguém agüenta. Ele não é carinhoso, está sempre de cara feia. Ninguém agüenta tanto sofrimento, já sofre em casa com o marido, já sofre em casa com a mulher, sofre no emprego com o patrão, sofre nas conduções com o motorista, sofre na rua, ouve o que não quer, aí chega na igreja e dá de cara com um aborrecido, não dá pra agüentar.

O mundo está cheio de pessoas assim, que não têm ninguém que lhes dê um afago, uma palavra de carinho, não têm parentes, nem amigos, e os que têm ainda lhes fazem mal.

Ele entra na igreja e precisa encontrar carinho, compreensão, sorriso. Isso é diferente de conivência com o erro, com o pecado.

Muitos não sabem fazer isso, temos que ser treinados.
A unção para o ministério.
Falando dos outros ofícios da Igreja, nós vemos em muitos lugares a figura do ancião, do bispo, e do presbítero. As pessoas fizeram uma hierarquia, mas eles representam a mesma coisa, o ministério, todos são pastores.

O Brasil está cheio de bispos, cheio de figuras eméritas, cheio de evangelistas, de apóstolos, de pastores. As pessoas chegam e dizem: Mas esse cidadão é demais. Isso porque ele está mexe com música, tem uma banda com uns bonitinhos cabeludos que ficam falando de Jesus pra vender muito disco. E a esposa dele é bispa.

Quando nós entendemos o ministério da Palavra, nós entendemos o que significa Jesus para nós. Ele é o Verbo, a Palavra revelada, e aí nós precisamos fixar o que representa a unção para o ministério.
Ministério: Apóstolo, Profeta, Evangelista, Pastor e Mestre.
E a unção? E o ungido?

(Tem uma brincadeira no Brasil que diz que a esposa do ungido é a untada).

O ungido é aquele que tem um chamado e está num período de prova. Com Davi também foi assim. Se ele for bem, é ministério, se não for, não tem volta para diaconato.

Não é dado ao diácono, ao ministro, certas coisas que, às vezes, até as outras pessoas podem fazer. Por exemplo, uma ovelha cometeu um erro, você senta, o Senhor perdoa. Agora, manda o diácono, o pastor fazer parecido. Não pode, ele perdeu certos direitos, não cabe mais certas coisas, por isso é que tem a nobreza do ministério, ele está no púlpito é para que todos vejam a necessidade dele.

Quando você é ordenado, você recebe a autoridade para governar e aí você aprende que o ministério nesta Obra é por revelação e com imposição de mãos do presbitério, conforme manda a Palavra.

O ministério na Obra não é por competência, nem por isso ou por aquilo.

Eu tenho uma pessoa que trabalha comigo, dirige o meu carro, ele é estudante de teologia, muito dedicado, está sempre me pedindo para sair mais cedo por causa das aulas. Outro dia ele disse:

_ Estou em apuros, tenho que dar uma aula sobre Lutero.

_ Rapaz, é fácil.

_ Fácil?

_ É, vai em Apocalipse, sete cartas, Filadélfia. Depois as parábolas, Mateus, entendeu? Agora, Cantares de Salomão. Quer mais? Isaías.

_ Mas como? Lutero aqui? Aonde? Não tem nada escrito sobre Lutero. O senhor pode repetir?

Aí ficou escrevendo um monte de coisas.

Ele voltou feliz, foi-me apanhar no trabalho e disse: Falei, ficou todo o mundo de queixo caído. Deve ser porque não entenderam nada, nem ele. Não deram nota 10, deram 9,5... e vai sair ministro, vai ganhar diploma, vai botar anel, vai ganhar o seu salário.

O ministério é por revelação, quem levanta o homem é o Espírito Santo e é Ele quem vai tratar dele.



O ministério tem que estar submetido ao governo, à autoridade do presbitério, que é a reunião de presbíteros, de pastores.
O objetivo dessa aula é para que cada um possa avaliar, para que orem, para que valorize, para que pague um preço, porque assim fazendo, a Obra cresce e nós somos mais aperfeiçoados naquilo que é a vontade do Senhor.
Amém.


1   2   3   4   5


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal