Engenheiro José Renato Guaycuru San-Martin



Baixar 16.06 Kb.
Encontro25.04.2018
Tamanho16.06 Kb.



PROJETO DE LEI Nº 678, DE 2006
Dá denominação de "Engenheiro José Renato Guaycuru San-Martin" ao prédio da Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba - FATEC, Unidade de Ensino do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza.

A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:


Artigo 1º - Passa a denominar-se “Engenheiro José Renato Guaycuru San-Martin” o prédio sede da Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba – FATEC, Unidade de Ensino do Centro Estadual de Educação Tecnológica "Paula Souza".

Artigo 2º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICATIVA



Prestar justa homenagem ao renomado Professor e Engenheiro José Renato Guaycuru San-Martin, atribuindo seu nome ao prédio sede da FATEC de Pindamonhangaba, Unidade de Ensino do Centro Estadual de Educação Tecnológica "Paula Souza", localizada, a propósito, na mesma cidade onde nasceu o homenageado, aos 6 de novembro de 1929, tal é a finalidade deste Projeto de lei.
A personalidade a quem se procura honrar revela a memória de um grande expoente do magistério técnico e universitário em nosso Estado, que dedicou a essa nobre atividade uma longa e intensa carreira, como engenheiro civil e professor.
Nosso homenageado era filho do Senhor João José San-Martin e de Dona Eularina Guaycuru San-Martin; foi casado com a Professora Maria Resende San-Martin e teve quatro filhos: Renato Rezende San-Martin, João José San-Martin Neto, Rodrigo Resende San-Martin e Paula Resende San-Martin.
Seus primeiros estudos se deram no Externato São José e, a seguir, no Ginásio Municipal de Pindamonhangaba avançaram em continuidade, havendo pertencido à última turma daquele estabelecimento, em 1945. O ensino médio foi realizado no Colégio Estadual e Escola Normal “Monteiro Lobato”, em Taubaté. Na seqüência, foi graduado em Engenharia Civil, na Universidade Mackenzie, na Capital, no ano de 1955.
Na Escola de Infantaria do Curso de Preparação de Oficiais da Reserva - CPOR, na Capital, foi declarado Aspirante a Oficial da Reserva, em agosto de 1952, e após cumprir estágio no 6º Regimento de Infantaria, em Caçapava, foi promovido a 2º tenente R/2 de infantaria, em 1954.
Exerceu a engenharia civil como profissional liberal em sua terra, de janeiro de 1956 a fevereiro de 1996.
A pedido do Prefeito Dr. Francisco Romano de Oliveira, em 1968, executou graciosamente para a Prefeitura Municipal, a título de colaboração (a Prefeitura não contava com engenheiros em seus quadros), projeto e fiscalização técnica do atual Chafariz Padre Tobias; Projeto da Praça Dom Pedro II (Praça de Sant’ana); projeto de ampliação do Cemitério Municipal (primeira ampliação); projeto e fiscalização técnica do Matadouro Municipal e outros trabalhos de menor porte.
Sua atuação no campo da engenharia civil abrangeu o projeto e administração técnica de 328 (trezentas e vinte e oito) obras, sendo quase todas em Pindamonhangaba.
Em 1956, quando estava iniciando sua vida profissional de engenheiro civil, foi convidado para lecionar física no Colégio Estadual e Escola Normal “Monteiro Lobato” de Taubaté. O exercício do magistério incentivou-o a prestar concurso ao ingresso nos quadros do Magistério do Estado de São Paulo. Foi, em 1958, aprovado, obtendo o terceiro lugar na classificação geral. Ingressou, então, como Professor Titular de Física no Colégio Estadual “Arnolfo de Azevedo”, em Lorena, onde trabalhou até 1959, quando foi transferido para o Colégio Estadual “João Gomes de Araújo”, em Pindamonhangaba. Trabalhou naquele estabelecimento de ensino por dezenove anos, até 1978, quando solicitou sua demissão.
Em 1962, passou a integrar o corpo docente da Escola de Engenharia de Taubaté, lecionando Física e vindo a exercer, posteriormente, as funções de Diretor e de Vice-diretor.
Lecionou, ainda, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Taubaté, nos Cursos de Física, Matemática e de Ciências.
Com a criação e instalação da Universidade de Taubaté, em 1976, continuou seu trabalho de professor de física, exercendo, ainda, várias funções administrativas como Chefe do Gabinete do Reitor, Coordenador do Centro de Ciências Exatas, Presidente da Comissão do Concurso Vestibular, Pró-reitor de Administração e Pró-reitor de Economia e Finanças. Em 1984, aposentou-se naquela autarquia municipal.
Na Faculdade de Engenharia Química de Lorena lecionou de 1978 até 1984, ministrando aulas de laboratório de Física I, II, III e IV.
No ramo artístico, realizou obras a bico-de-pena, a partir de 1976, com as quais chegou a ilustrar libretos de apresentação da Orquestra Sinfônica da Universidade de Taubaté. Sob o patrocínio da Prefeitura Municipal de Pindamonhangaba, publicou o livro “Pelas Velhas Ruas de Pindamonhangaba”, em 1996, em que retratou, com desenhos a bico-de-pena, ruas, praças e edifícios da cidade.
A partir de 1994, voltou-se para a pintura a óleo sobre tela, adotando o estilo acadêmico e participando de várias exposições, realizadas em Pindamonhangaba, Lorena, Guaratinguetá, Taubaté, Amparo, Matão e São Paulo. Foi agraciado com vários prêmios naquelas exposições, incluindo Medalhas de Ouro e Prata. Foi, também, o autor do logotipo da Universidade de Taubaté.
Faleceu aos 19 de julho de 2005, deixando a todos o legado de seu grande exemplo pessoal de estudo, trabalho, dignidade e honradez.
A justa homenagem que se pretende render ao insigne professor e engenheiro expressa a gratidão do povo de Pindamonhangaba e de todo o Estado de São Paulo a este seu ilustre cidadão, como reconhecimento sincero de todo o trabalho dedicado ao ensino, à engenharia civil e à cultura, motivo pelo qual rogamos o voto favorável dos senhores Membros desta Assembléia Legislativa.


Sala das Sessões, em 9/11/2006



a) Eli Corrêa Filho - PFL


SPL - Código de Originalidade: 678076 091106 1156






©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal