FundaçÃo comunitária tricordiana de educaçÃO



Baixar 360.1 Kb.
Página7/9
Encontro21.10.2017
Tamanho360.1 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9

EMENTA




Desenvolvimento de atividades clínicas em pacientes infantis. Procedimentos educativos, preventivos, cirúrgicos e restauradores. Procedimentos ortodônticos preventivos e interceptadores. Planejamento de casos clínicos. Atendimentos de alta complexidade.




OBJETIVOS GERAIS

Capacitar o aluno a diagnosticar as doenças cárie e periodontal, as alterações patológicas inerentes à infância e as más oclusões de origem dentária e/ou esquelética, orientando-o no planejamento e tratamento nos estágios de dentadura decídua e mista.

Desenvolver o domínio psicomotor das capacidades cognitivas e afetivas, considerando suas inter-relações e em níveis progressivos de detalhamento e complexidade, através do planejamento e execução clínica, de forma integrada, dos conteúdos adquiridos de diagnóstico odontológico, periodontia, dentística, prótese, oclusão, endodontia, cirurgia e ortodontia, visando à promoção da saúde bucal e/ou reabilitação morfológica, funcional e estética do sistema estomatognático.

OBJETIVOS ESPECIFICOS

 Aprimorar os conhecimentos obtidos nas diferentes disciplinas curriculares, planejando e executando, de forma global, a terapêutica odontológica infantil;

Diagnosticar, planejar, prognosticar e executar adequadamente os procedimentos integrados de reabilitação bucal infantil;

 Promover o atendimento e correlação das ciências básicas com a clínica odontológica (Semiologia, Diagnóstico, Imaginologia, Periodontia, Dentística, Endodontia, Oclusão, Próteses, Cirurgia e Ortodontia);

 Integrar a compreensão dos conhecimentos de ciências básicas e disciplinas de aplicação clínica, que foram anteriormente ministradas;

Estabelecer, no planejamento de uma reabilitação bucal, a ordem de preferência da terapêutica e a seleção de um planejamento de tratamento global adequado para as condições psicossociais e econômicas dos indivíduos que demandam por atendimento odontológico infantil;

 Estabelecer planos de tratamento condizentes com diagnósticos evidentes;

 Promover a saúde integral e integrada do paciente infantil.



CONTEÚDO PROGRAMÁTICO


O conteúdo prático a ser desenvolvido será determinado pelas necessidades individuais dos pacientes que demandarão por atendimento no ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTRAMURO EM CLÍNICA INTEGRADA INFANTIL, obedecendo a um plano de tratamento elaborado nas diretrizes descritas abaixo:
EXAME CLÍNICO E DIAGNÓSTICO EM ODONTOLOGIA INFANTIL

 Patologia bucal

 Radiologia e diagnóstico das patologias

Semiologia


RESOLUÇÃO DAS URGÊNCIAS

 Controle da dor

 Controle de infecções agudas

 Tratamento de traumatismos

 Estética
ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL

 Prevenção

 Promoção de saúde

 Controle de placa bacteriana

 Controle de dieta

 Procedimentos básicos (periodontia)

 Selamento de lesões ativas de cárie

 Uso de fluoretos e/ou outros agentes químicos

 Selamento de cicatrículas e fissuras
TRATAMENTO PERIODONTAL

 Diagnóstico dos processos inflamatórios agudos do periodonto e suas possibilidades de tratamento

 Diagnóstico e tratamento das doenças periodontais

 Realização de procedimentos cirúrgicos periodontais com objetivo de facilitar ou possibilitar o tratamento restaurador/protético


TRATAMENTO ENDODÔNTICO

 Prevenção, diagnóstico e tratamento das alterações pulpares e periapicais;

 Preservação da estrutura pulpar em casos de diagnóstico de reversibilidade;

 Tratamento endodôntico de polpa viva e morta;

 Tratamento de urgência em endodontia;

 Reintervenção em casos de tratamento endodôntico em dentes decíduos uni, bi e trirradiculares.


TRATAMENTO OCLUSAL

 Prevenção ou remediação das disfunções crânio-mandibulares e traumas oclusais e suas consequências através de:

 Eliminação de contatos prematuros ou interferências oclusais por desgaste seletivo.

 Eliminação de interferências oclusais do lado de trabalho ou balanceio pela reconstituição da guia canina por acréscimo de resina.


TRATAMENTO RESTAURADOR

 Princípios biológicos aplicados à Dentística

 Restauração da anatomia dentária visando restabelecer a função mastigatória, estética e o equilíbrio do Sistema Estomatognático;

 Indicação e realização de restaurações típicas e atípicas com amálgama, resina composta e ionômero de vidro;

 Realização de procedimentos conservadores da polpa

 Indicação e planejamento de tratamento de clareamento dental

 Indicação e planejamento de tratamento de microabrasão do esmalte

 Aplicação dos conceitos de oclusão aplicados a Dentística


TRATAMENTO REABILITADOR/RESTAURADOR PROTÉTICO

 Restauração de dentes tratados endodonticamente pela técnica direta (núcleo de preenchimento e pré-fabricado) ou pela técnica indireta (núcleo metálico fundido).

 Restaurações protéticas unitárias parciais, tipo: inlay, onlay, overlay e RMF, ou através de coroas totais, como: metálica, metalo-plásticas, metalo-cerâmica e metalfree, aço e policarbonato.

 Reabilitação de paciente desdentado através de próteses removíveis, tais como: prótese parcial removível e prótese total.


TRATAMENTO CIRÚRGICO

 Exodontias via alveolar e não-alveolar

 Cirurgia para remoção de lesões

 Cirurgias com finalidade ortodôntica


TERAPÊUTICA MEDICAMENTOSA

 Conceitos e regras de prescrição

 Analgésicos e antiinflamatórios

 Anestésicos locais

 Antibióticos

 Abordagem odontológica de pacientes com comprometimento sistêmico


MANUTENÇÃO

 Consultas periódicas

 Exame clínico e/ou exame(s) complementar(es)

 Prevenção

 Promoção de saúde

 Profilaxia (fluoretos e/ou outros agentes químicos)


PROCEDIMENTOS GERAIS

Independentes dos procedimentos clínicos que os alunos poderão vir a realizar , serão desenvolvidos conteúdos aplicados à prática clínica de :

 Métodos e técnicas de prevenção em odontologia

 Relação profissional-pacientes em odontologia

 Conduta profissional na prática odontológica

 Ergonomia

 Biossegurança em odontologia

METODOLOGIA

O Estágio será ministrado através de estratégias de ensino diversificadas, entre elas: dinâmica de grupo, seminários e discussões de casos clínicos, nos quais poderão ser utilizados diferentes recursos didáticos (projetores, retroprojetor, datashow, etc.), com finalidade de facilitar o processo de aprendizagem e fazer com que os objetivos da disciplina sejam alcançados.





1   2   3   4   5   6   7   8   9


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal