Diretoria legislativa



Baixar 9.04 Mb.
Página52/81
Encontro07.10.2019
Tamanho9.04 Mb.
1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   ...   81

CASOS

FAMÍLIA MOREL


A FAMÍLIA MOREL mantém-se em evidência há cerca de 40 anos, inicialmente com o contrabando e mais tarde com o tráfico de drogas. Primeiro, a maconha e depois também a cocaína.

Atualmente, o clã dos MOREL controla a distribuição de maconha e cocaína na região de Capitán Bado, no Paraguai, cidade fronteiriça a Coronel Sapucaia, em Mato Grosso do Sul, onde é dono de alguns empreendimentos.

Em Capitán Bado despontam os nomes de JOÃO MOREL e seus filhos RAMON MOREL e MAURO EZEQUIEL MOREL, os quais possuem fazendas servidas de pistas de pouso para pequena e média aeronaves, que chegam da Bolívia e Colômbia com cocaína e saem carregadas para os mais diversos pontos do Brasil.

Desses locais, onde atua a Família Morel, também sai a maioria dos carregamentos de maconha para grandes traficantes de vários Estados, dentre eles, RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO e RIO GRANDE DO SUL. No último ano, a Polícia Federal fez a apreensão de mais de uma dezena de caminhões transportando a droga, num total de mais de quarenta toneladas somente nos últimos meses.


RESUMO DO HISTÓRICO CRIMINAL

JOÃO MOREL
  • DEZ/1960, acusado como envolvido no contrabando de café;

  • AGO/1961, denunciado por tentar matar Jeovan Cleofas de Oliveira;

  • FEV/1963, acusado de furto de automóveis pela 1ª DP de Campo Grande/MS;

  • ABR/1963, acusado de furto de um caminhão Chevrolet em Pedro Juan Cabalero (Paraguai);

  • MAR/1965, reagiu atirando contra fiscais do IBC por ocasião de apreensão de dois caminhões de café;

  • AGO/1966, indiciado em IPM por contrabando de café;

  • DEZ/1967, indiciado em inquérito policial por envolvimento com o tráfico de drogas (Processo 853/67-15ª VC/SP/SPO);

  • DEZ/1970, citado em informação policial como traficante de maconha;

  • SET/1973, reagiu a tiros contra ação da Polícia Federal que tentava interceptar carregamento de maconha;

  • JUL/1993, teve decretada prisão judicial pela Justiça de Sapucaia do SUL/RS, por envolvimento com o tráfico de drogas;

  • OUT/1995, citado no jornal Paraguaio ABC Color como integrante de um cartel de traficantes de cocaína;

  • NOV/1999, José de Oliveira prestou depoimento na SR/DPF/RO acusando o nominado de manter cocaína armazenada em sua fazenda em Capitáan Bado;

  • JAN/2000, citado no jornal O Progresso de Dourados/MS, edição de 09/01/2000 como comandante do tráfico no Paraguai.

  • MAR/2000, preso ao atravessar a fronteira, prestou depoimento à CPI do narcotráfico em Brasília.

ISRAEL MOREL

  • SET/80, indiciado no IPL 38/80-DPF/DRS/MS, por contrabando;

  • JUL/83, indiciado no IPL 091/83-DPF B/PPA/MS, art. 12;

  • DEZ/86, indiciado no IPL 042/86-DPF.2/SS/SP – São Sebastião, art. 12 e 14;

  • ABR/96, indiciado no IPL 086/96-SR/DPF/MS, art. 12 e 14;

Cumpre pena no presídio em Campo Grande por tráfico de cocaína.
LUCILA MOREL

  • DEZ/1982, indiciada no IPL 093/82-DPF.B/DRS/MS;

  • ABR/1994, indiciada no IPL 009/94-DP CAARAPÓ/MS, art. 180;

  • ABR/1996, indiciada no IPL 086/96-SR/DPF/MS, art. 12 e 14 da Lei 6368/76;

Cumpre pena atualmente no presídio de Campo Grande/MS, por tráfico de cocaína.
RAMON MOREL

  • NOV/1994, citado como traficante de drogas na região de Coronel Sapucaia/MS, em relatório da Delegacia de Polícia Federal em Dourados/MS.

  • JUN/1998, Sandoval Oliveira Bittencourt, preso com carregamento de cocaína no aeroporto de Atibaia/SP, declarou que a droga e a aeronave PT-IGO, apreendidas naquela oportunidade, pertenciam ao nominado.

  • NOV/1999, José de Oliveira prestou depoimento na SE/DPF/RO acusando o nominado de fazer tráfico de cocaína e contrabando de armas a partir de uma fazenda de sua propriedade em Capitan Bado/Paraguai..
MAURO EZEQUIEL MOREL

  • NOV/1994, citado como traficante de drogas na região de Coronel Sapucaia/MS, em relatório da DPFB/DRS/MS.

  • NOV/1999, indiciado no IPL 292/99.B NOVA IGUAÇU/RJ, art. 12 da Lei 6368/76
MANOEL EVANDRO DE SOUZA
  • Filho de Lucila Morel, atualmente cumprindo pena em presídio de Campo Grande/MS, por tráfico de cocaína.
  • ABR/1996, indiciado no IPL 086/96-SR/DPF/MS, art. 12 e 14 da Lei 6368/76;

Em Capitan Bado/Paraguai desponta o nome de JOÃO MOREL, proprietário de fazendas dotadas de pistas de pouso para pequenas aeronaves, que são utilizadas como ponto de apoio para o narcotráfico. JOÃO MOREL é irmão dos traficantes ISRAEL e LUCILA MOREL.

JOÃO MOREL é pai dos traficantes MAURO EZEQUIEL MOREL, vulgo “NENO”, RAMÃO MOREL e JOÃO CARLOS MOREL.

LUCILA MOREL é mãe do traficante MANOEL EVANDRO DE SOUZA. Outros parentes, também identificados como envolvidos com o narcotráfico são: GREGÓRIA BENITES MOREL, ALBINO MOREL, ALEXANDRE MOREL E JOÃO CINÉZIO CENTURIÃO, HIPOLITO MOREL, IZABELINO MOREL.

Dos nominados, os seguintes figuram como indiciados por tráfico de drogas: JOÃO CARLOS MOREL, foragido da justiça, ISRAEL MOREL, LUCILA MOREL, e MANOEL EVANDRO DE SOUZA, atualmente cumprindo pena em Campo Grande; e HIPÓLITO MOREL, IZABELINO MOREL.



ISRAEL, LUCILA E MANOEL EVANDRO cumprem pena de 10 anos e 10 meses de prisão, 20 anos e 10 meses de reclusão e 09 anos de reclusão, respectivamente, em razão de terem sido indiciados nos autos dos IPL 086/96-SR/DPF/MS, como responsáveis por um carregamento de 96 quilos de cocaína apreendidos no município de Sidrolândia/MS, destinado a traficantes do Rio de Janeiro.

Consta nos autos que a droga foi trazida da Bolívia, na aeronave CESNA prefixo PT-JRV, apreendida naquela oportunidade. Também consta dos autos que LUCILA e demais integrantes da quadrilha forneciam grandes quantidades de cocaína e armas para marginais atuantes no Rio de Janeiro (RJ).





1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   ...   81


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal