Empreendedores do Brasil



Baixar 27.06 Kb.
Encontro14.05.2018
Tamanho27.06 Kb.

Empreendedores

20 Empreendedores nacionais:

Em 1902, quando o imigrante italiano Francesco Matarazzo, que mais tarde ganharia o título de conde fundou a Metalúrgica Matarazzo, o Rio de Janeiro era a capital da República, o café ainda era à base da economia e toda a população do país era formada por não mais que 18 milhões de pessoas.

O Brasil de novos empreendedores como: Jorge Gerdau (Aços) e Abílio Diniz (Pão de açúcar)

Três banqueiros aparecem na lista: Amador Aguiar, do Bradesco; Olavo Setubal, do Itaú e Walther Moreira Salles, do Unibanco.

Há também três representantes da mídia: Assis Chateaubriand, o polêmico criador dos Diários Associados e pioneiro da televisão no país; Victor Civita, o fundador da Editora Abril e Roberto Marinho, das Organizações Globo.

Na construção civil, dois grande empreiteiros se destacam: Sebastião Camargo, da Camargo Corrêa e Norberto Odebrecht, da Odebrecht.



Empreendedores visionários e seus Negócios que deram certo!!!!!!

Marca Unillever – Irmãos Lever

Uma marca de sucesso. Omo, Seda, Dove, Hellmann´s, Maizena, Kibon, Lux, Rexona. Está no Brasil há quase 80 anos, influenciando e sendo influenciada pelos costumes e valores das pessoas.

A saga da Unilever no Brasil começou em 1929, a chegada de três ingleses que tinham como missão inaugurar por aqui uma filial da Companhia.

Um mês depois da chegada dos três ao Brasil, a quebra da Bolsa de Nova York causou uma onda de falências e crises econômicas ao redor do mundo. Esse imprevisto, contudo, não alterou o plano dos executivos, que logo registraram a Sociedade Anônima Irmãos Lever, com sede na Praça Ramos de Azevedo, no centro da capital paulista.


Criador do Facebook – Mark Zuckerberg

Em 2004 Mark fundou o Facebook, juntamente com Dustin Moskovitz, Eduardo Saverin e Chris Hughes, quando eram estudantes da Universidade Harvard. No ano de 2010, Zuckerberg foi nomeado pela revista Time como a Pessoa do Ano.

O Facebook é a rede social mais conhecida e acessada atualmente. O seu criador já adquiriu muito dinheiro com seu programa, inclusive rendeu até um filme.

Criador da Microsoft – Bill Gates

Bill Gates ocupa atualmente o cargo de presidente não-executivo da Microsoft, além de ser classificado regularmente como a pessoa mais rica do mundo, posição ocupada por ele de 1995 à 2007, e em 2009.

É um dos pioneiros na revolução do computador pessoal.
É sem dúvida, um dos homens mais famosos do mundo, não só pela sua grande fortuna, acumulada em 58 bilhões de dólares, mas também por ser o responsável pela criação do Windows. O pai do sistema operacional Windows, sempre foi acusado de ser um capitalista sem escrúpulos, um ladrão de idéias ou um oportunista. Mesmo assim, é inegável que sua participação na história da informática foi impactante.

Criador_da_Apple_–_Steve_Jobs'>Criador da Apple – Steve Jobs

Em 1976, em parceria com o igualmente genial Steve Wozniak, Steve Jobs fundou a Apple, empresa que se tornaria uma multinacional norte-americana, que projeta e comercializa produtos eletrônicos de consumo, software de computador e computadores pessoais.

Os produtos de hardware mais conhecidos da empresa incluem a linha de computadores Macintosh, o iPod, o iPhone e o iPad.

Curiosidade: Os pais biológicos deram para adoção logo após o seu nascimento. Com o objetivo que Steve fosse criado por pais graduados e que incutissem esse desejo nele.



Presidente do conselho administrativo do Grupo Pão de Açúcar - Abilio Diniz

Ele é uma referência no país. Depois de se formar em Administração, seu pai propôs abrir um novo tipo de negócio na época: um supermercado ( o Pão de açúcar).

Em 1968, já contava com 40 lojas e mais de 1.500 funcionários. Mas não foi tão simples, Abilio também enfrentou diversos problemas, como uma grande reestruturação administrativa nos anos 1990. Recentemente, vendeu 10,5 milhões de dólares em ações da rede ao grupo francês Casino.

Criador da Natura – Luiz Seabra

Uma das empresas mais conhecidas do país começou com uma fábrica, um Fusca e sete funcionários, em São Paulo. Depois, com a entrada de Guilherme Leal e Pedro Passos, a Natura passou a mirar cada vez mais alto, crescendo assim no mercado nacional de cosméticos. Eles inauguraram uma forma especial de falar com o consumidor e o vendedor, que fez surgir um “jeito Natura” de ser.


Criador do China in Box – Robinson Shiba

O paranaense de Maringá abandonou a carreira, logo após se formar em Odontologia, para criar o primeiro delivery brasileiro de comida chinesa na caixinha. A idéia surgiu em uma viagem aos Estados Unidos e não foi muito bem recebida por sua família, com exceção de seu pai, que até hoje participa da administração da empresa.


Criador da Cacau ShowAlexandre Costa

A tradição empreendedora de sua família os levou a comprar e revender chocolates de um fornecedor. Com 14 anos, ele vendia de porta a porta, mas em um determinado feriado de Páscoa não recebeu o produto encomendado. A situação traumatizou sua mãe, que nunca mais quis tocar um negócio de chocolate. Aos 17, insistiu em recomeçar e criou a Cacau Show. “O que deu errado para vocês talvez não dê para mim agora”, assegurou.

Fundador da Sapore - Daniel Mendez

Natural do Uruguai, ele veio para o Brasil ainda jovem, disposto a batalhar por seu lugar ao sol. Começou como garçom, passou por hotéis e foi subindo na vida até conseguir abrir o próprio negócio.


Tipos de empreendedorismo:
Empreendedorismo corporativo: é um processo de renovação organizacional de duas diferentes, mas relacionadas dimensões: inovação e novos negócios, e renovação estratégica.

Empreendedorismo corporativo interno refere-se a todas as atividades empreendedoras formalizadas dentro de uma organização existente. As atividades formalizadas são aquelas que recebem recursos da organização com o propósito de buscar a inovação: desenvolvimento de novos produtos, melhorias de produtos, novos métodos ou procedimentos.


Empreendedorismo Social: trabalhos realizados pelo empreeendedor social. Pessoa que reconhece problemas sociais e usa de ferramentas empreendedoras para resolvê-los. Tenta maximizar retornos sociais ao invés de maximizar lucros.

Ex. O engº agrônomo Fábio Rosa, em 1982, criou um projeto para levar eletricidade às comunidades pobres.

A médica carioca Vera Cordeiro, em 1991, iniciou o projeto Renascer, para dar assistência a crianças pobres após receber alta de hospitais públicos.

Algumas naturezas jurídicas
Microempreendedor Individual (MEI)

É a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60.000,00 por ano e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. O MEI também pode ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, criou condições especiais para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um MEI legalizado. O MEI será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 34,90 (comércio ou indústria), R$ 38,90 (prestação de serviços) ou R$ 39,90 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.


Empresa individual de responsabilidade limitada (EIRELI)

É aquela constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não poderá ser inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País. O titular não responderá com seus bens pessoais pelas dívidas da empresa.

A pessoa natural que constituir empresa individual de responsabilidade limitada somente poderá figurar em uma única empresa dessa modalidade.

Sociedade limitada

É aquela que realiza atividade empresarial, formada por dois ou mais sócios que contribuem com moeda ou bens avaliáveis em dinheiro para formação do capital social. A responsabilidade dos sócios é restrita ao valor do capital social, porém respondem solidariamente pela integralização da totalidade do capital, ou seja, cada sócio tem obrigação com a sua parte no capital social, no entanto poderá ser chamado a integralizar as quotas dos sócios que deixaram de integralizá-las.


Sociedade Anônima

Também chamada de companhia, é pessoa jurídica de direito privado composta por dois ou mais acionistas.



De natureza eminentemente empresarial, independentemente da atividade econômica desenvolvida por ela (art. 13 da Lei n. 6.404/76), em que o capital social é dividido em ações de igual valor nominal, que são de livre negociabilidade, limitando-se a responsabilidade do acionista ao preço de emissão das ações subscritas ou adquiridas.
Cooperativa

A cooperativa é sociedade de pessoas, com forma e natureza jurídica própria e, independentemente de seu objeto, a Lei (parágrafo único, art. 982, CC/ 2002) a classifica como sociedade simples, não sujeita à falência. É constituída para prestar serviços em proveito dos associados (art. 4º da Lei 5764/76), sem finalidade lucrativa.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal