Disciplina de propedêutica geral – MÓdulo morfofuncional 2



Baixar 119.94 Kb.
Encontro31.03.2018
Tamanho119.94 Kb.

MORFOFUNCIONAL II – OBJETIVOS DAS AULAS

PROPEDÊUTICA GERAL – MÓDULO MORFOFUNCIONAL 2



AULA: EXAME NORMAL DOS PARES CRANIANOS / FUNÇÕES SENSITIVAS ESPECIAIS. (Prof. Salazar)

OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a executar o protocolo simplificado de exame dos pares cranianos e das funções sensitivas especiais (olfato,gosto,visão e audição) que lhes permita reconhecer a condição de normalidade.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a examinar o primeiro par – o olfato, o segundo par – a visão, o terceiro, quarto e sexto pares, o quinto par, o sétimo par – o gosto, o oitavo par – a audição, o nono e décimo pares, o décimo primeiro par e o décimo segundo par craniano.
EMENTA:

Noções do exame neurológico completo; sinal neurológico focal.

Pares cranianos e suas funções principais.

Protocolo simplificado do exame dos pares cranianos com ênfase nas funções sensitivas especiais (olfato, gosto, visão e audição).


ESTRATÉGIA:

Exposição teórica – 40 minutos

Prática entre os alunos – 60 minutos

Pós – teste - 30 minutos


AULA: O ERITROGRAMA (Prof. Salazar)

OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a reconhecer o eritrograma normal e suas principais alterações.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a definir anemia e policitemia e suas

principais etiopatogenias, analisar os valores absolutos e calcular os valores relativos do eritrograma, bem como classificar morfologicamente as anemias.


EMENTA: Gênese e destino dos eritrócitos;

Distúrbios eritrocitários: anemias e policitemias;

O eritrograma – valores absolutos e relativos;

Classificação morfológica das anemias.


ESTRATÉGIA: Exposição teórica – 40 minutos;

Exercícios práticos – 40 minutos;

Pos-teste – 30 minutos.
AULA: EXAME NORMAL DO APARELHO CARDIOVASCULAR: INSPEÇÃO E PALPAÇÃO DO PRECÓRDIO. (Prof. Salazar)
OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a executar o protocolo simplificado de inspeção e palpação do precórdio que lhes permita reconhecer a condição de normalidade.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a avaliar jugulares e carótidas normais, proceder a inspeção estática e dinâmica do precórdio, palpar o ictus cordis, as bulhas e outras impulsões normais possíveis de serem encontradas em indivíduos normais.

EMENTA:

Inspeção e palpação dos vasos do pescoço;

Conceito de precórdio;

Inspeção estática e dinâmica do precórdio normal;

Palpação do precórdio normal: ictus cordis, impulsão sistólica do mesocárdio, bulhas palpáveis e pulsações epigástricas.
ESTRATÉGIA:

Exposição teórica – 40 minutos

Prática entre os alunos – 60 minutos ( necessidade de sala de aula com maca)

Pós – teste - 30 minutos



AULA: EXAME NORMAL DO APARELHO CARDIOVASCULAR: AUSCULTA CARDÍACA. ( Prof. Salazar) (6ªf) 07:30

OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a executar o protocolo simplificado de ausculta precordial que lhes permita reconhecer a condição de normalidade.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a localizar os fenômenos auscultatórios nas fases do ciclo cardíaco, compreender suas gêneses, avaliar a freqüência e o ritmo cardíacos, reconhecer as bulhas e seus marcadores clínicos, os estalidos e sopros que podem estar presentes em indivíduos normais.
EMENTA:

Recordação sobre o ciclo cardíaco / localização dos fenômenos auscultatórios no mesmo;

Protocolo simplificado de ausculta cardíaca: ritmo e freqüência cardíaca; bulhas cardíacas e seus marcadores clínicos; estalidos e sopros possíveis de detecção em pessoas normais; os sopros inocentes.
ESTRATÉGIA:

Exposição teórica – 60 minutos

Prática entre os alunos – 60 minutos ( necessidade de sala de aula com maca)

Pós – teste - 30 minutos


AULA: EXAME DO TÓRAX E APARELHO RESPIRATÓRIO NORMAL.(Prof. Vicente) (6ª) 07:30

OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a executar o protocolo simplificado do exame do aparelho respiratório ( inspeção / palpação / percussão / ausculta)que lhes permita reconhecer a condição de normalidade.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a reconhecer a forma do tórax normal e suas variações, avaliar a freqüência e ritmo respiratórios bem como a expansão do tórax à inspeção, palpar a expansão e o frêmito toraco-vocal normal, praticar a percussão e auscultar a respiração traqueal, broncovesicular e o murmúrio vesicular normais.

EMENTA:


Revisão das regiões do tórax;

Inspeção estática e dinâmica do tórax normal;

Palpação da expansão e frêmito toracovocal normais;

Percussão do tórax normal – o som claro pulmonar;

Ausculta da respiração traqueal, broncovesicular e vesicular normais.
ESTRATÉGIA:

Exposição teórica – 60 minutos;

Prática entre os alunos – 60 minutos;

Pós-teste – 30 minutos.


AULA: EXAME DO ABDOME NORMAL ( Prof. Vicente) (6ªf) 07:30
OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a executarem o protocolo simplificado do exame do abdome (inspeção, palpação, percussão e ausculta) que lhes permita reconhecer a condição de normalidade.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a dividir o abdome em 4 ou 9 regiões com respectivos conteúdos topográficos, proceder a inspeção estática e dinâmica , a palpação do fígado, baço e vísceras ocas , a percussão e ausculta do abdome de indivíduos normais.
EMENTA:

Divisão clínica do abdome em 4 / 9 regiões;

Anatomia topográfica das regiões do abdome;

Inspeção estática e dinâmica do abdome normal;

Palpação do abdome normal;

Percussão do abdome normal;

Ausculta do abdome normal.
ESTRATÉGIA:

Exposição teórica: 60 minutos

Prática entre os alunos: 60 minutos (necessidade de sala de aula com maca)

Pós – teste - 30 minutos


AULA: RADIOGRAFIA SIMPLES DO TÓRAX E DO ABDOME (Prof. Vicente) (6ªF) 07:30
OBJETIVOS: Ao término da aula os alunos deverão estar aptos a analisar semioticamente a radiografia singela do tórax e abdome de indivíduos normais.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS: deverão estar aptos a definir qualidade técnica de radiografia simples do tórax e abdome, suas principais indicações, a reconhecer as estruturas anatômicas nelas identificáveis em indivíduos normais.

EMENTA:


Técnica de execução da radiografia simples: chassi, filme, estativa, colgadura, revelação e fixação; posição do paciente, tempo / intensidade de exposição aos RX.

Análise semiótica da radiografia do tórax: avaliação da qualidade técnica, partes extratorácicas, arcabouço ósseo, mediastino superior e inferior, diafragmas e campos pulmonares.

Análise semiótica da radiografia singela do abdome: preparo, reconhecimento de vísceras maciças (fígado, baço e rins), gases de delgado, de colo e da ampola retal, estruturas ósseas do setor, contorno dos psoas.
ESTRATÉGIA:

Exposição teórica e prática com radiografias em sala que disponha de negatoscópio – 90 minutos..

Pós-teste – 30 minutos.
BIOFÍSICA (MMF2)


  • Bioeletrogênese

  • Objetivos da aula teórica: caracterizar o potencial de repouso da membrana do neurônio; caracterizar o potencial de ação neuronal; explicar os eventos elétricos durante a excitação neuronal; explicar os eventos elétricos durante a inibição neuronal; relacionar os canais iônicos com a propagação do potencial de ação no sistema nervoso; caracterizar o processamento de informação através dos potenciais de ação no sistema nervoso.




  • Tecnicas de formação de imagem I (ecocardiografia)

  • Objetivos da aula prático-demonstrativa: caracterizar a ecografia; caracterizar o ultra-som; explicar a produção do ultra-som; explicar a formação da imagem humana numa ecografia; citar os usos clínicos da ecografia; explicar a doppler fluxometria; citar as vantagens e desvantagens da ecografia.




  • Eletrodiagnóstico III (eletrocardiografia)

  • Objetivos da aula teórica: caracterizar a eletrocardiografia; caracterizar a produção do campo elétrico pelo coração; caracterizar a captação do campo elétrico cardíaco; caracterizar as derivações bipolares (DI, DII e DIII), unipolares aumentadas (aVR, aVL e aVF), e unipolares precordiais (V1, V2, V3, V4, V5 e V6); caracterizar a onda P, o complexo QRS e a onda T; citar a padronização da eletrocardiografia; citar os usos clínicos do ECG; citar as vantagens e desvantagens da eletrocardiografia.




  • Técnicas de formação de imagem II

  • Objetivos da aula teórica: citar técnicas de formação de imagem; explicar a formação da imagem na cintigrafia; citar as indicações clínicas da cintigrafia; explicar a formação da imagem na tomografia computadorizada; citar as indicações clínicas da tomografia computadorizada; explicar a formação da imagem na tomografia por ressonância magnética nuclear; citar as indicações clínicas da tomografia por ressonância magnética nuclear.


* Técnicas de formação de imagem III (endoscopia)

Objetivos da aula teórica: explicar a formação da imagem na endoscopia; citar os usos clínicos da endoscopia.


Disciplina de Fisiologia - Módulo Morfofuncional II –

I – Sistema Nervoso Autônomo


Objetivo geral – reconhecer o envolvimento das ações do SNA com a manutenção da homeostase.

Objetivos específicos:

  1. esboçar as principais características anatômicas e funcionais das divisões simpáticas e parassimpáticas;

  2. classificar farmacologicamente as fibras autonômicas;

  3. compreender o mecanismo pelo qual o hipotálamo controla o SNA

  4. conhecer as ações simpáticas e parassimpáticas no organismo como um todo.


II – Sistema Cardiovascular


Objetivo geral – relacionar a organização básica do sistema cardiovascular com suas funções e mecanismos de regulação.

Objetivos específicos:

  1. descrever a organização básica do sistema cardiovascular;

  2. enumerar as etapas do ciclo cardíaco;

  3. explicar a origem do batimento cardíaco;

  4. enumerar os principais fatores que governam a pressão arterial.



III – Sistema Respiratório


Objetivo geral – reconhecer as características que dão ao sistema respiratório a função de ventilar a membrana respiratória e de participar da manutenção do equilíbrio ácido-básico.
Objetivos específicos:

  1. descrever as estruturas que formam o trato respiratório

  2. explicar a importância da cobertura surfactante dos alvéolos

  3. explicar as funções do diafragma e dos músculos intercostais externos na respiração

  4. descrever as variações de pressão no tórax e nos pulmões durantes a respiração

  5. descrever os mecanismos de transporte de oxigênio e dióxido de carbono no sangue

  6. explicar como é mantido o ritmo respiratório normal

  7. discutir o controle e a regulação da ventilação da membrana respiratória



IV – Sensibilidade


Objetivo geral – reconhecer a importância da percepção de sensações somestésicas nas funções de relação do organismo.

Objetivos específicos:

  1. conhecer as principais vias de condução dos estímulos sensoriais ao córtex

  2. saber que as vias de sensações somestésicas envolvem três neurônios

  3. reconhecer que a determinação de tamanho, textura, forma e peso de objetos requer a integração de impulsos sensitivos no córtex cerebral.

  4. reconhecer o Homúnculo de Penfield como a projeção de diferentes partes do corpo e da cabeça no giro pós-central dos hemisférios cerebrais

  5. reconhecer que o tamanho da área cortical no mapa topográfico é proporcional ao número de receptores provenientes de cada parte do corpo.



V – Reflexos medulares



Objetivo geral – compreender a importância da ação reflexa na manutenção da

integridade do organismo vivo.



Objetivos específicos:

  1. compreender que uma ação reflexa é uma resposta involuntária a um estímulo sensorial

  2. descrever os elementos que compõem um arco reflexo simples

  3. descrever o ato reflexo e enumerar as principais diferenças entre o de estiramento e o de retirada

VI – Tronco encefálico


Objetivo geral – relacionar a importância do tronco encefálico ao desencadeamento de reflexos visuais protetores e a atividade motora do indivíduo.

Objetivos específicos:

  1. reconhecer as principais estruturas que compõem o tronco encefálico

  2. resumir as principais funções do tronco encefálico no estabelecimento de reflexos visuais, auditivos, posturais e motores



VII – Córtex cerebral


Objetivo geral - compreender que no córtex cerebral residem importantes centros de atividades sensoriais, motoras e de integração, que permitem ao endez- vedo o desempenho sensorial e motor, a elaboração do pensamento, do raciocínio e atividades que envolvem o uso da razão, da memória e da inteligência.

Objetivos específicos:

  1. identificar as porções principais do encéfalo e suas principais funções

  2. reconhecer as diferentes áreas de projeção cortical e sua importância

  3. reconhecer que as diferentes áreas de associação integram informações recebidas de várias fontes

  4. conhecer as principais fases do ciclo sono-vigília

VIII – Sentidos Especiais

Objetivo geral – compreender que os sentidos especiais proporcionam ao indivíduo a recepção consciente dos inúmeros estímulos que possibilitam suas interação plena com o ambiente.


Objetivos específicos:

  1. descrever os receptores para cada um dos sentidos especiais (gustação, olfação, audição e visão)

  2. explicar como cada um deles funciona

  3. interpretar algumas anormalidades da audição e da visão

IX – Atividade motora do sistema digestório

Objetivo geral – relacionar a estrutura muscular do sistema digestório com sua ação na digestão e absorção do alimento ingerido e eliminação dos resíduos.


Objetivos específicos:

  1. descrever a motilidade das diferentes regiões do trato gastrintestinal

  2. discutir a função e a regulação das secreções das glândulas digestivas

  3. resumir as funções do fígado e a ação da bile na digestão e na absorção

  4. descrever a absorção dos produtos da digestão e identificar seus locais de absorção

  5. discutir brevemente a regulação da digestão alimentar

X – Função glomerular


Objetivo geral – compreender a importância da filtração glomerular na produção de um filtrado semelhante ao plasma sangüíneo porém sem a presença proteínas plasmáticas.
Objetivos específicos:

  1. descrever a microanatomia do rim e do néfron

  2. explicar como é o suprimento vascular renal

  3. descrever a composição da urina

  4. resumir os eventos envolvidos na formação do filtrado glomerular

XI – Função tubular


Objetivo geral – relacionar os fenômenos de secreção e de reabsorção tubular com a formação de uma urina com volume e composição adequados e com regulação do equilíbrio ácido-básico nos líquidos corporais.

Objetivos específicos:

  1. fazer a distinção entre as duas etapas principais da formação da urina

  2. explicar como são formadas a urina hipotônica e a urina hipertônica

  3. descrever a estrutura e a função dos ureteres, da bexiga urinária e da uretra

XII – Regulação do volume extracelular


Objetivo geral – conhecer os mecanismos envolvidos na regulação do volume extra- celular e sua importância no grau de hidratação do organismo e na regulação da pressão arterial sistêmica.
Objetivo específico:

a) discutir o papel da aldosterona na regulação dos volumes sanguíneo e urinário

a) explicar o papel dos rins e dos pulmões no tamponamento dos líquidos corporais

XIII – Sistema Endócrino


Objetivo geral – reconhecer a importância da inter-relação do hipotálamo e do sistema endócrino e sua atuação na regulação do organismo.
Objetivos específicos:

  1. definir o termo hormônio e discutir a origem da concepção moderna da função endócrina

  2. fazer a distinção entre os mecanismos de ação das duas classes principais de hormônios

  3. descrever a relação anatômica entre o hipotálamo e a hipófise

  4. discutir a inter-relação do hipotálamo e do sistema endócrino

  5. localizar e descrever suscintamente cada glândula endócrina e sua função



XIV – Sistema Reprodutor



Objetivo geral – conhecer os mecanismos envolvidos na formação, maturação e função reprodutora do organismo masculino e feminino.
Objetivos específicos:

  1. descrever a anatomia dos órgãos internos e externos e as estruturas associadas ao sistema reprodutor masculino, explicando suas funções

  2. descrever o processo de espermatogênese

  3. resumir as funções principais e secundárias dos androgênios

  4. descrever a anatomia dos órgãos internos e externos e as estruturas associadas ao sistema reprodutor feminino, explicando suas funções

  5. descrever o processo de oogênese

  6. descrever as inter-relações entre estrogênio, progesterona e gonadotrofina durante o ciclo menstrual

  7. esboçar e discutir a ovulação, fertilização e implantação

  8. discutir o período gestacional, a função da placenta e os estágios do trabalho de parto

XV – Sistema Linfático



Objetivo geral – reconhecer a ação do sistema linfático como a mantenedora da capacidade de defesa que o organismo tem contra doenças

Objetivos específicos:

  1. enumerar os componentes do sistema linfático

  2. explicar as funções do sistema linfático

  3. citar os órgãos relacionados com o sistema linfático

  4. fazer a distinção entre os sistemas imunes de células B e T


DISCIPLINA DE BIOQUÍMICA –MMF II


  • Bioquímica do Tecido Nervoso

Objetivo Geral:

O aluno deverá compreender o papel das biomoléculas no metabolismo cerebral e transmissão do impulso nervoso.

- Objetivos específicos:


  1. Reconhecer o papel das diferentes macromoléculas na estrutura do tecido nervoso;

  2. Identificar os processos metabólicos que ocorrem no tecido nervoso;

  3. Ressaltar o papel da glicose como fonte energética para o cérebro;

  4. Elucidar o processo de transmissão do impulso nervoso (sinapses);

  5. Reconhecer o papel das substâncias neurotransmissoras: vias de síntese e degradação;

  6. Caracterizar o receptor da acetilcolina

  7. Citar efeitos de algumas neurotoxinas

  8. Identificar neurotransmissores excitatórios e inibitórios e neuropeptideos

  9. Caracterizar o metabolismo do tecido nervoso

  10. Relacionar o papel das vitaminas no metabolismo cerebral;

Referências Bibliográficas:



  1. Lehninger, Cox & Nelson. Princípios de Bioquímica, 2 ed. 1995.

  2. Montegomery, Conway & Spector. Bioquímica uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. 1994.

  3. Pamela & Richard. Bioquímica Ilustrada, 2 ed. 1996.

  4. Devlin. Manual de bioquímica com correlações clínicas, 1999.




  • BIOQUÍMICA DO CICLO VISUAL

  1. Descrever os mecanismos de transdução visual: eventos fotoquímicos e bioquímicos

  2. Elucidar o mecanismo de obtenção de energia para as atividades das retina e dos cristalino

  3. Descrever os ciclos bioquímicos de reações da rodopsina, transducina e fosfodiesterase para converter energia luminosa em impulso nervoso

  4. Ressaltar a função do retinal

  5. Correlacionar alterações visuais com alterações do metabolismo da glicose

Referências Bibliográficas:



    1. Lehninger, Cox & Nelson. Princípios de Bioquímica, 2 ed. 1995.

    2. Montegomery, Conway & Spector. Bioquímica uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. 1994.

    3. Devlin. Manual de bioquímica com correlações clínicas, 1999

    4. .Murray, R. K e cols. Harper: Bioquímica, 1998


sangue:

  1. Citar as principais funções do sangue

  2. Descrever a composição do sangue

  3. Descrever a composição do plasma

  4. Citar as funções dos elementos figurados do sangue

  5. Citar as principais funções da albumina, exemplificando as principais conseqüências da hipoalbuminemia

  6. Definir hemostasia

  7. Citar as etapas do processo hemostático

  8. Explicar como as plaquetas participam do processo de coagulação

  9. Descrever as principais vias da coagulação sanguínea

  10. Descrever a relação da vitamina K com a coagulação

  11. Explicar os principais mecanismos que limitam a formação do coágulo

  12. Descrever o processo de fibrinólise

  13. Classificar as hemofilias

Referências:



    1. ROSKOSKI R. Bioquímica. Cap. 24, p. 477-482.

    2. MURRAY RK, GRANNER DK, MAYESPA, RODWELL, VW. HARPER. Bioquímica. 6ª ed. Cap 55, p 617-28, 1999.

3.DEVLIN TM. Manual de Bioquímica com correlações clínicas. 4ª ed., p801-18, 1998.
Metabolismo do ferro

Objetivos:



  1. Entender o papel do ferro como elemento essencial à vida.

  2. Relacionar a distribuição do ferro no organismo.

  3. Caracterizar estruturalmente e funcionalmente as proteínas que contêm ferro

  4. Descrever os mecanismos de absorção do ferro ingerido, diferenciando o ferro heme do ferro não heme.

  5. Citar o mecanismo proposto para a regulação da transferência do f erro do interior da célula da mucosa para o leito capilar.

  6. Caracterizar a deficiência de ferro (anemia) e a sobrecarga de ferro (hemocromatose)

  7. Relacionar métodos de diagnóstico para deficiência de ferro em diferentes estágios de deficiência

  8. Citar alimentos fontes de ferro, compostos presentes nos alimentos que comprometem a absorção do ferro e compostos que favorecem a absorção do mineral.

Referências:

Devlin, T. M. Manual de bioquímica com correlações clinicas. 4 ed. 1998.

Montegomery, Conway & Spector. Bioquimica Uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. 1994.

Pamela & Richard. Bioquimica Ilustrada, 2 ed. 1996.

Marzzoco, A. & Torres, B. T. Bioquímica Básica. 1990.

Murray, R. K e cols. Harper: Bioquimica


OBJETIVOS: METABOLISMO DO HEME E PORFIRIAS


  • Identificar os precursores do heme;

  • Descrever a síntese do heme, ressaltando a localização celular das etapas de síntese;

  • Identificar as etapas da síntese que podem ser bloqueadas pelo chumbo e outros metais pesados;

  • Descrever a degradação do heme;

  • Relacionar os produtos de degradação do heme e vias de excreção;

  • Definir porfirias, classificando-as quanto a origem;

  • Relacionar sinais e sintomas das porfirias

Referências:

Devlin, T. M. Manual de bioquímica com correlações clinicas. 4 ed. 1998.

Montegomery, Conway & Spector. Bioquimica Uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. 1994.

Pamela & Richard. Bioquimica Ilustrada, 2 ed. 1996.

Marzzoco, A. & Torres, B. T. Bioquímica Básica. 1990.

Murray, R. K e cols. Harper: Bioquímica



Respiração:

  1. Explicar a função da respiração

  2. Citar as formas de transporte de oxigênio no plasma

  3. Conhecer as características alostéricas da hemoglobina

  4. Caracterizar a curva de dissociação e associação oxigênio/hemoglobina

  5. Caracterizar as forma “tensa” e “relaxada” da hemoglobina

  6. Definir ligação cooperatico do oxigênio à hemoglobina

  7. Explicar o papel do 2,3 BPG na afinidade da hemoglobina pelo oxigênio

  8. Explicar como ocorre o transporte de dióxido de carbono no sangue

  9. Explicar as conseqüências da ligação do monóxido de carbono à hemoglobina

Referências:

DEVLIN TM. Manual de Bioquímica com correlações clínicas. 4ª ed., p 858-70, 1998.
Equilíbrio ácido/base:


  1. Reconhecer os tampões químicos do plasma

  2. Explicar o papel das proteínas na manutenção do equilíbrio ácido/base

  3. Descrever os mecanismos reanis para controle do pH plasmático

  4. Reconhecer alguns distúrbios equilíbrio ácido/base (acidose e alcalose) através de casos de gasimetria

Referências:

DEVLIN TM. Manual de Bioquímica com correlações clínicas. 4ª ed., p870-87, 1998.

Bioquímica das secreções digestivas


Objetivos:

  1. Explicar a importância da digestão como etapa inicial do metabolismo;

  2. Descrever as funções das secreções digestivas: saliva, suco gástrico, secreção biliar, suco entérico, suco pancreático

  3. Identificar os reguladores da atividade gastrointestinal;

  4. Destacar os locais onde os alimentos são digeridos e os nutrientes são absorvidos;

  5. Descrever a digestão e absorção dos carboidratos;

  6. Descrever a digestão e absorção dos lipídios;

  7. Descrever a digestão e absorção das proteínas;

  8. Salientar a função do pâncreas no processo digestivo;

  9. Entender o destino dos produtos assimilados;

  10. Compreender o papel dos ácidos biliares para a digestão e absorção dos lipídios.

  11. Descrever os mecanismos de ação das enzimas digestivas, salientando os mecanismos de ativação

  12. Relacionar aspectos clínicos das alterações nos processos digestivos e absortivos

  13. Descrever a ação de bactérias intestinais


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Champe, P. C. & Harvey, R. A. Bioquímica Ilustrada. 2 ed. Artes Médicas. Porto Alegre, 1996.

Montegomery, R.; Conway, T. W. & Spector, A. A. Bioquímica uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. Artes Médicas, Porto Alegre, 1994.

Murray, R. K e cols. Harper: Bioquímica


NUTRIÇÃO

OBJETIVOS:



  1. Correlacionar dieta adequada com manutenção da homeostase;

  2. Identificar os principais componentes da dieta alimentar;

  3. Conceituar NDR e indicar os fatores que influenciam as necessidades dietéticas;

  4. Reconhecer os macronutrientes como fornecedores de energia;

  5. Explicar o papel das gorduras na dieta;

  6. Salientar a importância dos carboidratos como fonte energética;

  7. Entender o papel das proteínas;

  8. Conceituar balanço nitrogenado;

  9. Calcular necessidades energéticas para indivíduos sadios;

  10. Calcular e interpretar índice de massa corporal;

  11. Interpretar as bases metabólicas de algumas doenças nutricionais.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Champe, P. C. & Harvey, R. A. Bioquímica Ilustrada. 2 ed. Artes Médicas. Porto Alegre, 1996.



Montegomery, R.; Conway, T. W. & Spector, A. A. Bioquímica uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. Artes Médicas, Porto Alegre, 1994.

Conocimientos actuales sobre nutrición . Organización Panamericana de la salud, Instituto Internacional de Ciencias de la Vida - OPS ILSI - 6 ed. Publicación Científica n. 532, Ginebra, 1991.
FUNÇÃO HEPÁTICA

  1. Ressaltar o papel do fígado como órgão central do metabolismo

  2. Descrever a função do fígado no metabolismo dos carboidratos

  3. Descrever a função do fígado no metabolismo dos lipídios

  4. Descrever a função do fígado no metabolismo das proteínas

  5. Avaliar o papel do fígado no estado alimentado e no jejum

  6. Entender as adaptações metabólicas nas diferentes situações, tais como obesidade, gravidez, insuficiência renal

  7. Descrever o metabolismo hepático do etanol

  8. Descrever a função hepática no metabolismo dos xenobióticos

  9. Relatar o papel do sistema Citocromo P450

  10. Descrever o papel do fígado no metabolismo de compostos endógenos

  11. Correlacionar os principais marcadores bioquímicos da função hepática


Referências Bibliográficas:

  1. Gaw, A et al. Bioquímica Clinica. 2 ed.. Editora: Guanabar Koogan 2002

  2. Montegomery, Conway & Spector. Bioquímica uma abordagem dirigida por casos. 5 ed. 1994.

  3. Devlin. Manual de bioquímica com correlações clínicas, 1999.

  4. Baymes & Dominiczak. Bioquímica Médica. Ed. Manole, 2000

Sinalização hormonal:

  1. Definir hormônio

  2. Classificar os hormônios de acordo com a distância que atuam

  3. Explicar as características gerais dos hormônios

  4. Citar as principais glândulas secretoras de hormônios, enfatizando o papel do hipotálamo e da hipófise

  5. Caracterizar os mecanismo gerais de regulação hormonal

  6. Descrever a síntese de insulina destacando suas funções

  7. Descrever a biossíntese das catecolaminas

  8. Explicar a biossíntese dos hormônios tireoidianos

  9. Caracterizar a síntese dos hormônios esteróides

  10. Explicar a origem do 1,25 diidroxicolecalciferol bem como seu papel no organismo

  11. Esquematizar a síntese dos hormônios icosanóides destacando sua importância para o organismo

  12. Reconhecer os principais mecanismo de ação hormonal

  13. Explicar a cascata da adenilato ciclase destacando o papel da proteína Gs

  14. Caracterizar o mecanismo de amplificação da resposta hormonal tomando como exemplo a cascata da adenilato ciclase

  15. Explicar o mecanismo de desligamento da atividade adenilato ciclase

  16. Descrever a cascata de ativação enzimática a partir da estimulação do receptor -adrenérgico na célula hepática

  17. Explicar como a toxina colérica estimula a adenilato ciclase

  18. Descrever a cascata do inositol trifosfato

  19. Descrever o mecanismo de ativação dos receptores com atividade tirosina cinase, exemplificando algumas substâncias que exercem sua ação através destes

  20. Estabelecer uma relação entre PAN e NO com o GMPc

  21. Explicar o mecanismo de ação dos hormônios esteróides e tireoidianos

  22. Explicar o comportamento da relação insulina/glicagon nos períodos absortivo e pós-absortivo, bem como os efeitos metabólicos relacionados

  23. Caracterizar algumas ações específicas dos hormônios insulina e glucagon nas condições citadas acima

Referências:

DEVLIN TM. Manual de Bioquímica com correlações clínicas. 4ª ed., p705-69, 1998.

LENNHINGER



MONTOMERY R, CONWAY TW, SPECTOR AA. Bioquímica. 6 ª ed. 1998.
HISTOLOGIA
Sistema Nervoso
Objetivos Teóricos:

  • Citar as partes que constituem o sistema nervoso

  • Distinguir no cérebro o córtex e o centro oval

  • Distinguir os componentes do córtex cerebral

  • Descrever as células que se identificam no córtex cerebral usando técnicas de impregnação argêntica

  • Citar os tipos de células da glia do córtex cerebral

  • Citar as camadas do córtex cerebral e seus componentes celulares

  • Descrever o córtex cerebral após coloração pela H.E

  • Distinguir os componentes do centro oval

  • Distinguir no cerebelo o córtex e centro medular

  • Citar os componentes celulares e as fibras do córtex cerebelar

  • Distinguir os componentes do centro medular

  • Distinguir na medula espinhal a substância cinzenta da substância branca

  • Definir meninges

  • Descrever a constituição histológicas das meninges

  • Distinguir os tipos de gânglios do sistema nervoso


Aula: Sistema Sensoriais (Olho e ouvido)
Objetivos Teóricos:


  • Citar as três túnicas do globo ocular;

  • Descrever a estrutura da esclerótica;

  • Descrever a estrutura da córnea;

  • Justificar a razão da transparência da córnea;

  • Descrever a estrutura da coróide;

  • Descrever a estrutura do corpo ciliar;

  • Descrever a estrutura da íris

  • Distinguir as camadas da retina.


(Ouvido)
Objetivos Teóricos:


  • Citar as partes que compõe o aparelho auditivo;

  • Descrever os componente do ouvido externo;

  • Descrever os componentes do ouvido médio;

  • Descrever o ouvido interno;

  • Definir labirinto ósseo;

  • Definir labirinto membranoso;

  • Citar as estruturas neuro - sensitivas responsáveis pela audição;

  • Descrever o órgão de Corti;

  • Citar as estruturas neuro - sensitivas responsáveis pelo equilíbrio;

  • Descrever as estruturas responsáveis pelo equilíbrio;

  • Relacionar as estruturas neuro - sensitivas citadas com a função vestibular e coclear.



Sangue

Objetivos Teóricos:


  • Definir sangue e citar as suas funções;

  • Citar as fases do sangue e defini-las;

  • Citar os componentes da fase sólida;

  • Descrever a preparação do esfregaço sanguíneo;

  • Definir corantes hematológicos e citar os seus componentes;

  • Definir eosinofilia, basofilia, azurofilia e neutrofilia;

  • Descrever a estrutura do eritrócito, seus valores e tempo de vida;

  • Definir normócito, micrócito e macrócito;

  • Definir anemia, eritrócitose; anisocitose e poiquilocitose;

  • Descrever a reação do eritrócito frente às soluções;

  • Definir plaquetas; citar seu número; funções e descrever sua estrutura;

  • Definir, classificar e citar o número de leucócito;

  • Citar os valores relativo e absoluto dos leucócitos;

  • Definir leucócitose e leucopenia;

  • Descrever a estrutura e ultraestrutura dos leucócitos granulares e citar suas funções;

  • Descrever a estrutura e ultraestrutura dos leucócitos agranulares e citar suas funções;


Hemocitopoese
Objetivos Teóricos:


  • Definir hemocitopoese

  • Enumerar os períodos da hemocitopoese;

  • Distinguir os tipos celulares da hemocitopoese no período pré-hepático;

  • Enumerar os tipos celulares do período hepático:

  • Enumerar os tipos celulares do período mielolinfático;

  • Descrever sumariamente os tipos celulares da eritropoese;

  • Descrever sumariamente os tipos celulares a progenie granulocítica;

  • Descrever sumariamente os tipos celulares da progenie linfocítica;

  • Descrever sumariamente a progenie megacariocítica.


Sistema Vascular Sanguíneo I
Objetivos Teóricos:


  • Diferenciar, sistema circulatório, sanguíneo e linfático

  • Citar os componentes do sistema vascular sanguíneo

  • Citar os tipos de vasos capilares

  • Descrever a constituição de cada tipo de capilar

  • Definir artéria

  • Descrever a constituição histológica de uma artéria

  • Distinguir os tipos de artérias

  • Definir veia

  • Descrever a constituição histológica de uma veia

  • Diferenciar histologicamente artéria de veia

  • Enumerar as túnicas que constituem as paredes do coração

  • Descrever a estrutura do endocárdio

  • Descrever a estrutura do miocárdio

  • Descrever a estrutura do epicárdio

  • Enumerar os componentes do esqueleto fibroso do coração

  • Citar a constituição das válvulas cardíacas

  • Descrever o sistema de geração e transmissão da excitação cardíaca

  • Definir corpo carotídeo e aórtico.


Sistema Respiratório
Objetivos Teóricos:

  • Citar as duas partes que constituem o aparelho respiratório

  • Distinguir a porção condutora da porção respiratório

  • Enumerar as partes que constituem a porção condutora

  • Enumerar as partes que constituem a porção respiratória

  • Descrever as três porções das fossas nasais

  • Descrever os seios paranasais

  • Descrever a estrutura da nasofaringe

  • Descrever a estrutura da laringe

  • Descrever a estrutura da traquéia

  • Citar as partes que constituem a árvore brônquica

  • Descrever a estrutura do brônquio

  • Descrever a estrutura do bronquíolos

  • Descrever os três constituintes da porção respiratória

  • Citar os três principais tipos celulares que formam a parede interalveolar

  • Citar a existência de poros no septo intralveolar

  • Descrever a constituição da pleura


Sistema Digestivo

Objetivos Teóricos:


  • Citar os componentes do sistema digestivo

  • Descrever as características estruturais comuns do tubo digestivo

  • Distinguir no sistema digestivo a porção tubular das glândulas anexas

  • Descrever sunsintamente o revestimento da boca

  • Descrever a estrutura básica do dente e do ligamento periodontal

  • Descrever a estrutura da língua

  • Descrever a estrutura da parede do esôfago

  • Distinguir as regiões do estômago

  • Descrever a estrutura das regiões cárdica, pilórica e fundica

  • Distinguir o intestino delgado do grosso

  • Descrever a estrutura do intestino delgado

  • Descrever a estrutura do intestino grosso

  • Descrever a estrutura do apêndice.

  • Enumerar as glândulas anexas do tubo digestivo

  • Enumerar as glândulas salivares maiores e menores

  • Descrever a estrutura das glândulas salivares Maiores

  • Distinguir no pâncreas a porção endócrina da porção exócrina

  • Descrever morfologicamente a porção exócrina do p6ancreas

  • Definir lóbulo hepático

  • Definir lóbulo hepático

  • Descrever a disposição das células hepáticas

  • Descrever o sunusóide hepático

  • Descrever a circulação sanguínea do fígado

  • Descrever a estrutura da célula hepática

  • Descrever o canalículo bilífero, ductulos bilíferos, ducto bilífero e canal hepático

  • Descrever a estrutura da parede da vesícula biliar.


Sistema Urinário

Objetivos Teóricos:


  • Citar os componentes do sistema urinário;

  • Citar os componentes do rim;

  • Citar as partes que constituem o néfron;

  • Descrever o corpúsculo de Malpinghi;

  • Descrever o tubo contorcido proximal; alça de Henle e tubo contorcido distal;

  • Descrever os tubo coletores;

  • Descrever o aparelho justaglomerular;

  • Descrever as camadas que compõem o ureter;

  • Descrever as camadas que compõe a bexiga;

  • Descrever as camadas que compõe a uretra.


Sistema Endócrino
Objetivos Teóricos:


  • Citar as partes da hipófise;

  • Citar os tipos de células da pars distalis;

  • Enumerar os hormônios produzidos pela pars distalis relacionando com o tipo celular.

  • Descrever a estrutura da pars distalis;

  • Descrever a estrutura da pars intermédia;

  • Citar os constituintes da neurohipófise;

  • Descrever o folículo tireoidiano;

  • Citar a existência das células parafoliculares;

  • Citar os tipos de hormônios produzidos pela tireóide;

  • Descrever a constituição histológica da paratireóide;

  • Citar os tipos celulares da paratireóide;

  • Citar o hormônio produzido pela paratireóide.

  • Citar as partes que constituem a glândula adrenal;

  • Descrever as zonas da camada cortical

  • Citar os hormônios produzidos na zona cortical;

  • Descrever a estrura da camada medular;

  • Citar as substâncias secretadas pelas células da camada medular;

  • Definir sistema cromafim;

  • Descrever a constituição da Epídse;

  • Citar os tipos celulares encontrados na Epífise.

  • Descrever as Ilhotas de Langerhans

  • Citar os Hormônios produzidos pelas Ilhotas de Langerhans.


Sistema Reprodutor Masculino
Objetivos Teóricos:

  • Citar as partes constituintes do sistema reprodutor masculino.

  • Citar a constituição da cápsula que envolve o testículo.

  • Definir lóbulo testicular.

  • Citar os constituintes de um túbulo seminífero.

  • Descrever o epitélio seminífero.

  • Descrever o tecido intersticial.

  • Enumerar os ductos genitais intra-testiculares.

  • Descrever o revestimento dos ductos genitais intra-testiculares.

  • Descrever a estrutura do epidídimo e do ducto deferente.

  • Descrever a estrutura dos vesículas seminais.

  • Descrever a estrutura da próstata.

  • Descrever a estrutura das glândulas bulbouretrais.

  • Descrever a estrutura do pênis.


Sistema Reprodutor Feminino

Objetivos Teóricos

  • Citar os componentes do sistema reprodutor feminino.

  • Citar as regiões do ovário.

  • Descrever o estroma da cortical.

  • Citar os elementos que constituem a medula.

  • Distinguir os folículos ovários.

  • Descrever a estrutura do corpo amarelo.

  • Definir corpo albicans.

  • Descrever a estrutura da trompa uterina.

  • Citar as túnicas que compõem as paredes do útero.

  • Citar os componentes do miométrio.

  • Descrever as fases do endométrio.

  • Descrever a estrutura do colo.

  • Descrever a estrutura da parede da vagina.

  • Citar os constituintes da genitália externa.

  • Descrever a estrutura da glândula mamária nos seus diferentes estágios.

OBJETIVOS DA DISCIPLINA EMBRIOLOGIA














©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal