Eu dou… Um livro por um sorriso de uma criança moçambicana, e Você? In Newsletter uccla março 2011



Baixar 19.67 Kb.
Encontro21.10.2017
Tamanho19.67 Kb.

Eu dou… Um livro por um sorriso de uma criança moçambicana, e Você?

In Newsletter UCCLA - Março 2011 | Nº13






A campanha nacional de recolha de livros levada a cabo pela Associação Karingana wa karingana superou largamente as expectativas e recebeu cerca de 100 mil livros, o que a torna numa das maiores campanhas do género realizadas em Portugal.


Após 3 meses de intenso trabalho no lançamento das bases da Associação criada em Outubro de 2010, na conquista de apoios e parceiros e na divulgação da campanha, a mesma encontra-se na fase decisiva de seleção e divisão dos livros que vão ser enviados para Moçambique.
Foram muitas as entidades e empresas que apoiaram e estabeleceram protocolos, a exemplo de Universidades, Câmaras Municipais, empresas de comunicação, transportadoras, entre outras.

Com a ajuda de muitos voluntários e dos apoios recebidos, já está assegurado o plano de recepção e distribuição dos livros em Moçambique, com a colaboração dos Ministérios, dos Negócios Estrangeiros e da Educação e Cultura.


********************************************************






Bafatá e Gabu Constituída a Associação de Apicultores do Leste na Guiné-Bissau

In Newsletter UCCLA – Fev. 2011 | Nº12

No passado dia 25 de Janeiro de 2011 foi constituída e legalizada a Associação dos Apicultores do Leste que inicialmente congrega 200 apicultores das Regiões de Bafatá e Gabu oriundos da zona leste da Guiné-Bissau. Trata-se de uma iniciativa da maior importância para fomentar o desenvolvimento da actividade apícola, estimular o associativismo e dinamizar a produção, o apoio aos produtores e a comercialização dos produtos gerados. O projecto, inicia já em 2011 uma fase crucial da sua execução assente na produção e na promoção dos circuitos comerciais.

No acto estiveram presentes alguns dos futuros membros da associação, tendo o mesmo sido objecto de difusão pela RTGB (Televisão da Guiné-Bissau), Rádio Nacional e Rádio Sol Mansi, ambas com ampla cobertura em todo o País.

O “Projecto de Valorização da Apicultura nas Regiões de Bafatá e Gabu” tem como parceiros a UCCLA, APRODEL em Bafatá, Federação Nacional dos Apicultores de Portugal e o Instituto Politécnico de Bragança e como financiadores a União Europeia, IPAD/Cooperação Portuguesa e República da Guiné-Bissau.

***************************


Electrificação de Moçambique custa 46 mil milhões de meticais

24-03-2011 in macauhub


A empresa Electricidade de Moçambique (EDM) estima em mais de 46 mil milhões de meticais (1,4 mil milhões de dólares norte-americanos) o valor necessário para realizar investimentos na melhoria da qualidade de energia eléctrica em Moçambique.
Segundo o presidente do Conselho de Administração da EDM, Manuel Cuambe daquele montante, 29 por cento destinam-se à implementação de projectos centrais de produção; 46 p r cento em infra-estruturas de transporte de energia e 25 por cento na rede de distribuição.

Manuel Cuambe, citado pelo jornal Notícias , disse que “o principal desafio da sua empresa centra-se na mobilização dos recursos necessários para o seu financiamento.”

“Não obstante as condições económico-financeiras que caracterizaram o ano de 2010 mais sete distritais foram ligadas à rede eléctrica nacional, nomeadamente Zumbo, na província de Tete, o que permitiu que todas as sedes distritais daquela província estivessem electrificadas” disse.
Outras sedes distritais já electrificadas incluem Sanga, Mecanhelas, Maúa, Metarica e Marrupa, na província do Niassa, e Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado, elevando para 94 sedes distritais electrificadas, das 87 em 2009.

Manuel Cuambe revelou ainda que “a 9 de Março último ficou interligada à rede eléctrica nacional a vila histórica de Mueda e a 10 de Março a sede de distrito de Mocímboa da Praia. Esperamos ligar ainda em 2011 as sedes distritais de Quissanga, Macomia, Meluco, Nagade, Muedumbe e Ibo.” Cuambe realçou também que no âmbito da melhoria da qualidade do fornecimento de energia eléctrica a EDM concluiu as obras de reabilitação e reforço dos sistemas eléctricos nas cidades do Maputo, Inhambane, Maxixe e Beira.

**************








Maputo e Lisboa lançam geminação de escolas profissionais
23-03-2011 in SOL

Os governos de Portugal e Moçambique lançaram hoje em Maputo um projecto piloto de geminação de 10 escolas profissionais portuguesas e moçambicanas que permitirá a partilha de conteúdos técnicos em tempo real, através da Internet.

No âmbito de um projecto de apoio às escolas profissionais, que dura há uma década, Portugal tem trocado experiência curricular e pedagógica com Moçambique, privilegiando a formação de recursos humanos moçambicanos na área da agricultura, mecânica, electrónica, construção civil e administração. A troca de experiências contempla quadros de direcção, estudantes e professores através da plataforma de Internet, ou epistolar.

A parceria entre a cooperação portuguesa e o Ministério da Educação de Moçambique é agora alargada ao ensino profissional através desta iniciativa pioneira de geminação de escolas profissionais. Cerca de mil alunos moçambicanos de cinco estabelecimentos de ensino técnico vão beneficiar deste projecto de geminação com outras cinco escolas portuguesas da Mealhada, Santo Tirso, Abrantes, Alcobaça e Fermil.

O director nacional do Ensino Técnico em Moçambique, Gilberto Botas, disse que pelo menos 44 professores moçambicanos estão a ser formados em Portugal, 20 dos quais em cursos de curta duração e os restantes nos de longa duração, três anos, devendo regressar em 2012 com o nível médio, para dar aulas nas escolas técnicas.

«Somos capazes de ter rendimentos muito altos» resultantes da geminação, até porque o governo moçambicano prevê alargar o número de escolas profissionais dos actuais 45 distritos para 128 distritos nos próximos anos, referiu a vice-ministra da Educação de Moçambique, Leda Hugo.

O embaixador de Portugal em Moçambique, Mário Godinho de Matos, referiu que «a educação tem sido tradicionalmente uma aposta central da cooperação portuguesa», quer nos ensinos básico e secundário, quer ao nível dos ensinos superior e técnico profissional.

«Os desafios que Moçambique enfrenta neste domínio são enormes, Portugal e a cooperação portuguesa não poderiam deixar de dar o contributo para vencer esse desafio, com iniciativas como esta que hoje presenciámos», disse o diplomata.





Empresa estatal do Brasil vai instalar centro de processamento de vegetais em Moçambique
29-03-2011 in macauhub
A estatal Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vai instalar na cidade moçambicana de Umbeluzi, a 30 quilómetros da capital, Maputo, um centro de processamento de produtos vegetais, informou segunda-feira a Agência Brasil.

A Unidade Colectiva de Processamento Agro-alimentar representa um investimento de 1,65 milhões de dólares da Agência dos Estados Unidos da América para o Desenvolvimento Internacional (USAID), do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM), da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e da Embrapa.



A cidade de Umbeluzi foi escolhida pela proximidade com Maputo e porque já abriga uma fábrica de tratamento de mandioca, com edificações que poderão ser aproveitadas pela unidade da Embrapa. No local será possível processar hortaliças e conservas acidificadas, como os pickles, e também produzir compotas, dando apoio técnico aos produtores locais.
A Unidade Coletiva de Processamento Agroalimentar será também um centro de treinamento. No local será possível processar hortaliças e conservas acidificadas, como o pickles, assim como produzir doces, dando apoio técnico aos produtores locais. O projeto está orçado em US$ 1,65 milhão (cerca de R$ 2,8 milhões), que serão custeados pelas quatro entidades parceiras.






©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal