Comércio eletrônico ou e-commerce, ou ainda comércio virtual, é um tipo de transação comercial feita especialmente através de um equipamento eletrônico, como, por exemplo, um computador



Baixar 13.05 Kb.
Encontro04.04.2019
Tamanho13.05 Kb.

Metatexto Sobre Comércio Eletrônico – Modalidades básicas.

Comércio eletrônico ou e-commerce, ou ainda comércio virtual, é um tipo de transação comercial feita especialmente através de um equipamento eletrônico, como, por exemplo, um computador.

O ato de vender ou comprar pela internet é em si um bom exemplo de comércio eletrônico. O mercado mundial está absorvendo o comércio eletrônico em grande escala. Muitos ramos da economia agora estão ligadas ao comércio eletrônico.

No início, a comercialização on-line era e ainda é, realizada com produtos como CD's, livros e demais produtos palpáveis e de características tangíveis. Contudo, com o avanço da tecnologia, surge uma nova tendência para a comercialização on-line. Começa a ser viabilizado a venda de serviços pela web, como é o caso dos pacotes turísticos, por exemplo. Muitas operadoras de turismo estão se preparando para abordar seus clientes dessa nova maneira.

Existem diversas modalidades de comércio eletrônico, entre elas o B2B, B2C, C2C, G2C e G2B.



Business to Business (B2B) é o nome dado ao comércio praticado por fornecedores e clientes empresariais, ou seja de empresa para empresa.

O conceito do e-commerce B2B, ou comércio eletrônico entre empresas, pode ser definido como a substituição dos processos físicos que envolvem as transações comerciais, por processos eletrônicos.

Surge em e-marketplaces ou portais que são plataformas tecnológicas com base na Internet onde compradores e fornecedores se encontram e transacionam em tempo real.

É a forma de e-business onde empresas estabelecem relacionamento de negócios, com certo nível de acoplamento eletrônico entre os seus sistemas de compras, vendas, distribuição, logística etc.

Estas plataformas são compostas por um mercado horizontal (onde são transacionados produtos e serviços não relacionados diretamente com a atividade operacional da empresa) e por diversos mercados verticais (específicos para um determinado setor de atividade) que se cruzam entre si, ou seja, as empresas podem pertencer simultaneamente a um mercado vertical e ao mercado horizontal.

O B2B é um portal que permite a integração de empresas em uma comunidade de negócios.

O B2B permite a criação de um ambiente de relacionamento e troca de informações entre os parceiros de negócio.

Business-to-consumer (B2C), também business-to-customer, é o comércio efetuado diretamente entre a empresa produtora, vendedora ou prestadora de serviços e o consumidor final.

Esse mercado é composto por todos os consumidores que adquirem bens e serviços para uso próprio ou domiciliar, isto é, não existe objetivo comercial para o que adquiriram.

Estão sujeitos a uma série de influências, algumas delas de ordem pessoal e emocional, outras de ordem prática e racional.

Business to Consumer - Negócio com Consumidor (observe: consumidor e não ainda necessariamente cliente; pois o consumidor pode estar conhecendo os produtos e serviços; ainda não é cliente).

É a forma de e-commerce que conecta empresa com consumidores, mais relacionada com as áreas de varejo e comércio direto onde o consumidor final é o alvo que se busca através da Internet.

Sob o ponto de vista administrativo: permite que as organizações sejam mais eficientes e flexíveis em suas operações internas, trabalhando mais próximo de seus fornecedores e, ao mesmo tempo, permite que ela seja mais ágil às necessidades e expectativas de seus clientes (ou potenciais clientes).

Sob o ponto de vista do consumidor: define uma imagem de empresa atualizada, demonstrando uma organização de caráter evolutivo, moderna e apta a oferecer um produto ou serviço de qualidade. Ex.: Submarino, Amazon...

C2C (do inglês Consumer to Consumer) é uma referência ao comércio eletrônico que se desenvolve entre usuários particulares da Internet. Aqui o comércio de bens ou serviços não envolve produtores e sim consumidor final com consumidor final, sem intermediários.

Acrônimo de government to consumers, ou literalmente, do governo para os consumidores, é uma relação comercial pela internet entre governo (estadual, federal ou municipal) e consumidores. Exemplos: o pagamento via Internet de impostos, multas e tarifas públicas.



O G2B, ou Government to Business, é a relação de negócios pela internet entre governo e empresas. Por exemplo: as compras pelo Estado através da internet por meio de pregões e licitações, tomada de preços, etc.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.



©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal