Editorial – fim do biênio 2003/2004



Baixar 10.89 Kb.
Encontro14.09.2019
Tamanho10.89 Kb.

EDITORIAL – FIM DO BIÊNIO 2005/2006

Terminado este segundo biênio à frente da FESX, poderia repetir boa parte do editorial que me propus a escrever dois anos atrás. Contudo, os fatos contribuem para que novas linhas sejam formuladas, novos agradecimentos sejam tornados públicos, agradecimentos sejam renovados, desabafos sejam colocados para fora, enfim, não há como deixar de redigir uma mensagem sobre este mandato que se encerra.


Lembro que no fim do primeiro biênio, expus lamúrias acerca da incompreensão com que fui recebido, das amizades que perdi simplesmente por passar a ser visto como “autoridade” dentro de nossa Federação. Graças a Deus, nosso Pai e amigo consolador, boa parte dessas amizades foi recuperada e o passado ficou para trás.
Nesses últimos dois anos, com o nosso “vôo” já estabilizado, depois das turbulências iniciais, pudemos ganhar “altitude” e alcançar um patamar que aumenta ainda mais a responsabilidade da diretoria da FESX daqui por diante. Saltamos significativamente de uma média de 15 a 20 torneios por ano, para inacreditáveis 51 eventos no ano de 2006! Dentre estes, podemos destacar a realização de 3 Magistrais de Norma de MI e um Super Aberto, a Copa CST – ARCELOR Brasil. No total, foram 12 torneios valendo rating FIDE, o que nos coloca, novamente, apenas atrás do Estado de São Paulo e muito à frente das demais federações.
É importante frisar que tudo isto somente foi possível graças à estabilidade alcançada, com o trabalho sério que foi desenvolvido. Grande parte do crescimento quantitativo da FESX se deu em virtude dos campeonatos municipais, projeto abraçado com carinho por alguns organizadores dedicados, mesmo sem muita experiência no assunto. Graças aos CIMAXs, passamos da marca de 560 jogadores no ranking FESX, o que é um número significativo, se contarmos que no início de nosso primeiro mandato, havia pouco mais de 100 jogadores no ranking estadual.
Nessa esteira, quero agradecer aos organizadores de torneios municipais, como o Alex Sandro e o Gino (Bom Jesus do Norte), o Hudson (Serra), o João Carlos Gatto, o Paulo Galdino e o Weslley Teixeira (Pinheiros), o Cláudio Ferreira (Guarapari), o Jurandir (Cariacica) e o Walter e a Edna (Vila Velha).
Gostaria, ainda, de agradecer aos seguintes amigos: Guilherme Abreu, Rogério Zanon, Sergio Silveira, Edna Knoblauch e Osmar, aos quais eu renovo os agradecimentos de dois anos atrás. Vocês são peças fundamentais no funcionamento da Federação, cada um ao seu modo. Talvez alguns de vocês nem entendam o meu agradecimento, não saibam o motivo, mas podem ter certeza de que eu sei o que fazem e reconheço a importância disto para o sucesso do trabalho até aqui desenvolvido.

Em 2004, ao nominar as pessoas que contribuíram, cometi algumas injustiças involuntárias, ao esquecer de agradecer ao Gino Bastos, ao José Osório e ao Namyr. Peço desculpas pelo meu lapso e espero que a justiça seja restabelecida com o presente agradecimento, o qual vocês merecem desde àquela época, por todo o esforço empreendido no sentido de realizar intercâmbios com os Mestres e Grande Mestres cubanos que vieram ao Estado.


Um novo agradecimento precisa ser registrado e este é para alguém que mora longe. Agradeço ao AI Mauro Amaral, por sua contribuição para com o nosso xadrez, por toda a sua ajuda na formação dos torneios internacionais de norma, pela ajuda e suporte na vinda dos jogadores cubanos, como os GMs Reynaldo Vera e Neuris Delgado.
Por fim, mais uma vez, quero agradecer ao Walter. Mais uma vez ele foi o meu braço direito, o carregador de piano. Além de organizar o Municipal de Vila Velha, ele coordenou todos os outros municipais, assumiu o rating e esteve presente a quase todos os eventos destes dois últimos anos. Muito obrigado por se doar à FESX e tornar possível tudo o que foi realizado.
Agradeço a todos que de alguma forma ajudaram a FESX e aqui não foram citados. Peço, mais do que nunca, a ajuda de todos para continuarmos a fazer este belo trabalho. Em 2008 pretendo encerrar o meu ciclo como Presidente da Federação e quero muito que outra pessoa possa dar continuidade. Qualquer um dentre vocês pode ser este novo comandante, a capacidade está no amor que cada um tem pelo que faz e gosta. Foi nisto que eu pensei ao aceitar a empreitada de dirigir a FESX e espero que vocês pensem, para que o futuro não seja uma nuvem espessa e carregada à frente deste “avião”.
Que todos tenham um ótimo fim de ano e que 2007 seja melhor do que foi 2006!

Grande abraço!


PABLYTO ROBERT

Diretor-Presidente da FESX




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal