Dicionário pessoal


Talagarça – Tecido de fios ralos, onde se borda



Baixar 1.35 Mb.
Página19/28
Encontro21.10.2017
Tamanho1.35 Mb.
1   ...   15   16   17   18   19   20   21   22   ...   28

Talagarça Tecido de fios ralos, onde se borda.


Talâmico - Relativo ao tálamo.

Tálamo - Núcleos de substância cinzenta que limitam de cada lado o ventrículo médio do encéfalo e formam o assoalho dos ventrículos laterais. Receptáculo. Leito conjugal. Fig.: Casamento, núpcias, bodas.

Taludo – Que tem talo resistente. 2. Grande, corpulento, desenvolvido.

Tamis – Peneira de seda us. em farmácia ou laboratório. 2. Tecido inglês de lã. 3. Fig. Peneira, filtro, crivo.

Tartamudear – Gaguejar, entaramelar-se, tartarear, tartamelar, tartamelear. Falar com tremura na voz, por susto, medo ou surpresa; tartamelar, tartamelear. Dizer ou proferir gaguejando; tartamelar, tartamelear

Tartufo – 1. Homem hipócrita. 2. Devoto falso.

Tasca – Taberna.

Tatibitate – Que ou quem fala trocando certas consoantes. [Cf. tátaro.] P.ext. Gago ou tartamudo. Diz-se de, ou pessoa muito acanhada, ou apatetada, inhenha.

Tauromaquia – A arte de tourear.

Tecedura – Ato de tecer; tecelagem. 2. Tapadura 4). 3. Conjunto de fios que se cruzam com a urdidura. 4. Fig. Intriga, enredo, mexerico.

Telementação - Exercício ou operação mental a distância.

Telestesia – Percepção a distância.

Telúrico - Relativo à Terra. Relativo ao solo. Relativo ao telúrio: elemento de número atômico 52, não metálico.

Templário – Cavaleiro do Templo, ordem militar e religiosa fundada em Jerusalém, em 1123, por Hugo de Payns, com o fim de proteger os peregrinos, e supressa pelo Papa em 1312. [Com cap., nesta acepç.]

Teodiceia – Termo cunhado por Leibniz (v. leibniziano) para designar a doutrina que procura conciliar a bondade e onipotência divinas com a existência do mal no mundo.

Teogonia – 1.Filos. Doutrina mística relativa ao nascimento dos deuses, e que frequentemente se relaciona com a formação do mundo. 2. Conjunto de divindades cujo culto forma o sistema religioso dum povo politeísta.

Teratologia – Estudo das monstruosidades.

Tergiversar – Procurar rodeios, evasivas; usar de subterfúgios. Voltar as costas.

Tergiversou – Do verbo tergiversar: procurar rodeios, evasivas; usar de subterfúgios. Voltar as costas.

Termoelétrico - Termelétrico. Relativo à termeletricidade: designação comum aos fenômenos em que estão associadas diferenças de temperatura e diferenças de potenciais elétricos.

Terracota – Argila modelada e cozida em forno.

Terso – Puro, limpo. 2. Lustroso, polido. 3. Fig. Correto, vernáculo.

Testículo – Cada um de dois órgãos ovoides situados na bolsa escrotal, que produzem espermatozoides e, em células especializadas, testosterona.

Testificar – Testemunhar; afirmar, assegurar; comprovar, atestar; declarar.

Testosterona – Hormônio masculino, cristalino, acicular e, quimicamente, cetona esteroidal hidroxilada. Esse (C19H28O2) é produzido nos testículos.

Teurgia - Espécie de magia baseada em relações com os espíritos celestes. Arte de fazer milagres.

Teurgo - Teurgista. Pessoa que pratica a teurgia ou que dela se ocupa.

Tigre – Nome do rio que, a exemplo do rio Eufrates, se situa quase por inteiro nos limites do Iraque (Ásia). A capital iraquiana, Bagdad, localiza-se às margens do rio Tigre e é cercada de densas palmeiras. O rio Eufrates vai até a Síria; o rio Tigre, até a Turquia.

Tílburi – Carro de duas rodas e dois assentos, sem boleia, com capota, e tirado por um só animal.

Timão – S. m. 1. Peça longa do arado ou do carro à qual se atrelam os animais que os puxam; tiradoura. [Cf., nesta acepç., tirante (4).] 2. Lança de carruagem. 3. Constr. Nav. Barra do leme; roda do leme; leme. 4. P. ext. Leme (1). 5. Marinh. Adriça do penol da verga grande do caíque. 6. P. ext. Direção, governo. S. m. 1. Bras. Camisola comprida. 2. Bras. S. Casaco grosseiro que os escravos e crianças usavam como abrigo contra o frio.

Timo - Órgão formado por dois lobos, de situação retroesternal, que recobre parte do pericárdio e dos grandes vasos da base do coração. [O timo desenvolve-se até a puberdade, iniciando-se, a partir dessa fase, a sua involução, e desenvolve importante papel na transmissão neuromuscular e em processos imunológicos.]

Tímpano – 1. Peça metálica em forma de sino, que vibra, percutida pelo martelo, nas campainhas. 2. Recipiente cilíndrico, oco, com repartimentos em espiral, pelos quais se eleva a água de um depósito ou de uma corrente; tambor. 3. Anat. V. membrana timpânica. 4. Espécie de tambor, de origem árabe, que se percute com baquetas (bilros), e é constituído de uma grande bacia metálica, ger. de cobre, semi-esférica, em cuja abertura se estende uma pele fortemente retesada por um mecanismo, que permite produzir sons variáveis e de tonalidades determinadas; timbale. 5. Marimba (1), em certas regiões da América.

Tinhoso – Que tem tinha. Fig. Que provoca nojo; repugnante, nojento. Bras. Teimoso, pertinaz. Diabo.

Tiranete – Aquele que vexa ou oprime os que dele dependem.

Tisana – Cozimento de cevada. Medicamento líquido que constitui a bebida comum de um enfermo

Títere – Boneco articulado, de madeira, pano ou outro material, suspenso por fios fixados em uma trave e presos na cabeça, mãos, joelhos e pés, pelos quais o operador o movimenta. Fantoche, marionete. Testa-de-ferro. Governante sem posições próprias, que representa os interesses de outrem mais forte. Palhaço.

Tombadilho – Superestrutura levantada à popa, sobre o convés superior, e destinada a câmaras e alojamentos do comandante e de oficiais. [Nos navios à vela, ia geralmente do mastro da gata à grinalda. Em alguns navios, tal estrutura tinha mais de um pavimento.] 2. O pavimento dessa superestrutura.

Tonante – 1. Que troveja; trovejante. 2. Que atroa. 3. Forte, vibrante.

Tônus -Tono. Estado normal de resistência e elasticidade dum tecido ou dum órgão.

Topete – Cabelo levantado na parte anterior da cabeça. Atrevimento, ousadia. (Pronúncia correta: topête.)

Tora – A lei mosaica. O livro que encerra o Pentateuco. (N.R.: A palavra é paroxítona.)

Toreuta – Especialista em torêutica; cinzelador.

Torêutica – Arte ou processo de esculpir ou cinzelar sobre metais, marfim ou madeira, etc.

Torniquete – instrumento destinado a apertar ou a cingir apertando; borboleta.

Torreão – Torre larga e ameada, sobre um castelo. 2. Espécie de torre, pavilhão ou eirado no ângulo ou no alto de um edifício.

Torvado – Perturbado, turbado, confuso. Agastado, irado, encolerizado.

Tosão – Velo [pele, lã] de carneiro.

Tosquiador – Aquele que tosquia: corta rente o pelo ou a lã de uma ovelha, por exemplo.

Totem – Animal, vegetal ou qualquer objeto considerado como ancestral ou símbolo de uma coletividade, sendo por isso protetor dela e objeto de tabus e deveres particulares. Representação desse animal, vegetal ou objeto. O mesmo que tóteme.

Trampa - Ardil, trama, tramoia. Ninharia. Excremento, fezes. No RS, armadilha para apanhar caça.

Trancelim – Cordão delgado de ouro. Galão ou trança fina de seda, ouro, ou prata, para guarnições e obras de costura; trancinha. (A, 191)

Transato – Passado, anterior, pretérito. Que já passou. (A, 19)

Transe – (ze). [Do fr. transe, ou dev. de transir, poss.] S. m. 1. Momento aflitivo. 2. Ato ou feito arriscado; ocasião perigosa; lance. 3. Crise de angústia. 4. Falecimento, passamento, morte. 5. Combate, luta. 6. Estado de alteração acentuada da consciência, da percepção ou de outras faculdades mentais, ger. acompanhado de mudança de comportamento, sinais de inconsciência ou semi-inconsciência, perda ou modificação das sensações físicas, etc., e que pode ser causado ou induzido por diversos meios ou fatores, como drogas, estímulos psicológicos ou sensoriais, etc. 7. Restr. Episódio em que um indivíduo se encontra nesse estado, no qual supostamente entra em contato com forças ou entidades a ele exteriores, e que pode ou não ser atribuído à ação destas.[Cf., nesta acepc., possessão (2).] [Encontra-se tb. a f. trance.] Transe hipnótico. Estado de profunda sonolência, provocado por hipnose. Transe histérico. Psiq. Etapa mais aguda de certas crises histéricas.

Transido – 1. Impregnado, repassado. 2. Esmorecido ou inteiriçado (de frio, dor, vergonha, susto, etc).

Transistor - Dispositivo constituído por semicondutores e que pode funcionar como um amplificador de maneira análoga a uma válvula eletrônica.

Transístor - Transistor.

Transliteração – Ato ou efeito de transliterar.

Transliterar – Representar (os caracteres de um vocábulo) por caracteres diferentes no correspondente vocábulo de outra língua.

Transubstanciação – Mudança duma substância em outra. Palavra adotada na Igreja Católica, sobretudo a partir da filosofia escolástica, para explicar a presença real de Jesus Cristo no sacramento da Eucaristia, pela mudança da substância do pão e do vinho na de seu corpo e de seu sangue.

Transudar – Verter, ressumar, transvasar, penetrar, introduzir-se, exsudar, revelar-se.

Traspassar - Passar além de; transpor, atravessar. Passar através de; penetrar. Furar de lado a lado. Pungir, ferir, alancear, contristar, afligir. Ceder ou vender a outrem. Exceder, ultrapassar. Copiar, transcrever, trasladar. Passar a outrem (o contrato de aluguel de um prédio). Ceder, transferir, alhear. Traduzir, verter, trasladar. Desmaiar, esmorecer. Morrer, finar-se. Transpassar. Trespassar.

Traulitada – Pancada, bordoada, cacetada.

Tredas – Em que há traição; falsas, traiçoeiras. [Lê-se trêdas.]

Tredo – Em que há traição; traiçoeiro. Falso, traiçoeiro.

Tremebundo – V. tremedor. Que faz tremer. Fig. Formidando, tremendo.

Tremedal – V. pântano. Fig. Degradação moral; torpeza. Bras. MA Bot. Vegetação flutuante que se alastra sobre grandes extensões de rios.

Trempe – Arco de ferro com três pés sobre o qual se põem panelas que vão ao fogo. [Sin., bras.: tripé.] Espécime de manilha2 (2) de três parceiros. Jangada de três paus. Fam. Conjunto de três pessoas reunidas para o mesmo objetivo ou por interesse comum. Bras. Prov. port. Conjunto de três pedras sobre o qual se assenta, ao fogo, a panela.

Trepanação – S. f. Cir. Ato ou efeito de trepanar: perfurar (osso) mediante uso de trépano (instrumento cirúrgico manual ou elétrico).

Trepidar – Tremer, estremecer; vibrar. Tremer com medo ou susto. Andar ou apoiar-se tremendo. Vacilar, hesitar, titubear. Ter ou causar trepidação. Vacilar, hesitar, titubear.

Trescalar – V. t. d. Emitir cheiro forte de. Lançar de si; exalar. V. int. Exalar cheiro forte; cheirar.

Tresmalhado - Fugido, desgarrado, transviado, esmadrigado

Tresvario – ato de tresvariar; estar fora de si; delírio.

Troglodita – Que vive debaixo da terra ou em cavernas. S. 2 g. 2. Pessoa que vive sob a terra. 3. Membro de comunidade pré-histórica que habitava em cavernas

TromboseCoagulação do sangue processada, durante a vida, dentro do aparelho circulatório e em extensão e localização variáveis.

Trompar – Dar encontrão ou esbarro em; encontroar, esbarrar; trompear.

Tronante – Que trona.

Tronar – Trovejar; troar, atroar. Exibir-se do alto, majestosamente. Estar como que em trono; dominar.

Tropismo – Biol. Reação de aproximação ou de afastamento do organismo em relação à fonte de um estímulo. Bot. Movimento de orientação realizado pela planta ou parte dela sob a ação de um estímulo exterior que opera unilateralmente.

Truanesco – Derivado de truão, momice, embuste, impostura.

Truísmo Verdade trivial, tão evidente que não é necessário ser enunciada.

Tuaregue – Etn. Indivíduo dos tuaregues, povo berbere, nômade, que se desloca entre o centro e o O. do deserto de Saara. Pertencente ou relativo aos tuaregues, ou à sua língua.

Tugir – V. int. 1. Falar baixinho. 2. Dar sinal de si. V. t. d. 3. Dizer em voz baixa; murmurar. [Defect., não conjugável nas f. em que ao g do radical, transformado em j, se seguir o, ou a.] [Sem tugir nem mugir: Sem dizer palavra.]

Túmido - Intumescente, inchado. Saliente, proeminente. Grosso, dilatado. Fig.: cheio de si, vaidoso, arrogante, orgulhoso. (A, 45)

Tuna - Vadiagem; ociosidade; vadiação. Grupo musical organizado por estudantes.

Tungstênio – Elemento de número atômico 74, metálico, branco, duro, quebradiço, usado em filamentos de lâmpadas de incandescência.

Turbamulta – Grande turba agitada; tropel, turbilhão. Grande ajuntamento de pessoas.

Turgidez – Estado de túrgido; intumescimento, inchação; turgência.

Túrgido – Dilatado, por conter grande porção de humores. Túmido, inchado, turgescente, intumescente.

Turíbulo – Vaso onde se queima incenso nos templos; incensório, incensário.

Turra – Pancada com a testa. Teima, birra, caturrice. Altercação, disputa, discussão. Bras. Indivíduo teimoso, pertinaz, turrão. Afric. Deprec. Designação dada pelos colonialistas aos combatentes nacionalistas. Às turras. Em contenda; em questiúnculas.

U (u)

Úbere – Mama de vaca ou de outra fêmea de animal. [Var.: ubre.] Adj. 2 g. Fecundo [Antôn.: estéril.]. Abundante, farto.

Úlcera - Solução de continuidade, aguda ou crônica, de uma superfície dérmica ou mucosa, e que é acompanhada de processo inflamatório; ulceração.

Ultramontanismo – Doutrina e política dos católicos franceses, e outros, que buscavam inspiração e apoio além dos montes, os Alpes, isto é, na Cúria Romana. Sistema dos que defendem a autoridade absoluta do Papa em matéria de fé e disciplina.

Ultramontano - Transmontano. Que ou aquele que é partidário do ultramontanismo.

Ultriz - Ultrice. Que vinga. Mulher vingadora; mulher que se vinga.

Umbroso – Que tem ou produz sombra; escuro, sombrio. 2. P. ext. Copado, frondoso.

Unção - Ato ou efeito de ungir. Sentimento de piedade religiosa. Doçura de expressão que comove. Maneira insinuante de dizer.

Univitelino – De um único óvulo, monozigótico.

Untuoso – Em que há unto ou gordura; gorduroso. Lubrificado, escorregadio. Fig.: Suave, macio, meigo, melífluo. Fig. Deprec.: Diz-se de quem tem gestos e atitudes bajuladoras, subservientes, e voz melíflua.

Urdidura – Ato ou efeito de urdir; urdimento, urdume, Enredo.

Uretra - Canal pelo qual a urina passa da bexiga para o exterior, e que, no homem, conduz o sêmen a ser eliminado.

V (vê)

Vágado – Vertigem: estado mórbido em que o indivíduo tem a impressão de que tudo gira em torno de si (vertigem objetiva), ou de que ele próprio está girando (vertigem subjetiva).

Valados – [Do lat. vallatu, 'entrincheirado', 'cercado', 'rodeado'.] S. m. 1. Vala pouco funda, guarnecida de tapume ou sebe, para defesa de propriedades rústicas; fosso. 2. Propriedade rústica cercada de vala (1). 3. Elevação de terra que limita propriedade rústica. 4. V. rego (1).

Valência - Validade; valimento, valor, legitimidade.

Valete – Figura das cartas de jogar que na maioria dos jogos vale menos que o rei e a dama, ou que, na cartomancia, representa homem novo; conde.

Valgo – Adj. Patol. Ort. Diz-se de membro, ou de segmento deste, que está voltado para fora por desvio de seu eixo. [Antôn.: varo.]

Valva – 1. Anat. Designação genérica de prega membranosa que, presente dentro de órgão oco, normalmente regula o fluxo, e evita o refluxo de matéria (sangue, urina, fezes, etc.) que transita no interior dele. 2. Válvula (4).

Válvula aórtica – Referente à artéria aorta.

Válvula mitral – Valva mitral: a que está situada entre a aurícula e o ventrículo esquerdos e que permite a passagem de sangue da primeira para o segundo.

Vanilóquio – Palavras vazias; arrazoado inútil.

Varão - Indivíduo do sexo masculino. Indivíduo adulto ou esforçado. Homem respeitável. (Feminino: virago, varoa, matrona.)

Varapau - Pau comprido; bordão; pessoa alta e magra.

Vasa – Espécie de lama fina e inconsistente, característica de certos fundos oceânicos. Lodo. Fig.: Degradação moral. As camadas viciosas, corrompidas, degradadas (duma sociedade).

Vascolejar – Agitar (um líquido em um vaso, ou um vaso que contenha um líquido). 2. Revolver, agitar. 3. Perturbar, turbar, inquietar, desassossegar.

Vaza – Conjunto de cartas jogadas pelos parceiros em cada lance ou vez, e que são recolhidas pelo ganhador. 2. Lavor ou feitio vazado ou escavado.

Vazão – Escoamento, saída, vazante. [Dar vazão a: atender, despachar; resolver, despachar.]

Velado – Coberto com véu; oculto. 2. Disfarçado, dissimulado. 3. Fot. Diz-se de filme negativo ou cópia que apresenta velatura (2). 4. Zool. Dotado de véu (4). 5. Bras. N.E. Diz-se do coco quando tem a amêndoa inteiramente solta da casca.

Velário – Toldo com que, na Antiguidade, se cobriam os circos e os teatros, para os defender da chuva.

Velocino – Pele de carneiro, ovelha ou cordeiro, com lã. 2. P. ext. Carneiro mitológico, de velo de ouro.

Velo – [Do lat. villu, 'pelo de animais, de panos'.] S. m. 1. Lã de carneiro, ovelha ou cordeiro. 2. Lã cardada. 3. Pele de uma rês. 4. A lã dessa pele.

Veludo – Tecido de seda, algodão ou lã, natural ou sintético, coberto de pelos cerrados, curtos e presos pelos fios da tela. P. ext. Objeto ou superfície macia.

Velutíneo – macio, aveludado.

Venal – Que pode ser vendido. Exposto à venda. Referente a venda. Fig.: Que se deixa peitar; subornável, corrupto.

Venefício – S. m. 1. Ato de preparar veneno para fins criminosos. 2. O crime de envenenar alguém.

Venéfico – Adj. 1. Respeitante a venefício. 2. V. venenoso (1).

Ventosa – Terap. Vaso cônico, de vidro ou metal, que, aplicado sobre a pele, depois de nele se ter rarefeito o ar, provoca efeito revulsivo e local. Zool. Sugadouro de certos animais aquáticos.

Ventrículo – 1. Anat. Cada uma das duas cavidades do coração, uma direita e outra esquerda, de grossas paredes musculares. Pela contração do ventrículo direito se injeta sangue na artéria pulmonar, e pela contração do esquerdo, na artéria aorta. 2. Anat. Designação comum a certas cavidades de alguns órgãos (laringe, glândula pineal, etc.) 3. Anat. Cada uma de quatro cavidades no âmago do encéfalo.

Verçudo – Que tem muitas folhas. 2. Cabeludo, peludo. 3. Trombudo, carrancudo. Peludo.

Vergastar – 1. Bater com vergasta em. 2. P. ext. Açoitar, fustigar, zurzir, varejar. 3. Gritar duramente contra; condenar com veemência; verberar, zurzir.

Vergéis – Pl. de vergel.

Vergel – [Do provenç. ant. vergier, pelo arc. virgeu, vergeu.] S. m. Jardim, pomar.

Vermina – Tudo o que corrói e destrói progressivamente.



1   ...   15   16   17   18   19   20   21   22   ...   28


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal