Dados de identificaçÃo do candidato



Baixar 127.84 Kb.
Encontro24.10.2017
Tamanho127.84 Kb.

CONCURSO PÚBLICO



DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
Não deixe de preencher as lacunas a seguir.


Nome






























































































Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição



























































































Prédio Sala

























































































CIRURGIÃO-DENTISTA

ATENÇÃO





  • Abra este Caderno, quando o Fiscal de Sala autorizar o início da Prova.

  • Observe se o Caderno está completo. Ele deverá conter um total de 40 (quarenta) questões, sendo 10 (dez) de Português e 30 (trinta) de Conhecimentos Específicos.

  • Se o Caderno estiver incompleto ou com algum defeito gráfico que lhe cause dúvidas, informe, imediatamente, ao Fiscal.

  • Uma vez dada a ordem de início da Prova, preencha, nos espaços apropriados, o seu Nome completo, o Número do seu Documento de Identidade, a Unidade da Federação e o Número de Inscrição.

  • Para registrar as alternativas escolhidas nas questões da prova, você receberá um Cartão-Resposta de Leitura Ótica. Verifique se o Número de Inscrição impresso no cartão coincide com o seu Número de Inscrição.

  • As bolhas do Cartão-Resposta para as questões de múltipla escolha devem ser preenchidas, totalmente, com caneta esferográfica azul ou preta.

  • Você dispõe de 4 horas para responder toda a Prova – já incluído o tempo destinado ao preenchimento do Cartão-Resposta. O tempo de Prova está dosado, de modo a permitir fazê-la com tranqüilidade.

  • Você só poderá retirar-se da sala 2 (duas) horas após o início da Prova.

  • Preenchido o Cartão-Resposta, entregue-o ao Fiscal juntamente com este Caderno e deixe a sala em silêncio.



B



OA SORTE !

PORTUGUÊS
TEXTO 01
A PANDEMIA DO MEDO
Nas últimas duas semanas, o alarde sobre a iminência de uma pandemia de gripe aviária colocou o mundo em prontidão. Focos de aves contaminadas pelo vírus H5N1, causador da doença, foram detectados na Rússia, Turquia, Romênia e Grécia - sinal de que ele avança sobre o Ocidente. Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.

Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação do vírus. O medo de uma pandemia deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes, e pela compra e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus, o oseltamivir, vendido sob o nome comercial de Tamiflu. O governo brasileiro encomendou 9 milhões de kits do medicamento. As farmácias de todo o país quintuplicaram as vendas de Tamiflu desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho. Criou-se até um mercado ilegal do antiviral na Internet, em que o preço da caixa com dez unidades triplicou. Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto ?

Até agora, apesar de todo o alarde, a única certeza é a de que o H5N1 é um agente de destruição em massa apenas de aves, em especial galinhas e frangos. O grande temor é que o vírus passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível de homem para homem, como os micróbios de uma gripe comum. Essa possibilidade existe, mas, por enquanto, não passa de especulação. Segundo o médico americano Marc Siegel, professor da Universidade de Nova York : “Não existe nenhuma evidência direta de que o vírus H5N1 esteja prestes a sofrer esse tipo de transformação.” A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.

BERGAMO, Giuliana. Saúde. Revista Veja. 26 de outubro de 2005. p.80.
01. Em uma das alternativas abaixo, existe uma mensagem que não está inserida no Texto. Assinale-a.
A) A gripe aviária é oriunda da China.

B) Inexistem as vacinas para combater esse tipo de gripe.

C) As autoridades brasileiras procederam à aquisição do antiviral para combater a gripe aviária.

D) A Internet contribuiu significativamente para promover a disseminação da gripe aviária.

E) Existe o risco de que o vírus da gripe aviária sofra determinadas mutações que resultem numa transmissão ao ser humano.
02. Assinale a alternativa em que o fragmento do texto denota a adoção de uma ação conjunta na tentativa de conter a gripe aviária.
A) “Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.”

B) “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação do vírus.”

C) “Essa possibilidade existe, mas, por enquanto, não passa de especulação.”

D) “A única pandemia em curso no momento, portanto, é a do medo.”

E) “Criou-se até um mercado ilegal do antiviral na Internet...”
03. Sobre o trecho abaixo:
Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.”
É correto declarar que
A) a gripe aviária originou-se nos países nórdicos.

B) não há risco de a gripe extrapolar os limites territoriais da China.

C) a gripe, reincidente na China, dizimou uma relevante quantidade de aves no sul do país.

D) a gripe, proveniente da China, estende-se até o norte de nosso país.



E) a ação se repetiu em um determinado tempo passado; isso se percebe através do verbo “reaparecer”.
04. Sobre SINONÍMIA e ANTONÍMIA, analise os itens abaixo.
I. Iminência (Sinônimo: proximidade).

II. Disseminação (Antônimo: propagação).

III. Deflagrou (Sinônimo: impediu).

IV. Prontidão (Sinônimo: vigilância).

V. Especulação (Antônimo: hilaridade).


Assinale a alternativa que contém o(s) item (ns) acima que apresenta(m) correlação correta entre a palavra e o que está nos parênteses.
A) Apenas I e IV. B) Apenas IV. C) Apenas III e V. D) Apenas I, III e IV. E) Apenas II, III e V.
05. Sobre o emprego da CRASE, analise as justificativas de cada item.
I. “...o alarde sobre a iminência de um pandemia de gripe aviária...” – não se pode crasear, uma vez que existe a presença da preposição antecedendo o artigo “a”.

II. “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação” – neste caso, a crase é facultativa.

III. “...que o vírus passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...” – não se craseia por estar diante de um pronome indefinido.

IV. “...desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho.” – não se craseia por estar diante de nome masculino.
Está (ão) correta (s)
A) apenas I. B) apenas I e IV. C) apenas III. D) apenas I, II e IV. E) Apenas III e IV.
06. Sobre PONTUAÇÃO, analise as proposições abaixo.
I. “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo...”

II. “A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.”

III. “...e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus, o oseltamivir, vendido...”

IV. “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes, pela compra...”

V. “Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu...”
Assinale a alternativa que contempla os itens nos quais o emprego da (s) vírgula (s) se justifica por separar termos que explicam o seu antecedente, denominados de aposto.
A) Apenas I e III. B) Apenas III e V. C) Apenas II e V. D) Apenas III, IV e V. E) Apenas II, III e V.
07. Observe os termos sublinhados dos itens abaixo.
I. “Focos de aves contaminados pelo vírus H5N1, causador da doença, foram detectados na Rússia...”

II. “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes...”

III. “...desde que uma possível pandemia estaria a caminho...”

IV. “Não existe nenhuma evidência direta ...”
Assinale a alternativa que contém uma afirmação correta.
A) No item I, os termos “causador” e “detectados” concordam em gênero e número com o termo “vírus”.

B) No item II, o termo sublinhado deveria estar no plural para concordar com nome a que se refere, “corrida”.

C) No item III, se o termo “pandemia” fosse substituído por “contágio” , mantendo o mesmo número, a palavra possível teria sua grafia alterada.

D) Se o termo “evidências” (item IV) se flexionasse no plural, seria correto dizer : não existe evidências diretas.

E) O termo “detectados” (item I) concorda em gênero e número com o nome a que se refere, “focos”.
08. Em qual das alternativas abaixo, o termo sublinhado denota que o autor se utilizou dessa palavra com sentido que não lhe é comum ou próprio, resultante de uma relação de semelhança, dando, assim, origem a uma figura de linguagem denominada de metáfora?
A) “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias...”

B) “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto?”

C) “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas...”

D) “O grande temor é que o vírus passe por mutações genéticas...”

E) “A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.”
09. Sobre REGÊNCIA NOMINAL e VERBAL, observe os termos grifados.
I. “...passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...”

II. “...em que o preço da caixa com dez unidades triplicou...”

III. “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto ?”

IV. “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação ...”

V. “O governo brasileiro encomendou 9 milhões de kits de medicamento.”
Assinale a alternativa correta.
A) No item I, os termos sublinhados são complemento do verbo “originar”.

B) No item II, o termo sublinhado tem como complemento “dez unidades”.

C) No item III, os termos sublinhados completam o sentido do verbo “expor”.

D) No item IV, os termos sublinhados são complemento do substantivo “combate”.

E) No item V,o verbo sublinhado exige que o seu complemento seja regido de preposição.
10. Em qual das alternativas existe discordância entre o (s) termo (s) sublinhado (s) e o que se declara no parêntese em relação à ACENTUAÇÃO ?

A) “...sobre a iminência de uma pandemia de gripe aviária colocou o mundo em prontidão.” (a tonicidade de ambas as palavras grifadas recai na penúltima sílaba).

B) “...e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus...” (ambos os termos sublinhados são paroxítonos).

C) “...por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...” (o acento do termo sublinhado se justifica por ser paroxítona terminada em “l”) .

D) “As farmácias de todo o país quintuplicaram...” (no primeiro termo sublinhado, a tonicidade recai na penúltima sílaba; no segundo, na última sílaba.)

E) “Nas últimas duas semanas...” e “...desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho...” (as palavras sublinhadas são respectivamente proparoxítona , paroxítona e paroxítona) .



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

11. Qual dessas drogas simpaticomiméticas apresenta ação indireta nos receptores adrenérgicos?
A) Isoproterenol. B) Metanfetamina. C) Metaraminol. D) Dopamina. E) Fenilefrina.
12. No que se refere à anestesia local, pode-se afirmar que
A) há contra-indicação absoluta no uso de anestésicos locais com vasoconstrictores em pacientes com risco Asa II e III.

B) se pode administrar adrenalina ou outros vasoconstrictores sem nenhum receio a pacientes com doença cardiovascular leve a moderada.

C) a adrenalina não deve ser usada como vasoconstrictor durante a anestesia geral de um paciente que está recebendo anestésico halogenado.

D) não representa preocupação a escolha do anestésico local e vasoconstrictor em pacientes com crises aguda de angina diariamente que fazem uso de drogas antiarrítmicas.

E) a principal e mais comum manifestação dos níveis muito altos (tóxicos, doses excessivas) do anestésico local é a depressão.
13. Em relação ao tratamento odontológico de pacientes grávidas, assinale a alternativa incorreta.
A) O sal anestésico de escolha é a lidocaína.

B) A angulação do encosto da cadeira, em relação ao solo, no 3º trimestre deve ser em 45º.

C) A eritromicina a ser evitada é na forma de estearato.

D) A prilocaína pode produzir deficiência mental no feto.

E) Cirurgias eletivas devem ser realizadas após o parto.
14. Nos pacientes portadores de HAS, deve-se evitar o uso de antiinflamatórios, como, por exemplo, os diclofenacos, piroxicans e corticóides, porque
A) podem causar edema de glote nos pacientes.

B) aumentam a pressão arterial por causarem retenção hídrica.

C) não têm ação no hipertenso.

D) são antagonistas dos alfa-bloqueadores.

E) são incapazes de bloquear os canais de cálcio.
15. Para o atendimento de pacientes diabéticos descompensados (Tipos I e II), deve-se realizar antibioticoterapia prévia a procedimentos cirúrgicos. Assinale a alternativa CORRETA.
A) O antibiótico de escolha deverá ser a sulfametoxazol + trimetropina de 6 em 6 horas, durante 05 dias.

B) A penicilina deverá ser prescrita como dose de ataque (2 a 4 vezes a dose de manutenção) e mantida por 72h após o procedimento.

C) A eritromicina na forma de estearato deverá ser evitada, quando possível.
D) O efeito local da clindamicina será melhor que o efeito sistêmico da penicilina.

E) O antibiótico a ser prescrito só deverá ser ministrado 01 hora antes da cirurgia, não havendo indicação para mantê-lo no pós-cirúrgico.


16. Qual a dose de dipirona, em mg/Kg/peso, utilizada por via endovenosa, para tratamento de dor pós-operatória, a cada 6 horas?
A) 0,3. B) 3. C) 30. D) 300. E) 3000.
17. Qual das alternativas abaixo representa a solução para hidratação parenteral com maior concentração de Na++ (sódio) por mL?
A) Soro Glicosado a 5%.

B) Soro Glicosado a 10%. D) Ringer Lactato.

C) Soro Fisiológico a 0,9%. E) Todas as soluções acima têm igual concentração de Na++ (sódio) por mL.
18. Paciente do sexo masculino, com 62 anos de idade, compareceu ao serviço público hospitalar apresentando lesão na face lateral da língua. Ao exame clínico intrabucal, observou-se úlcera que não cicatrizava a, aproximadamente, 90 dias, assintomática, com bordos irregulares e endurecidos.

Diante do exposto, qual a hipótese diagnóstica para esta lesão?


A) Úlcera traumática.

B) Úlcera psicossomática. D) Carcinoma epidermóide.

C) Eritroplasia “in situ”. E) Periadenite.
19. Sobre a sífilis, assinale a alternativa correta.
A) A sífilis primária torna-se evidente clinicamente na quinta semana, com o aparecimento de febre e cefaléia.

B) A sífilis primária resulta em aparecimento de úlcera dura, indolor e bordos elevados no ponto de inoculação.

C) A tríade de Huntchinson é caracterizada por: dentes em forma de amora, comprometimento do VII par craniano e retardo mental.

D) Para o tratamento da sífilis, a droga de primeira escolha é o cloranfenicol.

E) Na sífilis terciária ou tardia, não há ocorrência de envolvimento do sistema nervoso central.
20. Assinale a alternativa INCORRETA.
A) Herpes labial tem normalmente como agente etiológico o herpes vírus tipo I.

B) Tratamento do herpes recorrente é sintomático.

C) Apresenta manifestações prodrômicas da doença.

D) Na mucosa afetada pelo herpes, freqüentemente observam-se crostas.

E) Herpes recorrente pode ter ocorrência relacionada ao estresse.
21. Sobre as dores crônicas, NÃO podemos afirmar que
A) quando uma dor muscular torna-se crônica, os sintomas tornam-se menos locais e mais regionais.

B) na ausência de alteração periférica, os antiinflamatórios não esteroidais são drogas de primeira eleição para controle de dor crônica.

C) uma dor que persiste durante meses pode não se tornar crônica, desde que apresente longos períodos de intermitência.

D) os distúrbios do sono com freqüência são associados às dores crônicas.

E) depressão é um achado freqüentemente associado a pacientes portadores de dor crônica.
22. Sobre as dores orofaciais, NÃO podemos afirmar que
A) a dor de dente fantasma ocorre com maior freqüência, alguns dias após uma exodontia.

B) a neuralgia é caracterizada por uma dor que pode apresentar longos períodos de intermitência.

C) as dores neuropáticas podem ser descritas como sensação de queimação.
D) as dores que emanam de estruturas profundas, comumente, são difusas.

E) anticonvulsivantes podem ser empregados no controle da dor neuropática paroxística.



23. Ao tomar a história e realizar o exame, foram encontrados os seguintes achados:
1. Apresentava há dois anos ruídos na ATM esquerda durante a abertura e fechamento mandibular, nesse período não apresentava sintomas.

  1. Há aproximadamente um mês os ruídos subitamente desapareceram, e nesse momento ocorreu uma importante limitação da abertura mandibular, associada a sintomas severos na referida ATM. As dores desapareceram uma semana após esse evento.

  2. Ao exame clínico, a abertura encontrava-se limitada em 32mm; havia ainda uma dor discreta à palpação do aspecto posterior do côndilo e uma deflexão para o lado esquerdo.


Através dos dados acima obtidos, podemos afirmar que o diagnóstico do quadro atual é compatível com
A) deslocamento do disco sem redução.

B) deslocamento do disco com redução. D) mioespasmo.

C) anquilose. E) processo degenerativo.
24. Sobre a epidemiologia das desordens temporomandibulares, NÃO podemos afirmar que
A) são menos prevalentes na sexta década de vida, quando comparada aos adultos jovens.

B) na faixa etária entre 25 e 40 anos, acometem mais o gênero feminino.

C) em estudos de base populacional, aproximadamente 40% da população necessitam de tratamento.

D) as mialgias são mais prevalentes que as artralgias.

E) é a maior causa de dor não dental no contexto odontológico.
25. Sobre as DTMs, NÃO podemos afirmar que
A) o desvio é uma alteração no padrão de movimentação mandibular que se caracteriza pelo retorno da mandíbula à linha média, após um pequeno deslocamento lateral. O desvio mandibular pode ser relacionado com deslocamento do disco com redução.

B) as deflexões ocorrem quando a mandíbula sofre um deslocamento lateral e não retorna à linha média. As deflexões mandibulares podem ser relacionadas com deslocamento do disco sem redução.

C) o aumento do comprimento dos ligamentos articulares pode ser fator associado ao quadro de luxação mandibular.

D) quando da presença de um espasmo no feixe inferior do músculo pterigóideo lateral, a mandíbula poderá ser deslocada anteriormente, promovendo uma maloclusão súbita.

E) processos degenerativos articulares podem resultar em mordida aberta posterior.
26. Sobre as alterações inflamatórias das ATMs, NÃO podemos afirmar que
A) a sinovite/capsulite é caracterizada por uma dor que pode ser exacerbada pela função mandibular.

B) a presença de sintomas, durante a palpação do aspecto lateral da ATM, freqüentemente está associada a um quadro de capsulite.

C) a permanência do côndilo sobre os tecidos posteriores ao disco pode vir a perfurar os referidos tecidos.

D) o ruído característico dos processos inflamatórios degenerativos é a presença de um estalo, quando da movimentação mandibular.

E) o acúmulo de líquido sinovial no interior da ATM, decorrente de processo inflamatório, pode resultar em mordida aberta posterior.
27. Sobre as mialgias mastigatórias, NÃO podemos afirmar que
A) a mialgia é classificada como uma dor profunda.

B) um quadro clínico de pericoronarite pode levar a uma contração muscular protetora.

C) o mioespasmo é um fenômeno mediado pelo sistema nervoso central, que induz a uma contração involuntária.

D) embora raras, as mialgias podem desencadear dor incapacitante.

E) a dor muscular associada a pontos-gatilho não refere dor distante da área afetada.
28. São fatores que podem ser relacionados à hipomobilidade mandibular crônica:
A) deslocamento do disco sem redução.

B) fibrose capsular. D) anquilose.

C) impedimento coronóide. E) osteoporose candilar (ATM).
29. Sobre as doenças das glândulas salivares, assinale a alternativa correta.
A) O mucocele acomete predominantemente o lábio inferior como resultado de uma infecção pelo Staphylococcus aureus.

B) O termo rânula mergulhante é utilizado para designar quando o conteúdo da rânula drena espontaneamente.

C) Os sialolitos desenvolvem-se predominantemente no ducto da glândula submandibular, o que pode ser explicado pelo trajeto tortuoso deste ducto.

D) O tratamento de escolha para a sialolitíase é a exérese da glândula salivar envolvida, independente do tamanho e da localização do sialolito.

E) O cisto do ducto salivar acomete, com maior freqüência, as glândulas salivares menores do palato.
30. Sobre as doenças das glândulas salivares, em relação às sialoadenites, assinale a alternativa correta.
A) A maioria das sialoadenites bacterianas acomete a parótida bilateralmente.

B) Na parotidite epidêmica ou caxumba, o agente etiológico é o citomegalovírus.

C) As infecções bacterianas resultam de obstrução ductal ou diminuição do fluxo salivar, permitindo a penetração de bactérias através do ducto até o parênquima glandular.

D) A presença de secreção purulenta eliminada pelo orifício ductal indica infecção viral.

E) A glândula submandibular é a glândula acometida, com maior freqüência, pela sialoadenite bacteriana.
31. Sobre a síndrome de Sjögren, assinale a alternativa correta.
A) Acomete predominantemente crianças.

B) É uma manifestação da infecção pelo HIV.

C) Xerostomia e xeroftalmia são manifestações clínicas freqüentes nesta síndrome.

D) A remoção da glândula salivar afetada é o tratamento de escolha para esta síndrome.

E) Resulta de uma mutação no gene GNAS1, o que lhe confere um caráter hereditário.
32. Sobre o carcinoma mucoepidermóide, assinale a alternativa correta.
A) É o tumor maligno de glândula salivar mais comum em crianças.

B) A glândula salivar maior mais comumente afetada por este tumor é a glândula sublingual.

C) Quando acomete glândulas salivares menores, o lábio inferior é a localização acometida com maior freqüência.

D) A localização intra-óssea é, dentre todas as localizações, a mais acometida por esse tumor.

E) O padrão histopatológico plexiforme deste tumor confere a este um pior prognóstico.
33. Sobre o carcinoma adenóide cístico, assinale a alternativa correta.
A) A parótida é a glândula mais comumente acometida por esse tumor.

B) Nesse tumor, o padrão histopatológico sólido está associado com pior prognóstico.

C) É um tumor benigno de baixa agressividade e invasividade.

D) É composto por uma mistura de células produtoras de muco com células epidermóides, cuja proporção interfere diretamente no prognóstico.

E) É classificado histologicamente em: tumores de baixo grau, de grau intermediário e de alto grau de malignidade.
34. Sobre o cisto dermóide, leia as afirmativas abaixo.
I. A técnica de Sistrunk é a melhor opção de tratamento.

II. O lúmen é limitado por um epitélio semelhante à epiderme.

III. Ocorre mais freqüentemente em recém-nascidos.

IV. A parede do cisto é constituída de tecido conjuntivo fibroso, que contém um ou mais anexos cutâneos.
Assinale a alternativa correta.
A) As afirmativas I, II e III são verdadeiras.

B) As afirmativas II, III e IV são verdadeiras. D) Apenas a afirmativa II é verdadeira.

C) Apenas a afirmativa I é verdadeira. E) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
35. Sobre o cisto dentígero, é correto afirmar.
A) A patogênese desse cisto é explicada pela degeneração dos restos epiteliais de Malassez.

B) Envolve a coroa de um dente incluso e está unido ao dente na junção esmalte-cemento. Pode ocorrer em qualquer dente, sendo mais comum em caninos superiores inclusos.

C) Os aspectos histopatológicos variam, dependendo de o cisto estar inflamado ou não.

D) A relação cisto-coroa mostra variações radiográficas. Na variante lateral, a mais comum, o cisto circunda a coroa do dente, e ela se projeta no interior do cisto.

E) É o tipo de cisto odontogênico inflamatório mais comum, compreendendo cerca de 30% de todos os cistos epiteliados dos maxilares.
36. Sobre o granuloma central de células gigantes, leia com atenção as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA.
A) Também denominado lesão central de células gigantes ou tumor de células gigantes, é considerado uma lesão não neoplásica, embora algumas destas lesões apresentem comportamento agressivo.

B) A maioria dos pacientes portadores desta lesão apresenta-se assintomática, entretanto alguns pacientes podem relatar dor e parestesia. Pode ocorrer perfuração das corticais, resultando ocasionalmente em ulceração na superfície da mucosa bucal pela lesão subjacente.

C) Pode acometer pacientes em ampla faixa etária, embora a maioria das lesões ocorra antes dos 30 anos de idade, cujo acometimento é mais freqüente na região anterior da mandíbula.

D) Radiograficamente apresenta-se como área radiolúcida unilocular ou multilocular, bem delimitada, se bem que as margens não apresentam halo radiopaco.

E) Microscopicamente apresenta as paredes do defeito revestidas por uma camada fina de tecido conjuntivo fibroso vascular ou pode demonstrar uma proliferação mixofibromatosa espessada que freqüentemente é interposta com trabéculas de osso celular e reacional.
37. Sobre o melanoma, leia com atenção as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA.
A) É um tumor maligno de origem melanocítica e, embora a maioria dos melanomas ocorra na pele, pode se desenvolver em qualquer outro local onde haja a presença de melanócitos.

B) Nos melanomas orais, inicialmente os melanócitos atípicos são observados na junção dos tecidos epitelial e conjuntivo. Desta localização, eles podem proliferar pelo epitélio lateralmente ao longo da camada de células basais e para baixo, no tecido conjuntivo.

C) Nos estágios iniciais do neoplasma, melanócitos atípicos são observados, espalhando-se solitariamente ou como ninhos na camada de células basais do epitélio.

D) Os melanócitos atípicos são comumente maiores que os melanócitos normais e têm vários graus de pleomorfismo e hipercromatismo nuclear.

E) Os estudos imunoistoquímicos que mostram reatividade das células lesionais às proteínas S-100, MART-1 e HMB-45 não são capazes de distinguir o melanoma de outras malignidades.
38. Sobre o leiomioma, leia com atenção as afirmativas abaixo e assinale a alternativa INCORRETA.
A) É um tumor benigno do músculo liso, raro na cavidade oral. Provavelmente a maioria dos leiomiomas oral tem a sua origem a partir do músculo liso vascular.

B) Quase todos os leiomiomas orais são do tipo epitelióide (leiomioblastoma) e podem ocorrer em qualquer idade do indivíduo.

C) Apresenta-se como um nódulo mucoso firme, de crescimento lento.

D) A maioria das lesões é assintomática, embora, ocasionalmente, os tumores possam ser dolorosos.

E) As localizações mais comuns dos leiomiomas orais, em aproximadamente 80% dos casos, são os lábios, palato, língua e bochechas. Os casos intra-ósseos são extremamente raros e apresentam-se como radiotransparências uniloculares ou multiloculares.
39. Durante a exérese do terceiro molar inferior incluso, podem ocorrer mudanças no paladar. Tal fato se deve à lesão de qual desses nervos?
A) Aurículo temporal.

B) Lingual.

C) Milo-hioideo. E) Corda do tímpano.

D) Temporal superficial.


40. Diante do risco de lesão no nervo alveolar inferior na cirurgia do terceiro molar inferior, assinale a alternativa incorreta.
A) Há menor risco de lesão em pacientes jovens.

B) A coronectomia atualmente é uma conduta viável para evitar a lesão nervosa.

C) O maior risco está diretamente relacionado à formação completa das raízes.

D) A relação do dente com o canal mandibular parece ser um fator etiológico importante para o aparecimento da lesão.



E) O sinal radiográfico do tipo ápice em ilha representa um sinal de perigo nas cirurgias do terceiro molar.






©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal