Dados pessoais



Baixar 30.14 Kb.
Encontro03.11.2017
Tamanho30.14 Kb.



UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

DIRETORIA ACADÊMICA



PROGRAMAS E BIBLIOGRAFIAS
1º período letivo de 2017








FN477 - Avaliação e tratamento da disfagia no adulto: ambiente clinico

OF:S-2 T:00 P:002 L:000 O:000 D:000 HS:002 SL:002 C:002 AV:N EX:S FM:90%


Pré-Req.: FN466 Princípios da Disfagia

Ementa:  Desenvolver raciocínio–clinico na avaliação e no tratamento de indivíduos com disfagia orofagíngea em ambiente clinico.







Horas Semanais

Nº semanas

Carga horária total

Aprovação (NOTA)













17

60

5















Objetivos:

Geral

1. Propiciar aos alunos bases teórico-práticas para a avaliação e tratamento clinico de pacientes com disfagia atendidos em ambiente clinico.

Específicos


  1. Propiciar bases teóricas para compreensão do processo avaliativo das disfagias;

  2. Propiciar conhecimento para a realização da avaliação fonoaudiológica de sujeitos com disfagia, bem como correlacionar a queixa do sujeito com as alterações observadas;

  3. Propiciar conhecimento para a elaboração de intervenção fonoaudiológica adequada às necessidades do sujeito com disfagia.

  4. Propiciar conhecimento sobre os procedimentos interdisciplinares necessários na condução dos casos clínicos com disfagia;

Propiciar subsídios para as orientações aos pacientes e cuidadores para o tratamento, bem como para o gerenciamento da disfagia.




Programa:

- Apresentação do estágio

- Revisão de Anatomia e Fisiologia da Deglutição, Anamnese e Avaliação Clínica

- Revisão da Avaliação Clínica e da terapia das disfagias

- Biossegurança no ambiente clinico

- Estudo de caso clinico sobre avaliação e tratamento das disfagias nas diferentes doenças neurológicas e mecânica, bem como no envelhecimento







Bibliografia:


Referências básicas:

BAHIA, M. M. ; MOURÃO, L. F. ; CHUN, R. Y. S. . Condições de deglutição e linguístico-cognitivas pós-AVC. In: Min LL, Fernandes PT, Avelar WM, Martins S.. (Org.). AVC: da pesquisa à aplicação clínica. 2ed.Sao Paulo: Pleiade, 2014, v. 26, p. 205-210.


CARRARA DE ANGELIS, Elisabete, et al. Tratado de disfagia. Rio de Janeiro, Editora Revinter, 2009.
Corbin-Lewis, Liss, Sciortino. Anatomia Clínica e Fisiologia do Mecanismo de Deglutição. Cangage Learning. Sao Paulo, 2008.
Cruz. (Org.). Reabilitação pós-acidente vascular encefálico: Atividades de vida diária e Interdisciplinaridade. 1ed.São Paulo: Editora Santos, 2012, v. 1, p. 323-338.
FERNANDES, F. D. M.; MENDES, B. C.A.; NAVAS, A.L.P. G. P. – Tratado de Fonoaudiologia, 2ª edição. 2010.
LUCCHESI, K. F. ; Mourão L . Plano Terapêutico fonoaudiologico (PTF) para disfagia na Doença de Parkinson. In: Heliane Campanatti-Ostiz. (Org.). Plano Terapêutico Fonoaudiológico (PTF) volume 2. 1ed.Sao Paulo: Pro-Fono, 2015, v. 2, p. 600-606.
LIMA, D. P.; MOURÃO, L. F.. Plano Terapêutico fonoaudiologico (PTF) Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e saúde na deglutição de idosos. In: Heliane Campanatti-Ostiz. (Org.). plano Terapêutico Fonoaudiológico (PTF) volume 2. 1ed.Sao Paulo: Pro-Fono, 2015, v. 1, p. 630-635.
Marquesan, Silva, Tomé. (Org.). Tratado das especialidades em Fonoaudiologia. 1ed.São Paulo: Grupo Editorial Nacional, 2014, v. 1, p. 70-80.
Neri. (Org.). Fragilidade e Qualidade de vida na velhice. 1ed.Campinas: Editora Alínea, 2013, v. 1, p. 171-188.
Otavio B Piltcher, Sady Selarmen da Costa, Gerson Schulz Maahs, Gabriel Kuhl. (Org.). Rotinas em Otorrinolaringologia. 1ed.Sao Paulo: Artmed, 2014, v. 1, p. 338-343.
Silvério, Cola, Silva. Ações Educativas para Pacientes Adultos com Disfagia Orofaríngea. Pulso, Sao Paulo, 2006.
ZEMLIM. W. R. Princípios de Anatomia e Fisiologia. Porto Alegre: Artmed. 2000.
Referências Complementares:
LOGEMANN, J. A. – Evaluation and treatment of swallowing disorders. San Diego College – Hill Press. 1983.
LOGEMANN, J. A. – Dysphagia in movement disorders. Adv. Neurol. 49:307-16, 1988.








Critérios de Avaliação:

O aluno será avaliado diariamente quanto ao seu desempenho durante o estágio e pelo desenvolvimento das atividades propostas (provas, apresentação de caso, relatório de estudo complementar). A avaliação de desempenho será estabelecida conforme os critérios a seguir:

Aulas teóricas e prática de atendimento: frequência, pontualidade, postura e ética professional, participação e desempenho nas atividades, interação (grupo e paciente), discussão de caso com o supervisor.

Prova escrita: domínio dos conteúdos ministrados em aula, linguagem/clareza;

Apresentação de caso clinico: postura e ética professional, domínio do conteúdo, clareza na apresentação, qualidade das apresentações;

Trabalho escrito: domínio do conteúdo, linguagem/clareza, qualidade da pesquisa bibliográfica.





Observações:





ASSINATURAS:







CÓDIGO DE AUTENTICAÇÃO

Verifique a autenticidade deste documento na página www.dac.unicamp.br/link

Código Chave: xxxxxxxxx









EMISSÃO: 3 de November de 2017

PÁGINA: de


UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas

DAC – Diretoria Acadêmica

Rua Sérgio Buarque de Holanda, 251 - Cidade Universitária – Barão Geraldo – Campinas/SP – 13083-970

Diretoria de Registro e Gerenciamento Acadêmico – 00 55 19 3521 6662

www.dac.unicamp.br



Rubrica:








Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande