Elton flaubert de figueredo



Baixar 0.93 Mb.
Página1/20
Encontro11.06.2018
Tamanho0.93 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   20

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA


PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO NA LINHA CULTURA E MEMÓRIA

ELTON FLAUBERT DE FIGUEREDO

AS IDEIAS SE ESVOAÇAVAM EM MEIO A SUA MARCHA: AS ELITES LETRADAS E SÍLVIO ROMERO NA FORMAÇÃO DE SUA OBRA (1865-1880)

RECIFE
2015

ELTON FLAUBERT DE FIGUEREDO



AS IDEIAS SE ESVOAÇAVAM EM MEIO A SUA MARCHA: AS ELITES LETRADAS E SÍLVIO ROMERO NA FORMAÇÃO DE SUA OBRA (1865-1880)

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História da Cultura e Memória do Norte e Nordeste do Departamento de História do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Pernambuco, para obtenção do título de Mestre em História.

Orientador: Prof. Dr. Antônio Paulo de Morais Rezende

RECIFE
2015

Catalogação na fonte

Bibliotecária, Divonete Tenório Ferraz Gominho CRB4-
F475i Figueredo, Elton Flaubert de.

As ideias se esvoaçavam em meio a sua marcha: as elites letradas e Sílvio Romero na formação de sua obra (1865-1880) / Elton Flaubert de Figueredo. – Recife: O autor, 2015.

213 f. . ; 30 cm.
Orientador: Prof. Dr. Antônio Paulo de Morais Rezende.

Dissertação (mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, CFCH. Programa de Pós Graduação em História, 2015.

Inclui referências.

1. História. 2. Romero, Sílvio. 3. Civilização Moderna. 4. Recife, Escola do. I. Rezende, Antônio Paulo de Morais. (Orientador). II. Titulo.

981 CDD (22.ed.) UFPE (CFCH2015-21)


985



ELTON FLAUBERT DE FIGUEREDO

AS IDEIAS SE ESVOAÇAVAM EM MEIO A SUA MARCHA: AS ELITES LETRADAS E SÍLVIO ROMERO NA FORMAÇÃO DE SUA OBRA (1865-1880)

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Pernambuco, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em História.

Aprovada em: 25/02/2015
BANCA EXAMINADORA

Prof. Dr. Antônio Paulo de Morais Rezende



Orientador (Departamento de História/UFPE)

Prof. Dr. Flávio Weinstein Teixeira



Membro Titular Interno (Departamento de História/UFPE)

Prof. Dr. Rodrigo Cássio Oliveira



Membro Titular Externo (Departamento de História/UEG)




RESUMO

O intelectual brasileiro, Sílvio Romero, viveu entre o ocaso do Império e as primeiras décadas da República, e pretendia interpretar o país – e sua formação – a partir das novas vogas filosóficas vindas da Europa (positivismo, evolucionismo, etc.), que ele denominou de “intuição crítica moderna”. Ele era membro da Geração de 1870, ansiosa por reformas na estrutura do Império. Entusiasmado com a Segunda Revolução Industrial e com as ideologias do progresso que vinham de fora, Romero advogava a inexistência de universais. Toda época tinha sua verdade relativa, e ela iria se sucedendo evolutivamente em direção ao progresso. Ele interpretava a formação do país a partir de um tripé: a raça miscigenada, o meio e a cultura. O elemento modificador que poderia “consertar” os outros dois seria a cultura, por isto, o pensamento brasileiro e sua elite letrada deveria ser orientada de acordo com a “intuição crítica moderna”, colocando o país no rumo do progresso. A estrutura de sua obra está condensada no período trabalhado, o mais jovem, entre 1865 e 1880, destacando-se sua passagem no Recife e proximidade com Tobias Barreto, na luta contra o romantismo e a metafísica, e na busca pelo entendimento científico dos estudos sociais. Ao analisar a formação de sua obra, apresento-lhe como um símbolo condensado que pinta o retrato de uma época e configura muitas dos significados e problemas da elite letrada brasileira.



Palavras-chave: Sílvio Romero. Modernidade. Elite letrada. Geração de 1870. Escola do Recife. Progresso. Raça. Tradição.

ABSTRACT

The Brazilian intellectual, Romero, lived between the decline of the Empire and the first decades of the Republic, and intended to interpret the country - and its formation - from the news philosophical vogues of Europe (positivism, evolutionism, etc.); he called "modern criticism intuition”. He was a member of the Generation 1870, eager to reform the structure of the Empire. Excited by the Second Industrial Revolution and the ideologies of progress that came from outside, Romero advocated the absence of universal. Every age had its relative truth, and she would evolutionarily succeed towards progress. He interpreted the formation of the country from a tripod: a mixed breed, environment and culture. The modifier element that could "fix" the other two would be the culture, therefore, the Brazilian thought and literate elite should be oriented according to the "modern criticism intuition", placing the country in the direction of progress. The structure of his work is condensed in the working period, the youngest, between 1865 and 1880, especially its passage in Recife and proximity to Tobias Barreto, the fight against romanticism and metaphysics, and in the pursuit of scientific understanding of the studies social. By analyzing the formation of his work, I offer you as a condensed symbol painting the portrait of a time and set many of the characteristics and problems of the Brazilian literate elite.



Key-words: Sílvio Romero. Modernity. Literate elite. Generation 1870. School of Recife. Progress. Race. Tradition.

“Quem do vil contentamento

cá deste mundo visível,

quanto ao homem for possível,

passar logo o entendimento

para o mundo inteligível:

ali achará alegria

em tudo perfeita e cheia

de tão suave harmonia,

que, nem por pouca, recreia,

nem, por sobeja, enfastia.

Ali verá tão profundo

mistério na suma Alteza,

que, vencida a natureza,

os mores faustos do mundo

julgue por maior baixeza.

Ó tu, divino aposento,

minha pátria singular!”

Camões




  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   20


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal