Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe. Curso



Baixar 29.88 Kb.
Encontro30.06.2019
Tamanho29.88 Kb.


Plano de Ensino

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO



Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe.

Curso: Fisioterapia.

Professora: Siham Abdel Karim Amer

- Graduação: Bacharel em Fisioterapia – UNICRUZ – Cruz Alta – RS.

- Pós-Graduação: Especialização em Ciências da Saúde, Área de Concentração em Ergonomia – UnC – Concórdia – SC.

- Mestrado em Saúde Coletiva – UNIPLAC - Lages – SC



sihamfisioterapia@hotmail.com, siham@uniarp.edu.br

Período/ Fase: 2º Semestre: 2º Ano: 2012

Disciplina: Anatomia Aplicada a Fisioterapia

Carga Horária: 60 horas/aula Código: AFSO2



2. EMENTA


Estudo dos sistemas do corpo humano:

  • - Anatomia do sistema endócrino

  • - Anatomia do sistema respiratório

  • - Anatomia do sistema disgestivo

  • - Anatomia do sistema cardíaco

  • - Anatomia do sistema vascular

  • - Anatomia do sistema tegumentar

  • - Anatomia do sistema reprodutor (masculino e feminino)




  • -Topografia da cabeça, pescoço, tronco e membros (Osteologia: ossos e acidentes ósseos. Artrologia: tipos, classificações, elementos articulares, movimentos articulares. Miologia: ação, origem, inserção e inervação muscular.).

  • - Neuroanatomia: sistema nervoso central, sistema nervoso periférico



3. OBJETIVO GERAL DA DICIPLINA





  • Conhecer as possibilidades neurológicas e fisiológicas do corpo humano, segundo seus princípios fisiológicos, reconhecendo seus efeitos no organismo e analisando criticamente sua aplicabilidade.

  • Estudar a neuroanatomia, sistema nervoso e sistemas do corpo humano em todos os seus aspectos, ressaltando sua importância como base para todos os cursos da área da saúde.

4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA





  • Selecionar e empregar procedimentos de anatomia para o tratamento de patologias.

  • Possibilitar o desenvolvimento de uma visão ampla do acadêmico a disciplina de anatomia.

  • Possibilitar a identificação das partes do corpo humano, para aplicação das técnicas adquiridas no decorrer do curso;

  • Reconhecer as partes, para objetivar a real reabilitação aplicabilidade do saber.

  • Estudar a história da neuroanatomia, sistema nervoso e sistemas do corpo humano; nomenclatura específica; posições e eixos e funções.

5. RELAÇÕES INTERDISCIPLINARES


Todas as disciplinas ofertadas no decorrer da grade que exijam o conhecimento das partes e funcionamento, tanto mecânico como fisiológico do corpo humano.

6. HABILIDADES REQUERIDAS E COMPORTAMENTO ESPERADO


  • A capacidade de identificar partes do corpo humano, seus planos, eixos, ossos, músculos, ligamentos, articulações e sistema cerebral.

  • A capacidade de propor modelos de reabilitação; de ordenar atividades e programas; de proporcionar a total recuperação e ou reintegração na sociedade deste paciente e ou trabalhar as partes do ser humano, adaptando-o no objetivo proposto de cada área.

7. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO


  • - Anatomia do sistema endócrino

  • - Anatomia do sistema respiratório

  • - Anatomia do sistema digestivo

  • - Anatomia do sistema cardíaco

  • - Anatomia do sistema vascular

  • - Anatomia do sistema tegumentar

  • - Anatomia do sistema reprodutor (masculino e feminino)

  • -Topografia da cabeça, pescoço, tronco e membros (Osteologia: ossos e acidentes ósseos. Artrologia: tipos, classificações, elementos articulares, movimentos articulares. Miologia: ação, origem, inserção e inervação muscular.).

  • - Neuroanatomia: sistema nervoso central, sistema nervoso periférico

  • - Anatomia do sistema nervoso (neuroanatomia).

  • - Aulas práticas com pacientes e aulas expositivas sobre os temas anteriores

8. ESTRATÉGIAS DE ENSINO

Expor o conteúdo de maneira que facilite e estimule a aprendizagem:




  • Aulas expositivas utilizando quadro e data show;

  • Aulas práticas no Laboratório de Anatomia;

  • Pesquisas bibliográficas com seminários e apresentação de trabalho;

  • Experiências vivenciais.

9. SISTEMA DE AVALIAÇÃO




  • A verificação do rendimento pessoal compreenderá para fins d aprovação o dispo-

sitivo na Resolução CONSUL N. 13, que prevê especificamente em seu art. 6, que o aluno que obtiver na disciplina média igual ou superior a seis durante o período letivo

e assiduidade não inferior a 75% será considerado aprovado.



  • No decorrer do semestre, os alunos terão três momentos para que os conhecimentos adquiridos possam ser analisados (M1, M2 e M3). Esta análise de aprendizagem será feita em grupo e de forma individual, podendo ser com pesos diferenciados ou não, conforme especificação a seguir.

  • Assim a especificação se dará da seguinte forma: a constatação de pelo menos 75% de freqüência nas atividades em sala de aula e no aproveitamento de três médias parciais (M1, M2 e M3), conforme dispõe a referida Resolução, nos seguintes termos:

Primeira Média – M1:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta, com uma questão bônus de conhecimentos gerais, valendo 0,5 ponto = Peso 7,5 (75%)

- Trabalho em grupo = Peso 1,5 (1,5%)

- Nota de participação, frequência e produção em sala de aula = Peso 1,0 (10%)



Ou

Primeira Média – M1:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta= Peso 10,0 (100%).

Segunda Média – M2:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta = Peso 8,0 (80%) ( podendo ou não, contemplar o conteúdo anterior)

- Trabalhos em grupo = Peso 1,0 (10%)

- Nota de participação, frequência e produção em sala = Peso 1,0 (10%)



Ou

Segunda Média – M2:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta = Peso 10,0 (100%).

(podendo ou não, contemplar o conteúdo anterior)

Terceira Média – M3:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta = Peso 7,0 (70%), (contemplando todo o conteúdo ministrado no semestre).

- Trabalhos em grupo = Peso 3,0 (30%)

Ou

Terceira Média – M3:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta = Peso 10,0 (100%), (contemplando ou não, todo o conteúdo ministrado no semestre).



Observações:

  • As análises de aprendizagem individuais (provas), serão escritas, constituídas de pelo menos 50% de questões discursivas e aplicadas em data previamente marcada;

  • O aluno que se ausentar no dia da realização da prova, só terá direito à prova substitutiva mediante processo administrativo devidamente protocolado e autorizado pela secretaria do aluno, limitando-se a apenas 01 (uma) prova substitutiva no semestre;

  • Os trabalhos devem ser entregues em sala de aula, em documento impresso; caso entregues em atraso, terão a redução de 30% do valor e poderão ser entregues até a próxima aula, não cabendo formas substitutivas para o mesmo;

  • Receberão nota 0 (zero), os trabalhos que apresentarem sinais de cópia, sendo cópia de qualquer natureza; estes serão avaliados com os seguintes critérios de análise: - qualidade de idéias; - uso de convenções; - criatividade e originalidade.

10. BIBLIOGRAFIA

D’ANGELO, J.G. & FANTINI, C. A. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. Rio de Janeiro, Livraria Atheneu, 2000.


SOBOTTA, J. Atlas de Anatomia Humana. Rio de Janeiro, Editora Guanabara Koogan, vol I e II, 2001.
SPENCE, A.P. Anatomia Humana Básica. São Paulo, Editora Manole, 1991.
Bibilografia Complementar
FIELD, Derek, Anatomia Palpatória. São Paulo: Manole, 2001.
LATAJERT, M. & RUIZ LIARD. Anatomia Humana. São Paulo, Panamericana, 1993.
MICMINN, R.M.H & HUTCHINES, R.T. Atlas Colorido de Anatomia Humana. São Paulo, Manole, 1989.
ROHEN, JW & YOKOCHI, C. Atlas Fotográfico de Anatomia Sistemática e Regional. São Paulo, Editora Manole, 1998.
TORTORA, G. J. Corpo Humano: Fundamentos de Anatomia e Fisiologia. São Paulo, Editora Artmed, 2001.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal