Dicionário pessoal



Baixar 1.35 Mb.
Página25/28
Encontro21.10.2017
Tamanho1.35 Mb.
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   28

Metamorfose Integral: metamorfose com transformação completa, ocorrida nos isentos que, entre o estado larval e o definitivo, apresentam o estado de pupa.

Mioblasto: célula do folheto germinativo médio do embrião, que se converte em fibra muscular.

Mofologia: a forma, em suas características.

Ninfa: forma intermediária entre a larva e o inseto adulto.

Nomadismo: vida nômade ou errante, em que há constantes deslocamentos de uma região para outra.

Núcleo da Célula: parte essencial da célula, que contém os cromossomos, portadores dos genes (pelos quais se transmitem os caracteres hereditários).

Órgão Típico: órgão da espécie.

Plasmar: dar forma a algo.

Psicossoma: o corpo espiritual ou perispírito.

Pupa: estado intermediário entre a larva e a forma definitiva, nos insetos que tem metamorfose completa (com profundas alterações), como, por exemplo, na lagarta das mariposas.

Radícula: objeto semelhante a minúscula raiz.

Segmentação: divisão da célula germinativa, que costuma verificar-se simetricamente.

Senectude: decrepitude, sensibilidade, velhice.

Símile: qualidade do que é análogo.

Sistema Circulatório: sistema de movimentação do sangue desde o coração até as diferentes partes do corpo e destas ao coração (grande circulação), e do coração ao pulmão e deste ao coração (pequena circulação).

Sistema Nervoso: constitui o mecanismo que permite ao animal um contato permanente com o meio. No homem, como nos animais vertebrados, o sistema nervoso compreende o sistema central e o sistema periférico. O sistema central é constituído do eixo cérebro-espinhal, formado pelo encéfalo (parte contida na cavidade do crânio) e a medula espinhal.

Somático: referente ao corpo físico.

Tessitura: contextura; organização.

Trato: espaço de terreno.

Trompa: órgão oco e alongado, como o de inseto sugador, e que serve como órgão de sucção.

Tubo de Malpighi: órgão de excreção do inseto, o qual consiste em longos e tortuosos condutos que desembocam no tubo digestivo, no limite entre o intestino médio e o posterior.

Vibração: movimento das partículas elementares da matéria, determinando o seu grau de ponderabilidade e contextura; o efeito da vibração comunicada de um a outro corpo.
Capítulo XII – 1ª parte

Alma e Desencarnação
Bactéria: designação de organismos microscópicos, unicelulares (uma só célula), de numerosas espécies, que se reproduzem por cissiparidade (divisão transversal), havendo as bactérias essenciais ao sustento da vida, e as patogênicas (geram doenças).

Biológico: relativo ao desenvolvimento e às condições de vida dos seres vivos.

Cariocinese: modo de manipulação das células, por divisão indireta; mitose.

Casulo: invólucro construído por larvas ou insetos.

Célula: a menor unidade de função e de organização no conjunto orgânico (nos seres vivos), que apresenta todas as características de vida.

Célula Feminina: a célula sexual ou germinal (reprodutora) feminina; óvulo.

Circuito Fechado: analogia com o trajeto fechado (circuito fechado) percorrido pela corrente elétrica; nos condutores, de modo a permitir a contínua circulação da corrente por um gerador.

Corpo Espiritual: o psicossoma ou perispírito.

Cósmico: relativo ao Cosmo (Universo) e sua propriedade de abranger a contextura de um todo.

Crisálida: analogia com o estado intermediário por que passam certos insetos para se transformarem de lagarta (larva) em borboleta.

Esporo: forma de alta resistência que as bactérias podem assumir.

Filogenético: relativo à filogênese, estudo das relações de descendência biológica dos organismos, e da evolução de uma espécie ou grupo biológico a partir de formas primitivas de origem.

Fisiológico: relativo ao funcionamento do organismo.

Fisiopsicossomático: que pertence, simultaneamente, aos domínios do corpo físico e do corpo psicossomático, sendo este o psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Fulcro: ponto ou base de sustentação; pivô de rotação.

Gene: partícula cromossômica pela qual se transmitem os caracteres hereditários. Cromossomo é uma estrutura presente no núcleo da célula, facilmente corável.

Genésico: relativo à gênese ou geração.

Germinativo: referente à partícula de matéria capaz de se desenvolver e formar um animal ou planta.

Hemimetábolo: inseto que apresenta metamorfose incompleta, em que as diferenças entre a larva e a forma definitiva não são muito notáveis, assemelhando-se em tudo no estado larval.

Hibernação: entorpecimento ou sono letárgico de certos animais e vegetais durante o inverno.

Histogênese: formação e desenvolvimento dos tecidos orgânicos.

Histílise: destruição ou dissolução dos tecidos orgânicos.

Infraprimitivo: referente a organismo em começo de evolução. O que se encontra em estágio de evolução abaixo do que se considera primitivo.

Intrauterino: que se situa ou ocorre dentro do útero.

Larva: o primeiro estágio por que passam certas espécies animais antes de atingirem a fase adulta; lagarta (nos insetos).

Letargia: estado caracterizado por sono profundo e contínuo, em que as funções da vida se atenuam de tal modo que parecem suspensas.

Malófago: inseto sem asas, parecido com o piolho, parasito de mamífero e aves.

Mamífero: designação dos animais vertebrados de corpo provido de pelos e que possuem glândulas mamárias.

Matriz: lugar de onde uma coisa se gera ou cria.

Metamorfose: mudança de forma ou de estrutura, como a que ocorre durante as fases da vida de alguns animais, como os insetos e anfíbios. Pode ser completa (integral) ou incompleta. A completa ocorre nos insetos que, entre o estado larval e o definitivo, apresentam o estado de pupa; a incompleta ocorre nos insetos em que as diferenças entre a larva e a forma definitiva não são muito evidentes.

Monoideísmo: estado de alma dominado por uma ideia central, fixa.

Oclusão: fechamento de uma abertura natural do organismo.

Ontogenético: referente à ontogênese, que é o desenvolvimento do indivíduo desde a fecundação até a maturidade para reprodução.

Ovoide: em morfologia, ovoide é a qualificação de órgão ou parte maciça em forma de ovo, a que se assemelha o “corpo ovoide” resultante da deformação perispiritual causada por uma ideia fixa.

Palingenesia: volta á vida; renascimento; reencarnação.

Pensamento Contínuo: pensamento constante, ininterrupto, que caracteriza a capacidade mental do homem, em oposição ao pensamento fragmentário (descontínuo), próprio dos animais irracionais.

Plasma: massa formadora e essencial de um órgão.

Psicossomático: que pertence, simultaneamente, aos domínios do corpo físico e do psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Pupa: estado intermediário entre a larva e a forma definitiva, nos insetos que tem metamorfose completa (com profundas alterações), como, por exemplo, na lagarta das mariposas.

Simbiose: associação de dois seres de espécie distinta, com influência de um sobre o outro, ou de ambos entre si, podendo, essas relações, ser úteis ou prejudiciais às duas partes, favorável ou nocivas para uma delas apenas.

Somático: referente ao corpo físico.

Transubstanciar: transformar em outra substância. Transformar uma coisa em outra.
Capítulo XIII – 1ª parte

Alma e Fluidos
Aeriforme: que tem a transparência, elasticidade e compressebilidade do ar.

Aferente: no sistema nervoso, classe de fibras nervosas que conduzem o impulso dos órgãos sensoriais para o sistema nervoso central.

Amerício: elemento metálico, prateado e radioativo, abtido artificialmente.

Átomo: agrupamento de moléculas elementares da matéria. É constituído por um núcleo, formado de prótons (com carga positiva) e de nêutrons (sem carga elétrica), em torno do qual giram, em certo número de órbitas, os elétrons (com carga negativa).

Automatismo: funcionamento do organismo e prática de atos sem a participação consciente do ser.

Barisfera: núcleo da Terra, também chamado nife, tido como constituído de ferro e níquel.

Basáltico: que é formado de basalto (rocha vulcânica).

Biológico: Relativo ao desenvolvimento e às condições de vida dos seres vivos.

Cavitário: referente ao que se localiza numa cavidade.

Célula: a menor unidade de função e de organização no conjunto orgânico (nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida).

Centro Cerebral: centro de força vital, no perispírito; relacionada com os lobos frontais do cérebro e hipófise (pituitária), no corpo físico; exerce influência decisiva sobre os demais centros de força vital, sendo responsável pelo funcionamento do sistema nervoso central e dos centros superiores do processo intelectivo. (Vide centro vital: do Capítulo II – 1.ª parte.)

Centro Coronário: centro de força vital, no perispírito, relacionado com a epífise (glândula pineal), no corpo físico; supervisiona todos os demais centro de força vital, porque recebe em primeiro lugar os estímulos do espírito. (Vide centro vital: Do Capítulo II – 1.ª parte.)

Centro Nervoso: conjunto de nervos centrais do encéfalo com funções unitárias.

Ciclópito: colossal, gigantesco.

Circuito Contínuo: sucessão de fenômenos ininterruptos.

Corpo Espiritual: o psicossoma ou perispírito.

Corpúsculo: partícula diminutíssima de corpo.

Córtex: córtice, camada externa dos órgãos, de estrutura mais ou menos arredondada.

Cortiça Cerebral: o córtex cerebral.

Cortical: relativo ao córtex.

Cosmo: o Universo, a contextura de um todo.

Cúrio: elemento metálico, radioativo, obtido artificialmente.

Diencéfalo: parte do cérebro situada entre o procencéfalo (porção anterior do cérebro) e mesencéfalo (porção mediana do cérebro).

Difuso: que se dispersa pelas adjacências.

Elemento: elemento químico, conjunto de átomos que têm o mesmo número atômico, formando um corpo simples que não pode ser decomposto. O que caracteriza o átomo de um elemento é o número de prótons no seu núcleo, sendo esse número de prótons o número atômico do elemento. Por exemplo, o elemento carbono é de número atômico 6, porque todos os seus átomos têm 6 prótons no núcleo. Dos elementos naturais, o elemento de menor número atômico é o hidrogênio (número atômico 1) e o de maior número atômico é o urânio (número atômico 92). Os elementos de número atômico superior ao urânio (elementos transurânios) são todos artificiais, à exceção do plutônio.

Encéfalo: parte do sistema nervoso central contida na cavidade do crânio, e que abrange o cérebro, o cerebelo, a protuberância e o bulbo raquiano. É a região de centralização dos nervos que percorrem o corpo.

Equinócio: instante em que o Sol, no seu movimento anual aparente, corta o equador celeste.

Estequigenético: relativo às propriedades dos elementos biogenéticos, que envolvem o princípio segundo o qual todo ser vivo provém de outro ser vivo.

Fisiopsicossomático: que pertence, simultaneamente, aos domínios do corpo físico e do corpo psicossomático, sendo este o psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Fluido Cósmico: fluido elementar ou matéria primitiva que, por suas inumeráveis modificações e combinações com elemento material propriamente dito, produz as diferentes formas de matéria de que se compõe a infinita variedade das coisas.

Granítico: que é formado de granito, rocha magmática granular, de profundidade, caracterizada essencialmente por quartzo, mica e feldspato. A rocha magmática é produto do resfriamento e solidificação do magma, que é uma massa natural ígnea, de origem profunda.

Gravitação: gravidade, força de atração da massa terrestre, diminuída em consequência da rotação da Terra. O peso resulta da ação da gravidade sobre um corpo em repouso. A gravitação comunica aos corpos que caem livremente uma aceleração cujo valor, entre diferentes pontos da Terra, sofre ligeira variação.

Hidrogênio: elemento químico gasoso, incolor, altamente inflamável, o mais leve de todos os gases, e o elemento mais abundante no Universo.

Indução: ação exercida por um campo magnético sobre um campo situado em sua esfera de influência, como a ação magnética exercida por um ímã sobre objetos suscetíveis à sua influência.

Ionosfera: região da alta atmosfera, que se estende de 60 a 700 Km, aproximadamente, com camadas altamente ionizadas (átomos com excesso ou falta de carga elétrica negativa), possuindo, portanto, condutividade elétrica; aos 100Km de altitude é onde essa condutividade alcança o seu maior valor máximo. O papel da ionosfera é determinante na propagação das ondas de rádio mais longas, de vez que só por reflexão em suas camadas é possível cobrir grandes distâncias da curvatura da terrestre.

Maciço: formação geológica de rochas eruptivas, que abrange áreas relativamente extensas.

Mentação: ato de pensar, de representar mentalmente.

Mentossensitivo: referente às propriedades adquiridas pelo pensamento, por influência do sentimento.

Molécula: agrupamento definido e ordenado de átomos eletricamente neutros; é a menor porção de uma substância capaz de existência independente sem perda das suas propriedades químicas.

Mutação Espontânea: alteração não provocada na estrutura genética ou cromossômica de uma espécie animal ou vegetal, transmissível hereditariamente, dando aparecimento a uma nova variedade na espécie.

Nascituro: que está concebido, estando para nascer.

Netúnio: elemento químico metálico, radioativo, artificial, o primeiro da sério dos transurânicos (elemento artificial).

Núcleo Nervoso: denominação de grupos de células nervosas situadas no cérebros e na medula espinhal; ponto de origem ou terminação dos nervos cranianos (os doze pares de nervos ligados ao encéfalo).

Paleolítico: relativo ao período do pleistoceno (quaternário), caracterizado pelo aparecimento dos mais antigos fósseis humanos; período ou idade da pedra lascada. (Vide quadro “Idade da Terra” no final desta obra.)

Pensamento Contínuo: pensamento constante, ininterrupto, que caracteriza a capacidade mental do homem, em oposição ao pensamento fragmentário (descontínuo), próprio dos animais irracionais.

Plasma: massa formadora e essencial de um órgão.

Plutônio: elemento metálico radioativo, artificial, fissionável, produzido a partir do urânio natural, e empregado em certos tipos de bombas atômicas.

Psicosfera: halo formado em torno do corpo pela atmosfera psíquica individual.

Psicossomatossensitivo: referente aos centros sensitivos do psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Quimioeletromagnético: referente a propriedade química e eletromagnéticas (que apresentam o efeito da interação entre carga elétrica e campo magnético).

Quintessência: o mais alto grau de sutilização de uma substância.

Reflexão: processo mental em que o pensamento se volta sobre si mesmo e toma seus próprios atos como objetivo de conhecimento; ato pelo qual o pensamento passa a refletir influência de ideias alheias, por força do intercâmbio continuado.

Rocha: agregado natural formado de substâncias minerais ou mineralizada, resultante de um processo geológico determinado, e que constitui parte essencial da litosfera (crosta terrestre).

Sensitivo: relativo ao que se processa no sensório.

Sensório: centro nervoso sensorial ou sensitivo, através do qual são transmitidas as sensações.

Sílex: pedra dura que produz faísca quando atritada, e que entra na composição de todas as rochas eruptivas.

Sincrônico: referente ao que tem sincronia, coordenação perfeita de movimento entre partes relacionadas, resultando em simultaneidade de ação.

Sintonia: igualdade de frequência entre duas fontes de vibração; harmonia resultante de uma ação perfeitamente coordenada com outra.

Sistema Periódico dos Elementos: ordenação dos elementos químicos segundo o seu número de carga nuclear (número nuclear). Como depois de um certo número de elementos seguem outras cujas propriedades físicas e químicas são similares às dos precedentes, a ordenação tem lugar em séries verticais e horizontais que recebem, respectivamente, os nomes dos grupos e períodos. Basta conhecer um ou dois elementos de cada grupo, para poder deduzir, por eles e por seus compostos, as propriedades de todos os demais elementos do grupo.

Solstício: época em que o Sol passa por sua maior declinação boreal (ao norte) ou austral (ao sul), e durante a qual cessa de afastar-se do equador, provocando as mudanças de estação (inverno ou verão) em cada hemisfério.

Tálamo: massa de substâncias cinzenta, constituída de dois núcleos situados de cada lado do ventrículo médio do cérebro, e que forma o soalho dos ventrículos laterais; funciona como ativo centro de transmissão, recebendo fibras nervosas aferentes de quase todas as zonas do córtex cerebral. Uma de suas importantes funções é a de interveniência na sensibilidade superficial e profunda. É também denominado “cama óptica”. Ventrículos são as cavidades existentes no âmago do cérebro.

Transubstanciação: transformação de uma substância em outra.

Urânio: elemento metálico, branco, denso, radioativo, fissionável, usado na preparação do elemento combustível dos reatores nucleares para produção de energia elétrica.

Vibratório: relativo a vibração, movimento das partículas elementares da matéria, determinando o seu grau de ponderabilidade e contextura.
Capítulo XIV – 1ª Parte

Simbiose Espiritual
Alga: designação das plantas que ocupam o último lugar na série vegetal. Compreende os vegetais relativamente simples, mas bastante diversificados quanto a formas, pigmentos e tipos de reprodução. O corpo é representado por um talo e não tem raízes, caules ou folhas. São aquáticas, mas ocorrem também em terra úmida, lodo e sobre cascas de árvores.

Anabolismo: fase regenerativa do processo metabólico, em que se dá a regeneração dos compostos que foram degradados (por catabolismo), partindo de substâncias mais simples.

Ancianidade: antiguidade; velhice muito avançada.

Anelídeo: animal invertebrado, alongado, de secção circular e segmentado; ao grupo pertencem as minhocas e sanguessugas.

Assimilação: ação pela qual os seres vivos transformam substâncias alheias em sua própria substância, através de nutrição.

Automatismo: ação automática do organismo, sem a orientação consciente do ser.

Azoto: nitrogênio, elemento encontrado no ar (78%), gasoso, incolor, inodoro, pouco ativo, mas que participa de grande número de compostos.

Bactéria: designação de organismos microscópicos, unicelulares (uma só célula), de numerosas espécies, que se reproduzem por cissiparidade (divisão transversal), havendo as bactérias essenciais ao sustento da vida, e as patogênicas (geram doenças).

Bactéria Nitrificadora: agente de nitrificação, isto é, de transformação, no solo, do amoníaco (combinação do nitrogênio e hidrogênio) em substâncias de ação fertilizante.

Biológico: relativo ao desenvolvimento e às condições de vida dos seres vivos.

Biossíntese: síntese (formação) de substâncias orgânicas nos seres vivos.

Botânica: ciência que estuda os vegetais, descrevendo os seus caracteres, vida e mútuas relações com o meio ambiente.

Carbono: elemento cristalino (grafite e diamante), capaz de formar extensas cadeias de átomos, e que constitui dezenas de milhares de compostos.

Catabolismo: fase destrutiva (degradação de compostos) do processo metabólico em que se dá a formação, pelos organismos de substâncias simples, a partir de outras mais complexas, com a oxidação e liberação de energia.

Célula: a menor unidade de função e organização, nos seres vivos, que apresenta todas as características de vida.

Centro Coronário: centro de força vital, no perispírito, responsável pela supervisão dos demais centros de força vital, para receber em primeiro lugar os estímulos do espírito (Vide Centro Vital: Do Capítulo II – 1ª Parte.)

Clônico: referente a espasmos ou contrações espasmódicas.

Clorofila: designação dos pigmentos de cor verde que contém magnésio, e que estão presentes nas células das plantas capazes de realizar fotossíntese.

Cogumelo: designação comum a inúmeras plantas criptogâmicas. Há cogumelos microscópicos e macroscópicos, de porte variável, muitos destes venenosos e alguns comestíveis. É também conhecido como fungo, havendo os de vida parasitária e os de vida livre.

Corpo Espiritual: o perispírito, psicossoma.

Criptogâmico: referente ao vegetal que não se reproduz por meio de flores, e que tem os órgãos reprodutivos imperceptíveis a olho nu. Compreende as algas, os fungos, as ervas rasteiras e as samambaias.

Desassimilação: degradação de compostos ricos em energia, sendo o fenômeno realizado por oxidação, nos organismos, como meio importante para a obtenção da energia indispensável aos processos vitais.

Elemento Azotado: elemento nitrogenado (combinado com nitrogênio).

Enzima: denominação das substâncias proteicas que atuam no organismo como agentes catalisadores (desencadeiam reações) nos processos metabólicos, transformando a energia de ativação necessária para cada reação, tornando-a mais rápida.

Espasmo: contração involuntária e convulsiva dos músculos.

Espasmo Tônico: espasmo caracterizado por uma tensão contínua.

Esponja: animal marinho ou de água doce, cujo corpo é provido de numerosos poros, câmaras e canais pelos quais entra e sai a água.

Estanque: que é mantido vedado, sem abertura, acarretando estagnação.

Excelsitude: sublimação, elevação.

Fisiológico: relativo ao corpo, levando-se em conta as funções orgânicas.

Fisiopsicossomático: que pertence, simultaneamente, aos domínios do corpo físico e do psicossoma (corpo espiritual ou perispírito).

Fotossíntese: processo básico de alimentação dos vegetais, através da síntese (formação) de substâncias orgânicas, com a fixação do gás carbônico mediante a ação da luz solar e a participação da clorofila.



1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   28


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal