Faculdade de enfermagem



Baixar 85.32 Kb.
Encontro08.07.2018
Tamanho85.32 Kb.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE ENFERMAGEM

I – IDENTIFICAÇÃO:


1 - Título: PLANO DE CONCURSO PÚBLICO, DE TÍTULOS E PROVAS, PARA PROVIMENTO DE CARGO DE DOCENTE DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR, PARA O INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE, CAMPUS BELÉM DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ.
2 - Classe: AUXILIAR
3 - Regime de Trabalho: Dedicação Exclusiva (DE).
4 - Eixo Temático (Atividade Curricular): SEMI –INTERNATO ENFERMAGEM II (ENFERMAGEM EM CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA)
5 - Números de Vagas: 01 (UMA).
6 - Justificativa:

Há necessidade imperiosa da contratação de Professor Efetivo visto que:



  1. O número de docentes efetivos desta Faculdade tem diminuindo consideravelmente, devido às aposentadorias que vem ocorrendo ao longo dos cinco últimos anos.

  2. A Faculdade de Enfermagem no ano de 2006, com todo o apoio, e o comprometimento da PROEG, implantou o novo Projeto Pedagógico, que foi idealizado e implantado nos moldes da Metodologia da Problematização. As Atividades Curriculares ministradas por professores substitutos, cuja ação pedagógica é concluída com dois anos de exercício, dificultam a utilização da metodologia, devido à descontinuidade que ocorre no planejamento e execução atividades de formação continuada dos discentes do Curso de Enfermagem.

  3. A Faculdade de Enfermagem tem dupla entrada com 40 (quarenta) alunos por semestre, totalizando 80 (oitenta) alunos por ano. A Atividade Curricular de Semi-Internato Enfermagem II - Enfermagem em Centro de Terapia Intensiva é ofertada em turmas manhã e tarde. Esta Atividade Curricular tem carga horária prática, cujas práticas são desenvolvidas nos Hospitais em Unidades de Terapia Intensiva, requerendo a formação de sub-turma com um número máximo de (3) alunos em cada uma.

  4. Nas Atividades Curriculares os alunos são acompanhados diretamente pelos professores, no desenvolvimento de suas Aulas Práticas, nos Hospitais na assistência aos clientes em suas necessidades humanas básica, cumprindo o que determina a resolução nº. 299/2005, do Conselho Federal de Enfermagem que torna obrigatório a permanência do professor, em Campo de Prática, durante o aluno estar prestando assistência, de baixa, média e alta complexidade aos clientes.

Com base nos motivos acima referidos, solicitamos com máxima urgência a abertura de Concurso

Público.



II - INSCRIÇÃO:

1- Perfil do Candidato: Poderão inscrever-se:

Os portadores de Diploma de Graduação em Enfermagem, com a titulação mínima de Graduado e/ou Notório saber na área objeto do concurso.

Os diplomas dos candidatos deverão ter os requisitos:

Tenha sido expedido por Instituições de ensino superior nacional reconhecida e credenciada pelo Ministério da Educação e Cultura;

Tenha sido expedido por Instituições de ensino superior estrangeira, registrado ou revalidado pelo Ministério da Educação e Cultura ou ainda reconhecidos pela UFPA.



2 - Local:

Universidade Federal do Pará

Instituto de Ciências da Saúde

Secretaria da Faculdade de Enfermagem

Avenida, Generalíssimo Deodoro nº. 01 (Praça Camilo Salgado)

Umarizal – CEP: 66050-160 – Belém – Pará. 66050-160

Fone: 3201-6811/ 3201-6809

3 - Horário:

08h00min ás 12h00min e 14h00min ás 18h00min.



4 – Documentos (Art. 19 da Resolução n. 3.738):

O candidato deverá apresentar os documentos previstos na legislação em vigor, conforme a ser disposto no edital do concurso.

4.1 - Curriculum na Plataforma Lattes, impresso em 3 (três) vias, acompanhado da documentação comprobatória.

4.2 - Memorial, em 3 (três) vias, elaborado conforme o estabelecido na referida Resolução, para todas as Classes.

4.3 - Certificação ou comprovante do título mínimo de Graduação.

4.4 - Requerimento de inscrição preenchido e assinado;

4.5 - Comprovante de recolhimento da taxa de inscrição estabelecido em Edital.

5 - Etapas:

A inscrição constará de duas etapas:



  1. Entrega dos documentos necessários, no local de inscrição ou postagem desses documentos, por meio de SEDEX através da EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS-ECT, até a data limite estabelecida no edital do concurso.




  1. Homologação da inscrição será realizada pelo Instituto de Ciências da Saúde, após a análise dos documentos apresentados e divulgados pelo CEPES (Centro de Processo Seletivo) da UFPA. (Art. 21 e o parágrafo único da Resolução).


III-DA COMISSÃO JULGADORA:

1. Composição (Art. 13 da Resolução n. 3.738):
Para a classe Auxiliar a Comissão Julgadora será composta por 3 (três) membros efetivos e 3 (três) suplentes escolhidos por meio das seguintes listas:

  1. Lista de 2 (dois) indicados pela Congregação da Unidade:




  1. MSc. Roseneide dos Santos Tavares (UFPA)

  2. MSc. Amariles Maria das Graças Ferreira Pacheco (UFPA)

b) Lista de 4 (quatro) membros para escolha de um pelo CONSEPE. Os três nomes não selecionados como titulares pelo CONSEPE constarão na lista de suplência, na ordem definida pelo Conselho.



  1. MSc. Carlos Benedito Monteiro de Sousa (UFPA)

  2. MSc. Silvio Eder Dias da Silva - Assistente (UFPA)

  3. MSc. Marília de Fátima Vieira de Oliveira (UFPA)

  4. MSc. Irene de Jesus Silva (UFPA)



IV– DAS PROVAS:

O concurso compreenderá Prova de Títulos, Prova Escrita, Prova Didática, Memorial e Prova Prática.


  1. Prova de Títulos:

Será baseada no Curriculum Vitae da Plataforma Lattes apresentado pelo(a) candidato(a). Esta prova é de caráter classificatório.


  1. Prova de Memorial:

Será baseada em Memorial apresentado pelo(a) candidato(a). Sendo de caráter classificatório.

Defesa do Memorial: Será realizada em sessão pública, vedada a participação dos demais candidatos inscritos no mesmo Concurso.

A defesa do Memorial constará de apresentação seguida de arguição. Terá duração máxima de 30 (trinta) minutos. O tempo para a arguição será de 20 (vinte) minutos para cada examinador e de 20 (vinte) minutos para resposta a cada examinador.

Havendo acordo mútuo, a argüição poderá ser feita sob a forma de diálogo, observado então o limite de uma hora para cada examinador. A Comissão Examinadora deverá zelar pela incomunicabilidade dos candidatos durante as diversas etapas.




  1. Prova Escrita:

A prova escrita consistirá de dissertação sobre tema a ser sorteado imediatamente antes do início da prova, dentre os constantes do programa elaborado e terá a duração máxima de quatro (04) horas. Esta prova é de caráter eliminatório e classificatório.

A leitura da prova escrita e julgamento ocorrerão em até 72 horas após a sua realização. É obrigatória a presença dos candidatos no ato das leituras das provas.




  1. Prova Didática:

A Prova Didática consistirá de uma aula proferida em tempo variável de 50 a 60 minutos, sobre um dos temas constantes do programa elaborado para o concurso, sorteado com 24 (vinte e quatro) horas de antecedência. Caso o número de candidatos seja elevado, deverá realizar-se novo sorteio no dia posterior com os demais candidatos utilizando o mesmo procedimento. Esta prova é de caráter eliminatório e classificatório.

O Candidato poderá utilizar, na execução da prova, quaisquer recursos didáticos por ele julgados necessários, devendo, se for o caso, solicitá-los com antecedência mínima de 24 (vinte e quatro) horas à Faculdade na qual o concurso estiver sendo realizado.




  1. Prova Prática:

A prova consistirá de uma aula prática com demonstração técnica específicas sobre tema a ser sorteado imediatamente antes do inicio da prova, sobre um dos temas constantes do programa elaborado para o concurso e terá a duração variável de 50 a 60 minutos. Esta prova é de caráter eliminatório e classificatório.

NOTA - A ausência do candidato em qualquer etapa das provas memorial, escrita, didática e prática, inclusive da leitura pública da prova escrita, implicará em sua eliminação.
A - PROGRAMA PARA PROVA ESCRITA.

01- Aspectos éticos e bioéticos da prática de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva.

02 - Monitorização hemodinâmica invasiva por Cateter de Swan Ganz.

03 - Eletrofisiologia e monitorização eletrocardiográfica.

04 - Monitorização do paciente crítico utilizando a Ventilação Mecânica (VM).

05 - Assistência de enfermagem ao paciente crítico utilizando Drogas Vasoativas.

06 - Avaliação neurológica do paciente inconsciente em UTI.

07 - Arritmias Cardíacas.

08 - Parada Cardiorrespiratória: Utilizando o Suporte Avançado.

09- Assistência de enfermagem ao paciente crítico no Pós-operatório imediato de Cirurgia Cardíaca na UTI.



  1. - Infarto Agudo do Miocárdio.



B - PROGRAMA PARA PROVA DIDÁTICA.

01- Aspectos éticos e bioéticos da prática de enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva.

02 - Monitorização hemodinâmica invasiva por Cateter de Swan Ganz.

03 - Eletrofisiologia e monitorização eletrocardiográfica.

04 - Monitorização do paciente crítico utilizando a Ventilação Mecânica (VM).

05 - Assistência de enfermagem ao paciente crítico utilizando Drogas Vasoativas.

06 - Avaliação neurológica do paciente inconsciente em UTI.

07 - Arritmias Cardíacas.

08 - Parada Cardiorrespiratória: Utilizando o Suporte Avançado.

09- Assistência de enfermagem ao paciente crítico no Pós-operatório imediato de Cirurgia Cardíaca na UTI.

10- Infarto Agudo do Miocárdio.
C - PROGRAMA PARA PROVA PRÁTICA

01 - Monitorização Cardíaca de 24hs.

02 - Montagem e Teste do Respirador Mecânico.

03 - Eletrocardiografica.

04 - Aspiração do Tubo Orotraqueal (TOT).

05 - Pressão Venosa Central (PVC).

06 - Pressão Arterial Média (PAM).

07 - Diagnóstico de Enfermagem Baseada em Estudo de Caso.  

08 - Admissão do Paciente na UTI.   

09 - Infarto Agudo do Miocárdio.

10 - Concentração, Dosagens e Cálculos das principais Drogas Utilizadas na UTI.
BIBLIOGRAFIA:

Alfaro-Lefevre, Rosalina. Aplicação do Processo de Enfermagem: Promoção do Cuidado Colaborativo. 5ª ed., Porto Alegre: Artmed, 2004.

Baas, L. Interpretação de ECG. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

Barros, Alba Lúcia Bottera Leite de & colab. Avaliação Diagnóstica de Enfermagem no Adulto. São Paulo: Artmed, 2002.

Camargo, M. Fundamentos de ética geral e profissional. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

Carpenito-Moyet, Lynda Juall. Manual de diagnósticos de enfermagem. 10. d. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Cintra, E.;Nishide, V. M.; Nenes, W.A. Assistência de enfermagem ao paciente gravemente enfermo. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2005.

Machado, W. Erros e Thanatos: a morte sob a ótica da enfermagem. São Caetano do Sul, SP: Yendis, 2006.

North American Nursing Association. Nanda. Diagnóstico de enfermagem da Nanda: definições e classificação 2005 – 2006. Trad. Jeanne Liliane Marlene Michel. Porto Alegre: Artmed, 2006.

Pires, M.R.B. ERAZO Manual de urgências em pronto socorro. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

Santos, N.Clínica médica para enfermagem: conceitos e atuação profissionais de enfermagem. São Paulo: Iátria, 2004.

Santos, N.Urgência e emergência para a enfermagem. 4. ed. rev. ampl. São Paulo: Iátria, 2007.

Sparks, R. S.; Taylor, C.M. Manual de diagnóstico de enfermagem. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

Waldow, V.Cuidar: expressão humanizadora da enfermagem. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.





V – DA APROVAÇÃO:

1- O julgamento dos títulos obedecerá aos seguintes grupos de atividades:

1-Títulos decorrentes da formação acadêmica;

2-Títulos decorrentes da produção científica, artística, técnica e cultural;

3- Títulos decorrentes de atividades didáticas;

4-Títulos decorrentes de atividades técnico-profissionais.
A - ATIVIDADES DIDÁTICAS – (PESO 03)


  1. Docência no Ensino Superior:

1.1. Pós-Graduação:

1.1.1 - Na área sob Concurso 50 pts/ano

1.1.2 - Em áreas afins 40 pts/ano

1.1.3 - Em outras áreas 15 pts/ano
1.2. Graduação:


      1. - Na área sob Concurso 40 pts/ano

      2. - Em áreas afins 30 pts/ano

1.2.3 - Em outras áreas 10 pts/ano
1.3. Em cursos complementares ou de extensão

      1. Na área sob Concurso 15 pts/curso

1.3.2 - Em áreas afins 10 pts/curso

1.3.3 - Em outras áreas 05 pts/curso


1.4. Aulas eventuais em cursos regulares 01 pts/aula


  1. Docência em outros níveis de Ensino 10 pts/ano




  1. Monitoria

3.1. Na área sob Concurso 20 pts/ano

3.2. Em áreas afins 10 pts/ano

3.3. Em outras áreas 05 pts/ano
4. Pesquisa em nível superior
4.1. Integração a programas aprovados 10 pts/ano

4.2. Pesquisas realizadas

4.2.1- Como responsável 40 pts/pesq.

4.2.2 - Como colaborador 10 pts/pesq.


5. Experiência e Extensão
5.1. Integração a Programas aprovados 05 pts/ano

5.2. Trabalhos realizados

5.2.1- Como responsável 20 pts/trab.

5.2.2- Como colaborador 05 pts/trab.


6. Orientação de aluno
6.1. Tese/Dissertação de Pós-Graduação 20 pts/Tese

6.2. TCC de Graduação 05 pts/TCC

6.3. Orientação Acadêmica Geral 05 pts/ano
7. Concursos realizados para carreira do Magistério (Pontos reduzidos à metade nos casos de Concurso somente por títulos).
7.1. Professor Titular 300 pts/conc.

7.2. Professor Adjunto 100 pts/conc.

7.3. Professor Assistente 050 pts/conc.

7.4. Professor Auxiliar 030 pts/conc.

7.5. Professor de 1º e 2º graus 010 pts/conc.
8. Participação em Comissões Julgadoras:
8.1. Docência Livre, Doutorado, Concurso para Titular 20 pts/com.

8.2. Mestrado 10 pts/com.

8.3. Concurso para outros cargos da car­reira de Magistério 06 pts/com.

8.4. Outras Comissões Julgadoras 03 pts/com.


9. Cargos e/ou Funções Administrativas (incluindo os Substitutos Legais).

9.1. Direção de Instituição Universitária 60 pts/ano

9.2. Assessoria a Direção da Instituição 30 pts/ano

9.3. Direção de Unidade Universitária 30 pts/ano

9.4. Chefia de Departamento 15 pts/ano

9.5. Coordenação Colegiado de Curso 15 pts/ano

9.6 Coordenação de Programa 10 pts/ano

9.7. Participação em Colegiado Deliberativo 10 pts/ano


10. Outra atividades 1 pt/ativ./10
Observação: Para obter o conceito R (valor numérico 5,0) o candidato deverá perfazer o mínimo de 15 pontos.
B – ATIVIDADES CIENTÍFICAS - PESO 2
1. Trabalhos publicados

1.1. Livro Texto 20 a100pts/livro

1.2. Manual 10 a 20 pts/man.

1.3. Capítulo de Livro 10 a 20 pts/cap.

1.4. Tese (Concurso ou Pós-Graduação) 80 pts/tese.

1.5. Artigo em Periódicos

1.5.1 - Circulação Internacional 25 pts/art.

1.5.2 - Circulação Nacional 15 pts/art.

1.5.3 - Circulação Restrita 10 pts/art.
1.6. Publicações Avulsas 03 pts/art.

1.7. Resumos em anais de Congressos 05 pts/art.


2. Trabalhos apresentados em Eventos Científicos:
2.1. Com texto autenticado

2.1.1 - Evento Internacional 10 pts/trab.

2.1.2 - Evento Nacional 06 pts/trab.

2.1.3 - Evento Regional/Local 04 pts/trab.


2.2. Com Certificado de apresentação

2.2.1 - Evento Internacional 08 pts/trab.

2.2.2 - Evento Nacional 05 pts/trab.

2.2.3 - Evento Regional/Local 03 pts/trab.


3. Conferências e Palestras 3 e 2 pts/c.e.p.
4. Comparecimento a Eventos Científicos
4.1. Participante do Temário Oficial 02 pts/ev.

    1. Participação Simples 01 pt/ev.

5. Outras Atividades 1 pt/atv/10


Observação: Para obter o conceito R (valor numérico 5,0) o candidato deverá perfazer o mínimo de 15 pontos.
C – ATIVIDADES ACADÊMICAS - (PESO 03)
1. Título de Livre Docente e/ou Doutor

1.1. Na área sob Concurso 300 pts/tit.

1.2. Em outras áreas 250 pts/tit.
2. Diploma de Mestre

2.1. Na área sob Concurso 250 pts/tit.

2.2. Em outras áreas 200 pts/tit.
3. Curso Especialização (mínimo 360 h)

3.1. Na área sob Concurso 50 pts/cert.

3.2. Em outras áreas 30 pts/cert.
4. Residência Médica (mínimo 02 anos)

4.1. Na área sob Concurso 150 pts/resid.

4.2. Em áreas afins 80 pts/resid.
5. Curso de Aperfeiçoamento (mínimo de 180 h)

5.1. Na área sob Concurso 30 pts/cert.

5.2. Áreas afins 20 pts/cert.
6. Certificado Curso Atualização ou Extensão 05 pts/cert.
7. Outros Cursos 01 pt/curso
8. Graduação 10 pt/curso
9. Prêmio Científicos ou Culturais 50 pts/prêmio

10. Honrarias

10.1. Palma Universitária 30 pts/honr.

10.2. Outros 05 pts/honr.


Observação: Para obter o conceito R (valor numérico 5,0) o candi­dato deverá perfazer o mínimo 50 pontos
D - ATIVIDADES PROFISSIONAIS – ( PESO 02)
1. Exercido de Cargo, emprego, função ou atividade profissional.
1.1. Instituições Publicas:

1.1.1 Na área sob Concurso

1.1.1.1 Por Concurso 40 pts/ano

1.1.1.2 Sem Concurso 30 pts/ano


1.1.2 Em áreas afins

1.1.2.1 Por Concurso 25 pts/ano

1.1.2.2 Sem Concurso 15 pts/ano
1.2. Instituições Privadas

1.2.1 Na área sob Concurso 20 pts/ano

1.2.2 Em áreas afins 10 pts/ano
2. Participação em Entidade Científica ou Cultural

2.1. Cargos ou funções de direção 20 pts/ano

2.2. Membro Titular 15 pts/entd.

2.3. Membro Associado 05 pts/entd.


3. Titulo de Especialista

3.1. Na área sob Concurso 30 pts/Tit.

3.2. Em áreas afins 15 pts/Tit.
4. Estágio de Aperfeiçoamento profissional 05 pts/estg/3
5. Conselhos Profissionais – cargos de direção 15 pts/ano
6. Outras atividades 1 pt/ano/atvo.
Observação: Para obter o conceito R (valor numérico 5,0) o candidato deverá perfazer o mínimo de 40 pontos.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

1. Na contagem do tempo para a atribuição dos pontos relativos à experiência em Atividades Profissionais e Atividades Didáticas, serão considerados cumulativamente os tempos de experiência em cada tipo de cargo ou função, se estes forem exercidos simultaneamente em dois ou mais órgãos, fazendo-se o arredondamento para mais, quando a fração do total for superior ou igual há seis meses e para menos se inferior.




  1. Se os trabalhos publicados forem de co-autoria, os pontos atribuídos sofrerão redução de 20%.




  1. Ao exercício de vice ou de subchefia em cargos ou funções administrativas, corresponderá à metade dos pontos atribuídos ao nível titular.

TABELA PARA ATRIBUIÇÃO DE CONCEITO OU VALOR NUMÉRICO CORRESPONDENTE AO GRUPO DE TÍTULOS SOB JULGAMENTO E AVALIAÇÃO.



ATIVIDADES DIDÁTICAS










DE PONTOS

CONCEITO

VALOR NUMÉRICO

0 – 100

INS

00 – 4,99

101 – 150

REG

5,0 – 6,99

151 – 200

BOM

7,0 – 8,99

ACIMA DE 201

EXC

9,0 –10,0










ATIVIDADES CIENTÍFICAS










DE PONTOS

CONCEITO

VALOR NUMÉRICO

0 – 100

INS

00 – 4,99

101 – 150

REG

5,0 – 6,99

151 – 200

BOM

7,0 – 8,99

ACIMA DE 201

EXC

9,0 –10,0










ATIVIDADES ACADÊMICAS










DE PONTOS

CONCEITO

VALOR NUMÉRICO

0 – 100

INS

00 – 4,99

101 – 150

REG

5,0 – 6,99

151 – 200

BOM

7,0 – 8,99

ACIMA DE 201

EXC

9,0 –10,0










ATIVIDADES PROFISSIONAIS










DE PONTOS

CONCEITO

VALOR NUMÉRICO

0 – 200

INS

00 – 4,99

201 – 300

REG

5,0 – 6,99

301 – 400

BOM

7,0 – 8,99

ACIMA DE 401

EXC

9,0 –10,0

O candidato que apresentar título compatível com o perfil a que se refere o concurso obterá, pelo menos, a pontuação mínima exigida nessa prova.

Os examinadores deverão atribuir uma pontuação para exame de Títulos e em cada uma das provas, observando os seguintes conceitos, com respectivos símbolos e escala numérica (Art.35 da Resolução n.3.738):


NOTAS

CONCEITOS

10,0 a 9,0

EXCELENTE

8.9 a 7,0

BOM

6,9 a 5,0

REGULAR

4,9 a 00

INSUFICIENTE

A pontuação do candidato em cada prova será obtida pela media aritmética das notas atribuídas por cada membro da comissão julgadora, considerada 1 (uma) casa decimal, e posteriormente convertido ao seu conceito equivalente Será considerado aprovado no Concurso o candidato que tenha obtido pontuação igual ou superior a 7 (sete) nas provas de caráter eliminatório (escrita, didática e prática), independente da(s) pontuação (s) obtida (s) na (s) outra (s) prova (s).

A nota final (NF) de cada candidato será obtida pela média aritmética simples das avaliações (Titulo – T; Escrita – E; Didática – D; Prática – P; Memorial – M).

NF = T+E+D+P+M

5

O resultado de cada etapa eliminatória será disponibilizado no quadros de aviso da Faculdade de Enfermagem.

A classificação final dos candidatos será feita com base na média aritmética dos pontos obtidos nas provas e títulos em ordem decrescente de pontuação.

Em caso de empate, a Comissão Examinadora utilizará o que rege o Art. 36 da Resolução 3.738.



VI - ATIVIDADES A SEREM EXERCIDAS PELO DOCENTE:

O candidato aprovado deverá realizar a seguinte atividade no INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE:

  1. Desenvolver atividades curriculares no Curso de Graduação e Extensão;

  2. Orientar estudantes de Trabalho de Conclusão de Curso;

  3. Participar de Projeto de Ensino e/ou Pesquisa e/ou Extensão;

  4. Integrar-se a toda a atividade acadêmica e administrativa da Unidade Acadêmica.





VII – DISPOSIÇÕES GERAIS:

- A Comissão Julgadora lavrará ATA circunstanciada de todas as sessões que realizar.

- A prova didática será de caráter público.

- O aproveitamento dos candidatos para efeito de admissão obedecerá rigorosamente à ordem decrescente de classificação.

- A contratação do(s) selecionado(s) será de responsabilidade da Universidade Federal do Pará.



- Os casos omissos serão decididos obedecendo a Resolução N. 3.738 de 07 de julho de 2008 e ao Regimento Geral da UFPA.

Belém-PA, 30 de março de 2009.



Diretora da Faculdade de Enfermagem.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal