Do curso de medicina



Baixar 3.81 Mb.
Página93/114
Encontro24.10.2017
Tamanho3.81 Mb.
1   ...   89   90   91   92   93   94   95   96   ...   114

8. ESTRATÉGIAS DE ENSINO


Expor o conteúdo de maneira que facilite e estimule a aprendizagem:

Aulas de Habilidades/Práticas Simuladas: Em virtude da necessidade da aprendizagem ser avaliada de forma contínua e sistemática para oferecer uma devolutiva ao aprendiz, assumindo, assim, uma dimensão orientadora e não seletiva, são atividades obrigatórias durante o módulo. Dessa forma, será estabelecido um processo avaliativo das competências clínicas que seja mais completo, com abordagem dos seguintes aspectos:

  • 1) Habilidades de Semiologia: utiliza-se de simuladores específicos, de forma a treinar as técnicas do exame clínico e capacitar os estudantes na realização da anamnese em situações específicas.

  • 2) Habilidades em Procedimentos: utiliza-se do laboratório de habilidades e seus recursos (manequins, programas interativos, simuladores de tecnologia háptica entre outros), sem a necessidade de expor pacientes a riscos e à realização de procedimentos nesta etapa inicial do aprendizado.

  • 3) Habilidades de Comunicação: Permite treinar de modo sistemático, em um ambiente controlado e com a possibilidade de avaliação formativa, através de diversas técnicas de comunicação entre estudante e pacientes, com objetivo de capacitar os alunos na elaboração de anamnese tecnicamente adequada, respeitando preceitos éticos e vislumbrando boa relação médico-paciente.



    1. 9. SISTEMA DE AVALIAÇÃO


Avaliação Formativa:

Tem o objetivo de acompanhar o processo de aprendizagem do aluno, observando-se, conforme os princípios gerais de ensino na metodologia do curso, os quesitos da pontualidade, assiduidade, iniciativa e interesse, habilidades do trabalho em equipe e sua integração com ela, competência, responsabilidade e compromisso no cumprimento de determinações e tarefas, respeito mutuo, capacidade de gerar hipóteses, habilidade em solucionar problemas, criticar com objetividade e constitui-se de avaliação do domínio do conteúdo específico e execução das atividades práticas através de checklists adaptadas às necessidades de cada atividade.
Avaliação Somativa:

As avaliações do módulo de Habilidades Clínicas e Bioética serão independentes das avaliações dos módulos temáticos, gerando ao final de cada um dos três módulos temáticos do semestre, uma nota que corresponde a um terço da nota semestral do módulo. A nota final será, portanto, atribuída pela média aritmética das três notas parciais. Seguindo o regimento geral para aprovação, a avaliação do aprendizado prático sobre o domínio dessas habilidades resulta nos conceitos satisfatório (notas iguais ou superiores a 7,0) ou insatisfatório (nota abaixo de 7,0). Além disso, o aluno que não obtiver 75% de frequência nas atividades, não poderá avançar de série.
    1. 10. BIBLIOGRAFIA


Básica:

SEMIOLOGIA MÉDICA. Celmo Celeno Porto. 6a edição, 2009, RJ: Guanabara Koogan

BATES: Propedêutica Médica. LS Bickley e PG Szilagy, 2005. RJ: Guanabara Koogan.

DUNCAN, Bruce B;SCHMIDT, Maria Inês;GIUGLIANI, Elsa R. J. Medicina ambulatorial : condutas clinicas em atenção primaria. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

BRAUNWALD, E.; FAUCI, A. S.; KASPERE, D. L. et al. Harrison: Medicina Interna. McGraw-Hill, 16a ed., 2006.

COOPER J A, PAPPAS P. Cecil Review of General Internal Medicine, Elsevier, 2005, 8a ed.GOLDMAN, L.; AUSIELLO, D. Cecil: Tratado de Medicina Interna. Elsevier, 22a ed., 2005.

GREEN, G.B. The Washington Manual of Medical Therapeutics, Lippincott Williams & Wilkins; Guanabara Koogan, 2005, 31a edition, 782 pg.

MEDRONHO, Roberto A(Ed.) et al. Epidemiologia. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2011.

PEREIRA, M G.Epidemiologia: Teoria e prática. 11. ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2007.

TEIXEIRA, C.; PAIM, J. S.; VILASBÔAS, A. L. (Orgs.). Promoção e Vigilância da Saúde. C-CEPS, 2002.

TEIXEIRA, C.; SOLLA, J. Modelo de atenção a saúde: promoção, vigilância e a saúde da família. EDUFBA, 2006.
Complementar:

NET, Alvar & BENITO, Salvador. Ventilação mecânica. Editora Revinter, 2002, 3a ed.

FUSTER, M.V.; ALEXANDER, R.W.; O'ROURKE, R.A.; ROBERTS, R et al. Hurst's the heart. Ed. Mcgraw Hill, 2004, 11a ed., 2400p

PIERIN, A. M. G. Hipertensão Arterial: uma proposta para o cuidar. Manole, 1a ed., 2003, 380p.

DUBIN D. Interpretação Rápida do ECG. Editora de publicações Biomédicas LTDA, 3a ed, 2005.

DEGROOT, L.J. & JAMESON, J.L. Endocrinology. Ed. Elsevier, 2005, 5a ed., Volume I,II e III

ROPPER AH, Brown RH. Adams e Victor's - Principles of Neurology. McGraw-Hill 8th ed, 2005.

AMATO, Marisa Campos Moraes. Manual para o médico generalista. Editora Roca, 2001, 1a ed.

MOORE, Keith L;DALLEY, Arthur F;AGUR, Anne M. R. Anatomia orientada para a clínica. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

MCWHINNEY, Ian R;FREEMAN, Thomas. Manual de medicina de família e comunidade. Tradução de Anelise Teixeira Burmeister. 3. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2010.

STARFIELD, Barbara. Atencao primaria: equilibrio entre necessidades de saude, serviços e tecnologia. Brasília: Unesco, 2002.





PROGRAMA DE CURSO DO 3º ANO DE HCB –

HABILIDADES CLÍNICAS E BIOÉTICA



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   89   90   91   92   93   94   95   96   ...   114


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande