Diagnóstico micológico



Baixar 15.16 Kb.
Encontro18.09.2019
Tamanho15.16 Kb.

Microbiologia Médica 2006/2007

Aula Prática n.º 13

Diagnóstico micológico. Colheita de produtos biológicos; armazenamento e transporte.

Processamento de amostras. Exame directo: observação macroscópica e microscópica.

Exame cultural. Caracterização macroscópica e microscópica. Identificação e tipagem de isolados.


DIAGNÓSTICO MICOLÓGICO



OBJECTIVOS


  • Conhecer efeitos benéficos e prejudiciais dos fungos para o Homem.

  • Conhecer características morfológicas dos fungos (bolores e leveduras).

  • Conhecer os vários mecanismos de reprodução dos fungos (bolores e leveduras).

  • Conhecer características culturais dos fungos.

  • Conhecer os métodos laboratoriais usados para o estudo de bolores e leveduras.

  • Observar à lupa colónias de bolores e leveduras.

  • Executar a técnica de cultura em lâmina.

  • Observar ao microscópio óptico preparações de cultura em lâmina.

  • Conhecer características macroscópicas e microscópicas de alguns géneros de bolores e de leveduras.



TEXTO DE APOIO:


  • Diagnóstico micológico no laboratório: aspectos gerais.

  • Colheitas de produtos biológicos. Meios de cultura.

  • Exame directo e exame cultural. Observação macroscópica e microscópica.


Importância dos fungos como agentes da doença
Diagnóstico micológico
Colheita e transporte dos diversos produtos biológicos
– Micoses superficiais: pele, pelos e unhas.

– Micoses subcutâneas: lesões fechadas (aspiração), lesões abertas (zaragatoa), em abcessos, fístulas, etc.

– Micoses disseminadas: expectoração lavados brônquicos ou gástricos; sangue e medula óssea; líquidos cefalo-raquidiano, pleural e sinovial; urina e fezes; amostras de biópsia ou autópsia; amostras obtidas de úlceras da córnea, cavidade oral e do ouvido externo.

Exames microscópicos directos
- Uso de KOH ou NaCL e Lactofenol azul de algodão (LPCB)

- Uso de pancreatina ou N-acetil-cisteína (expectoração ou pus)



- Técnicas de coloração: Gram, Giemsa; LPCB, etc.

Exames culturais
- Todos os produtos biológicos devem ser semeados em meios de cultura independentemente de terem sido ou não sido observadas estruturas fúngicas nos exames directos.
- Entre outros usados: meio agar e caldo de Sabouraud, meio Mycobiótico, Mycosel ou outro (contém ciclohexamide e um antibacteriano), agar sangue, agar BH, meio para Dermatófitos, etc.
- Culturas a 36±1ºC e à temperatura ambiente (TA), períodos de incubação (24-48) horas até 4 semanas.

Critérios de identificação dos fungos
- Baseados fundamentalmente em aspectos morfológicos observados por macro e microscopia.
- Culturas em lâmina ou "slide-cultures" (fungos filamentosos).
- Fungos unicelulares (leveduras): formação de tubos germinativos (género Candida), provas de assimilação de carbohidratos (provas clássicas e provas miniaturizadas)




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal