Curso: boas práticas de segurança em laboratórios



Baixar 360.69 Kb.
Página3/5
Encontro11.06.2018
Tamanho360.69 Kb.
1   2   3   4   5

Regras Básicas


Cada aluno deverá ter o seu próprio “kit de segurança”, que incluirá:

  • óculos de segurança (pode ser adquirido em qualquer casa de venda de produtos odontológicos)

  • avental, com as seguintes características:

  • comprimento: até a altura dos joelhos

  • mangas compridas com fechamento, preferivelmente com velcro

  • confeccionado em algodão, quanto mais encorpado melhor

  • luvas (latex), para serem utilizadas principalmente na lavagem de material

O material de segurança (avental, óculos e luvas) para funcionários e docentes será cedido pela Administração através da CIPA.




  1. Recomendações Gerais

O trabalho em laboratório exige concentração. Não converse desnecessariamente, nem distraia seus colegas.


  1. Recomendações de Ordem Pessoal

  • No trabalho em laboratório devem ser utilizados SEMPRE sapatos fechados, com sola antiderrapante e sem saltos altos; calças compridas, preferivelmente jeans

  • Use sempre óculos de segurança quando estiver no laboratório

  • Use sempre avental quando estiver no laboratório

  • Os cabelos compridos devem sempre estar presos

  • Certifique-se da localização e funcionamento dos equipamentos de segurança coletivos: extintores de incêndio, lava-olhos e chuveiros de emergência

  • Certifique-se da localização das saídas de emergência

  • Não pipete nenhum tipo de produto com a boca.

  • Use calçados fechados de couro ou similar.

  • Não misture material de laboratório com seus pertences pessoais.

  • Não leve as mãos à boca ou aos olhos quando estiver manuseando produtos químicos.

  • Lave cuidadosamente as mãos com bastante água e sabão, antes de sair do laboratório.

  • Nunca coloque nenhum alimento nas bancadas, armários, geladeiras e estufas dos laboratórios.

  • Nunca utilize vidraria de laboratório como utensílio doméstico.

  • Nunca fumar, comer, beber ou aplicar cosméticos em laboratórios.

  • Não use lentes de contato no laboratório, pois podem ser danificadas por vapores de produtos químicos, causando lesões oculares graves.

  • Não se exponha a radiação UV, IV ou de luminosidade muito intensa sem a proteção adequada (óculos com lentes filtrantes).

  • Feche todas as gavetas e porta que abrir.



  1. Referentes ao laboratório

  • Mantenha bancadas sempre limpas e livres de materiais estranhos ao trabalho.

  • Faça uma limpeza prévia, com água, ao esvaziar um frasco de reagente, antes de colocá-lo para lavagem. Esta água de lavagem é considerada resíduo do reagente.

  • Rotule imediatamente qualquer reagente ou solução preparados e a amostras coletadas.

  • Retire da bancada os materiais, amostras e reagentes empregados em um determinado experimento, logo após o seu término.

  • Jogue papéis usados e materiais inservíveis na lata de lixo somente quando não representar risco para as pessoas ou meio ambiente.

  • Limpe imediatamente qualquer derramamento de produtos químicos, como descrito na seção anterior. Em caso de dúvida sobre a toxicidade ou cuidados especiais a serem tomados com o produto, entre em contato com um dos membros da CIPA.

  • Em caso de derramamento de líquidos inflamáveis, produtos tóxicos ou corrosivos tome as seguintes providências:

  • Interrompa o trabalho

  • Advirta as pessoas próximas sobre o ocorrido

  • Solicite ou efetue a limpeza imediata

  • Alerte o professor ou responsável pelo laboratório

  • Verifique e corrija a causa do problema



  1. Uso de material de vidro

  • Não utilize material de vidro quando trincado.

  • Coloque todo o material de vidro inservível no local identificado para este fim.

  • Não deposite cacos de vidro em recipiente de lixo.

  • Proteja as mãos (com luvas de amianto, preferivelmente) quando for necessário manipular peças de vidro que estejam quentes.

  • Use luvas grossas (de raspa de couro) e óculos de proteção sempre que:

  • atravessar ou remover tubos de vidro ou termômetros em rolhas de borracha ou cortiça;

  • remover tampas de vidro emperradas;

  • remover cacos de vidro de superfícies, neste caso usar também pá de lixo e vassoura;

  • Não deixe frascos quentes sem proteção sobre as bancadas do laboratório, coloque-os sobre placas de amianto.

  • Tome cuidado ao aquecer recipiente de vidro com chama direta. Use, sempre que possível uma tela para dispersão de calor sobre a chama.

  • Não pressurize recipientes de vidro sem conhecer a resistência dos mesmos.




  1. Uso de equipamentos

Em geral:



  • Leia atentamente as instruções sobre a operação do equipamento antes de iniciar o trabalho.

  • Saiba de antemão o que fazer no caso de emergência, como por exemplo, a falta de energia ou água.




    1. Equipamentos elétricos

  • Só opere o equipamento quando os fios, tomadas e plugs estiverem em perfeitas condições; o fio terra estiver ligado; tiver certeza da voltagem correta entre equipamento e circuitos.

  • Não instale nem opere equipamentos elétricos sobre superfícies úmidas.

  • Verifique periodicamente a temperatura do conjunto plug-tomada. Caso esteja quente, desligue o equipamento e chame o serviço de manutenção.

  • Não deixe equipamentos elétricos ligados no laboratório, fora do expediente (exceto geladeiras e freezers) sem comunicar ao setor de zeladoria.

  • Remova frascos inflamáveis das proximidades do local onde será utilizado equipamento elétrico.

  • Enxugue qualquer líquido derramado no chão antes de operar o equipamento.




    1. Chapas ou mantas de aquecimento

  • Não deixe chapas/mantas aquecedoras ligadas sem o aviso “ligada”.

  • Use sempre chapas ou mantas de aquecimento, para evaporação ou refluxo, dentro da capela.

  • Não ligue chapas ou mantas de aquecimento que tenham resíduos aderidos sobre a sua superfície.




    1. Muflas

  • Não deixe mufla em operação sem o aviso “ligada”.

  • Desligue a mufla ou não a use se a termostato não indicar a temperatura ou se a temperatura ultrapassar a programada.

  • Não abra bruscamente a porta da mufla quando estiver aquecida.

  • Não tente remover ou introduzir material na mufla sem utilizar pinças adequadas, protetor facial e luvas de amianto.

  • Não evapore líquidos na mufla.

  • Empregue para calcinação somente cadinhos ou cápsulas de material resistente à temperatura de trabalho.




  1. O uso de chama no laboratório

  • Preferivelmente, use chama na capela e somente nos laboratórios onde for permitido.

  • Não acenda o bico de Bunsen sem antes verificar e eliminar os seguintes problemas:

  • Vazamentos

  • Dobra no tubo de gás

  • Ajuste inadequado entre o tubo de gás e suas conexões

  • Existência de materiais ou produtos inflamáveis ao redor do bico

  • Nunca acenda o bico de Bunsen com a válvula de gás muito aberta.




  1. O uso de sistemas a vácuo

  • Somente opere sistemas de vácuo usando uma proteção frontal no rosto.

  • Não faça vácuo rapidamente em equipamentos de vidro.

  • Recubra com fita de amianto qualquer equipamento de vidro sobre o qual haja dúvida quanto à resistência ao vácuo operacional.

  • Use frascos de segurança em sistemas a vácuo e verifique-os periodicamente.




  1. O uso de capelas

A capela somente oferecerá proteção ao usuário se for adequadamente utilizada.

  • Nunca inicie um trabalho sem verificar se:

  • O sistema de exaustão está funcionando;

  • O piso e a janela da capela estejam limpos;

  • As janelas da capela estejam funcionando perfeitamente.

  • Nunca inicie um trabalho que exige aquecimento sem antes remover os produtos inflamáveis da capela.

  • Deixe na capela apenas o material (equipamentos e reagentes) que serão efetivamente utilizados, remova todo e qualquer material desnecessário, principalmente produtos químicos. Mantenha as janelas das capelas com o mínimo possível de abertura.

  • Use, sempre que possível, um anteparo resistente entre você e o equipamento, para maior segurança.

  • Nunca coloque o rosto dentro da capela.

  • Sempre instalar equipamentos ou frascos de reagentes a pelo menos 20 cm da janela da capela.

  • Em caso de paralisação do exaustor, tome as seguintes providências:

  • Interrompa o trabalho imediatamente;

  • Feche ao máximo a janela da capela;

  • Coloque máscara de proteção adequada, quando a toxidez for considerada alta;

  • Avise ao pessoal do laboratório o que ocorreu;

  • Coloque uma sinalização na janela da capela, tipo “capela com defeito, não use”;

  • Verifique a causa do problema, corrija-o ou procure o setor de manutenção para que o façam;

  • Somente reinicie o trabalho no mínimo 5 minutos depois da normalização do sistema de exaustão;

CAPELAS NÃO DEVEM SER USADAS PARA GUARDAR PRODUTOS QUÍMICOS


  1. Manipulação de produtos químicos

    1. Líquidos inflamáveis

Ponto de fulgor < 70 oC  Classe I : Ponto de fulgor < 37,7 oC

 Classe II : 70oC > ponto de fulgor > 37,7 oC

Combustíveis: ponto de fulgor > 70oC, quando aquecidos acima do ponto de fulgor, comportam-se como inflamáveis.




1   2   3   4   5


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal