I generalidades pele



Baixar 37.26 Kb.
Encontro27.11.2017
Tamanho37.26 Kb.

UNISUL - MICOLOGIA CLÍNICA – Profa. Denise Esteves Moritz


DERMATOMICOSES

PELE - A pele é:

  • um envoltório protetor.

  • um sistema orgânico que regula a temperatura corpórea,

  • detecta os estímulos dolorosos e agradáveis,

  • impede a entrada de substâncias no organismo

  • e provê um escudo protetor contra os efeitos nocivos do sol.

A cor, a textura e as pregas da pele ajudam a caracterizar os indivíduos. Qualquer alteração da função ou do aspecto da pele pode acarretar conseqüências importantes para a saúde física e mental.


Cada camada da pele desempenha tarefas específicas.

  • A camada superior, a epiderme, é, na maior parte do corpo, mais fina que uma película plástica.

  • A parte superior da epiderme, o estrato córneo, contém queratina, a qual é formada por restos de células mortas e protege a pele contra substâncias nocivas. No fundo da epiderme estão os melanócitos, as células produtoras de melanina – o pigmento de cor escura da pele.

Sob a epiderme, encontra-se a derme,



  • contém receptores da dor e do tato (ramificações chegam até a superfície da pele) e a muitas das glândulas funcionais da pele: glândulas sudoríparas, que produzem o suor; glândulas sebáceas, que produzem óleo; e folículos pilosos, que produzem pêlos.

  • Na derme existem vasos sangüíneos, os quais fornecem a nutrição à pele e a tornam quente, os nervos ramificam-se por todas as camadas da pele. Abaixo da derme existe uma camada de gordura que ajuda a isolar o corpo contra o calor e o frio.

A espessura, e a cor da pele, o número de glândulas sudoríparas, sebáceas, folículos pilosos e nervos variam em diferentes partes do corpo,.



  • A porção superior da cabeça possui uma grande quantidade de folículos pilosos,

  • as palmas das mãos e as plantas dos pés não apresentam qualquer folículo piloso,

  • a epiderme e a camada de queratina são muito mais espessas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés,

  • As pontas dos dedos das mãos e dedos dos pés contêm muitos nervos e são extremamente sensíveis ao tato.


II. Fatores de Risco Para o Desenvolvimento de Infecções Fúngicas
Terapia que suprime o sistema imune
• Drogas antineoplásicas (quimioterapia)
• Corticosteróides e outras drogas imunossupressoras Doenças e outras condições
• SIDA
• Insuficiência renal
Diabetes
• Doença pulmonar (p.ex., enfisema)
• Doença de Hodgkin ou outros linfomas
• Leucemia
• Queimaduras extensas


III.Micose
Micose é o nome dado a doenças causadas por fungos.

  • Existem mais de 230 mil tipos de fungos, mas apenas 100 causam micose. Como eles estão em todo parte, praticamente todas as pessoas ficam expostas a eles.

  • Quando encontram condições favoráveis, como umidade e calor excessivos, os fungos se reproduzem e podem desencadear a infecção.




  • Nas MICOSES SUPERFICIAIS, os fungos ficam no camada externa da pele, ao redor de pelos ou nas unhas, alimentando-se de uma proteína chamado queratina.

  • Cerca de 30% da população mundial tem problemas causados por micoses superficiais.

  • Nas MICOSES PROFUNDAS, os fungos disseminam-se através da circulação sangüínea e linfático. Podem infectar a pele e órgãos internos, como pulmões, intestinos, ossos ou sistema nervoso.



















Nomes Médicos para as Lesões e Tumres da Pele

 

 

 

 

 

 

Pele atrófica: Pele enrugada e da espessura do papel.

Crosta (casca): Sangue, pus ou líquidos da pele secos sobre a superfície da pele. A crosta pode formar-se em qualquer lugar onde ocorreu uma lesão cutânea.

Erosão: Perda parcial ou total da superfície da pele. As erosões ocorrem quando a pele é lesada por infecção, pressão, irritação ou calor.

Escoriação: Uma área crostosa, escavada ou linear, causada pelo ato de arranhar, friccionar ou picar a pele.

Liquenificação: Pele espessa que apresenta sulcos e rugas acentuados.

Mácula: Uma mancha plana e com coloração anormal com qualquer forma e com menos de 1 cm de diâmetro. As sardas, os nevos planos, as manchas cor vinho do Porto e muitas erupções cutâneas são máculas.
Uma mancha é como uma mácula, porém maior.

Nódulo: Uma formação sólida, com 0,5 a 1 cm de diâmetro, que pode ser elevada. Algumas vezes, ele parece formar-se abaixo da superfície cutânea e pressionar para cima.

Pápula: Uma protuberância sólida com menos de 1 cm de diâmetro. As verrugas, as picadas de insetos, os pólipos cutâneos e alguns cânceres de pele são pápulas. Uma placa é uma pápula maior.

 

Pústula: Uma bolha com conteúdo purulento (acúmulo de leucócitos).

Escamas: Áreas de células epidérmicas mortas e aglomeradas que produzem uma crosta seca e descamativa. As escamas ocorrem em casos de psoríase, dermatite seborréica e em muitos outros distúrbios.

Cicatriz: Área onde a pele normal foi substituída por tecido fibroso (formador de cicatrizes). As cicatrizes formam-se após a destruição de alguma parte da derme.

Telangiectasia: Vasos sangüíneos dilatados localizados no interior da pele e que apresentam um aspecto tortuoso.

Úlcera: Como uma erosão, porém mais profunda, penetrando a derme pelo menos parcialmente. As causas são as mesmas que as das erosões.

Vesícula: Um pequeno ponto cheio de líquido com diâmetro inferior a 0,5 cm. Uma bolha é uma vesícula maior. As picadas de insetos, o herpeszoster, a varicela (catapora), as queimaduras e as irritações produzem vesículas e bolhas.

Urticária: Inchaço de uma área da pele que produz uma elevação macia e esponjosa que aparece subitamente e, em seguida, desaparece. As urticárias são reações alérgicas habituais a medicamentos, picadas de insetos ou a algo que tenha entrado em contato com a pele.

 



IV. Diagnóstico dos Fungos






























ESPOROS ASSEXUADOS

ESPOROS SEXUADOS

ZIGOSPOROS

PSEUDOMICÉLIO

PSEUDOHIFA



NÃO SEPTADAS

SEPTADAS












©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal