I – preâmbulo


) MÁQUINA FUSÃO DE FIBRA ÓPTICA



Baixar 10.44 Mb.
Página11/52
Encontro08.10.2019
Tamanho10.44 Mb.
1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   52


1) MÁQUINA FUSÃO DE FIBRA ÓPTICA


Características Básicas

      1. Deve ser resistente à queda de no mínimo 60 cm de altura;

      2. Deve ser resistente à água;

      3. Deve ser resistente à poeira;

      4. Deve possuir senha de proteção com no mínimo 2 níveis de acesso;

      5. Deve ter display colorido transreflectivo de 3,5” mínimo, permitindo visão a luz direta do sol;

      6. Deve ter Interface gráfica com o usuário com instruções de operação;

      7. Deve permitir magnificação da fibra de 608 vezes;

      8. Permite armazenar imagens da fibra durante o processo de fusão;

      9. Tempo de emenda típico de abaixo de 8 segundos (modo semiautomático) e abaixo de 10 segundos (modo normal);

      10. Forno com tempo reduzido para 28 segundos (mínimo);

      11. Deve possuir saída de vídeo e interface USB (2.0);

      12. Deve fazer emenda com atenuação programável de 0 a 10 dB, com passos de 0,05 dB;

      13. Deve fazer o alinhamento pelo núcleo da fibra;

      14. Deve ter modo automático de seleção de fibras: SM: Monomodo (SMF) e MM: Multímodo (MMF);

      15. Diâmetro da fibra / revestimento: 80 a 150μm / 160 a 900μm;

      16. Com perda de inserção média SMF (0.02dB), MMF (0.01dB), EZ-Bend (0.04dB) e NZDSF (0.03dB);

      17. Perda de retorno na emenda: > 60 dB;

      18. Comprimento de clivagem: 5 a 16mm (250μm), 10 ou 16mm (900μm);

      19. Teste de tração com força de 1,96 N (padrão);

      20. Deve fazer o armazenamento dos últimos 1500 resultados de fusão em memória interna;

      21. Deve permitir a visão assimétrica e simultânea do eixo X e Y;

      22. Deve possuir o menu de operação e instruções em Português;

      23. Alimentação: AC 100 a 240 VAC, 50/60 Hz – DC 11 a 17 VDC – Bateria recarregável. Li-ion;

      24. Deve atender as condições ambientais de operação: -10 a +50°C

      25. Deve ter garantia de 1 ano após a data de entrega;

Treinamento Hands On para Maquina de Fusão

  1. Conhecendo o Equipamento;

  2. Conhecendo as funções do Equipamento;

  3. Conceito básico de fusão de Fibras óticas;

  4. Configurações Básicas do Equipamento;

  5. Exemplos de Configuração;

  6. Emissão de Relatórios do Equipamento.

  7. Procedimentos e Normas para Testes Cabos UTP e de Fibras Ópticas;

  8. Cálculo de Perdas de Fibras Ópticas;

  9. Melhores Práticas de Instalação, Testes e Limpeza;

  10. Hands ON;



2 ) TESTADOR E CERTIFICADOR DE CABOS DE ALTA PERFORMANCE


Características Básicas

    1. Deve ser capaz de atender os seguintes tipos de cabos:

    2. Cabos LAN de par trançado Blindado e Não Blindado (STP e UTP):

    3. TIA Categoria 3, 4, 5, 5E, 6 e 6A: 100µ

    4. ISO/IEC Classe C , D, E, Ea, F: 100µ e 120µ

    5. Cabos com pares trançados com blindagem metálica (ScTP)

    6. Fibra óptica, utilizando adaptadores opcionais para multímodo.

    7. Multímodo, utilizando acessórios opcionais de fibra que devem acompanhar o equipamento.

    8. Adaptador para Multímodo deve possuir as seguintes características:

    9. Adaptador para teste de Fibra Óptica para verificação de conexões inadequadas, junções e fibras rompidas bem como perda de potência. Possibilitando teste bidirecionais de fibra multímodo em 850nm e 1300nm, testando o par automaticamente em ambos os sentidos e em ambas as janelas. Mede Potência Óptica, Perda, Comprimento (até 5.000 metros) e Retardo de Propagação em fibras multímodo. Suporta o modo de conversa, possibilitando o armazenamento dos resultados também na memória do equipamento.

    10. Deverá ter um VFL – Visual Fault Location (localizador visual de falhas), com as seguintes características:

  1. Potência de saída: 316 µw (-5 dBm) ≤ pico de potência ≥ 1.0 mw (0 dBm).

  2. Comprimento de onda de operação: 650 nm nominal.

  3. Largura Spectral: ± 3nm

  4. Modalidade de saída: Ondas continuas e modo de pulso (frequência de link de 2 Hz para 3 Hz).

  5. Laser: Classe II CDRH.

  6. Especificações gerais:

  7. Faixa de temperatura: operação: 0 °C a 40 °C; Armazenamento: -20 °C a +60 °C.

  8. Tempo de aquecimento máximo de 6 minutos.

  9. Dimensões máximas: 11 cm x 8 cm x 3,5 cm

  10. Peso: 140 g (cada adaptador).

  11. Transmissor óptico:

  12. Conector de saída: SC, multímodo.

  13. Tipo de emissor: LED (diodo emissor de luz)

  14. Comprimento de onda: 850 nm e 1300 nm.

  15. Saída de potência em 850 nm e 1300 nm: -20 dBm.

  16. Estabilidade da saída de potência (8 horas) em 850 nm e 1300 nm: 0,1 dB em 23 °C.

  17. Receptor óptico:

  18. Precisão de medição de potência: 0,25 dBm em 23 °C, de 45 % a 75 % de umidade relativa, -20 dBm para 850 nm e 1300 nm, -10 dBm para 1550 nm e 1625 nm.

  19. Conector de entrada: SC, multímodo ou mono modo.

  20. Tipo de detector: InGaAs.

  21. Comprimentos de onda calibrados: 850 nm, 1300 nm, 1310 nm, 1550 nm e 1625 nm

  22. Faixa de medição: 0 dBm a –52 dBm.

  23. Linearidade da medição de potência: 0,25 dB em 23 °C.

  24. Medição de Comprimento: 5.000 metros de cabo multímodo.

  25. Precisão da medição de Comprimento: 1,5 m mais 2 % de comprimento.

  26. Deve exceder todos os requerimentos das especificações necessárias conforme os seguintes padrões de teste:

  27. TIA categoria 3 e 5 pelo Adendo 5 da TIA/EIA-568A

  28. TIA categoria 5E pela TIA/EIA- 568B

  29. TIA categoria 5 (nova) pela TIA TSB-95

  30. TIA Categoria 6pela TIA Adendo 1 a TIA/EIA-568B.2

  31. TIA Categoria 6 pela TIA/EIA-568-B.2-AD10

  32. ISO/IEC 11801-2002 Classe C, D, E, Ea e F

  33. Cabeamento STP (IBM Tipo 1)

  34. ANSI TP-PMD

  35. IEEE 802.3 10BASE5, 10BASE2

  36. IEEE 802.3 10BASE-T, 100BASE-TX, 1000BASE-T e 10000BASE-T

  37. IEEE 802.5

  38. Velocidade de Auto teste:

  39. O equipamento deverá realizar auto teste completo nas duas direções em cabo UTP Cat6 em até 10 segundos.

  40. O equipamento deverá suportar os seguintes testes (a faixa do teste depende da rede ou da norma selecionada)

  41. NEXT, NEXT no Remoto

  42. Pinagem (wire map)

  43. Impedância Característica

  44. Comprimento

  45. Resistência de Loop DC

  46. Retardo de Propagação

  47. Perda de retorno (RL), RL no Remoto

  48. Desvio do Retardo (Delay Skew)

  49. Atenuação.

  50. Relação atenuação-crosstalk (diafonia) – ACR, ACR no Remoto

  51. Power Sum ACR, PSACR no Remoto

  52. ELFEXT, ELFEXT no Remoto

  53. Power Sum ELFEXT, PSELFEXT no Remoto

  54. Power Sum NEXT, PSNEXT no Remoto

  55. Analisador de Crosstalk no Domínio de Tempo

  56. Analisador de Reflexão no Domínio de Tempo

  57. O equipamento deve exceder a precisão de nível IV conforme a segunda edição do draft IEC 61935-1.

  58. O equipamento deverá possuir a capacidade de geração de tons de frequência com range de 448 Hz a 831 Hz, tanto pela unidade principal e pela unidade remota, em cabos que poderá ser detectado com uma ponteira indutiva portátil de sinal (tons) – item opcional.

  59. O equipamento deverá apresentar “display” de cristal líquido (LCD), colorido com iluminação de fundo (retro-iluminado) e ajuste de contraste

  60. O equipamento deverá possuir Porta de comunicação RS232 (IEEE1394) e USB.

  61. O equipamento deverá possuir memória interna com capacidade de armazenar até 250 testes gráficos Cat 6 e até 2000 testes texto.

  62. Deverá possui interface de cartão de memória do tipo MMC/SD.

  63. Deverá acompanhar cartão SD de 1GB ou superior.

  64. Deverá acompanhar o equipamento, um cabo USB.

  65. O equipamento deverá possuir proteção de entrada contra tensões contínuas de telecomunicações e de sobre-correntes de 100mA. Também não poderá haver danos com a presença de sobretensão de linhas ISDN (RDSI).

  66. O equipamento deverá estar em conformidade com EMC

  67. O equipamento deverá possuir estrutura plástica sobremoldada de alto impacto com absorção de choques overmold

  68. O equipamento deverá possuir baterias tanto na unidade principal com na unidade remota, recarregáveis de Lithium-ion, 7,4V, 4000 mAH com duração típica de 10 horas de operação com tempo de recarga em torno de 4 horas (+ ou – 30 min). Estas poderão ser carregadas enquanto estiverem dentro do instrumento (operando ou fora de operação)

  69. O equipamento deverá possuir suporte a Língua Portuguesa nos menus de operação do equipamento e manual de operação.

  70. O equipamento deverá vir acompanhado de software (em Português) que possibilite a emissão de relatórios dos resultados em forma de texto e gráfica, possibilitando inclusive a inclusão do logotipo da empresa que está realizando o(s) teste(s), e permitindo o salvamento em arquivos “pdf”. E a capacidade de gerenciar os resultados de testes dentro do padrão TIA-606A.

  71. O equipamento deverá possuir a capacidade de comunicação bidirecional por voz (Modo Talk) através do cobre e da fibra entre a unidade principal e a unidade remota. O conjunto de fones de ouvido/microfone deverão acompanhar o produto.

  72. O equipamento deverá vir acompanhado de 02 (dois) Adaptadores de Channel Cat 6A / Classe Ea

  73. O equipamento deverá vir acompanhado de 02 (dois) Adaptadores de Link Permanente Cat 6A / Classe Ea, com cabo de alta performance, com um conjunto de ponteiras RJ-45, que possam ser trocadas

  74. O equipamento deverá ter a capacidade de diagnóstico para identificar e localizar aberturas ou interrupções, curto-circuitos e anomalias no link de cabeamento sob teste mostrando graficamente a localização (distância) exata da falha, indicando se o problema e em um ponto ou no segmento de cabo.

  75. O equipamento deverá estar pronto para realizar testes em até 900 MHz. Para testes de 10GBASE-T e ISO Class F.

  76. O equipamento deverá possuir a função Ruído de Impulso (Impulse Noise) para detecção e eliminação de fontes de ruído.

  77. Garantia local (Brasil) de no mínimo 01 ano.




  1. Treinamento Hands On para Certificador de Rede

      1. Conhecendo o Equipamento;

      2. Conhecendo as funções do Equipamento;

      3. Explorando o Sistema de Seleção de Funções do Equipamento;

      4. Conceitos básicos de Cabos UTP

      5. Conceitos básicos de Fibras Oticas

      6. Configurações Básicas do Equipamento;

      7. Exemplos de Configuração;

      8. Emissão de Relatórios do Equipamento.

      9. Procedimentos e Normas para Testes Cabos UTP e de Fibras Ópticas;

      10. Cálculo de Perdas de Fibras Ópticas;

      11. Melhores Práticas de Instalação, Testes e Limpeza;



3) TERRÔMETRO


Características Básicas

      1. Deve possuir Display de Cristal Líquido LCD de 3 ½ dígitos;

      2. Ter Escala de Resistência de Aterramento entre: 0-1000Ohms;

      3. Ter Resolução de: 0 a 20Ohms = 0,01Ohms, de 0 a 200Ohms=0,1Ohms e de 0 a 1000Ohms=1Ohm;

      4. Ter Resolução de: 0 a 20Ohms = 0,01Ohms, de 0 a 200Ohms=0,1Ohms e de 0 a 1000Ohms=1Ohm;

      5. Ter Precisão de: 0 a 20Ohms = ±2% de leitura + 5 dígitos, 0 a 200Ohms = ±2% de leitura + 3 dígitos, 0 a 1000Ohms = ±2% de leitura + 3 dígitos;

      6. Ter Escala de Tensão de Aterramento entre: 0 - 30V;

      7. Ter Resolução de: 0,1V;

      8. Ter Precisão de: ±2% de leitura + 5 dígitos;

      9. Deve congelar a leitura no Display;

      10. Ter LED indicador de modo de operação normal;

      11. Ter LED indicador de pilha fraca;

      12. Ter Indicador de Bateria Fraca no Display;

      13. Possuir Tempo de Resposta: Medição de Resistência de Aterramento de: Cerca de 5 seg., Medição de Tensão de Aterramento: Cerca de 2 seg;

      14. Suportar Tensão de: 1500V AC;

      15. Possuir Proteção de Sobrecarga: Medição de Tensão de Aterramento: 300V AC (1 minuto), Medição de Resistência de Aterramento: 200V AC (10 segundos);

      16. Temperatura de Operação entre: 0ºC - 40ºC;

      17. Umidade de Operação de: 80% UR;

      18. Temperatura de Armazenamento entre: 10ºC - 50ºC;

      19. Deve ser fornecido com: Duas barras auxiliares, Cabos de medição(incluindo cabo vermelho com 15 metros, cabo amarelo com 10 metros e cabo verde com 5 metros), Cabos de medição simplificada (incluindo: cabo vermelho com 1,6 metros e cabo verde com 1,6 metros), Estojo e Manual de instruções;

      20. Dever ter Assistência Técnica no Brasil.


4) RADIO WALKIE TALKIE

Principais Funções e características do modelo;

  1. Produto homologado pela Anatel;

  2. 14 canais;

  3. 38 códigos PL;

  4. Sistema de Vox (mãos livres); com a utilização de um fone/microfone (não incluso) possibilita a utilização sem usar as mãos;

  5. Faixa de Frequências UHF;

  6. 0,5W de potência de saída de RF;

  7. Não necessita de licenciamento da ANATEL;

  8. 5 tons de chamada - Toques Individuais que permitem que você avise aos outros quando quer falar;

  9. Função Scan - monitora canais automaticamente;

  10. Bateria recarregável de NiMH (pode funcionar também com 3 pilhas alcalinas AA;

  11. Carregador de mesa duplo, carrega os dois rádios talkabout simultaneamente utilizando apenas uma tomada;

  12. Clip de cinto para fixação;

  13. Medidor gráfico do nível de bateria no display;

  14. Produzido em plástico resistente nas cores preto e prata (conforme foto).

  15. Aproximadamente 10,5 cm, sem a antena e 16,5 com a antena.


5) DECAPADOR DE CABO UTP

  1. Decapador para cabos UTP 4 pares para diferentes formatos com ajuste de altura da lâmina.


6) SOPRADOR TÉRMICO - 110V/220V

CARACTERÍSTICAS

  1. Potência: 1400 W.

  2. Tensão: 127 e 220 V.

  3. Vazão de ar: 127 V: 400 l/min - 220 V: 240/400 l/min.

  4. Temperatura: 300/500 °C.

  5. Peso: 0,7 Kg.

  6. Aplicação:

  7. Eletroeletrônica: aplicação de termoencolhível,


7) MONITOR PROFISSIONAL LFT

Monitor de vídeo profissional de grande formato, padrão LFD (Large Format Display), com gabinete na cor preta e suporte para uso contínuo de 24 horas, conforme especificações mínimas obrigatórias definidas a seguir:



    1. Tamanho da tela 40”;

    2. Borda de 10mm;

    3. Resolução de 1366 x 768;

    4. Brilho de 700 cd/m² e taxa de contraste de 3000:1;

    5. Ângulo de visão (horizontal/vertical) de 178º / 178º;

    6. Possuir entradas: RGB (Analog D-SUB, DVI-D, Display Port), vídeo (HDMI1, HDMI2) e de áudio(Áudio RCA L/R , Stereo mini Jack);

    7. Possuir saída RGB DVI-D(Loop-out);

    8. Possuir entrada de controle padrão RS232C;

    9. Sensores de temperatura, de brilho e de entrada IR;

    10. Fonte de alimentação integrada para tensão AC de 100-240 V~ (+/- 10 %), 50/60 Hz;

    11. Possuir ventilador de refrigeração embutido;

    12. Suporte para fixação em paredes (articulado e fixo);


DOCUMENTO IV -

MATERIAIS DIVERSOS


1 ) PARAFUSOS E PORCAS-GAIOLA

Utilizado para fixação dos equipamentos aos planos dos racks



  1. PORCA GAIOLA M5 METÁLICA

  2. PARAFUSO PHILIPS M5 X 15 NIQUELADO


2) ANILHAS PARA IDENTIFICAÇÃO

  1. Produto fabricado em material termoplásticos de alto impacto

  2. IDENTIFICADOR 4-6 MM NÚMERICO DE (0-9)

  3. IDENTIFICADOR 4-6 MM ALFABÉTICO (A-Z).


3) BLOCOS DE CORTE E COMUTAÇÃO M 10A

  1. Bloco M10A destinados à comutação entre a rede externa e a rede interna de telefonia, para utilização em distribuidor geral (DG).

  2. Capacidade para 10 pares telefônicos.

  3. Tecnologia de engate rápido – IDC que permita a conexão de condutores com diâmetro entre 0,40mm e 0,65mm.

  4. Para montagem em bastidor de parede com capacidade para 10 blocos, construído em aço inoxidável

  5. Bloco terminal, com contato normalmente aberto (NA)

  6. Requer a instalação de módulos protetores contra sobre tensão e sob recorrente.

  7. Módulo Protetor de Surto

  8. Módulo protetor MPEI p/ bloco terminal M10B, com a finalidade de prover a proteção elétrica aos equipamentos.

  9. Com pastilhas de estado sólido para proteção contra sobre tensões entre 200 a 300 Vcc

  10. Com PTCs, para proteção contra subcorrentes, com corrente nominal 120mA. (serie)

  11. Corpo em plástico injetado em material retardaste de chamas;


4) BLOCOS DE CONEXÃO M 10B

Bloco M10B destinados à conexão entre a rede externa e a rede interna de telefonia, para utilização em distribuidor geral (DG).



  1. Capacidade para 10 pares telefônicos

  2. Tecnologia de engate rápido – IDC que permita a conexão de condutores com diâmetro entre 0,40mm e 0,65mm.

  3. Para montagem em bastidor de parede com capacidades para 10 blocos em aço inoxidável e conexão, com ferramenta M10FC.

  4. Bloco Terminal. com contato de Conexão Permanente (CP).


5) BASTIDOR PARA BLOCOS M10

  1. Bastidor p/Bloco M10

  2. Bastidor para Blocos M10, em aço inoxidável

  3. Com capacidade para até 10 blocos M10.

  4. Barra adaptadora, que permite sua fixação em estruturas de DG,

  5. Fornecido com barras de aterramento 2/10.

  6. Fornecido com abas laterais e Tampa de Identificação


6) MÓDULO PROTETOR DE SURTO

  1. Módulo protetor MPEI p/ bloco terminal M10B, com a finalidade de prover a proteção elétrica aos equipamentos.

  2. -Com com pastilhas de estado sólido para proteção contra sobretensões entre 200 a 300 Vcc (paralelo)

  3. -Com PTCs, para proteção contra sobrecorrrentes, com corrente nominal 120mA. (serie)

  4. -Corpo em plástico injetado em material retardante de chamas;


6.1) CENTELHADOR
Centelhador Tripolar a Gás, regenerável para telecomunicações, para proteção contra surtos causados por disturbios atmosféricos. Montado em blocos de conexão e corte, tipo engate rápido (IDC), através de cartucho.
7 ) DECAPADOR DE CABOS - UTP

Decapador para cabos UTP 4 pares para diferentes formatos com ajuste de altura da lâmina.


8) FILTRO DE LINHA 5 TOMADAS NOVO PADRÃO NBR 14136

  1. Tensão de Alimentação:

  2. Bivolt (127/220) 50/60 Hz com chave



  3. para seleção de tensão.

  4. Monovolt (127) 50/60 Hz.

  5. Monovolt (220) 50/60 Hz.

  6. Comprimento do cabo de alimentação: 1 m

  7. Proteção contra sobrecarga e sobretensão.

  8. Filtro contra interferências RFI/EMI

  9. Em conformidade com o padrão brasileiro NBR 14136, de Plugues e Tomadas.

  10. Circuito de Filtro Profissional.

  11. Gabinete antichamas.


9) ADAPTADOR DE TOMADAS

Adaptador para 1 tomada. Em conformidade com a norma NBR 14136, conecta equipamentos com plugue antigos em tomadas do novo padrão e possui corrente nominal de 10 A.



  1. Adaptador p/ 1 Tomada

  2. Conexões 1 (padrão NBR14136)

  3. Garantia 12 meses

  4. Composição: Gabinete em termoplástico de engenharia e partes condutoras em liga de cobre. Potência Máxima: tensão de entrada 127V~ 1.270 W - tensão de entrada 220V~ 2.200W.


10) TOMADAS ELÉTRICAS PADRÃO NBR 14136

Tomadas elétrica 3 pinos de tensão 127V (2P+T) .



  1. Para instalação em caixas embutidas ou de sobrepor

  2. Em conformidade com a norma ABNT NBR 14136.

  3. 10 A - 250V9 pinos cilíndricos Ø 4 mm

  4. 20 A - 250V9 pinos cilíndricos Ø 4,8 mm


11) QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO DE SOBREPOR, EM PVC

  1. Dois tipos de acabamento: porta fumê e porta branca;

  2. Portas reversíveis com abertura de 180°;

  3. Fornecido com suporte para instalação de disjuntores DIN e/ou Bolt-on;

  4. Contém sistema de regulagem de alinhamento;

  5. Dimensões mínimas: 258mm x 352mm x 108mm

  6. 2 Barras 8 ligações para neutro e fase

  7. 2 Barras 16 ligações p/ terra

  8. 1 Kit dry wall com 4 presilhas

  9. 20 Obturador branco 5 mod. separáveis

  10. 1Acoplador para suporte


12) DISJUNTORES BIFÁSICOS

Trava biestável para facilitar a retirada do disjuntor dos trilhos. Parafusos com fenda combinada para chave de fenda ou Philips. Conexão por pente e cabo. Possui portas-etiqueta para identificação dos circuitos.



  1. Certificado conforme norma ABNT NBR NM 60898:2004 até 70A

  2. Bipolares 220V / 380VV

  3. Corrente Curva de Nominal (A) de 4 a 63 A

  4. Atuação Curva C

  5. Dimensões : 83mm x 33,5 mm x 73,5mm

  6. Barramento DIN


13) DISJUNTORES MONOFASICOS

Trava biestável para facilitar a retirada do disjuntor dos trilhos. Parafusos com fenda combinada para chave de fenda ou Philips. Conexão por pente e cabo. Possui portas-etiqueta para identificação dos circuitos.



  1. Certificado conforme norma ABNT NBR NM 60898:2004 até 70A

  2. Unipolares 127V / 220V

  3. Corrente Curva de Nominal (A) de 4 a 63 A

  4. Atuação Curva C

  5. Dimensões : 83mm x 17 mm x 73,5mm

  6. Barramento DIN


14) CAIXA SOBREPOR 2X2(CONDULETE)

  1. Fabricados de PVC anti-chama;

  2. Cor cinza;

  3. Acoplamentos com pontas e bolsas lisas para simples encaixes;

  4. Dimensões: 20mm x20mm x 10mm

  5. Permite a montagem tanto do eletroduto ¾” quanto do eletroduto de ½”,

  6. através do uso do Adaptador de Redução;

  7. Braçadeiras nos diâmetros de ½”, ¾”e 1” com regulagem para travamento.

  8. Tampa para 2 posições




  1. CABOS ELÉTRICOS 2,5 MM

BOBINA CONTENDO 100 METROS CADA

Os cabos elétricos deverão ser flexíveis, de cobre têmpera mole, encordoamento classe 5, com isolação e cobertura em composto termoplástico de polivinil clorídrico (PVC) sem chumbo, antichama, com enchimento em composto termoplástico flexível sem chumbo e características não propagante a chamas, isolamento de 0,6/1kV e temperatura 70°C em serviço contínuo, 100°C em sobrecarga e 160° em curto circuito, de acordo com a Norma NBR 7288 – Cabos de potência com isolação sólida extrudada de cloreto de polivinila ou polietileno para tensões de 1 a 6kV.


16) ESCADA ARTICULADA MULTIFUNCIONAL EM ALUMINIO MINIMO 16 DEGRAUS

  1. Pés emborrachados.

  2. 16 degraus.

  3. Travamento automático,

  4. Troca de posição muito fácil e rápida.

  5. Possui travas de segurança.

  6. 4 partes de 1,25 m, com 4 degraus cada.

  7. Altura máxima de 4,71 m.

  8. Estrutura em alumínio.

  9. Dobradiças em aço.

  10. Peso: 13,5 Kg.


17) ALICATE CRIMPAR RJ45 RJ12 E RJ11 Profissional CAT6

  1. alicate crimpar rj45 cat6 amp rj45 rj12 e rj11

  2. profissional ht-2810-r alicate uso profissional

  3. crimpagem de conectores modulares machos 8x8 rj45 categoria 5e e Categoria 6

  4. modelo amp conectores 6x6 e 6x4 ( rj12 e rj11)




  1. IMPRESSORA TÉRMICA (etiquetadora):

  1. Tipo de fita: poliéster, vinil, vinil autolaminável, nylon e termoretrátil

  2. Largura de fita (pol/vinil): 9, 12 e 19mm x 6,4m ; (nylon): 9, 12 e 19mm x 4,8m ; vinil autolaminável: 19, 25, 31, 38mm (4,2m); luva termoretrátil para cabos de diam. 3, 5, 6 e 9mm (2,1m)

  3. Resolução de Impressão: 300 dpi

  4. Resiste a ambientes agressivos, impactos e quedas

  5. Display de cristal líquido com backlight de 5 cm

  6. Menu em várias línguas, incluindo português

  7. 80 símbolos elétricos e de telecomunicações

  8. 6 tamanhos de letras (máx tam.40) e função negrito

  9. Armazena até 12 etiquetas na memória

  10. Imprime várias linhas de texto e permite impressão múltipla e serialização automática

  11. Impressão circular para cabos, paisagem, terminal block, patch panel e comprimento fixo

  12. Ajuste automático de texto ao maior tamanho possível (auto size)

  13. Desligamento automático

  14. Código de barras tipo 39 e 128

  15. Cortador manual com retenção da etiqueta. Botão de acionamento nos dois lados

ACOMPANHA:

  1. Pilhas: 6 AA

  2. Adaptador de energia elétrica

  3. Incluso fita 19mm

  4. 20 bobina de fita conforme padrão da etiquetadora


DOCUMENTO V

ELETROCALHAS

Eletro calhas
As eletro calhas são bandejas metálicas fabricadas em chapas de aço, conforme a NBR 11888-2 e NBR 7013. Dobradas em forma de “U”. Totalmente perfuradas, oferecendo ventilação nos cabos, com furos oblongos de 7x25 mm, espaçados entre si em 25 mm no sentido transversal e 38 mm no sentido longitudinal. Possui linha de sustentação e elementos de fixação, que seguem as mesmas características construtivas das eletro calhas, seus acessórios possuem forma geométrica própria para atender diversas situações de montagem e distribuição de cabos, sendo o raio padrão dos acessórios 150 mm. Por serem aparentes, proporcionam rápida instalação e ampliação, além de oferecerem fácil manutenção e inspeções periódicas, permitindo a visualização de toda linha de distribuição elétrica. Utilizadas para passagem de fios e cabos, distribuição de energia elétrica, telefonia e dados, em qualquer tipo de instalação elétrica. A tampa deve ser do tipo encaixe.


  1. Quantidade de parafusos por emenda:

Tala com altura de 50 mm – 4 parafusos cabeça lentilha ø 1/4” x 3/4” com porca e arruela

Para emendas internas, dobrar a quantidade de parafusos, porcas e arruelas.
Acabamentos: verificar qual é mais barato obedecendo a norma NBR.

PZ - Pré zincada a fogo (NBR 7008-ZC)

AL - Alumínio

IN - INOX (Especificar tipo)

PT - Pintura eletrostática (informar cor)

GF - Galvanizado a fogo (NBR 6323)


Eletro calha Perfurada Tipo “U” Tampa de Encaixe






1   ...   7   8   9   10   11   12   13   14   ...   52


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal