Direito constitucional, administrativo, tributário e comercial



Baixar 112.86 Kb.
Encontro29.11.2017
Tamanho112.86 Kb.


U

NIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE - HOSPITAL DE CLÍNICAS

DIRETORIA DE ENSINO E PESQUISA
Edital n° 01/2004 - COREME

Prova Específica - 05/12/2004

Cirurgia




INSTRUÇÕES

  1. Aguarde autorização para abrir o caderno da prova.

  2. Confira, abaixo, seu número de protocolo e nome. Assine no local indicado.

  3. A interpretação das questões é parte do processo de avaliação, não sendo permitidas perguntas aos aplicadores de prova.

  4. Nesta prova, as questões são de múltipla escolha com cinco alternativas cada uma, sempre na seqüência a, b, c, d, e, das quais somente uma é correta.

  5. Ao receber o cartão-resposta, examine-o e verifique se o nome nele impresso corresponde ao seu. Caso haja irregularidade, comunique-a imediatamente ao aplicador de prova.

  6. O cartão-resposta deverá ser preenchido com caneta esferográfica azul ou preta, tendo o cuidado de não ultrapassar o limite do espaço para cada marcação.

  7. No cartão-resposta, a marcação de mais de uma alternativa em uma mesma questão, rasuras e o preenchimento além dos limites do círculo destinado para cada marcação poderão anular a questão.

  8. Não haverá substituição do cartão-resposta por erro de preenchimento.

  9. Não serão permitidas consultas, empréstimos e comunicação entre candidatos, bem como o uso de livros, apontamentos e equipamentos, eletrônicos ou não, inclusive relógio. O não-cumprimento dessas exigências implicará a exclusão do candidato deste Concurso.

  10. Ao concluir a prova, permaneça em seu lugar e comunique ao aplicador de prova. Aguarde autorização para devolver o caderno da prova e o cartão-resposta, devidamente assinados, e o comprovante de inscrição.

  11. O tempo para o preenchimento do cartão-resposta está contido na duração desta prova.

  12. Anote suas respostas no quadro abaixo e recorte-o na linha pontilhada.

DURAÇÃO DESTA PROVA: 4 HORAS


Específica



INSCRIÇÃO





TURMA




NOME DO CANDIDATO






ASSINATURA DO CANDIDATO






RESPOSTAS

01 -

06 -

11 -

16 -

21 -

26 -

31 -

36 -

41 -

46 -

02 -

07 -

12 -

17 -

22 -

27 -

32 -

37 -

42 -

47 -

03 -

08 -

13 -

18 -

23 -

28 -

33 -

38 -

43 -

48 -

04 -

09 -

14 -

19 -

24 -

29 -

34 -

39 -

44 -

49 -

05 -

10 -

15 -

20 -

25 -

30 -

35 -

40 -

45 -

50 -

Divulgação do gabarito provisório 06/12/2004, no site www.nc.ufpr.br.

01 - Quanto às infecções hospitalares, é correto afirmar:


a) A infecção de área de cirúrgica é a causa mais comum das infecções hospitalares.

b) Raramente as infecções hospitalares são de germes que apresentam resistência aos antibióticos.

c) Dentre as infecções de área cirúrgica, a área incisional superficial é a mais freqüente.

d) A infecção urinária é geralmente de causa hematogênica.

e) O diagnóstico de infecção cirúrgica está condicionado ao período em que o paciente está internado.
02 - Quanto às infecções cirúrgicas, é correto afirmar:
a) Geralmente as infecções cirúrgicas são adquiridas no momento da incisão, quando se quebra a barreira cutâneo-mucosa.

b) O diagnóstico de infecções de área incisional profunda somente pode ser feito através de imagens.

c) Na presença de próteses, as infecções cirúrgicas podem ocorrer até 1 mês após a cirurgia.

d) A equipe cirúrgica e o centro cirúrgico são os principais focos de infecção cirúrgica.

e) Na presença de próteses, as infecções cirúrgicas podem ocorrer até 2 semanas após a cirurgia.
03 - No que concerne à antibioticoterapia profilática, é correto afirmar:
a) Os antibióticos são usados para esterilizar os tecidos.

b) Os antibióticos previnem a contaminação pós-operatória.

c) Deve ser usada somente em operações potencialmente contaminadas.

d) Diminui a contaminação no momento da quebra da barreira cutâneo-mucosa.

e) Deve ser iniciada logo após a incisão.
04 - São medidas que comprovadamente diminuem os índices de infecção cirúrgica, EXCETO:
a) Identificar e tratar as infecções à distância.

b) Suspender o uso de corticosteróide.

c) Antibioticoterapia profilática.

d) Controle da hiperglicemia pré-operatória.

e) Reduzir o tempo de internação.
05 - O TNF α é uma citocina que aparece precocemente no trauma e na infecção. Dentre as suas características, podemos relacionar as alternativas abaixo, EXCETO:
a) Não participa da cicatrização.

b) Induz ao catabolismo muscular e caquexia.

c) Estimula a coagulação e a síntese de prostaglandina E2.

d) Induz a liberação de leucócitos da medula óssea.

e) Produzida pelos monócitos e macrófagos, tem vida média de 20 minutos.
06 - No que diz respeito à fase inflamatória da cicatrização, todas as alternativas abaixo são corretas, EXCETO:
a) É essencial para a cicatrização, pois sem inflamação não há cicatrização.

b) A matriz provisória extracelular nessa fase é composta preferencialmente de fibrina e fibronectina.

c) A degranulação das plaquetas libera vários fatores de crescimento, tais como o TGF-β e o PDGF.

d) Os fatores de crescimento têm a função de quimiotaxia das células inflamatórias, como os leucócitos neutrófilos.

e) Os neutrófilos são essenciais à cicatrização.
07 - Assinale a alternativa INCORRETA.
a) O processo inflamatório diminui 72 horas após o trauma graças às interleucinas 10 e 4.

b) O macrófago aparece no segundo dia após o trauma e constitui a célula mais importante da fase inflamatória.

c) O macrófago não está envolvido na síntese de fatores de crescimento.

d) O macrófago está envolvido na degradação da matriz extracelular através das metaloproteinases.

e) O macrófago está envolvido na angiogênese.
08 - Quanto aos fenômenos biológicos da cicatrização, é correto afirmar:
a) A epitelização tem início 48 horas após o trauma.

b) A fibroplasia é um fenômeno característico da fase de maturação.

c) Mais importante que a perfusão tecidual é a saturação de oxigênio da hemácia.

d) O fator de crescimento TGF-β ,envolvido na proliferação tecidual, está relacionado com a formação de quelóides.

e) A infecção acelera a fase inflamatória e precipita o início da fase proliferativa.
09 - Quanto à cicatrização das anastomoses gastrintestinais, é correto afirmar:
a) As células musculares lisas participam também na produção de colágeno.

b) O processo biológico de cicatrização é igual ao da pele.

c) A aquisição de força tênsil é mais lenta que na pele.

d) No trato gastrintestinal, a hiperglicemia aumenta a deposição de colágeno. A influência deletéria dos corticosteróides na cicatrização da pele e do tubo digestivo é a mesma.

e) A flora não interfere na cicatrização.
10 - A avaliação pré-operatória mais adequada para um paciente com uma possível tendência à hemorragia é:
a) a história clínica.

b) o tempo de atividade de protrombina.

c) o tempo de coagulação e tempo de sangramento.

d) o tempo de tromboplastina parcial.

e) a prova do laço.
11 - Correlacione as colunas e assinale a alternativa que apresenta a seqüência correta, de cima para baixo.
1. Alfa-feto-proteína ( ) Câncer de mama

2. Antígeno cárcino-embrionário ( ) Câncer de próstata

3. Ca 125 ( ) Câncer de cólon

4. Ca 15-3 ( ) Câncer de ovário

5. PSA ( ) Hepatocarcinoma
a) 1 – 5 – 2 – 3 – 4

b) 3 – 2 – 5 – 1 – 4

c) 3 – 4 – 2 – 1 – 5

d) 4 – 5 – 2 – 3 – 1

e) 4 – 3 – 2 – 5 – 1
12 - Com relação à indicação de cirurgia bariátrica, é correto afirmar:
a) Está indicada quando o índice de massa corpórea (IMC) for superior a 30.

b) Não é indicada com IMC superior a 50.

c) Está indicada com IMC acima de 35, desde que haja co-morbidades associadas.

d) O balão intra-gástrico é uma boa alternativa para IMC acima de 40.

e) Está indicada em pacientes com IMC acima de 30 portadores de hipertensão arterial e dislipidemia.
13 - Com relação às técnicas de cirurgia bariátrica, é correto afirmar:
a) A derivação jejunoileal é empregada frequentemente devido aos seus bons resultados.

b) A derivação biliopancreática induz mais perda de peso do que o by pass gástrico.

c) A banda gástrica ajustável raramente apresenta complicações.

d) A técnica mais utilizada é a de Scopinaro.

e) A técnica de Capella não pode ser realizada por videolaparoscopia.
14 - Com relação à doença do refluxo gastroesofageano, assinale a alternativa INCORRETA.
a) A tosse noturna pode ser a principal manifestação clínica, principalmente em idosos.

b) A manometria esofageana não é necessária na maioria dos pacientes para se indicar a cirurgia.

c) A recidiva do refluxo ocorre em menos de 10% dos pacientes submetidos a fundoplicatura.

d) A pHmetria é sempre necessária para se indicar a cirurgia.

e) A disfagia ocorre frequentemente no pós-operatório.
15 - Em qual das situações abaixo você não indicaria cirurgia para correção do refluxo gastroesofageano?
a) Em um paciente com hérnia de hiato de 4 cm, sem esofagite.

b) Em uma criança de 4 anos com episódios recorrentes de broncoaspiração.

c) Em um paciente de 80 anos com episódios frequentes de broncoaspiração.

d) Em um paciente de 40 anos com esofagite grau I na vigência de tratamento com inibidor de bomba de próton.

e) Em um paciente com esofagite grau II, porém sem hérnia de hiato.
16 - Com relação ao câncer gástrico, é correto afirmar:
a) A melhor opção cirúrgica é a gastrectomia total.

b) A gastrectomia total deve sempre incluir a esplenectomia para a remoção adequada dos linfonodos da grande curvatura gástrica.

c) A radioterapia pré-operatória reduz a chance de recidiva local.

d) Sua incidência está aumentando nas últimas duas décadas, principalmente em países desenvolvidos.

e) A gastrectomia subtotal deve ser indicada em tumores do antro mesmo em pacientes com linfonodos regionais positivos.
17 - Assinale a alternativa correta.
a) Quimioterapia adjuvante não deve ser indicada no câncer gástrico.

b) A maioria dos tumores gástricos são linfomas.

c) Gastrectomia subtotal radical é aceita como efetiva no tratamento dos tumores antrais.

d) Para ser efetiva, a radioterapia deve ser empregada no pré e no pós-operatório do câncer gástrico.

e) A presença de células em anel de sinete é sinal de melhor prognóstico.
18 - Em qual das situações abaixo você NÃO indicaria nutrição enteral?
a) Em um paciente com fístula da entero-enteroanastomose após bypass gástrico.

b) Em um paciente com fístula esofageana após esofago-gastroanastomose cervical.

c) Em um paciente com fístula esôfago-jejunal após gastrectomia total.

d) Em um paciente com fístula colônica após ressecção anterior do reto.

e) Em um paciente com faciíte necrotizante do períneo.
19 - Com relação ao acesso para nutrição enteral, assinale a alternativa INCORRETA.
a) A sonda nasogástrica aumenta a chance de broncoaspiração.

b) Gastrostomia endoscópica percutânea pode ser indicada quando se antecipa mais de 6 semanas de uso de nutrição enteral.

c) A jejunostomia é freqüentemente indicada após gastrectomia total.

d) Gastrostomia endoscópica percutânea deve ser realizada no centro cirúrgico, sob anestesia geral.

e) Pode-se utilizar nutrição enteral na pancreatite aguda, desde que a extremidade da sonda esteja localizada no jejuno.
20 - Com relação à nutrição parenteral, é correto afirmar:
a) Não deve ser utilizada em pacientes com instabilidade hemodinâmica.

b) A glicemia deve ser mantida entre 150 e 180 mg/dl para se evitar o risco de hipoglicemia.

c) Em pacientes hipermetabólicos deve-se utilizar emulsões lipídicas contendo apenas triglicerídeos de cadeia média.

d) O ácido linolêico não está presente nas emulsões lipídicas por ser incompatível.

e) A glutamina está presente nas soluções de aminoácidos por ser importante em estados catabólicos.
21 - Assinale a alternativa INCORRETA.
a) Coma hiperosmolar não cetótico pode ser complicação grave da nutrição enteral, e em geral ocorre por déficit de água livre.

b) A glutamina é importante para a manutenção do trofismo intestinal.

c) Albumina humana não pode ser adicionada à bolsa de nutrição parenteral, por ser incompatível.

d) O uso prolongado de nutrição parenteral está associado à colestase progressiva, principalmente em neonatos.

e) O zinco é oligoelemento essencial, e suas necessidades estão aumentadas em estados hipermetabólicos.
22 - Assinale a alternativa INCORRETA.
a) A desnutrição acomete cerca de 50% dos pacientes internados em hospitais terciários do sistema SUS no Brasil.

b) Para a avaliação do estado nutricional é fundamental a medida das pregas cutâneas e da circunferência muscular do braço.

c) A desnutrição é mais freqüente nos pacientes idosos.

d) A avaliação do estado nutricional deveria ser utilizada rotineiramente na internação.

e) Pacientes com índice de massa corpórea (IMC) acima de 30 apresentam aumento das complicações pós-operatórias em relação aos pacientes com IMC entre 20 e 25.
23 - O sinal de Brenner se deve a que tipo de abdome agudo?
a) Trombose venosa mesentérica.

b) Apendicite aguda supurativa.

c) Perfuração de víscera oca.

d) Pancreatite aguda grave.

e) Oclusão por volvo de sigmóide.
24 - O anel de Schatzki localiza-se na:
a) transição esôfago-gástrica.

b) transição piloro-duodenal.

c) transição crico-faríngea.

d) transição íleo-cecal.

e) transição duodeno-jejunal.
25 - Por síndrome de Boorhave entende-se:
a) hérnia diafragmática estrangulada.

b) hérnia inguinal encarcerada.

c) pseudo oclusão intestinal.

d) hemorragia digestiva por esforços de vômitos repetidos.

e) ruptura esofagiana.
26 - Em indivíduos sem doença gastrointestinal, estima-se a quantidade de população bacteriana em cavidade gástrica de aproximadamente:
a) inferior a 10

b) superior a 103

c) superior a 106

d) superior a 109

e) superior a 1012
27 - O ácido 5-hidroxi-indol-acético está aumentado na:
a) feocromocitoma.

b) síndrome de Cushing.

c) neoplasia carcinóide.

d) leiomiossarcoma.

e) síndrome de Peutz-Jeghers.
28 - O tumor mais freqüente no jejuno proximal é:
a) leiomiossarcoma.

b) tumor carcinóide.

c) hamartoma.

d) adenocarcinoma.

e) lipoma.
29 - São características de retocolite ulcerativa:
a) gigantócitos.

b) abscessos crípticos.

c) células de Kupffer.

d) células em anel de sinete.

e) células de Virchow.
30 - Das alternativas abaixo, qual NÃO está relacionada à síndrome de Mirizzi?
a) espasmos do esfíncter de Oddi.

b) fístula colecistocoledociana.

c) compressão externa da via biliar principal.

d) lesão iatrogênica da via biliar principal.

e) contração de fibras musculares circulares do esfíncter do canal hepático comum.
31 - O Sinal de Kehr é devido à:
a) presença de cálculo residual no colédoco.

b) obstrução em “ponta de lápis” por colangiocarcinoma do colédoco.

c) dor reflexa no ombro por irritação diafragmática.

d) presença de ar em via biliar (aerobilia).

e) icterícia flutuante nos tumores de papila.
32 - Uma mulher de 50 anos submeteu-se a colecistectomia laparoscópica de emergência por colecistite aguda calculosa. O exame anátomo-patológico evidenciou inflamação crônica e aguda do epitélio, além de lesão neoplásica (adenocarcinoma) de 2cm de diâmetro com invasão de mucosa até muscular (inclusive) e localizada na parede vesicular em contato com o leito hepático da vesícula (desprovido de serosa). Segundo Niven, para este estadiamento estaria indicado:
a) realizar complementação da colecistectomia, ressecando o leito vesicular.

b) realizar complementação da colecistectomia, ressecando o leito vesicular associado à linfadenectomia regional.

c) realizar complementação da colecistectomia, ressecando o leito vesicular e o segmento IV associado à linfadenectomia regional.

d) realizar radioterapia profilática (baixas doses – largos intervalos) direcionada ao leito vesicular hepático.

e) nenhum ato cirúrgico, considerando a neoplasia tratada pela colecistectomia realizada.
33 - Associe as colunas e assinale a alternativa que contém a seqüência correta, de cima para baixo.
1. Sinal de Grey-Turner ( ) Células Delta

2. Critérios de Ranson ( ) Bicarbonato

3. Gastrina ( ) Glicemia > 180 mg/dL

4. Peptídeo pancreático humano ( ) Pró-enzimas

5. Secretina ( ) Pancreatite aguda

6. Critérios de Glasgow ( ) Células Delta-1

7. Enteroquinase ( ) LDH > 400 UI/L
a) 3 – 4 – 6 – 7 – 2 – 1 – 5

b) 3 – 5 – 6 – 7 – 1 – 4 – 2

c) 4 – 7 – 6 – 5 – 1 – 3 – 2

d) 4 – 7 – 2 – 5 – 1 – 3 – 6

e) 7 – 5 – 1 – 3 – 2 – 4 – 6
34 - Assinale a alternativa que contenha apenas substâncias envolvidas como fatores etiológicos da pancreatite aguda.
a) Estrogênio – Isoniazida – Furosemida – Clonidina

b) Azatioprina – Indometacina – Propoxifeno – Trombezina

c) Clortalidona – Tetraciclina – Levotramina – Fenformida

d) Acetaminofen – Xilazina – Ácido Etacrínico – Rifampicina

e) Álcool – Ácido Glutâmico – Dideoxiinosina – Sulfasalazina
35 - Associe as colunas e assinale a alternativa que contém a seqüência correta, de cima para baixo.
1. Pfannenstiel ( ) Paramediana pararretal interna

2. Kocher ( ) Oblíqua

3. Mc Burney ( ) Transversa

4. Jalaguier ( ) Paramediana pararretal externa

5. Lennander ( ) Paramediana transretal

6. Sprengel

7. Riedel
a) 4 – 2 – 6 – 5 – 7

b) 4 – 3 – 1 – 5 – 2

c) 5 – 2 – 6 – 4 – 7

d) 5 – 3 – 1 – 4 – 2

e) 5 – 3 – 1 – 7 – 6
36 - Admite-se que possa haver lesão hepática pelo álcool quando a ingesta média diária de bebidas alcoólicas pelo paciente, durante um período superior a 7 anos, analisada em gramas de etanol puro seja igual ou superior a:
a) 40g

b) 60g


c) 80g

d) 100g


e) 120g
37 - A cirrose hepática é condição predisponente para a degeneração maligna do parênquima hepático. No acompanhamento laboratorial do cirrótico, qual das alterações abaixo sugere presença de tumor hepático?
a) redução isolada dos níveis de fosfatase alcalina

b) redução dos níveis de alfa-feto-proteína

c) elevação isolada dos níveis de bilirrubina

d) redução isolada da contagem de plaquetas

e) elevação dos níveis de fator V e fibrinogênio
38 - Sobre o peptídeo gastrointestinal colecistoquinina, é correto afirmar:
a) Sua atividade biológica está relacionada à sulfatação do resíduo tirosina na posição 7 do carbono terminal.

b) O nome foi proposto por Ivy e Oldberg em 1911 para designar agente da circulação sangüínea do intestino proximal que estimula a contração da vesícula biliar.

c) Sua liberação sofre influência direta de fatores colinérgicos, tais como vagotomia e atropina.

d) Células produtoras têm distribuição característica com maior número no jejuno e menores quantidades no duodeno e íleo.

e) Dieta rica em gorduras pode ser estimuladora da secreção e liberação de colecistoquinina, desde que na presença de sais biliares.
39 - Associe as colunas e assinale a alternativa que contém a seqüência correta, de cima para baixo.


1. Trauma abdominal aberto

2. Trauma abdominal fechado


( ) Lesão de órgãos sólidos

( ) Acidente automobilístico

( ) Perfuração de víscera oca

( ) Trauma extra-abdominal

( ) Avaliação clínica menos complexa

( ) Alteração do nível de consciência

( ) Mortalidade mais elevada

a) 1 – 1 – 2 – 1 – 1 – 2 – 2

b) 2 – 2 – 1 – 2 – 1 – 2 – 2

c) 2 – 2 – 1 – 1 – 1 – 2 – 1

d) 2 – 2 – 1 – 2 – 2 – 2 – 1

e) 2 – 2 – 1 – 2 – 1 – 1 – 2


40 - Associe as colunas e assinale a alternativa que contém a seqüência correta, de cima para baixo
1. Lesão por arma branca ( ) Lesão confinada ao trajeto do objeto penetrante

2. Lesão por arma de fogo ( ) Menor mortalidade

( ) Maior índice de laparotomias negativas

( ) Maior extensão de lesão


a) 1 – 1 – 1 – 2

b) 1 – 1 – 2 – 2

c) 1 – 2 – 1 – 2

d) 2 – 1 – 2 – 2

e) 2 – 1 – 1 – 2
41 - Na avaliação clínica inicial (história e exame físico) de um paciente vítima de trauma abdominal, qual dos itens abiaxo é o de menos importância para valorização?
a) História de operações abdominais prévias

b) Uso do cinto de segurança

c) Tamanho da faca

d) Ausência de ruídos hidroaéreos

e) Calibre da arma de fogo
42 - Um indivíduo do sexo masculino, de 40 anos, foi surpreendido em fogo cruzado (tiroteio) urbano, tendo sido alvejado uma única vez por projétil de arma de fogo com orifício de entrada em flanco esquerdo lateral e de saída em região lombar adjacente ao flanco esquerdo, com trajeto tangencial sem penetração peritoneal. Apresenta PA=130/90mmHg, FC=P=92bpm, mucosas coradas, dor local na região do trajeto e RHA presentes. Qual seria a melhor conduta para este caso específico a partir deste momento?
a) Laparotomia imediata; ondas de choque podem lesar órgãos internos.

b) Observação clínica por 24h com lavagem peritoneal se houver alterações dos dados vitais.

c) Lavagem peritoneal e laparotomia se o número de hemácias for superior a 10.000/mm3.

d) Lavagem peritoneal e laparotomia se o número de hemácias for superior a 50.000/mm3.

e) Lavagem peritoneal e laparotomia se o número de hemácias for superior a 100.000/mm3.
43 - Quanto à lavagem peritoneal no contexto do trauma abdominal, é INCORRETO afirmar:
a) Baixa especificidade impede raciocínio de diagnóstico topográfico.

b) Mais de 500 leucócitos/mm3 é parâmetro de positividade.

c) É contra-indicada se o raio-x do tórax mostra ar livre subdiafragmático esquerdo.

d) É indicada em portador de trauma fechado com múltiplas lesões ósseas.

e) Alta sensibilidade leva a número reduzido de falso-positivos.
44 - Na célula parietal (glândula gástrica), a anidrase carbônica catalisa a hidratação do CO2, processo que leva à formação de H+ necessário à produção de ácido clorídrico. Das substâncias abaixo relacionadas, identifique a portadora de efeito inibidor sobre a anidrase carbônica.
a) Calcitonina

b) Cálcio

c) Vasopressina

d) Aldosterona

e) Acetilcolina
45 - Qual dos itens abaixo é um agente da classe dos pró-cinéticos com efeitos comprovados sobre a motilidade colônica (ação anticonstipante)?
a) Loperamida

b) Metoclopramida

c) Cisaprida

d) Domperidona

e) Ondansetron
46 - As alternativas abaixo são características da peritonite bacteriana primária, EXCETO:
a) A infecção monomicrobiana do líquido peritoneal de pacientes com defesas orgânicas comprometidas.

b) A presença de ascite é condição primordial para o advento da infecção.

c) Pode afetar cirróticos, portadores de síndrome nefrótica e doenças do colágeno como Lupus Eritematoso Sistêmico.

d) Na primeira metade do século 20, o agente etiológico mais isolado foi o pneumococo.

e) O tratamento atual se inicia com uso empírico de cefalosporina de terceira geração.
47 - Qual das alternativas contém as características principais do grupo de pacientes que mais freqüentemente se beneficia do transplante de pâncreas (órgão sólido)?
a) Portadores de Diabetes tipo I com função renal ainda preservada (fase pré-diálise).

b) Portadores de complicações graves de Diabetes tipo II já transplantados renais (fase pós-diálise).

c) Portadores de Diabetes tipo II com função renal ainda preservada (fase pré-diálise).

d) Portadores de Diabetes tipo I em hemodiálise ou diálise peritoneal crônica, com indicação de transplante renal.

e) Portadores de insuficiências pancreáticas endócrina e exócrina terminais com “clearence” de creatinina ainda dentro da faixa normal.
48 - Qual dos itens abaixo é uma modalidade de transplante hepático que beneficia dois receptores a partir da doação de um único fígado de doador cadavérico?
a) Técnica Dominó (seqüencial)

b) Técnica Intervivos

c) Técnica “Piggy-back” (conservação da veia cava)

d) Técnica de Redução (adequação ao tamanho do receptor)

e) Técnica de Expansão (adequação ao tamanho do receptor)
49 - Qual dos itens abaixo é um fato primordial no desenvolvimento e estabelecimento em nível clínico do transplante hepático intervivos em adultos?
a) aumento da mortalidade em lista de espera

b) aumento endêmico dos casos de cirrose por hepatite pelo vírus B

c) limitação do “pool” de doadores cadáveres

d) ampliação das indicações de transplante em hepatite pelo vírus C

e) advento de métodos de detecção precoce do hepatocarcinoma
50 - Qual dos itens abaixo caracteriza-se como reconstrução biliar preferencial nos casos de transplante hepático por colangite esclerosante primária?
a) Colédoco-jejunostomia em alça exclusa

b) Colédoco-duodenostomia término-lateral

c) Colédoco-coledocostomia término-terminal com dreno de Kehr

d) Colédoco-coledocostomia término-terminal sem dreno de Kehr



e) Hepático-jejunostomia término-lateral






©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal