Garantindo o sucesso das extensões de coluna



Baixar 6.79 Kb.
Encontro02.01.2018
Tamanho6.79 Kb.

Garantindo o sucesso das extensões de coluna
Como já comentei outras vezes em postagens aqui no blog, as extensões, assim como as flexões laterais, tendem a intensificar as curvas que acompanham o sentido do movimento executado.

A lombar e a cervical são duas lordoses, ou seja, são duas curvas em extensão no plano sagital.

Quando sugerimos ao aluno fazer uma extensão da coluna vertebral, a tendência é vermos um aumento dessas lordoses. Em geral vemos a cifose ser “erguida” pela lordose mantendo sua forma. Nesse caso, os eretores espinhais profundos das vértebras desta região não são ativados.

E qual é o objetivo do exercício: distribuir o movimento ao longo de toda coluna vertebral promovendo extensões em cada segmento. Destaque para a cifose que é a curva que tende, ao longo do tempo, a ver aumentado sua flexão colaborando para uma má postura.



 

Uma sugestão que pode facilitar uma boa extensão completa, com alongamento axial eficiente, é despertar os eretores espinhais da região torácica primeiramente e, num segundo momento, realizar a extensão completa.



 Despertando a torácica:

Massagear a região torácica com uma bolinha de tênis, fazer uma percussão com os dedos na região, bater suavemente com um pequeno bastão nas espinhosas torácicas, podem ser bons “despertadores” locais.

Para garantir a extensão torácica podemos neutralizar a lombar provocando uma retificação: posicionar-se de joelhos ou sentar-se pode ser uma estratégia. A intenção é deixar a coluna lombar estabilizada enquanto estendemos à torácica.

Dicas verbais eficientes: espreguiçar as clavículas para fora, passar o peito na frente dos ombros, deixarem as escápulas que estabilizadas empurrarem o esterno para cima, encostar seu coração e pulmões na parte interna da frente do peito, etc.



 Quando a torácica estiver bem acordada, podemos então passar para uma extensão completa em decúbito ventral com rolo, na cadeira, trapézio, barril, qualquer opção do ambiente de Pilates.

O importante é que o alongamento axial esteja realmente presente e que o aluno sinta que sua extensão é formada por uma soma das extensões de cada uma de suas vértebras.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal