Este Comando Geral recebeu os seguintes documentos



Baixar 48.4 Kb.
Encontro21.12.2018
Tamanho48.4 Kb.


ESTADO DE PERNAMBUCO
POLÍCIA MILITAR

QUARTEL DO COMANDO GERAL
RECIFE, 23 DE JULHO DE 2003
Suplemento Normativo
Nº G 1.0.00.0 037


02 SUPLEMENTO NORMATIVO N º G 1.0.00.0 037

____________________________________________________________________
Para conhecimento desta PM e devida execução, publico o seguinte:
1ª ­ P A R T E
I - Leis e Decretos
(Sem Alteração)
2ª P A R T E
II - Normas Internas
1.0.0. PORTARIAS DO COMANDO GERAL

Nº 680, de 18 JUL 2003



EMENTA: Regulamenta Parâmetros do Perfil Psicológico para ingresso na Corporação
O Comandante Geral, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 101 do Regulamento Geral da PMPE e tendo em vista os critérios técnicos existentes na Seção de Psicologia do CAS,
R E S O L V E:
I – Aprovar a proposta do Perfil Psicológico de candidatos à admissão na Polícia Militar de Pernambuco.
II – Determinar que todo candidato à ingresso na Corporação, aprovado no exame intelectual, seja submetido a exame de Perfil Psicológico devendo obter as condições mínimas exigidas, de acordo com as condições abaixo:
1.0– OFICIAIS
1.1– Inteligência Geral
Capacidade de discernimento e de solução de problemas imediatos com eficiência, de argumentação e de contra-argumentação a partir de raciocínios lógicos, assimilação de conceitos novos e de adaptação a situações novas.

Exigência: Do termo médio acima mensurada através da análise de testes psicométricos.


1.2– Aptidões Específicas.
1.2.1– Julgamento:

23 DE JULHO DE 2003 07

____________________________________________________________________
Considerando, finalmente, que o nosso Direito prevê critérios suplementares para a integração da norma, no seu sentido amplíssimo, como a analogia - quando se aplica a um caso não previsto a norma que rege caso semelhante - e a equidade- que é a adaptação da norma ao caso concreto:
R E S O L V E:
Art. 1º - Acrescentar ao Inciso IV, do Art. 1º da Portaria do Comando Geral nº 333, de 12 JUN 87, a alínea “j”, com a seguinte redação:
“IV – MEDALHAS:

a) - omissis

b) - omissis

c) - omissis

d) - omissis

e) - omissis

f) - omissis

g) - omissis

h) - omissis

i) - omissis



j) – Medalha concedida por Órgão Público Internacional, reconhecido pela legislação brasileira e que o oficial PM tenha sido agraciado na condição de “a serviço da PMPE”: 0,50."
Art. 2º - Estabelecer que a Diretoria de Pessoal deverá informar à Secretaria da CPOPM os nomes dos oficiais que receberam a referida comenda, nos termos da referida alínea “j”, para fins de cômputo da pontuação correspondente.
Art. 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

3ª P A R T E
III - Normas Externas
(Sem Alteração)
a) WELDON RODRIGUES NOGUEIRA

Cel PM Comandante Geral
C O N F E R E:


06 SUPLEMENTO NORMATIVO N º G 1.0.00.0 037

____________________________________________________________________
b) Vitalidade, coordenação motora, aspectos instintivos, liderança, força de vontade, tenacidade, ordem e disciplina, relacionamento humano e adaptação incompatíveis com a função Policial Militar.
c) Indicadores de traços psicopatológicos de personalidade, quer estruturais ou situacionais indicativos de disritmias graves ou epilépsias, esquizofrenias, paranóias, psicoses ou distúrbios da afetividade que comprometem o exercício profissional ou a inadaptação aos padrões Organizacionais.
d) Apresentar dados laborais da Personalidade (produtividade) abaixo da média (Bradipsíquico) e nível de oscilação rítmica com irregularidade acentuada.
4.0 – Instrumentos psicométricos :
De caráter confidencial com validade científica, podendo sofrer com o avanço da tecnologia a introdução ou supressão de algum teste, todavia as características de personalidade e aptidões investigadas permanecem imutáveis dentro do que se espera para um adequado desempenho do cargo.
III – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
--oo(0)oo--

Nº 683, de 18 JUL 2003



EMENTA: Altera dispositivo da Portaria do Comando Geral nº 333/PM-1, de 12 JUN 87
O Comandante Geral, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 101 do Regulamento Geral da PMPE (Decreto Estadual nº 17.589/94);
Considerando a decisão da CPOPM, por unanimidade de votos, em sessão realizada em 12 JUN 2003, transcrita da Ata de Reunião através do item 2.3. do Extrato de Decisões, publicado no BGR nº B 1.0.00.0 012, de 20 JUN 2003, que defere pleito no sentido de que seja reconhecida a computação de pontos para medalhas concedidas por órgãos públicos internacionais;
Considerando que a Lei nº 12.344, de 26 JAN 2003 (Lei de Promoção de Praças da PMPE), no Parágrafo Único do Art. 36 prevê a possibilidade deste Comandante Geral atribuir, às praças desta PMPE, pontos positivos por medalhas concedidas por órgãos públicos internacionais;
Considerando que os oficiais, desta Polícia Militar, que foram contemplados com comendas de órgãos públicos internacionais, a serviço desta corporação e do Brasil, merecem reconhecimento pelos relevantes serviços prestados fora de nosso País e pela distinção obtida;

23 DE JULHO DE 2003 03

____________________________________________________________________
Aptidão para planejamento e organização de tarefas e capacidade de decisão em termos lógicos e imediatos.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetro do CFO, conforme tabela do GP/PMPE.
1.2.2– Percepção:
Aptidão para identificar semelhanças e diferenças em objetos, material gráfico, ou pictórico, efetuando comparações e discriminações de formas.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetro do CFO, conforme tabela do GP/PMPE.
1.2.3– Fluência Verbal:
Aptidão para uso do vocabulário, compreendendo a compreensão do idioma e a utilização das palavras ideadas ou faladas.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetro do CFO, conforme tabela do GP/PMPE.
1.2.4– Memória:
Aptidão para reter e evocar, de forma direta e imediata, nomes e fisionomias, no sentido de associação; bem como para memorizar semelhanças e diferenças de conteúdos verbais e não-verbais.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetro do CFO, conforme tabela do GP/PMPE.
1.3– Personalidade:
Verificar através de testes de personalidade: PMK; WARTEGG; Z-TESTE; PALOGRÁFICO; IFP ou outro instrumento validado cientificamente, os traços gerais de personalidade, bem como patologias estruturais ou vivenciais, segundo parâmetros estabelecidos em cada teste.
Exigência: apresentar traços de normalidade quanto a afetividade, sociabilidade, emocionalidade, energia vital; nível de aspiração e capacidade empática. Não evidenciar em seus resultados traços patológicos comportamentais.
1.3.1– Entrevista Individual:
Objetiva elucidar situações vivenciais pelo candidato no decorrer do processo seletivo, sem caráter eliminatório, contudo dirimindo dúvidas quanto aos aspectos comportamentais nas áreas familiar, social, escolar, profissional e da auto imagem do candidato.

04 SUPLEMENTO NORMATIVO N º G 1.0.00.0 037

____________________________________________________________________
1.3.2– Avaliação Grupal :
Consiste numa dinâmica de grupo onde será mensurado através da observação clínica a conduta do candidato dentro do grupo, seu papel, relacionamento interpessoal, liderança, iniciativa, obediência às normas e auto confiança.
2.0– PRAÇAS ( Nível Médio e Básico)
2.1– Inteligência Geral .
Capacidade de discernimento e de solução de problemas imediatos com eficiência, de argumentação e de contra-argumentação a partir de raciocínios lógicos, de assimilação de conceitos novos e de adaptação a situações novas.
Exigência: Do termo médio acima mensurada através da análise de testes psicométricos.
2.2 – Aptidões Gerais
2.2.1 – Percepção:
Aptidão para identificar semelhanças e diferenças em objetos, material gráfico ou pictórico, efetuando comparações e discriminações de formas.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetros do CFS, CFC e CFSd, conforme tabela do GP/PMPE.

2.2.2 – Memória:


Aptidão para reter e evocar de forma direta e imediata, nomes e fisionomias, no sentido de associação; bem como para memorizar semelhanças e diferenças de conteúdos verbais e não-verbais.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetros do CFS, CFC e CFSd, conforme tabela do GP/PMPE.
2.2.3 – Destreza:
Coordenação óculo motora para micro movimentos, medindo a fluidez dos movimentos dos membros superiores e da qualidade da precisão motora.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetros do CFS, CFC e CFSd, conforme tabela do GP/PMPE.

23 DE JULHO DE 2003 05

____________________________________________________________________
2.2.4– Fluência Verbal:
Aptidão para uso do vocabulário, compreendendo a compreensão do idioma e a utilização das palavras ideadas ou faladas.
Exigência: Do termo médio acima, segundo parâmetros do CFS, CFC e CFSd, conforme tabela do GP/PMPE.
2.2.5– Personalidade:
Verificar através de testes de personalidade: PMK; WARTEGG; Z-TESTE; PALOGRÁFICO; IFP ou outro instrumento validado cientificamente, os traços gerais de personalidade, bem como patologias estruturais ou vivenciais, segundo parâmetros estabelecidos em cada teste.
Exigência: Apresentar traços de normalidade quanto a afetividade, sociabilidade, emocionalidade, energia vital; nível de aspiração e capacidade empática. Não evidenciar em seus resultados traços patológicos comportamentais.
2.2.6– Entrevista Individual:
Objetiva elucidar situações vivenciais pelo candidato no decorrer do processo seletivo, sem caráter eliminatório, contudo dirimindo dúvidas quanto aos aspectos comportamentais nas áreas familiar, social, escolar, profissional e da auto imagem do candidato.
3.0 – São Considerados Contra-Indicados os candidatos que apresentarem:
3.1 – Inteligência Geral situada nas classes inferior e inferior à média, concomitantemente com comprometimento na área de personalidade.
3.2 – Aptidões Específicas
Mais de uma aptidão na classe inferior, concomitantemente com comprometimento na área de personalidade.
Mais de duas aptidões na classe inferior à média; concomitantemente com comprometimento na área de personalidade.
Todas as aptidões nas classes inferior, e/ou inferior à média, concomitantemente com comprometimento na área de personalidade.
3.3 – Personalidade.
a) Tônus vital, agressividade, reação vivencial, emotividade, dimensão ou predomínio tensional, em níveis marginais ou patológicos.


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande