Departamento de Clínica Médica



Baixar 10.02 Kb.
Encontro04.07.2018
Tamanho10.02 Kb.



FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO

Departamento de Clínica Médica

REUNIÃO CIENTÍFICA



2017 Número 17


09/08/2017 Horário: 11h00 Local: Sala 640 – Departamento de Clínica Médica
Título: Fatores preditivos da extensão subclínica e do número de fases da cirurgia micrográfica de Mohs no carcinoma basocelular

Pós-graduando: Bruno de Carvalho Fantini

Orientadora: Profa. Dra. Cacilda da Silva Souza




Introdução: O carcinoma basocelular (CBC) é o tipo mais comum de câncer da pele na população mundial. A elevada prevalência do acometimento da face determina elevada morbidade, a despeito da baixa taxa de mortalidade. Localização, dimensão, subtipo histológico, recidiva e delimitação imprecisa relacionam-se ao risco de invasão e destruição local, sendo critérios de indicação da cirurgia micrográfica de Mohs (CMM), que consiste em padrão ouro para tratamento do CBC, por suas elevadas taxas de cura e preservação de tecido sadio.

Objetivos: Identificar fatores preditivos da extensão subclínica e do número de fases da CMM para o CBC, e analisar o emprego da imuno-histoquímica (IHQ) no auxílio da CMM.

Casuística e métodos: Amostra de 101 casos de CBC excisados por CMM, delimitados previamente por dermatoscopia, foi analisada quanto ao perfil demográfico, características e possíveis relações entre as variáveis determinantes do risco para realização de duas ou mais e três ou mais fases na CMM. Marcação por IHQ dos anticorpos Ber-EP4, MNF-116, E-Caderina e VGEF foi realizada em onze casos de diferentes subtipos do CBC. Resultados: Na amostra, com 49,5% de tumores recidivados, predominou o sexo feminino (58,4%), com idade média de 60,2 anos e a localização no segmento cefálico, sendo 52,5% destes na região nasal. O subtipo histológico de alto risco foi observado em 69,3% da amostra geral, sendo 74% entre os recidivados e 64,7% entre os primários. Em 46,5%, evidenciou-se mais de um tipo histológico, coexistindo baixo e alto risco em 33,7%; expressiva maioria (97%) das amostras apresentou mais de um critério para indicação de CMM, predominando a localização como o mais frequente (91,1%), e a delimitação imprecisa (12,9%) e as margens comprometidas (6,9%), aqueles menos frequentes; 60,4% dos tumores foram removidos por uma fase cirúrgica, 39,6% por duas ou mais, e 10,9% por três ou mais. As chances para a realização de duas ou mais fases para a remoção completa foram elevadas: nos CBC recorrentes (OR=2,40 I.C.95% 1,06 – 5,44; P= 0,03), naqueles de localização nasal e da zona H da face (P= 0,04 e P= 0,056, respectivamente). O maior número de critérios também elevou as chances da realização de duas ou mais fases e de três ou mais fases (P= 0,02 e P= 0,03, respectivamente). As intensidades de marcação com Ber-EP4 e E-Caderina foram mais acentuadas no subtipo micronodular comparadas ao esclerodermiforme. Todos os marcadores evidenciaram os ninhos neoplásicos multifocais dispersos e em meio ao intenso processo infamatório. O VEGF mostrou marcação mais intensa e evidente no infiltrado inflamatório perineoplásico.

Conclusões: Nossos resultados corroboram que a recidiva e a localização nasal e H da face como critérios de indicação de CMM. O predomínio do alto risco histológico nos CBC recorrentes, ou ainda, a coexistência de padrões alto/baixo risco, indicam este fator como potencial causa da recidiva e critério da indicação da CMM. O maior número de critérios presentes mostrou-se como preditivo para a extensão subclínica e adequada indicação da CMM. A elevada frequência de CBC removidos em uma única fase pode ser resultante do auxílio da dermatoscopia na sua delimitação pré-cirurgica. Idade avançada pode exigir mais fases para remoção do CBC. Marcadores imunohistoquímicos podem ser úteis para evidenciar a neoplasia nos tecidos ou em meio a processo infamatório. O reconhecimento de fatores preditivos é auxiliar na decisão terapêutica para a indicação da CMM e no seu planejamento cirúrgico.


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande