Departamento de patologia disciplina de patologia bucal



Baixar 255.49 Kb.
Encontro21.10.2017
Tamanho255.49 Kb.





SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA

DISCIPLINA DE PATOLOGIA BUCAL

CÓDIGO E NOME DA DISCIPLINA:

PTL 7003 - Patologia Bucal



DEPARTAMENTO:

PTL - Patologia



FASE:

4a.



CARGA HORÁRIA:

07hs/aula; total: 126hs/aula no semestre



PROFESSORES DA DISCIPLINA:

Dra Liliane Janete Grando, Dra Elena Riet Correa Rivero, Dr. Filipe Modolo Siqueira e Dr. Felipe Perozzo Daltoé



EQUIVALÊNCIAS:

PTL 5107



HORÁRIO:

Aulas teóricas:

3as feiras, das 13:30 às 14:20 hs, sala 909, CCS;

6as feiras, das 13:30 às 16:20 hs, sala 911, CCS.

Aulas práticas:

Turma A: 5as f, 14:20 às 17:00 hs, local: Laboratório de microscopia do curso de Odontologia;

Turma B: 2as f, 14:20às 17:00 hs, local: Laboratório de microscopia do curso de Odontologia;

Turma C: 4as f, 08:20 às 11:00 hs, local: Laboratório de microscopia do curso de Odontologia.;



Em função de possíveis feriados nestes dias, as aulas deverão ser repostas em horário a ser combinado.

NATUREZA:

Teórico-prática, com estudo de lâminas histopatológicas.



EIXO TEMÁTICO:

Multidisciplinar



PRÉ-REQUISITOS:

PTL 7002 – Patologia Geral

MOR 5106 - Histologia Buco-Dental


LOCAL:

Aulas teóricas: Salas 909 e 911



Aulas práticas: Laboratório de microscopia do curso de Odontologia

OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA:

Capacitar o aluno de odontologia para o diagnóstico das doenças inerentes à boca, abordando os aspectos histopatológicos das diversas doenças, bem como sua etiologia, evolução, fisiopatologia e características clínico-radiográficas de interesse para auxiliar no diagnóstico histopatológico, além de contribuir para formação integral do aluno, estimulando as reações, a iniciativa e a responsabilidade, com vistas a ajustá-lo ao perfil de um profissional de Odontologia competente ética, técnica e cientificamente.

EMENTA:


Injúrias físicas e químicas da mucosa bucal. Doenças dos tecidos periodontais. Principais processos de destruição dos tecidos dentais duros: Erosão Dental e Cárie Dental. Pulpopatias e Periapicopatias. Cistos e tumores odontogênicos. Cistos não-odontogênicos e pseudocistos. Doenças ósseas neoplásicas e não neoplásicas. Tumores de tecidos moles bucais. Doenças epiteliais: lesões precursoras do câncer de boca e carcinoma epidermóide. Outras neoplasias malignas de interesse odontológico. Infecções de origem bacteriana, viral, fúngica e protozoária de interesse odontológico. Doenças imunomediadas da mucosa bucal. Doenças das glândulas salivares. Infecção pelo HIV e suas manifestações de interesse odontológico.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES GERAIS DOS ACADÊMICOS:

  • Os acadêmicos devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, diagnóstico precoce e promoção de saúde em pacientes de risco ao desenvolvimento de doenças bucais e do complexo maxilo-mandibular;

  • Os acadêmicos devem ter conhecimento dos aspectos histopatológicos das diversas doenças bucais e do complexo maxilo-mandibular, bem como o entendimento com relação a sua etiologia, evolução e fisiopatologia.

  • Os acadêmicos devem estar aptos ao diagnóstico clínico, imaginológicos e histopatológico de doenças bucais e do complexo maxilo-mandibular;

  • Os acadêmicos devem estar aptos a estabelecer prognósticos de doenças bucais e do complexo maxilo-mandibular bem como propor tratamentos e reabilitação de pacientes portadores de tais doenças;

  • Os acadêmicos devem estar habilitados a utilização de expressões e termos técnicos adequados, de acordo com as normas do Português, respeitando parâmetros de ética e confidencialidade;

  • Os acadêmicos devem estar preparados para aprender de maneira contínua, buscando informações em meios confiáveis de divulgação científica.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ESPECÍFICAS DOS ACADÊMICOS:

  • Os acadêmicos deverão estar aptos a realização de leitura de lâminas histopatológicas de doenças bucais e do complexo maxilo-mandibular;

  • Inter-relacionar dados clínicos, imaginológicos e histopatológicos, estudados nas disciplinas de Patologia Geral, Histologia Buco-Dental, Estomatologia, Radiologia, Terapêutica, Cirurgia, bem como em demais disciplinas afins à área do diagnóstico bucal;

  • Estar aptos a indicar a realização de biópsias incisionais e excisionais de doenças bucais e do complexo maxilo-mandibular, bem como reconhecer os métodos de processamento laboratorial do material biopsiado.

ELEMENTOS INTEGRADOS DO PLANO

OBJETIVOS POR UNIDADE

CONTEÚDOS


CARGA HORÁRIA

Unidade I:

Métodos de diagnóstico em Patologia



  • Introdução ao diagnóstico bucal.

  • Conhecer os métodos clínicos e laboratoriais de diagnóstico em Patologia.

  • CONTEÚDO: Biópsia; Citologia Esfoliativa e Cell Block. Processamento histológico de rotina.


06

Unidade II:

Principais processos de destruição dentária



  • Conhecer os diferentes processos de destruição dentária.

  • CONTEÚDO: Cárie Dental; Erosão Dental; Perda da estrutura dentária após o desenvolvimento (Atrição e Abrasão).

10

Unidade III:

Pulpopatias



  • Identificar as pulpopatias e suas possíveis implicações.

  • CONTEÚDO: Pulpite aguda; Pulpite crônica; Pulpite hiperplásica e Calcificações pulpares.

06

Unidade IV:

Periapicopatias



  • Identificar as periapicopatias agudas e crônicas e suas possíveis implicações.

  • CONTEÚDO: Pericementite; Abscessos periapicais; Granuloma periapical; Cisto radicular e Celulite facial.

10

Unidade V:

Cistos e pseudocistos da cavidade bucal



  • Conhecer a etiopatogênese dos cistos e pseudocistos que acometem dos ossos maxilares e tecidos moles da cavidade bucal;

  • Conhecer os principais cistos e pseudocistos que acometem dos ossos maxilares e tecidos moles da cavidade bucal;

  • Distinguir os cistos entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Relacionar os aspectos clínicos e radiográficos dessas entidades com suas características histopatológicas;

  • Conhecer o comportamento biológico dos cistos, com vistas ao tratamento, prognóstico e proservação.

  • CONTEÚDO: Cistos Odontogênicos (Cistos Radiculares; Cisto Residual, Cisto Paradental; Cisto Dentígero; Cisto de Erupção; Cisto Odontogênico Ortoceratinizado; Cisto Periodontal Lateral); Cistos intraósseos (Cisto do Ducto Nasopalatino); Pseudocistos (Cisto Ósseo Aneurismático; Cisto Ósseo Simples – Traumático; Defeito Ósseo de Stafne); Cistos de Tecidos Moles (Cistos do recém-nascido; Cisto Nasolabial; Cisto Epidermóide / Dermóide; Cisto do Ducto Tireoglosso; Cisto Linfoepitelial).

10

Unidade VI:

Tumores benignos dos maxilares



  • Conhecer a etiopatogênese dos tumores benignos odontogênicos e não odontogênicos dos maxilares;

  • Conhecer os principais tumores benignos dos maxilares;

  • Distinguir os tumores entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Relacionar os aspectos clínicos e radiográficos dessas entidades com suas características histopatológicas;

  • Conhecer o comportamento biológico dos tumores, com vistas ao tratamento, prognóstico e proservação.

  • CONTEÚDO: Tumores Odontogênicos (Ameloblastoma; Tumor Odontogênico Ceratocístico; Tumor Odontogênico Epitelial Calcificante ou Tumor de Pindborg; Tumor Odontogênico Cístico Calcificante ou Cisto de Gorlin; Tumor Odontogênico Adenomatóide; Fibroma Ameloblástico; Fibro-Odontoma Ameloblástico; Odontoma; Mixoma Odontogênico; Cementoblastoma Benigno). Tumores não odontogênicos: Lesões de Células Gigantes e Osteoma.

10

Unidade VII:

Tumores de tecido mole




  • Conhecer a etiopatogênese dos tumores de tecido mole da cavidade bucal;

  • Conhecer os principais tumores de tecido mole da cavidade bucal;

  • Distinguir os tumores entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Relacionar os aspectos clínicos e radiográficos dessas entidades com suas características histopatológicas;

  • Conhecer o comportamento biológico dos tumores, com vistas ao tratamento, prognóstico e proservação.

  • CONTEÚDO: Fibroma Traumático, Hiperplasia Fibrosa Inflamatória; Hiperplasia Gengival Induzida por Medicamentos; Fibromatoses Gengivais Granuloma Piogênico; Lesão Periférica de Células Gigantes; Fibroma Ossificante Periférico; Neoplasias Benignas (Lipoma; Neurofibroma; Tumor de Células Granulares; Hemangioma; Linfangioma).


10

Unidade VIII:

Doenças Infecciosas




  • Conhecer a etiopatogênese das principais doenças infecciosas da cavidade bucal;

  • Conhecer as principais doenças infecciosas de natureza local ou sistêmica manifestadas na cavidade bucal;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Relacionar os aspectos clínicos dessas entidades com suas características histopatológicas;

  • Conhecer o comportamento biológico das doenças infecciosas, com vistas ao tratamento, prognóstico.

  • CONTEÚDO: Infecções Bacterianas (Sífilis; Tuberculose; Actinomicose); Infecções Fúngicas (Candidíases; Paracoccidioidomicose; Histoplamose); Infecções Virais (Herpes Simples; Herpes Zoster; Citomegalovírus; Epstein Barr Vírus; Vírus do Papiloma Humano)

10

Unidade IX:

Doenças epiteliais




  • Conhecer a etiopatogênese das principais lesões cancerizáveis e do câncer da cavidade bucal;

  • Conhecer as principais lesões cancerizáveis e o carcinoma epidermóide de boca;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Relacionar os aspectos clínicos dessas entidades com suas características histopatológicas;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais lesões cancerizáveis e do câncer da cavidade bucal, com vistas ao tratamento, prognóstico.

  • Sequelas do tratamento oncológico: seqüelas cirúrgicas e de radio e quimioterapia.

  • CONTEÚDO: Estomatite Nicotínica; Queilite Actínica; Leucoplasia; Eritroplasia; Carcinoma Epidermóide; Carcinoma Verrucoso; Carcinoma Basocelular; Ceratoacantoma.

18

Unidade X:

Lesões Fibro-ósseas



  • Conhecer a etiopatogênese das principais lesões fibro-ósseas dos maxilares;

  • Conhecer as principais lesões fibro-ósseas dos maxilares;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Relacionar os aspectos clínicos e radiográficos dessas entidades com suas características histopatológicas;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais lesões fibro-ósseas dos maxilares com vistas ao tratamento e prognóstico.

  • CONTEÚDO: Fibroma ossificante central; Displasia fibrosa e Displasias ósseas.

07

Unidade XI:

Osteomielites dos Maxilares



  • Conhecer a etiopatogênese das principais osteomielites dos maxilares;

  • Conhecer as principais osteomielites dos maxilares;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais osteomielites dos maxilares com vistas ao tratamento e prognóstico.

  • CONTEÚDO: Osteomielite com periostite proliferativa; Osteomielite crônica esclerosante focal; Osteomielites supurativas aguda, crônica e crônica agudizada; Osteomielites induzidas por medicamentos e Osteorradionecrose.

07

Unidade XII:

Doenças imunomediadas




  • Conhecer a etiopatogênese das principais doenças imunomediadas da mucosa bucal;

  • Conhecer as principais doenças imunomediadas da mucosa bucal;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais doenças imunomediadas da mucosa bucal com vistas ao tratamento e prognóstico;

  • Relacionar as doenças bucais com as alterações dermatológicas.

  • CONTEÚDO: UARs – Úlceras Aftosas Recorrentes; Líquen Plano Bucal; Pênfigo e Penfigóide; Eritema Multiforme; Lupus Eritematoso e Psoríase;




10

Unidade XIII:

Doenças das glândulas salivares




  • Conhecer a etiopatogênese das principais doenças das glândulas salivares;

  • Conhecer as principais doenças das glândulas salivares;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais das doenças das glândulas salivares com vistas ao tratamento e prognóstico;

  • CONTEÚDO: Mucocele e Rânula; Cisto de Retenção de Muco; Sialolitíase; Sialoadenite; Síndrome de Sjögren; Tumores das glândulas salivares (Adenoma pleomórfico; Tumor de Warthin; Carcinoma mucoepidermóide; Carcinoma Ex-Adenoma Pleomórfico; Carcinoma Adenóide Cístico; Adenocarcinoma Polimorfo de Baixo Grau de Malignidade)

06

Unidade XIV:

Lesões pigmentadas



  • Conhecer a etiopatogênese das principais doenças pigmentadas da mucosa bucal;

  • Conhecer as principais doenças pigmentadas da mucosa bucal;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais doenças pigmentadas da mucosa bucal com vistas ao tratamento e prognóstico;

  • CONTEÚDO: Mácula melanótica bucal, Melanose do fumante, Melanose racial, Melanose medicamentosa, Nevo melanocítico, Melanoma, tatuagem por amálgama e outras pigmentações exógenas.

06

Unidade XV:

Neoplasias malignas dos maxilares



  • Conhecer a etiopatogênese das principais neoplasias malignas dos maxilares;

  • Conhecer as principais neoplasias malignas dos maxilares;

  • Distinguir as doenças entre si e entre outras doenças de características semelhantes;

  • Conhecer o comportamento biológico das principais neoplasias malignas dos maxilares com vistas ao tratamento e prognóstico;

  • CONTEÚDO: Osteossarcoma; Condrossarcoma; Sarcoma de Ewing; Linfoma de Burkitt; Tumores Metastáticos dos Maxilares.

06

BIBLIOGRAFIA BÁSICA DA DISCIPLINA:

Juntamente com as Disciplinas de Estomatologia e Radiologia, optamos pela escolha do livro texto a seguir, o qual será utilizado pelas 3 disciplinas afins:



NEVILLE, B.W., DAMM, D.D., ALLEN, C.M., BOUQUOT, J.E. PATOLOGIA ORAL E MAXILOFACIAL. Elsevier: Rio de Janeiro, 2009.969 p.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR:

BARNES L, EVESON JW, REICHARD P, SIDRANSKY D. Genética e Patologia dos Tumores de Cabeça e Pescoço. Ed Santos: São Paulo: 2009. 428p.

CAWSON, RA, BINNIE, WH, EVENSON, JW. Atlas colorido de enfermidades da boca – Correlações clínicas e patológicas. Artes Médicas, 1997.

REGEZI JA, SCIUBBA JJ, JORDAN, RCK. Patologia Bucal: Correlações Clinicopatológicas. 5ª ed.: Guanabara Koogan: Rio de Janeiro, 2008. 417p.

REGEZI JA, SCIUBBA JJ, POGREL MA. Atlas de Patologia Oral e Maxilofacial. 1ª ed. Guanabara Koogan: Rio de Janeiro, 2002. 184p.

SILVERMAN, S, EVERSOLE, LR, TRUELOVE, EL. Fundamentos de Medicina Oral. Guanabara Koogan: Rio de Janeiro, 2004. 384 p.

LITTLE JW, FALACE DA, MILLER CS, RHODUS NL. Manejo Odontológico do paciente clinicamente comprometido. 7 ed. Elsevier: Rio de Janeiro, 2009.688p.

BRUCH JM, TREISTER NS. Clinical Oral Medicine and Pathology. (LIVRO ELETRÔNICO DISPONÍVEL NA PÁGINA ELETRÔNICA DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA DA UFSC)




ESTRATÉGIAS:

A) METODOLOGIA DE ENSINO / DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA:

Serão utilizadas aulas expositivas; projeção e discussão de casos clínicos; demonstração, interpretação, estudo e desenhos de lâminas histopatológicas; discussão das avaliações teóricas.

O material de estudo (planos de aulas, artigos científicos e outras fontes bibliográficas recomendadas) será disponibilizado na página eletrônica (website) do MOODLE da Disciplina.

Considerações importantes:

O horário de início da aula será rigorosamente obedecido

Chamadas serão efetuadas após cada intervalo de aula.

A interrupção das explicações, para observações e perguntas, será permitida e desejada, desde que com objetivos técnico-científicos.

É proibido fumar, comer e beber durante as aulas teóricas e práticas.

Telefones celulares deverão permanecer desligados durante todo o período das aulas.

Eventualmente, por questões técnicas e de cronograma da UFSC, o local e o período das aulas teóricas e práticas poderá ser mudado, desde que comunicado previamente ao grupo ou ao representante de turma, em tempo hábil.
B) FREQUÊNCIA:

De acordo com o previsto na Resolução no. 017/CUn/97, de 30/09/1997, que regulamenta os Cursos de Graduação da UFSC, na seção I, artigos 69 a 74 que reza sobre a Frequência e Aproveitamento do aluno:

- § 2º é “obrigatória a frequência às atividades correspondentes a cada disciplina, ficando nela reprovado o aluno que não comparecer, no mínimo, a 75% (setenta e cinco por cento) das mesmas”.

- § 3º “...professor registrará a frequência, para cada aula, em formulário próprio...”



- § 4º “...cabe ao aluno acompanhar, junto a cada professor, o registro da sua frequência às aulas”.
C) AVALIAÇÃO TEÓRICA:

Cada aluno será avaliado individualmente por meio de 02 (DUAS) provas teóricas, com conteúdo cumulativo, em datas pré-estabelecidas pela Disciplina no início do semestre.



AS AVALIAÇÕES TEÓRICAS TERÃO PESO 7 (SETE) NUM TOTAL DE 10 (DEZ) PONTOS, CORRESPONDENDO A 70% NA COMPOSIÇÃO DA MÉDIA DO ALUNO NAQUELE SEMESTRE.

Eventualmente, por questões técnicas, o local e o horário das avaliações teóricas poderão ser mudados, desde que comunicado previamente ao grupo ou ao representante de turma, em tempo hábil.


Considerações importantes:

As questões das provas deverão ser respondidas com uso de caneta azul ou preta.

Questões respondidas a lápis não serão corrigidas e, consequentemente, receberão nota 0,0 (zero).

A interpretação das questões faz parte da prova.

Os alunos devem se expressar na língua portuguesa oficial, culta, utilizando termos técnicos adequados.

Nenhum aluno poderá dar entrada ao ambiente da avaliação após a saída de outro aluno.

Não será permitido ao aluno ausentar-se da sala durante o desenvolvimento da avaliação. Em casos de urgência, um dos professores da Disciplina acompanhará o aluno durante o tempo que for julgado necessário para resolução da mesma.

Os três últimos alunos deverão permanecer em sala até o término de todas as avaliações, dentro do limite de tempo estipulado (duas horas e trinta minutos para as avaliações formais, vinte minutos para as avaliações rápidas).

Não será permitido o uso de bonés ou qualquer tipo de chapéu durante as avaliações.

LEIA ATENTAMENTE O ITEM NOVA AVALIAÇÃO
D) AVALIAÇÃO PRÁTICA:

A avaliação prática será feita por critérios subjetivos e objetivos aplicados durante as atividades em sala de aula. Entre os critérios objetivos encontram-se a avaliação de laudos de lâminas histológicas, apresentação de casos clínicos, testes realizados em sala de aula e 1 prova prática realizada no final do semestre.

A DISCIPLINA SOLICITA QUE OS ALUNOS TRAGAM O PRINCIPAL LIVRO TEXTO INDICADO (NEVILLE, B.W., DAMM, D.D., ALLEN, C.M., BOUQUOT, J.E. PATOLOGIA ORAL E MAXILOFACIAL. Elsevier: Rio de Janeiro, 2009.969 p) PARA UTILIZAÇAO NAS AULAS PRÁTICAS.
A PRIMEIRA NOTA PRÁTICA será obtida por meio das avaliações subjetivas e objetivas realizadas durante as aulas práticas.

A SEGUNDA NOTA PRÁTICA será obtida por meio das avaliações subjetivas e objetivas realizadas durante as aulas práticas e UMA PROVA PRÁTICA.

A MÉDIA DAS NOTAS DAS ATIVIDADES PRÁTICAS DO PERÍODO TERÁ PESO 3 (TRÊS) NUM TOTAL DE 10 (DEZ) PONTOS, CORRESPONDENDO A 30% NA COMPOSIÇÃO DA MÉDIA DO ALUNO NAQUELE SEMESTRE.

As notas das avaliações práticas serão publicadas juntamente com as notas das respectivas avaliações teóricas.

Avaliações práticas não poderão ser repetidas e o aluno que faltar a uma atividade prática sem justificativa médica ou jurídica receberá nota 0,00 (zero) naquele dia.
Considerações importantes:


  1. A nota mínima do semestre para aprovação é 6,0 (seis).

  2. A frequência mínima para aprovação é de 75% do total de aulas.

  3. AS NOTAS FINAIS E DEFINITIVAS serão arredondadas APÓS A REVISÃO DAS MESMAS, utilizando-se o sistema de arredondamento preconizado pela UFSC. Ex: Nota 5,70 será publicada como 5,5; nota 5,75 será publicada como 6,0.

  4. Os alunos terão o direito de solicitar revisão das PROVAS TEÓRICAS E DA PROVA PRÁTICA, MEDIANTE PREENCHIMENTO DE REQUERIMENTO próprio, utilizado pelo departamento de patologia, no período de até 48hs após a publicação das referidas notas, de acordo com a resolução nº 017/Cun/97.

  5. NÃO CABERÁ SOLICITAÇÃO DE REVISÃO DAS AVALIAÇÕES SUBJETIVAS.

  6. Casos omissos serão resolvidos mediante observância da legislação vigente na UFSC.


E) AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO:

O aluno com frequência suficiente (FS) e média das notas FINAIS de avaliações do semestre entre 3,0 (três) e 5,5 (cinco vírgula cinco) terá direito a uma nova avaliação no final do semestre. A nota final do aluno será calculada por meio da média aritmética entre a média das notas das avaliações parciais obtidas durante o semestre e a nota obtida na avaliação de recuperação, seguindo a resolução nº 017/Cun/97. Essa avaliação terá conteúdo cumulativo, e será executada em datas pré-estabelecidas pela Disciplina no início do semestre.




AVALIAÇÕES AO LONGO DO SEMESTRE

CÁLCULO DA MÉDIA PARCIAL

CALCULO DA MÉDIA FINAL

NOTA FINAL DO SEMESTRE

1ª nota teórica (70% da nota)

1ª AVALIAÇÃO DO SEMESTRE


MEDIA ARITMÉTICA DAS DUAS AVALIAÇÕES DO SEMESTRE

Caso o aluno obtenha nota entre 3,0 e 5,5 (e frequência de 75%), ele terá direito a PROVA DE RECUPERAÇÃO.



MEDIA ARITMÉTICA DA MÉDIA DO SEMESTRE E DA NOTA DA PROVA DE RECUPERAÇÃO.


1ª nota prática: Atividades desenvolvidas nas aulas práticas (30% da nota)

2ª nota teórica (70% da nota)

2ª AVALIAÇÃO DO SEMESTRE


2ª nota prática


Prova prática (15% da nota)

Atividades desenvolvidas nas aulas práticas (15% da nota)


F) NOVA AVALIAÇÃO:

No caso de impossibilidade da realização da(s) avaliação(ões) teórica(s) na(s) data(s) previamente estabelecida(s), o aluno deverá justificar sua impossibilidade POR ESCRITO, em documento encaminhado à Disciplina de Patologia Bucal e devidamente protocolado no Departamento de Patologia. Tal documento terá seu mérito analisado pelos professores da Disciplina e, se necessário, o caso será levado para discussão junto ao colegiado do Departamento de Patologia e/ou do Curso de Graduação em Odontologia, que irão deferir ou não a solicitação realizada pelo aluno. Em caso de deferimento, a data e o horário para realização da(s) PROVA(S) DE SEGUNDA CHAMADA está prevista no cronograma e será realizada posteriormente a realização da terceira avaliação teórica.



Casos omissos serão resolvidos mediante observância da legislação vigente na UFSC.








CRONOGRAMA

Data

Aula

Dia

Turmas

Conteúdo Programático

Nome do Professor

10/08

Prática

2a

B

Aula prática de técnicas em patologia cirúrgica

Prof Filipe / Liliane / Elena

11/08

Teórica

3a

A+B+C

Apresentação das normas da disciplina

Todos

12/08

Prática

4a

C

Aula prática de técnicas em patologia cirúrgica

Prof Filipe / Daltoé / Elena

13/08

Prática

5a

A

Aula prática de técnicas em patologia cirúrgica

Prof Filipe / Liliane / Daltoé

14/08

Teórica

6a

A+B+C

Histopatologia da doença cárie e erosão dental

Profa Liliane

17/08

Prática

2a

B

Aula prática de macroscopia e técnica histológica

Prof Daltoé / Liliane / Filipe

18/08

Teórica

3a

A+B+C

Etiologia e classificação das pulpites

Prof Elena

19/08

Prática

4a

C

Aula prática de macroscopia e técnica histológica

Prof Daltoé / Liliane / Elena

20/08

Prática

5a

A

Aula prática de macroscopia e técnica histológica

Prof Daltoé / Elena / Filipe

21/08

Teórica



A+B+C

Pulpites agudas e crônicas

Prof Elena

24/08

Prática

2a

B

Cárie e erosão dental

Prof Liliane / Filipe / Elena

25/08

Teórica



A+B+C

Periapicopatias Agudas

Prof Filipe

26/08

Prática

4a

C

Cárie e erosão dental

Profa Liliane / Elena / Daltoé

27/08

Prática

5a

A

Cárie e erosão dental

Profa Liliane / Daltoé / Filipe

28/08

Teórica

6a

A+B+C

Periapicopatias Crônicas

Profa Filipe



31/08

Prática

2a

B

Periapicopatias agudas

Prof Filipe / Liliane / Elena

01/09

Teórica

3a

A+B+C

Cistos odontogênicos, não-odontogênicos e Pseudocistos

Prof Elena

02/09

Prática

4a

C

Periapicopatias agudas

Prof Filipe / Elena / Daltoé

03/09

Prática

5a

A

Periapicopatias agudas

Prof Filipe / Daltoé / Liliane

04/09

Teórica

6a

A+B+C

Cistos odontogênicos, não-odontogênicos e Pseudocistos

Prof Elena

07/09

Prática

2a

B

FERIADO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL. Repor aula prática de Periapicopatias Crônicas

Prof Filipe / Liliane / Elena

08/09

Teórica

3a

A+B+C

Tumores Odontogênicos e não Odontogênicos dos Maxilares

Prof Daltoé

09/09

Prática

4a

C

Periapicopatias Crônicas

Prof Filipe / Elena / Daltoé

10/09

Prática

5a

A

Periapicopatias Crônicas

Prof Filipe / Daltoé / Liliane

11/09

Teórica

6a

A+B+C

Tumores Odontogênicos e não Odontogênicos dos Maxilares

Prof Daltoé

14/09

Prática

2a

B

Cistos Odontogênicos e não-odontogênicos

Prof Elena / Liliane / Filipe

15/09

Teórica

3a

A+B+C

Tumores de tecido moles I

Prof Liliane

16/09

Prática

4a

C

Cistos Odontogênicos e não-odontogênicos

Prof Elena / Daltoé / Liliane

17/09

Prática

5a

A

Cistos Odontogênicos e não-odontogênicos

Prof Elena / Filipe / Daltoé

18/09

Teórica

6a

A+B+C

Tumores de tecido moles II

Prof Liliane



21/09

Prática

2a

B

Tumores odontogênicos e não odontogênicos dos maxilares

Prof Daltoé / Liliane / Filipe

22/09

Teórica

3a

A+B+C

Doenças infecciosas I

Profa Elena

23/09

Prática

4a

C

Tumores odontogênicos e não odontogênicos dos maxilares

Prof Daltoé / Elena / Liliane

24/09

Prática

5a

A

Tumores odontogênicos e não odontogênicos dos maxilares

Prof Daltoé / Filipe / Elena

25/09

Teórica

6a

A+B+C

Doenças infecciosas II

Profa Elena

28/09

Prática

2a

B

Tumores de tecidos moles

Prof Liliane / Filipe / Elena

29/09

Teórica

3a

A+B+C

Revisão de conteúdo programático

Todos

30/10

Prática

4a

C

Tumores de tecidos moles

Prof Liliane / Elena / Daltoé

01/10

Prática

5a

A

Tumores de tecidos moles

Prof Liliane / Daltoé / Filipe

02/10

Teórica

6a

A+B+C

1ª PRIMEIRA AVALIAÇÃO TEÓRICA

Todos

05/10

Prática

2a

B

FIXAÇAO DO APRENDIZADO

Todos

06/10

Teórica

3a

A+B+C

Fatores Etiológicos do câncer de boca

Prof Elena

07/10

Prática

4a

C

FIXAÇAO DO APRENDIZADO

Todos

08/10

Prática

5a

A

FIXAÇAO DO APRENDIZADO

Todos

09/10

Teórica

6a

A+B+C

Doenças Epiteliais I

Prof Elena




12/10

Prática

2a

B

FERIADO DE NOSSA SENHORA APARECIDA. Repor aula prática de Doenças infecciosas

Prof Elena / Liliane / Filipe

13/10

Teórica

3a

A+B+C

Doenças Epiteliais II

Prof Liliane

14/10

Prática

4a

C

Doenças infecciosas

Prof Elena / Liliane / Daltoé

15/10

Prática

5a

A

Doenças infecciosas

Prof Elena / Daltoé / Filipe

16/10

Teórica

6a

A+B+C

Doenças Epiteliais II

Prof Liliane

19/10

Prática

2a

B

Doenças Epiteliais I

Prof Elena / Liliane / Filipe

20/10

Teórica

3a

A+B+C

Estomatodermatopatologia I

Prof Liliane

21/10

Pratica

4a

C

Doenças Epiteliais I

Prof Elena / Liliane / Daltoé

22/10

Pratica

5a

A

Doenças Epiteliais I

Prof Elena / Filipe / Daltoé

23/10

Teórica

6a

A+B+C

Estomatodermatopatologia II

Prof Liliane

26/10

Prática

2a

B

Doenças Epiteliais II

Prof Liliane / Elena / Filipe

27/10

Teórica

3a

A+B+C

Lesões pigmentadas da mucosa e melanoma

Prof Filipe

28/10

Prática

4a

C

FERIADO DO DIA DO FUNCIONÁRIO PÚBLICO. Repor aula prática de Doenças Epiteliais II

Prof Liliane / Elena / Daltoé

29/10

Prática

5a

A

Doenças Epiteliais II

Prof Liliane / Filipe / Daltoé

30/10

Teórica

6a

A+B+C

Doenças das Glândulas Salivares

Prof Daltoé



02/11

Prática

2a

B

FERIADO DE FINADOS. Repor aula prática de Estomatodermatopatologia e Doenças da glândulas salivares

Prof Liliane / Daltoé / Filipe

03/11

Teórica

3a

A+B+C

Lesões fibro-ósseas dos maxilares

Prof Filipe

04/11

Pratica

4a

C

Estomatodermatopatologia e Doenças das glândulas salivares

Prof Liliane / Daltoé / Elena

05/11

Pratica

5a

A

Estomatodermatopatologia e Doenças das glândulas salivares

Prof Liliane / Daltoé / Filipe

06/11

Teórica

6a

A+B+C

Osteomielites dos maxilares

Prof Filipe

09/11

Prática

2a

B

Lesões fibro-ósseas e osteomielites dos maxilares

Prof Filipe / Liliane / Elena /

10/11

Teórica

3a

A+B+C

Carcinoma basocelular

Prof Daltoé

11/11

Pratica

4a

C

Lesões fibro-ósseas e osteomielites dos maxilares

Prof Liliane / Elena / Daltoé

12/11

Pratica

5a

A

Lesões fibro-ósseas e osteomielites dos maxilares

Prof Liliane / Liliane / Filipe

13/11

Teórica

6a

A+B+C

Neoplasias malignas dos maxilares

Prof Daltoé

16/11

Prática

2a

B

Revisão das lâminas para a prova prática

Todos

17/11

Teórica

3a

A+B+C

REVISÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Todos

18/11

Pratica

4a

C

Revisão das lâminas para a prova prática

Todos

19/11

Pratica

5a

A

Revisão das lâminas para a prova prática

Todos

20/11

Teórica

6a

A+B+C

SEGUNDA AVALIAÇÃO TEORICA – CUMULATIVA

Todos


23/11

Prática

2a

B

AVALIAÇAO PRÁTICA

Todos

24/11

Teórica

3a

A+B+C

PROVAS DE SEGUNDA CHAMADA

Todos

25/11

Pratica

4a

C

AVALIAÇAO PRÁTICA

Todos

26/11

Pratica

5a

A

AVALIAÇAO PRÁTICA

Todos

01/12

Teórica

3a

A+B+C

VISTAS DE PROVAS

Todos

04/12

Teórica

6a

A+B+C

AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO

Todos

12/12




SAB

A+B+C

Término do semestre letivo

Todos

15/12




3a

A+B+C

Prazo final para entrega das notas

Todos


Total: 17 semanas de aula

______________________ ____________________________ ____________________________ __________________________



Profa. Dra. Liliane J. Grando Profa. Dra. Elena Riet Correa Rivero Prof. Dr. Filipe Modolo Siqueira Prof. Dr. Felipe Perozzo Daltoé

Aprovado na Reunião do Colegiado do PTL em ___/___/_____



__________________________________

Ass. Chefe do Departamento




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal