Doenças de Pele



Baixar 5.8 Kb.
Encontro05.03.2018
Tamanho5.8 Kb.

Doenças de Pele
O que é Alopecia Androgenética ?

Alopecia Androgenética, também conhecida nos homens como CALVÍCIE PADRÃO MASCULINO é uma doença onde ocorrem queda ou rarefação dos cabelos. É induzida pela predisposição genética e pelos hormônios masculinos ou ANDRÓGENOS. Os primeiros sinais aparecem nos homens em sua segunda década de vida. Trinta por cento deles terão sido afetados por volta dos 30 anos, e 50% aos 50 anos. Nas mulheres, a queda de cabelos é observada inicialmente no final da segunda década de vida até os primeiros anos da quarta, um pouco mais tarde que a época de seu surgimento para os homens.

Entretanto, ao contrário do que ocorre para os homens, a alopecia androgenética não aumenta nas mulheres após os 50 anos. A alopecia androgenética é uma doença progressiva que, se não for tratada, tende a piorar com o tempo. A velocidade de progressão varia entre os indivíduos, ocorrendo com freqüência em etapas, em vez de seguir um modo contínuo. Em alguns pacientes, a rarefação dos cabelos ocorre gradualmente ao longo de 20 ou 30 anos, enquanto em outros, em especial os pacientes com uma história familiar da doença ou em mulheres com distúrbios hormonais, a velocidade de progressão pode ser muito rápida.
Controlando a Alopecia Androgenética
Os objetivos do tratamento da alopecia androgenética são retardar a rarefação (o afinamento) dos cabelos e aumentar o volume de cabelos no couro cabeludo. Como a alopecia androgenética é uma condição crônica, ela requer um compromisso por toda a vida com o tratamento farmacológico. A adesão é essencial, o que é difícil de conseguir, pois os resultados não são observáveis de imediato: os primeiros resultados surgem após três meses, no mínimo, de forma que a disposição para o tratamento e a confiança tanto no produto como em sua comodidade são aspectos fundamentais.
O Que Esperar
A melhora não é necessariamente definitiva: se o tratamento for interrompido, é provável que o paciente perca tudo o que conseguiu em termos de crescimento de cabelos ao longo do tratamento. A alopecia não androgenética geralmente é mais difícil de tratar, estando com freqüência associada a uma doença subjacente (por exemplo, saúde deficiente ou uma doença de tireóide em mulheres). Normalmente, essa condição surge mais rapidamente e é mais grave que a alopecia androgenética.

De qualquer forma, mais de 80% de todas as alopecias constituem formas androgenéticas dessa condição.


O site da Galderma não é destinado a promover o uso de produtos Galderma ou fornecer informações para tratamentos médicos. Por favor, consulte um dermatologista para maiores informações sobre sua doença e os melhores produtos para você.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal