Cymbellales (Bacillariophyceae) no Rio Hercílio, Município de Ibirama, Santa Catarina, Brasil



Baixar 20.01 Kb.
Encontro14.09.2018
Tamanho20.01 Kb.



Cymbellales (Bacillariophyceae) no Rio Hercílio, Município de Ibirama, Santa Catarina, Brasil
Felipe Hoffmann (PIBIC/CNPq/Unioeste), Norma Catarina Bueno (Orientadora), e-mail: felipe_hoffmann_93@hotmail.com.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Centro de Ciências Biológicas e da Saúde/Cascavel, PR.
Área e subárea: Ciências Biológicas/Biodiversidade.
Palavras-chave: Diatomáceas, fitoplâncton, reservatório.
Resumo
Realizou-se o levantamento florístico das diatomáceas da ordem Cymbellales no rio Hercílio, município de Ibirama, SC. Amostras foram coletadas em dois períodos: pré e pós represamento, nos anos de 2010 e 2011. Foram identificados 21 táxons, pertencentes às famílias Cymbellaceae e Gomphonemataceae. Os táxons pertencem a cinco gêneros: Cymbella (2), Encyonema (6), Encyonopsis (1), Gomphonema (9) e Placoneis (3). Dez táxons constituem novos registros para o estado de Santa Catarina. Foi observada notável diferença entre os períodos pré e pós represamento, sendo que as espécies tiveram maior ocorrência no período pré represamento, demonstrando o efeito negativo da PCH (pequena central hidrelétrica) sobre a comunidade de diatomáceas da ordem Cymbellales. Além disso, houve maior ocorrência de Cymbellales a montante da PCH, confirmando efeitos já registrados, onde as condições hidrodinâmicas que se estabelecem após a formação do reservatório, favorecem o desenvolvimento algal a montante do mesmo.
Introdução
Diatomáceas da ordem Cymbellales são abundantes nas comunidades de microalgas em ambientes aquáticos continentais brasileiros, e podem ser encontradas, desde condições ambientais prístinas, até altamente impactadas. As frústulas dessas algas apresentam formas muito diversificadas, com diferentes simetrias nos eixos apical e transapical (Kermarrec et al., 2011).

A implantação de reservatórios possibilita a utilização da água para a geração de energia, porém, os impactos ao ecossistema são inevitáveis (Nogueira et al., 2006). As diatomáceas são amplamente distribuídas, colonizam a maioria dos ambientes aquáticos e, segundo Lobo et al. (2002), as interferências no ambiente podem causar fortes perturbações à flora algal e as diatomáceas podem refletir tais alterações ambientais.

Conforme Nogueira et al. (2006) o represamento dos ambientes tem efeito negativo sobre a riqueza de táxons, prevalece uma diminuição do número de espécies no sentido montante – barragem, quando consideramos o gradiente longitudinal das represas. Desta forma o conhecimento da comunidade de diatomáceas da ordem Cymbellales poderá auxiliar na avaliação da influência destes fatores sobre a dinâmica dos reservatórios.

Os objetivos do trabalho foram: a) realizer levantamento florístico das diatomáceas da Ordem Cymbellales no Rio Hercílio, município de Ibirama, Santa Catarina; b) verificar a ocorrência das espécies antes e depois da construção da PCH de Ibirama: c) contribuir para o conhecimento da biodiversidade das diatomáceas brasileiras.


Materiais e Métodos

O rio Hercílio fica na região norte de Santa Catarina, possui uma área de 3.314 km2 e 123,5 km de comprimento (Silva & Tucci, 1998).

As amostras de água foram cedidas pelo GERPEL (Grupo de Pesquisas em Recursos Pesqueiros e Limnologia) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, campus Toledo, e encontram-se registradas no herbário da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNOP, campus Cascavel. Foram estabelecidas quatro estações de coleta ao longo do rio Hercílio, sendo duas a montante e duas a jusante da PHC Ibirama (IB-01, IB-02, IB-03, IB-04).

O material foi oxidado e, a seguir, foram confeccionadas lâminas permanentes utilizando-se Naphrax® como meio de inclusão (IR= 1,73). Os táxons foram analisadas e fotografadas em fotomicroscópio Olympus BX60 com câmera de captura DP71 acoplada. Para todas os táxons foram verificados as medidas do eixo apical, eixo transapical e densidade de estrias e de aréolas quando visíveis. Todas as medidas das escalas possuem 10 µm.


Resultados e Discussão
O levantamento florístico das diatomáceas Cymbellales no rio Hercílio resultou na identificação de 21 táxons, pertencentes às famílias Cymbellaceae e Gomphonemataceae. Os táxons estão distribuídos em cinco gêneros: Cymbella (2), Encyonema (6), Encyonopsis (1), Gomphonema (9) e Placoneis (3), sendo que estes gêneros são comumente encontrados em ambientes aquáticos continentais brasileiros (Marquardt & Bicudo, 2014). Dez espécies constituíram novos registros para o estado de Santa Catarina. Todos os táxons encontram-se ilustrados nas figuras 1-21.

A maioria dos táxons (18) teve ocorrência tanto no período pré quanto pós represamento, porém Gomphonema brasiliense e Placoneis paralginensis foram registradas apenas no período pré represamento. Já a espécie Placoneis disparilis (Husted) Metzeltin e Lange-Bertalot foi observada apenas no período pós represamento. Este resultado indicaria que não houve efeito da PCH sobre a ocorrência de espécies. Entretanto, quando observamos a quantidade de amostras em que os táxons são encontrados, há uma notável diferença entre pré e pós represamento, sendo que 57% dos registros foram no período pré represamento, e apenas 43% no período pós represamento, demonstrando o efeito negativo da PCH sobre a comunidade de diatomáceas da ordem Cymbellales. Além disso, houve maior ocorrência de Cymbellales a montante da PCH, confirmando efeitos já registrados por Train et al. (2005), que afirmaram que as condições hidrodinâmicas que se estabelecem após a formação do reservatório, favorecem o desenvolvimento algal a montante da represa.





Figuras 1-22 – Cymbellales no rio Hercílio: 1. Cymbella tumida (Brébisson) Van Heurck; 2. C. tropica Krammer; 3. Encyonema neomesianum Krammer; 4. Encyonema sp. 1; 5. E. neogracile Krammer; 6. E. silesiacum (Bleisch) D.G. Mann; 7. E. minutum (Hilse) D.G. Mann; 8. Encyonema sp. 2; 9. Encyonopsis difficilis (Krasske) Krammer; 10. Placoneis disparilis (Husted) Metzeltin e Lange-Bertalot; 11. P. paralginensis Metzeltin, Lange-Bertalot e García-Rodriguez; 12. P. witowski Metzeltin, Lange-Bertalot e García-Rodriguez; 13. Gomphonema turris Ehrenberg; 14. G. angustatum (Kutzing) Rabenhorst; 15. G. brasiliense Grunow; 16. G. affinopsis Metzeltin, Lange-Bertalot & García-Rodriguez; 17. G. lagenula Kutzing; 18. G. parvulum (Kutzing) Kutzing; 19. G. clevei Fricke; 20. G. pseudoaugur Lange-Bertalot; 21. G. gracile Ehrenberg. Escalas em 10 µm. Espécies em negrito correspondem aos novos registros para o estado de Santa Catarina.

É amplamente reconhecido na literatura que as diatomáceas são favorecidas em sistemas turbulentos, não só pela manutenção das pesadas frústulas em suspensão, mas também pela ressuspensão de sílica dos sedimentos, um nutriente essencial para o crescimento deste grupo de algas (Marins, 1976). Assim, esta é a principal explicação para a alteração na comunidade de Cymbellales no ambiente estudado, já que o represamento exerceu efeito direto sobre a turbulência e velocidade da água.


Conclusões
A ocorrência de exemplares da ordem Cymbellales diminuiu significativamente no período pós represamento em relação ao período pré represamento. Sendo assim, concluiu-se que a instalação da PCH Ibirama, no rio Hercílio, teve efeitos negativos sobre a comunidade de diatomáceas da ordem Cymbellales, podendo culminar na redução da biodiversidade de espécies deste grupo de diatomáceas.
Agradecimentos
Ao CNPq pela da bolsa de iniciação científica e ao GERPEL pelas amostras.
Referências
Kermarrec, L.; Ector, L.; Bouchez, A.; Rimet, F. & Hoffmann, L. (2011). A preliminary phylogenetic analysis of the Cymbellales based on 18S rDNA gene sequencing. Diatom Research 26, 305-315.
Lobo, E.A.; Callegaro, V.L.M. & Bender, E.P. (2002). Utilização de algas diatomáceas epilíticas comoindicadoras da qualidade da água em rios e arroios da região hidrográfica do Guaíba, RS, Brasil. Santa Cruz do Sul: EDUNISC.
Marins, M.D.E.A. (1976). Distribuição “standing-stock” e aspectos ecológicos da alga Melosira italica (Ehr) Kutz em ambiente lacustre: Represa do Lobo. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Botânica, Universidade de São Paulo.
Marquardt, G.C. & Bicudo, C.E.M. (2014). Criptógamos do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, São Paulo, SP. Algas 36: Bacillariophyceae (Cymbellales). Hoehnea 41, 209-246.
Nogueira, M.G.; Jorcin, A.; Vianna, N.C.; Britto, Y.C. (2006). Reservatórios em cascata e os efeitos na limnologia e organização das comunidades bióticas (fitoplâncton, zooplâncton e zoobentos): Um estudo de caso no rio Paranapanema (SP/PRIn: Nogueira, M.G.; Henry, R. & Jorcin, A. (Eds.). Ecologia de reservatórios: Impactos potenciais, ações de manejo e sistemas em cascata (435-459) São Carlos: RiMa.
Reis, M.M. (2001). Custos Ambientais Associados à Geração Elétrica: Hidrelétricas x Termelétricas à Gás Natural. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Engenharia, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Silva, E.A. & Tucci, C.E.M. (1998). Relação entre as vazões máximas diárias e instantâneas. RBRH. Revista brasileira de Recursos Hídricos 3, 133-151.
Train, S.; Jati, S.; Rodrigues, L.C. & Pivato, B.M. (2005). Distribuição espacial e temporal do fitoplâncton em três reservatórios da Bacia do Rio Paraná. In Rodrigues, L.; Thomaz, S.M.; Agostinho, A.A.; Gomes, L.C. Biocenoses em reservatórios: padrões espaciais e temporais. São Carlos: RiMa, p. 73-85.



: eventos -> eaicti -> eaictiAnais -> arquivos
arquivos -> Avaliação do efeito da clorexidina e do hipoclorito de sódio na cimentação adesiva de pinos – estudo in vitro
arquivos -> Análise clinicopatológica de tumores malignos de glândula salivar provenientes de uma casuística de Cascavel (PR) diagnosticados entre os anos de 2001 a 2015
arquivos -> Análise morfométrica dos tecidos gengivais de ratos castrados e com periodontite experimental
arquivos -> Eletrodo de hidroxiapatita para determinação de matéria orgânica
arquivos -> Aplicabilidade da acupuntura auricular no controle da dor, depressão e incapacidade em pacientes portadores de disfunção temporomandibular
arquivos -> Avaliação clínica comparativa entre duas técnicas cirúrgicas para recobrimento radicular em classes I e II de Miller
arquivos -> Análise do conhecimento a respeito da psiconeuroimunologia e do uso da abordagem holística pelos enfermeiros do município de Foz do Iguaçu-pr na prática diária
arquivos -> Estudo morfométrico do plexo submucoso do jejuno de ratos em modelo experimental de câncer tumor de Walker-256
arquivos -> Avaliação da compactação do solo em sistema semeadura direta submetido ao trafego de conjuntos de transbordos graneleiros
arquivos -> Cateter central de inserção periférica: análise do uso na unidade de tratamento intensivo neonatal do Hospital Universitário do Oeste do Paraná




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal