Eficiência de produtos naturais no controle de mosca-branca



Baixar 9.26 Kb.
Encontro24.11.2017
Tamanho9.26 Kb.


2-06

AVALIAÇÃO DO USO DE INSETICIDAS NATURAIS NA REDUÇÃO DA POPULAÇÃO DE ADULTOS DA MOSCA-BRANCA EM MELÃO
Francisco Roberto de Azevedo1

Jorge Anderson Guimarães2

Elizangela Cabral dos Santos3

José de Arimatéia Duarte de Freitas4



Marcos Aurélio Araújo Lima5
O uso freqüente de inseticidas químicos visando obter elevados rendimentos do meloeiro e qualidade dos frutos produzidos vem exercendo uma forte pressão de seleção na população da mosca-branca Bemisia argentifolii Bellows & Perring. Por isso, tem-se procurado encontrar inseticidas naturais econômicos e ecologicamente viáveis. A pesquisa foi conduzida em Mossoró-RN, durante o período de 14 de julho a 19 de agosto de 2004, com o objetivo de avaliar o uso de inseticidas naturais no controle da praga. O delineamento foi inteiramente casualizado, representado por cinco inseticidas naturais e a testemunha, os quais foram distribuídos em quatro repetições. A avaliação foi feita contando-se o número de insetos vivos, a olho nu, escolhendo-se a quarta folha da planta do meloeiro em cada parcela experimental aos 28, 35, 42, 49 e 56 Dias Após o plantio (DAP). Aos 28 DAP, observou-se que com o uso do extrato pirolenhoso e a rotenona, a população do inseto foi maior, em média 9,4 e 9,18 insetos adultos, respectivamente, seguida pelos fungos entomopatogênicos Beauveria bassiana e Metarhizium anisopliae, com 8,58 e 7,45 insetos adultos, ou seja, bem próximo do nível de controle do inseto que é de 10 adultos/folha. Embora a rotenona não tenha diferido do extrato pirolenhoso, esta se apresentou com uma tendência de melhor controle em relação ao extrato em virtude da sua ação de contato. A melhor redução da população ocorreu com o uso da azadiractina, a qual manteve uma população em torno de 3,25 insetos adultos, não havendo diferenças estatísticas com a testemunha (Imidacloprid). Aos 35 DAP, verificou-se que estatisticamente a redução da população foi a mesma da fase anterior, porém, com uma população mantida abaixo do nível de controle. Aos 42 DAP, apenas a azadiractina foi melhor na redução da população, não havendo diferenças estatísticas entre os outros tratamentos avaliados, ocorrendo o mesmo aos 49 e 56 DAP. Portanto, o extrato pirolenhoso foi o menos eficiente no controle dos adultos do inseto. A rotenona apresenta-se como um promissor inseticida vegetal e os fungos B. bassiana e M. anisopliae não demonstraram boa eficiência para controlar os insetos adultos da forma como foram utilizados na pesquisa. A Azadiractina constitui-se em um eficiente inseticida vegetal para controlar adultos da mosca-branca em meloeiro.

1Engo Agro D.Sc. Entomologia, Embrapa Agroindústria Tropical/CNPq. Rua Dra. Sara Mesquita 2270, Pici, Cx. postal 3761, CEP: 60. 511-110, Fortaleza – CE. E-mail: fraberto@bol.com.br

2Biol. D.Sc. Entomologia, Embrapa Agroindústria Tropical, E-mail: jorge@cnpat.embrapa.br.

3Engo Agro MSc Produção Vegetal, Embrapa Agroindústria Tropical: elizangela@pop.com.br

4Engo. Agro. D.Sc. Solos e nutrição, Embrapa Agroindústria Tropical. E-mail: ari@cnpat.embrapa.br

5Estudante de Agronomia, Universidade Federal do Ceará: E-mail: marcos_aal@hotmail.com


: sbpif6 -> resumos
resumos -> ComparaçÃo de técnicas de previsão agrometeorológica de época de pulverizaçÃo visando controle da antracnose em vinhedos de 'niagara rosada' para uso em estaçÕes de alerta
resumos -> AvaliaçÃo do manejo de poda na variedade de uva sem sementes superior seedless
resumos -> Qualidade e rastreabilidade para o pêssego
resumos -> A importância do uso do código ecoterra no processo de rastreabilidade da produçÃo integrada de frutas
resumos -> Caderno de campo utilizados hoje pelos produtores de maçã tem o objetivo de controlar as atividades diárias de sua propriedade,onde um responsável técnico descreve-as,e ao final de cada mês ou ciclo essas informações serão repassadas ao p
resumos -> As práticas agrícolas têm grande importância na qualidade dos frutos
resumos -> Gradiente de eficácia de controle de Liriomyza na cultura do meloeiro
resumos -> UtilizaçÃo de 1-mcp no controle de patógenos em pós-colheita na produçÃo integrada do meloeiro




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal