Concurso público dados de identificaçÃo do candidato



Baixar 122.25 Kb.
Encontro02.07.2019
Tamanho122.25 Kb.

CONCURSO PÚBLICO



DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO
Não deixe de preencher as lacunas a seguir.


Nome






























































































Nº de Identidade Órgão Expedidor UF Nº de Inscrição



























































































Prédio Sala

























































































MÉDICO / INFECTOLOGIA ADULTO

ATENÇÃO





  • Abra este Caderno, quando o Fiscal de Sala autorizar o início da Prova.

  • Observe se o Caderno está completo. Ele deverá conter um total de 40 (quarenta) questões, sendo 10 (dez) de Português e 30 (trinta) de Conhecimentos Específicos.

  • Se o Caderno estiver incompleto ou com algum defeito gráfico que lhe cause dúvidas, informe, imediatamente, ao Fiscal.

  • Uma vez dada a ordem de início da Prova, preencha, nos espaços apropriados, o seu Nome completo, o Número do seu Documento de Identidade, a Unidade da Federação e o Número de Inscrição.

  • Para registrar as alternativas escolhidas nas questões da prova, você receberá um Cartão-Resposta de Leitura Ótica. Verifique se o Número de Inscrição impresso no cartão coincide com o seu Número de Inscrição.

  • As bolhas do Cartão-Resposta para as questões de múltipla escolha devem ser preenchidas, totalmente, com caneta esferográfica azul ou preta.

  • Você dispõe de 4 horas para responder toda a Prova – já incluído o tempo destinado ao preenchimento do Cartão-Resposta. O tempo de Prova está dosado, de modo a permitir fazê-la com tranqüilidade.

  • Você só poderá retirar-se da sala 2 (duas) horas após o início da Prova.

  • Preenchido o Cartão-Resposta, entregue-o ao Fiscal juntamente com este Caderno e deixe a sala em silêncio.



B



OA SORTE !

PORTUGUÊS
TEXTO 01
A PANDEMIA DO MEDO
Nas últimas duas semanas, o alarde sobre a iminência de uma pandemia de gripe aviária colocou o mundo em prontidão. Focos de aves contaminadas pelo vírus H5N1, causador da doença, foram detectados na Rússia, Turquia, Romênia e Grécia - sinal de que ele avança sobre o Ocidente. Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.

Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação do vírus. O medo de uma pandemia deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes, e pela compra e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus, o oseltamivir, vendido sob o nome comercial de Tamiflu. O governo brasileiro encomendou 9 milhões de kits do medicamento. As farmácias de todo o país quintuplicaram as vendas de Tamiflu desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho. Criou-se até um mercado ilegal do antiviral na Internet, em que o preço da caixa com dez unidades triplicou. Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto ?

Até agora, apesar de todo o alarde, a única certeza é a de que o H5N1 é um agente de destruição em massa apenas de aves, em especial galinhas e frangos. O grande temor é que o vírus passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível de homem para homem, como os micróbios de uma gripe comum. Essa possibilidade existe, mas, por enquanto, não passa de especulação. Segundo o médico americano Marc Siegel, professor da Universidade de Nova York : “Não existe nenhuma evidência direta de que o vírus H5N1 esteja prestes a sofrer esse tipo de transformação.” A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.

BERGAMO, Giuliana. Saúde. Revista Veja. 26 de outubro de 2005. p.80.
01. Em uma das alternativas abaixo, existe uma mensagem que não está inserida no Texto. Assinale-a.
A) A gripe aviária é oriunda da China.

B) Inexistem as vacinas para combater esse tipo de gripe.

C) As autoridades brasileiras procederam à aquisição do antiviral para combater a gripe aviária.

D) A Internet contribuiu significativamente para promover a disseminação da gripe aviária.

E) Existe o risco de que o vírus da gripe aviária sofra determinadas mutações que resultem numa transmissão ao ser humano.
02. Assinale a alternativa em que o fragmento do texto denota a adoção de uma ação conjunta na tentativa de conter a gripe aviária.
A) “Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.”

B) “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação do vírus.”

C) “Essa possibilidade existe, mas, por enquanto, não passa de especulação.”

D) “A única pandemia em curso no momento, portanto, é a do medo.”

E) “Criou-se até um mercado ilegal do antiviral na Internet...”
03. Sobre o trecho abaixo:
Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu e matou 2 600 pássaros no norte do país.”
É correto declarar que
A) a gripe aviária originou-se nos países nórdicos.

B) não há risco de a gripe extrapolar os limites territoriais da China.

C) a gripe, reincidente na China, dizimou uma relevante quantidade de aves no sul do país.

D) a gripe, proveniente da China, estende-se até o norte de nosso país.



E) a ação se repetiu em um determinado tempo passado; isso se percebe através do verbo “reaparecer”.
04. Sobre SINONÍMIA e ANTONÍMIA, analise os itens abaixo.
I. Iminência (Sinônimo: proximidade).

II. Disseminação (Antônimo: propagação).

III. Deflagrou (Sinônimo: impediu).

IV. Prontidão (Sinônimo: vigilância).

V. Especulação (Antônimo: hilaridade).


Assinale a alternativa que contém o(s) item (ns) acima que apresenta(m) correlação correta entre a palavra e o que está nos parênteses.
A) Apenas I e IV. B) Apenas IV. C) Apenas III e V. D) Apenas I, III e IV. E) Apenas II, III e V.
05. Sobre o emprego da CRASE, analise as justificativas de cada item.
I. “...o alarde sobre a iminência de um pandemia de gripe aviária...” – não se pode crasear, uma vez que existe a presença da preposição antecedendo o artigo “a”.

II. “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação” – neste caso, a crase é facultativa.

III. “...que o vírus passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...” – não se craseia por estar diante de um pronome indefinido.

IV. “...desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho.” – não se craseia por estar diante de nome masculino.
Está (ão) correta (s)
A) apenas I. B) apenas I e IV. C) apenas III. D) apenas I, II e IV. E) Apenas III e IV.
06. Sobre PONTUAÇÃO, analise as proposições abaixo.
I. “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo...”

II. “A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.”

III. “...e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus, o oseltamivir, vendido...”

IV. “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes, pela compra...”

V. “Na China, seu reduto original, a gripe reapareceu...”
Assinale a alternativa que contempla os itens nos quais o emprego da (s) vírgula (s) se justifica por separar termos que explicam o seu antecedente, denominados de aposto.
A) Apenas I e III. B) Apenas III e V. C) Apenas II e V. D) Apenas III, IV e V. E) Apenas II, III e V.
07. Observe os termos sublinhados dos itens abaixo.
I. “Focos de aves contaminados pelo vírus H5N1, causador da doença, foram detectados na Rússia...”

II. “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas contra o H5N1, ainda inexistentes...”

III. “...desde que uma possível pandemia estaria a caminho...”

IV. “Não existe nenhuma evidência direta ...”
Assinale a alternativa que contém uma afirmação correta.
A) No item I, os termos “causador” e “detectados” concordam em gênero e número com o termo “vírus”.

B) No item II, o termo sublinhado deveria estar no plural para concordar com nome a que se refere, “corrida”.

C) No item III, se o termo “pandemia” fosse substituído por “contágio” , mantendo o mesmo número, a palavra possível teria sua grafia alterada.

D) Se o termo “evidências” (item IV) se flexionasse no plural, seria correto dizer : não existe evidências diretas.

E) O termo “detectados” (item I) concorda em gênero e número com o nome a que se refere, “focos”.
08. Em qual das alternativas abaixo, o termo sublinhado denota que o autor se utilizou dessa palavra com sentido que não lhe é comum ou próprio, resultante de uma relação de semelhança, dando, assim, origem a uma figura de linguagem denominada de metáfora?
A) “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias...”

B) “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto?”

C) “...deflagrou uma corrida pela fabricação de vacinas...”

D) “O grande temor é que o vírus passe por mutações genéticas...”

E) “A única pandemia em curso, no momento, portanto, é a do medo.”
09. Sobre REGÊNCIA NOMINAL e VERBAL, observe os termos grifados.
I. “...passe por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...”

II. “...em que o preço da caixa com dez unidades triplicou...”

III. “Qual é, no entanto, o real tamanho do perigo a que o mundo está exposto ?”

IV. “Governos de todos os continentes tentam definir estratégias de combate à disseminação ...”

V. “O governo brasileiro encomendou 9 milhões de kits de medicamento.”
Assinale a alternativa correta.
A) No item I, os termos sublinhados são complemento do verbo “originar”.

B) No item II, o termo sublinhado tem como complemento “dez unidades”.

C) No item III, os termos sublinhados completam o sentido do verbo “expor”.

D) No item IV, os termos sublinhados são complemento do substantivo “combate”.

E) No item V,o verbo sublinhado exige que o seu complemento seja regido de preposição.
10. Em qual das alternativas existe discordância entre o (s) termo (s) sublinhado (s) e o que se declara no parêntese em relação à ACENTUAÇÃO ?

A) “...sobre a iminência de uma pandemia de gripe aviária colocou o mundo em prontidão.” (a tonicidade de ambas as palavras grifadas recai na penúltima sílaba).

B) “...e estocagem do único antiviral capaz de conter o vírus...” (ambos os termos sublinhados são paroxítonos).

C) “...por mutações genéticas que dêem origem a uma cepa facilmente transmissível...” (o acento do termo sublinhado se justifica por ser paroxítona terminada em “l”) .

D) “As farmácias de todo o país quintuplicaram...” (no primeiro termo sublinhado, a tonicidade recai na penúltima sílaba; no segundo, na última sílaba.)

E) “Nas últimas duas semanas...” e “...desde a notícia de que uma possível pandemia estaria a caminho...” (as palavras sublinhadas são respectivamente proparoxítona , paroxítona e paroxítona).



CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
11. A RESPEITO DO TÉTANO, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) Feridas puntiformes são potencialmente mais perigosas em virtude de inocularem profundamente o Clostridium tetani.

B) Trismo, rigidez de nuca e disfagia são sintomas comuns.

C) Espasmos da glote e musculatura respiratória podem causar asfixia aguda, demandando traqueostomia de urgência.

D) A doença pode ser confundida com meningite bacteriana, intoxicação por estricnina, uso de fenotiazinas e meningoen-cefalite herpética.

E) Imunização passiva em pacientes com ferimentos deve ser feita em todos os pacientes não imunizados ou naqueles com dúvidas quanto à vacinação prévia.
12. A RESPEITO DA MENINGITE MENINGOCÓCCICA, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) Tem como causadores a Neisseria meningitidis dos grupos A, B, C, Y e W135, dentre outros.

B) Febre, cefaléia, vômitos, confusão mental e convulsões são sinais e sintomas comuns.

C) O LCR geralmente se apresenta turvo ou purulento, com pressão aumentada, proteína elevada e glicose diminuída.

D) O rash pode ser pequequial, sob a forma de extensas equimoses, ou ainda, como necrose cutânea.

E) A ausência de organismo ao esfregaço do LCR descarta, com segurança, o diagnóstico.
13. QUAL DOS AGENTES ETIOLÓGICOS ABAIXO NÃO É CAUSA PROVÁVEL DE MENINGITE BACTERIANA COMUNITÁRIA EM PACIENTE ACIMA DOS 50 ANOS?
A) S. pneumoniae.

B) Mycoplasma pneumoniae. D) Listeria monocytogenes.

C) Neisseria meningitidis. E) Bactérias gram-negativas.
14. QUAL DAS ALTERNATIVAS ABAIXO APONTA DROGA QUE NÃO TEM PAPEL RELEVANTE NO TRATA-MENTO DE PACIENTES NEUTROPÊNICOS FEBRIS?
A) Claritromicina. B) Cefepime. C) Levofloxacino. D) Voriconazol. E) Anfotericina B.
15. COM RELAÇÃO AO TRATAMENTO DO ABSCESSO CEREBRAL, QUAL DAS DROGAS ABAIXO NÃO É UTIL?
A) Penicilina cristalina. B) Cefazolina. C) Metronidazol. D) Cloranfenicol. E) Oxacilina.


16. TODOS OS ANTIMICROBIANOS ABAIXO RELACIONADOS SÃO COMUMENTE UTILIZADOS NO TRATAMENTO DA SINUSITE BACTERIANA AGUDA, EXCETO UM. ASSINALE-O.
A) Doxiciclina. B) Amoxicilina. C) Sulfametoxazol + trimetoprim. D) Levofloxacino. E) Azitromicina.
17. PACIENTE EM TRATAMENTO PARA TUBERCULOSE COM ISONIAZIDA, RIFAMPICINA E PIRAZINAMIDA APRESENTA ELEVAÇÃO DISCRETA DAS TRANSAMINASES, SEM OUTROS SINTOMAS. ANALISE AS AFIRMATIVAS ABAIXO E ASSINALE (V) VERDADEIRO OU (F) FALSO.
( ) É possível que a hepatite medicamentosa seja decorrente da isoniazida.

( ) A associação isoniazida-rifampicina é conhecida por apresentar hepatotoxicidade.

( ) Elevações de transaminases, mesmo discretas, são potencialmente graves, exigindo-se a suspensão imediata do tratamento.

( ) Todas as 3 drogas são hepatotóxicas, e o paciente deverá ser monitorado.

( ) O paciente deverá ser internado, e seu tratamento, trocado para estreptomicina + ofloxacino + etonamida.
ASSINALE A ALTERNATIVA QUE APRESENTA A SEQÜÊNCIA CORRETA.
A) VVVVV. B) FFFFF. C) FVFFF. D) VVFFF. E) VVFVF.
18. COM RELAÇÃO AO TRATAMENTO DE PACIENTES COM CO-INFECÇÃO HIV E TUBERCULOSE, ASSI-NALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) O tratamento da SIDA deverá ser iniciado concomitantemente ao tratamento para tuberculose, pois é necessária a restauração imunológica para a cura da tuberculose.

B) Pacientes com CD4 muito baixo geralmente não apresentam tuberculose pulmonar com cavitação.

C) O tempo de tratamento da tuberculose poderá ser estendido, a depender da resposta clínica e do local da infecção.

D) Pacientes com CD4 acima de 300 células/mm3 poderá aguardar o término do tratamento da tuberculose para decisão sobre início dos anti-retrovirais.

E) O uso de rifampicina limita as opções de anti-retrovirais em virtude da via de metabolização.
19. QUAL DAS DROGAS ANTITUBERCULOSAS ABAIXO NÃO É BACTERICIDA?
A) Rifampicina. B) Etambutol. C) Isoniazida. D) Pirazinamida. E) Estreptomicina.
20. A RESPEITO DE DIFTERIA, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) O diagnóstico diferencial inclui faringite estreptocóccica e mononucleose infecciosa.

B) A miocardite é complicação grave e pode precipitar insuficiência cardíaca.

C) No início do tratamento, o paciente deve ficar isolado.

D) Penicilina e eritromicina são as drogas de escolha associadas à antitoxina diftérica.

E) Após a imunização na infância, não há necessidade de reforços (Booster).
21. EM UM PACIENTE COM PNEUMONIA COMUNITÁRIA POR Chlamydia pneumoniae, QUAL DAS ALTERNA-TIVAS ABAIXO NÃO É ACEITÁVEL?
A) Amoxicilina. B) Doxiciclina. C) Eritromicina. D) Levofloxacino. E) Azitromicina.
22. A RESPEITO DO TRATAMENTO DA TOXOPLASMOSE EM PACIENTES QUE NÃO TÊM O HIV, ASSINA-LE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) Pacientes imunocompetentes com a forma linfadenopática raramente têm indicação.

B) Pirimetamina é a droga antitoxoplasma mais efetiva e deve sempre ser incluído no tratamento.

C) Sulfadiazina é droga fundamental para o sucesso do tratamento e é a única que pode ser eficaz em monoterapia.

D) Clindamicina é droga útil e pode substituir a sulfadiazina, desde que associada à pirimetamina.

E) Azitromicina, atovaquona, claritromicina e sulfametoxazol+trimetoprim podem ser úteis, porém ainda estão sob avaliação.
23. A RESPEITO DO TRATAMENTO DA TOXOPLASMOSE CEREBRAL EM PACIENTES COM SIDA, ASSINA-LE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) O tempo de tratamento de indução é de 4 a 6 semanas.

B) A profilaxia secundária deverá ser mantida por toda a vida, a menos que ocorra elevação de células CD4 para níveis acima de 200/mm3 por mais de 6 meses.


C) O esquema de primeira escolha é a associação de pirimetamina + sulfadiazina + ácido folínico.

D) A utilização de sulfametoxazol+trimetoprim não é considerada válida como alternativa terapêutica para pacientes soropo-sitivos.

E) A eficácia do tratamento é considerada elevada.
24. SOBRE LEPTOSPIROSE, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) A contaminação geralmente ocorre através de pequenas lesões na pele ou pela conjuntiva.

B) O acometimento pulmonar tem prognóstico grave e parece ser devido à vasculite sistêmica associada à plaquetopenia que pode ser severa.

C) Para o diagnóstico diferencial, devemos considerar hepatite viral aguda, febre amarela e colangite.

D) A forma ictérica, síndrome de Weil, é a mais comumente encontrada, tendo pior prognóstico.

E) O achado de CPK elevada é comum e pode ser útil para distinguir a doença da hepatite.
25. QUAL DAS ALTERNATIVAS ABAIXO NÃO É CONSIDERADA TRATAMENTO DE ESCOLHA PARA A LEPTOSPIROSE?
A) Cloranfenicol. B) Amoxicilina. C) Penicilina cristalina. D) Doxiciclina. E) Ceftriaxona.
26. SOBRE HANTAVÍRUS, ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA.
A) A aspiração de aerossóis de urina ou fezes de roedores contaminados é a forma usual de contaminação.

B) A prevalência de casos não tem relação direta com o tamanho da população de roedores.

C) O período de incubação varia de 30 a 180 dias, o que dificulta a identificação do foco primário da infecção.

D) A síndrome pulmonar por Hantavírus parece ser devida à agressão direta ao parênquima pulmonar, não havendo indicação de mecanismo imunopatológico como causa.

E) A utilização precoce do antiviral amantadina é eficaz em diminuir a morbimortalidade.
27. SOBRE PNEUMONIA POR INFLUENZA, ANALISE OS ITENS ABAIXO, ASSINALANDO V PARA OS VER-DADEIROS OU, F PARA OS FALSOS.
( ) É mais comumente encontrada em pacientes com doenças cardiovasculares e mulheres grávidas.

( ) Os sintomas iniciam com quadro de influenza que progride rapidamente para tosse, dispnéia e cianose.

( ) A radiografia de tórax usualmente mostra consolidação pulmonar bem delimitada.

( ) Durante a fase interpandêmica, a pneumonia primária por influenza é considerada rara.

( ) A mortalidade da pneumonia primária por influenza é alta.
ASSINALE A ALTERNATIVA QUE CONTÉM A SEQÜÊNCIA CORRETA.
A) VVVVV. B) FFFVV. C)VVFVV. D) FVFVF. E) FFFFV.
28. A RESPEITO DA ACTINOMICOSE, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) A forma cérvico-facial é freqüentemente associada à manipulação dentária, trauma e cirurgias orais.

B) A forma mais fácil de diagnóstico é a demonstração de grãos de súlfur no pus.

C) Oxacillina, cefalexina, metronidazol, aminoglicosídeos são drogas comprovadamente eficazes.

D) O tratamento usualmente é longo, podendo se estender por até 12 meses.

E) A forma abdominal é a mais desafiadora em termos de dificuldade diagnóstica.
29. SOBRE INFECÇÃO POR NOCARDIA, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) Sulfametoxazol+trimetoprim é a droga de escolha para o tratamento, podendo ser associada a aminoglicosídeos ou cefalosporinas de terceira geração nos casos graves.

B) Imunodepressão é fator de risco bem estabelecido para esta infecção.

C) A doença pulmonar é a forma mais comum, sendo geralmente causada pela N. brasiliensis.

D) A doença disseminada é caraterizada pela formação de abscessos.

E) A forma pulmonar pode se apresentar como pneumonia, abscesso pulmonar e doença cavitária.
30. A RESPEITO DA ENDOCARDITE INFECCIOSA, É INCORRETO AFIRMAR.
A) Infecções por S.viridans tendem a provocar infecções com curso mais subagudo, enquanto que S.aureus apresentam formas mais agressivas.

B) Lesões valvares prévias, como fator predisponente, do tipo estenose são mais susceptíveis que lesões do tipo regurgitação.


C) Em usuários de drogas injetáveis o agente etiológico mais comum é o S. aureus, sendo comum o acometimento da válvula tricúspide.

D) Infecções precoces (menos de 2 meses após implantação das válvulas) em próteses valvares são freqüentemente causadas por estafilococcos.

E) Endocardite por fungos e gram-negativos não são comuns.
31. TODAS SÃO INDICAÇÕES DE TRATAMENTO CIRÚRGICO DA ENDOCARDITE INFECCIOSA, EXCETO UMA. ASSINALE-A.
A) Regurgitação valvar sem repercussão hemodinâmica.

B) Infecção fora de controle a despeito de antibioticoterapia adequada após 7 a 10 dias.

C) Endocardite fúngica.

D) Infecção recorrente com o mesmo microorganismo.

E) Vegetação grande e móvel associada a episódios de embolização.
32. ASSINALE A ALTERNATIVA QUE NÃO APRESENTA DROGA UTILIZADA NO TRATAMENTO DE LEISHMANIOSE VISCERAL.
A) Telitromicina. B) Miltefosine. C) Anfotericina B lipossomal. D) Pentamidina. E) Paromomicina.
33. QUAL DAS ALTERNATIVAS ABAIXO NÃO APRESENTA DROGA UTILIZADA NO TRATAMENTO DA FEBRE TIFÓIDE?
A) Azitromicina. B) Ceftriaxona. C) Ciprofloxacino. D) Sulfametoxazol+trimetoprim. E) Metronidazol.
34. QUAL ALTERNATIVA ABAIXO NÃO APRESENTA CRITÉRIO DE DEFINIÇÃO DE CASO PARA FEBRE HEMORRÁGICA POR DENGUE?
A) História de doença febril aguda recente.

B) Manifestações hemorrágicas (por exemplo, prova do laço positiva).

C) Choque hipovolêmico por perda sangüínea.

D) Contagem de plaquetas de 100.000/mm3 ou menos.

E) Evidência de aumento da permeabilidade capilar como hematócrito acima de 20% da linha de base, derrame cavitário ou proteína baixa.
35. QUAL DENTRE OS ESQUEMAS ABAIXO NÃO ESTÁ INDICADO PARA O TRATAMENTO DA SÍFILIS PRIMÁRIA?
A) Ceftriaxona –1g IM ou IV por 8 a 10 dias.

B) Azitromicina – 2g via oral em dose única.

C) Tetraciclina – 500mg via oral de 6/6h por 14 dias.

D) Penicilina benzatina – 2.400.000 unidades IM em dose única.

E) Sulfametoxazol+trimetoprim – 400/80mg 02 comprimidos via oral de 12/12h por 14 dias.
36. A RESPEITO DA SÍNDROME RETROVIRAL AGUDA, ANALISE OS ITENS ABAIXO, ASSINALANDO V PARA OS VERDADEIROS OU, F PARA OS FALSOS.
( ) Ocorre em metade a 2/3 dos indivíduos recentemente infectados como uma “síndrome mononucleose-like”

( ) Sintomas neurológicos, como meningite asséptica, neuropatia periférica, encefalite e síndrome de Guillain-Barré, podem fazer parte do quadro clínico.

( ) Devido à depressão importante da contagem de CD4, infecções oportunistas, como Pneumonia por P.jirovecii, meningite criptocóccica e esofagite por cândida, podem ocorrer.

( ) É característica a queda de linfócitos CD4 e viremia elevada.

( ) Além da mononucleose, o diagnóstico diferencial inclui sarampo, infecção primária pelo herpes simplex, influenza e sífilis secundária.
ASSINALE A ALTERNATIVA QUE CONTÉM A SEQÜÊNCIA CORRETA.
A) VVVVV. B) VVFFF. C) VVFVF. D) FFVVV. E) VFVFV.
37. A RESPEITO DA SÍNDROME DA RESTAURAÇÃO IMUNE, ASSINALE A ALTERNATIVA INCORRETA.
A) Trata-se do surgimento ou piora de infecção oportunista por ocasião da melhora imunológica do paciente decorrente do tratamento anti-retroviral altamente eficaz.

B) Piora paradoxal de tuberculose é freqüentemente relatada, necessitando, às vezes, do uso de corticosteróides para controle dos sintomas.

C) O surgimento de uveíte por CMV pode fazer parte desta síndrome.

D) Não há relatos de Pneumonia por P. jirovecii ou criptococose como sendo desencadeados pelo tratamento anti-retroviral.

E) Pode haver o desenvolvimento de Herpes zoster que geralmente responde bem ao uso de aciclovir ou famciclovir.
38. A RESPEITO DO TRATAMENTO COM ANTIMICROBIANOS PARA A CÓLERA, ASSINALE A ALTERNA-TIVA INCORRETA.
A) O uso de antimicrobianos desempenha papel secundário, sendo mais importante a reidratação adequada.

B) O uso de antibióticos diminui o volume das perdas e a duração da diarréia nos casos graves.

C) Doxiciclina 200mg via oral, por 7 dias é o esquema de primeira escolha.

D) Gestantes deverão utilizar eritromicina ou furazolidona.

E) Sulfametoxazol, ciprofloxacino e azitromicina são opções de tratamento.
39. A RESPEITO DA RAIVA HUMANA, ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA.
A) Há registro de transmissão por transplante de córnea.

B) Em mulheres grávidas, não se deve a utilizar soro nem vacina, por possibilidade de dano ao feto.

C) O tratamento específico consiste na administração de ribavirina + imunoglobulina específica + suporte de terapia intensiva.

D) Nos países desenvolvidos, a forma mais comum de transmissão ocorre pela mordedura de cães domésticos.

E) Os profissionais de saúde devem ser imunizados periodicamente, em virtude do risco de transmissão pessoa a pessoa.
40. UM PACIENTE DE 75 ANOS, DIABÉTICO, É OPERADO PARA TROCA DE VÁLVULA AÓRTICA CALCIFI-CADA. APÓS 48 HORAS, APRESENTA FEBRE ELEVADA, CALAFRIOS E LEUCOGRAMA COM DESVIO À ESQUERDA + ANAEOSINOFILIA. EM SEGUIDA, É ADMITIDO NA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA EM CHOQUE.

DENTRE AS ALTERNATIVAS ABAIXO, ASSINALE A ALTERNATIVA MENOS ADEQUADA COMO ANTIBIOTICOTERAPIA EMPÍRICA PARA O CASO.
A) Vancomicina+meropenen+aminoglicosídeo.

B) Teicoplanina+meropenem+aminoglicosídeo.

C) Linezolida+aztreonam+aminoglicosídeo.

D) Oxacilina+imipenem/cilastatina+ciprofloxacino.



E) Vancomicina+piperacilina/tazobactam+aminoglicosídeo.




Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande