Diretoria de apoio logístico centro de motomecanizaçÃo e intendência



Baixar 0.92 Mb.
Página15/16
Encontro02.07.2019
Tamanho0.92 Mb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16

BOTA PARA MOTOCICLISTA




PALMILHA DE MONTAGEM
RESISTÊNCIA À FLEXÃO (MÁQUINA SATRA STM 129)

BS 5131, secção 4.2:1975

Orientação: conforme SATRA – Footwear Technology Centre, número mínimo de flexões antes de romper:


CLASSIFICAÇÃO

A

B

C

Não tecido

3162

1000

316

Celulose

5001

1585

501

“RECOURO” ao cromo

10000

1995

501

“RECOURO” ao Tanino

19950

7950

2510



Classificação:
A – calçados de qualidade, com uso severo e prolongado.

Segurança, prática de esportes e escolares.


B – calçados de preço médio. Uso na cidade.

Masculinos, femininos infantis e moda.


C – calçados de uso não prolongado.

Modinha, chinelos e calçados de festa.


ANEXO “H” à NI DAL 2480 07 002

BOTA PARA MOTOCICLISTA

DETERMINAÇÃO DA RETENÇÃO DA

ÁREA CONFORMADA E DA RESISTÊNCIA

À DEFORMAÇÃO (POR COMPRESSÃO)

MATERIAIS PARA CONTRAFORTES

Especificações conforme normas SATRA Footwear Technology Centre:


PROPRIEDADES

(NÃO RELACIONADAS COM A DUREZA)



NÍVEIS MÍNIMOS DE DESEMPENHO

A

B

C

SATRA

RETENÇÃO DA ÁREA CONFORMA-DA

(%)

SECO

Inicial

85

70

55

PM 61:1989

10ª Deformação

75

60

45

PM 82:1990

MOLHADO


Inicial

-

-

-

10ª Deformação

-

-

-

PM 83:1990

RESISTÊNCIA À UMIDADE (%)

80

60

40




PROPRIEDADES

CATEGORIAS DE DUREZA

MUITO DURO

DURO

MÉDIO

MACIO

SATRA


PM 61:1989
PM 83:1990

CARGA DE DEFORMAÇÃO

(POR COMPRESSÃO) INICIAL,

A SECO (N)


maior

que


130

81

a

130



31

a

80



menor

que


31

RESILIÊNCIA

(%)


PARA TOODOS OS TIPOS, EXCETO OS

CONTRAFORTES FÍLMICOS



20

a

24



25

a

34



35

a

44



45

RESILIÊNCIA

(%)


PARA CONTRAFORTES FÍLMICOS

30

a

39



40

a

49



50

a

60



70

* Combinando-se materiais para contrafortes a um forro, significará aumentar a dureza do domo em 20% ou mais.

** Para aplicações onde colapso de traseiro devido à pressão possa ser um problema particular, por exemplo, em botas planas, materiais com uma resiliência acima de 70% são recomendadas.

ANEXO III F






Peça: Agasalho de Chuva para Motociclista

(COD/SIAD: )

DESCRIÇÃO


NI DAL 8480 07 001

APROVADA:

jan07



REVISÃO:

04 / 09 / 2013


A presente Especificação fixa as características as condições mínimas exigíveis para a aquisição Do agasalho de chuva para motociclista e estabelece as condições técnicas para o seu recebimento.

1 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

1.1 NBR 5425 – Guia para inspeção por amostragem no controle de certificação de qualidade.

    1. NBR 5426 – Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos – Procedimentos.

    2. NBR 5426 (NB – 309-01) Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos.

    3. NBR 11.912 (NB – 411) – Materiais Têxteis – Determinação da Resistência à Tração e Alongamento de Tecidos Planos (tira) – Método de Ensaio.

    4. ABNT NBR 15292 – Artigos confeccionados – Vestuário de segurança de alta visibilidade.

    5. Regulamento de Uniformes e Insígnias da PMMG (RUIPM).




  1. CARACTERÍSTICAS GERAIS:

Agasalho de chuva confeccionado em nylon emborrachado com 42 fios no urdume e 34 fios na trama, com espessura de 0,20mm (+ ou – 0,02), face externa em PVC na cor bege (cor PANTONE 7532C), com resistência mínima ao rasgamento de 33 KG no urdume e 26 Kg na trama. Fechamento com costuras duplas, faixas refletivas na cor branca (prata cristal). O zíper, ilhós e botões de pressão deverão ser de plástico resistente de boa qualidade e marca conhecida. As vedações serão feitas por processo termo eletrônico ou com utilização de adesivo aquoso (PU). As faixas refletivas serão confeccionadas em retrorefletivo na cor prata cristal, que será preso ao agasalho por meio de transfer. Todos os dizeres, logomarca e distintivos contidos no agasalho serão impressos na peça por transfer ou silcado.


2.1 Blusão

2.1.1 Frente: Fechamento com zíper, com um dispositivo aderente tipo velcro para ajuste da gola ao pescoço do usuário, dificultando a passagem de água. Terá estampado do lado esquerdo do peito o Distintivo da Corporação conforme modelo em vigor. As costuras deverão estar somente na parte inferior da pala, reforço do mesmo material nos cotovelos, fixado ao blusão por meio de solda eletrônica, tendo elásticos e velcros nas extremidades para ajuste ao punho e impedir a entrada de água. Abertura frontal com fechamento duplo por zíper e velcro. Para melhor fechamento, terá na gola, após o zíper, um dispositivo com material aderente tipo velcro, para ajuste ao pescoço do usuário. O zíper e o velcro deverão ser na cor do tecido do blusão. Terá estampado do lado esquerdo do peito o Distintivo da Corporação conforme modelo em vigor e na parte traseira superior, centralizado, as inscrições “POLÍCIA MILITAR”, em letras de 4,0 cm de altura e “DE MINAS GERAIS”, blocada na mesma proporção, totalizando 29,5 cm de largura por 12 cm de altura para a logomarca. Terá duas aberturas laterais na parte traseira da pala para facilitar a ventilação, com 8 cm ( +- 1cm) de largura cada.




2.1.2 Mangas compridas, com punhos embainhados com elástico inteiriço nº 36 e velcro, para facilitar a regulagem e impossibilitar a passagem de água. Na manga do lado direito, será aposto o distintivo Bandeira de Minas, a 25 cm da gola e do lado esquerdo o distintivo Tiradentes, a 25 cm da gola, por meio de transfer ou silcado;


2.1.3 Cós: embainhado para dentro, com três costuras com distância de 1cm entre elas, costurado eletronicamente e com elástico inteiriço nº 36;
2.1.4 Faixa refletiva: com 2,5cm de largura em toda a extensão das costas, fixada a aproximadamente 1cm acima da costura da sobre pala.

2.2 Faixa refletiva: O Agasalho de Chuva receberá aplicação de faixa refletiva aplicada por meio de transfer, na largura de 25mm, na cor branco prata. As faixas refletivas serão em numero de cinco e deverão estar dispostas da seguinte maneira: uma em toda volta da jaqueta, altura do peito, duas, sendo uma em cada manga à aproximadamente 11cm da barra da manga e duas, sendo uma em cada perna à aproximadamente 35cm da barra da calça. O índice de retrorreflexão sob chuva não deverá ser menor que 60% do valor obtido no material seco.
2.3 Brasão: Do lado esquerdo do blusão, altura do peito, receberá aposição do distintivo da POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS, em serigrafia, nas cores padrão da Instituição.
2.4 Nas costas, sobre a pala inteiriça, o blusão deverá receber a aplicação do letreiro “POLÍCIA MILITAR”, em letras de 4,0 cm de altura e “DE MINAS GERAIS”, blocada na mesma proporção, totalizando 29,5 cm de largura por 12 cm de altura para a logomarca.
2.5 Calça:
2.5.1 Frente: sem braguilha, sem bolsos, todas as costuras vedadas para impedir a passagem de água, cintura com barra de 3,5 cm, e elástico de 3 cm rebatidos internamente para fixar a cintura internamente na barra.
2.5.2 Traseiro: simples, sem bolso;
2.5.3 Cós: rebatido com três costuras, embainhado para dentro e com elástico inteiriço de 3cm de largura. No espaço entre a primeira e a terceira costuras deverá ser passado cordão de nylon de primeira qualidade, na cor do tecido, para aumentar o ajuste da calça ao corpo do usuário.
2.5.4 Bainha: embainhada para dentro, com elástico inteiriço nº 36, para maior aderência. Na extremidade das pernas da calça do lado externo, deverá ter abertura tipo fole com 30 cm de altura fechada por meio de zíper plástico, na mesma cor do tecido.
Observações: todas as costuras serão vedadas, seja por processo termo eletrônico ou por utilização de adesivo aquoso, de maneira a impedir a passagem de água. O cós do blusão e da calça será embainhado para dentro, com mínimo de 3cm de largura.
2.6 ENSAIOS FÍSICOS E QUÍMICOS

a. Tecido principal - nylon emborrachado.

b. Gramatura: 180 gramas por metro

c. Largura: 1,50 m

d. Titulo fio trama: 070

e. Titulo fio urdume: 070

f. Fio trama: 26

g. Fio urdume: 42

h. Espessura: 020 +- 0,02

i. Emborrachamento: composição - policloreto de vinila

2.6.1 É obrigatória a apresentação dos laudos e ensaios supra citados na abertura do processo licitatório, durante o credenciamento, a não apresentação de qualquer um deles desclassificará automaticamente a licitante.

2.7 AVIAMENTOS:

Deverão ser empregados na confecção aviamentos de superior qualidade, compreendendo zíper em plástico resistente, cordão em fibras de nylon, poliéster ou polipropileno, sendo todos na cor bege. Botão de pressão e ilhós de plástico resistente com 1,5cm (mais ou menos 0,2cm) de diâmetro externo para ambas e, ilhós com 8mm de diâmetro interno.



2.8 TAMANHOS:

Os conjuntos deverão ser confeccionados nos tamanhos P, M, G, GG e EG. As quantidades por tamanho serão definidas em edital.


TABELA 1 – MEDIDAS DE REFERÊNCIA

As medidas de referência são as constantes nos quadros abaixo:


BLUSÃO

P

M

G

GG

EG

Tórax

62

66

70

74

78

Comprimento da manga

67

69

71

73

75

Manga

76

78

80

82

84




CALÇA

P

M

G

GG

EG

Comprimento sem cós

104

108

112

115

118

Entrepernas

76

80

82

85

88

Quadril

60

62

64

66

68

Boca

25

25

30

30

30


3 EMBALAGEM

3.1 Embalados individualmente em sacolas formato de envelope, medindo 29 x 24 cm ( +- 0,5), tendo um fole de 3 cm de largura, dois passantes na parte de trás medindo 5 x 10 cm ( +- 0,5). Fechado por um botão de pressão na parte dianteira.

3.2 As embalagens unitárias serão embaladas em caixas de papelão resistentes com a mesma quantidade de peças em cada caixa, devendo conter externamente as seguintes inscrições: Nome da firma fornecedora, quantidade de peças e ano de fabricação.

4 ETIQUETAS

Serão de pano ou nylon, fixadas na parte interna do bolso lateral direito, contendo as seguintes informações: indicativo do número do manequim a que se refere, composição do tecido e procedência, bem como instruções de lavagem e conservação.



5 PLANO DE AMOSTRAGEM

Para fins de realização de inspeção visual, manual, metrológica serão apresentadas as seguintes amostras:


5.1 Durante a fase de licitação

As empresas licitantes deverão estar devidamente credenciadas pela Diretoria de Apoio Logístico, apresentar um exemplar de cada item cotado, como amostra, por ocasião da apresentação das propostas de fornecimento. Uma amostra será analisada pela comissão após a sessão lance do pregão. A não apresentação da mesma, ou a apresentação de amostra que não esteja rigorosamente dentro da especificação acima, ou ainda, a não apresentação dos laudos exigidos em 2.6.1, desclassificará automaticamente a empresa.


A empresa licitante deverá apresentar o Certificado de Aprovação (CA) expedido pelo Ministério do Trabalho para o conjunto impermeável que estiver oferecendo.
5.2 No Recebimento

5.2.1 Quando do recebimento, testes em laboratórios especializados podem ser realizados, caso a Comissão de Avaliação e Recebimento de Materiais (CPARM), julgue necessária a sua realização, quando então será escolhido, aleatoriamente, um exemplar que será enviado a laboratório capacitado para análise e verificação. No caso de se constatar qualquer tipo de irregularidade a empresa terá o lote inteiro devolvido e arcará com as conseqüências previstas em lei.



6 INSPEÇÃO VISUAL, MANUAL E METROLÓGICA

6.1 Tolerâncias e Permissões: serão considerados defeitos todas as ocorrências e/ou irregularidades que possam, de forma direta ou indireta, alterar as características normais da peça, inviabilizar o seu uso ou, ainda, causar insatisfação e desconforto ao usuário final.

6.2 Níveis de Qualidade Aceitável (NQA)

6.2.1 Defeito Crítico: NQA = 0,0

6.2.2 Defeito Grave: NQA = 1,0

6.2.3 Defeito Tolerável: NQA = 2,5

6.3 Principais Irregularidades e suas Tolerâncias/Permissões


Catálogo: conteudoportal -> sites -> licitacao
licitacao -> Edital de licitaçÃO
licitacao -> Décima quarta região da polícia militar terceiro batalhão comissão permanente de licitaçÃO
licitacao -> 6ª região da polícia militar 8º batalhão de polícia militar
licitacao -> Polícia militar do estado de minas gerais 12ª região da polícia militar
licitacao -> Décima região da polícia militar décimo quinto batalhão da polícia militar
licitacao -> Terceira região da polícia militar trigésimo quinto batalhão da polícia militar
licitacao -> Décima primeira região de polícia militar centro de apoio administrativo – 11 comissão de licitaçÕes e contratos
licitacao -> 14ª região da polícia militar 42º batalhão de polícia militar comissão especial de licitaçÃo edital de licitaçÃo tomada de Preços nº 01/2011
licitacao -> Pregão nº 03/2013


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande