Do curso de medicina



Baixar 3.81 Mb.
Página13/114
Encontro24.10.2017
Tamanho3.81 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   114

6.2 Regime de Trabalho


Consiste em docentes com carga horária semanal de 40 horas com Dedicação Exclusiva, 40 horas e 20 horas. O regime de trabalho seguirá as regras da legislação vigente para o servidor público.


Relação aluno/docente
Desde o ano de 2010 o curso vem tendo entrada anual de trinta (30) alunos e a partir de 2014 tem a perspectiva de entrada de sessenta (60) alunos anualmente. Nas atividades pedagógicas do curso os alunos serão divididos em grupos conforme a necessidade das atividades, sempre sob supervisão de um profissional da área.
Relação disciplina/docente
As atividades acadêmicas serão compostas de atividades de ensino, de pesquisa e de extensão. Serão programadas em sequência de atividades, ou em módulos, que incluirão a fundamentação teórica, a ser ministrada por meio de tutoriais, palestras e leituras, a busca de informações programadas e a prática das atividades de pesquisa e extensão e seus respectivos relatórios.
Atuação e desempenho acadêmico
Atividades relacionadas ao ensino de graduação
Estas atividades incluem as orientações de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), estágios supervisionados, bolsas de iniciação científica, monitorias, tutorias e ainda as atividades de extensão.
Atuação nas demais atividades
Serão realizadas na mesma linha de ação dos demais cursos da UNIFAP.

6.3 Tempo de Experiência de Magistério Superior e no Exercício da Medicina




PROFESSOR (A)


TEMPO DE EXPERIÊNCIA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR

TEMPO DE EXPERIÊNCIA NO EXERCÍCIO DA MEDICINA

Achiles Eduardo Pontes Campos

3 meses

19 anos

Alberto Souza Paes

3 meses

29 anos

Alessandro Marcos Pinheiro Melo

1 ano

15 anos

Alceu dos Santos Silva

6 meses

2 anos e meio

Amanda Alves Fecury

6 anos

..............

Anderson Adriano Pinto Ferraz

2 anos

13 anos

Anderson Walter Costa da Silva

2 anos

15 anos

Antonio Carlos Cavalcante Correia

12 anos

21 anos

Bráulio Érison França dos Santos

2 anos

10 anos

Bruno de Paula Lima

3 anos

9 anos

Emerson Augusto Castilho Martins

2 anos e meio

..............

Euzébio de Oliveira

6 anos

..............

Fábio Luiz da Silva Gato

2 anos

23 anos

Henaiana Solanne Lucien da Silva

6 anos

11 anos

Hugo Antônio Ribeiro de Sousa

3 anos

.............

João de Barros Neto

1 ano

6 anos

Jose Mauro Secco

5 anos

18 anos

José Wagner Cavalcante Muniz

23 anos

..............

Kátia Jung de Campos

5 anos

18 anos

Leila do Socorro da Silva Morais

1 ano e meio

20 anos

Maira Tiyomi Sacata Tongu Nazima

4 anos

21 anos

Marcos Roberto Lima de Carvalho Santos

1 ano

15 anos

Maria de Nazaré Miranda Cavalcante

5 meses

15 anos

Maria Helena Mendonça de Araujo

4 anos

19 anos

Maribel Nazaré dos Santos Smith

3 anos

26 anos

Natália de Santana Vaz Guerreiro

1 mês

15 anos

Olavo Magalhães Picanço Junior

8 meses

12 anos

Raquel Rodrigues Amaral

3 anos

..............

Raimundo Eri Araujo Barbosa

4 anos

27 anos

Raimundo Nonato de Oliveira Guimarães

3 meses

17 anos de formado

Roberto Marcel Soares Alves

1 ano

8 anos

Rosano Barata dos Santos

4 anos

20 anos

Rosilene Ferreira Cardoso

5 anos

20 anos

Thaíla Soares da Costa Picanço

3 meses

8 anos

Thiago Afonso Carvalho Celstino Teixeira

1 ano e meio

11 anos

Wagner Barros Bento

3 meses

...............

Washington Luiz de Oliveira Brandão

10 anos

...............

Wilson Alfaia de Oliveira

1 ano e 3 meses

25 anos


6.4 Responsabilidade Docente pela Supervisão da Assistëncia Médica
Na atividade de Interação, Ensino, Serviço e Comunidades - IESC, os estudantes também trabalharam em grupos com um docente preceptor, direta ou indiretamente, vinculado ao serviço de saúde em questão. Essa atividade será realizada duas vezes por semana, com 08 horas/semanais de trabalho. A escolha dos cenários e a movimentação dos estudantes nesses espaços serão discutidas e acordadas entre a Secretaria de Saúde e a Universidade, considerando-se a estrutura e organização do cuidado no município, os desempenhos a serem desenvolvidos e a coerência dessa organização com as ações realizadas pela grande maioria dos médicos no seu exercício profissional, depois de formados. Desse modo, poderão ser utilizados os ambulatórios de especialidades, policlínicas, serviços pré-hospitalares, hospital-dia, internação domiciliar e outros. O cenário hospitalar também deverá ser vivenciado desde o início do curso, porém a inserção do estudante nesse serviço deverá ser correspondente ao grau de autonomia e domínio para as intervenções normalmente realizadas nesse contexto. O foco na atenção hospitalar corresponderá aos dois últimos anos da formação e se articulará com atividades nos demais cenários, visando a integralidade do cuidado.




1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   114


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal