Como Será a Prisão de Satanás Durante o Milênio?



Baixar 36.19 Kb.
Encontro03.10.2019
Tamanho36.19 Kb.

COMO SERÁ A PRISÃO DE SATANÁS DURANTE O MILÊNIO?


Alguns sinceros cristãos associam a idéia da prisão de Satanás durante o milênio a uma Terra vazia. Para eles seria uma “prisão circunstancial”, pelo fato de a Terra estar vazia e principalmente pelo fato de Satanás e suas hostes não mais poderem viajar pelo universo. Acreditam que o bode emissário, usado no dia da expiação, era um símbolo de Satanás.
No entanto, como vimos no estudo anterior, o bode emissário não poderia representar Satanás, pois está escrito na Palavra de Deus que os dois bodes, tanto um como o outro fazia expiação (Levítico 16:5, 10 e 22).
Os dois bodes tinham que ser perfeitos, isto é, deveriam ser sem mancha e sem defeito. Neste caso, eram tão semelhantes que foi lançado sortes entre ambos. Satanás não se assemelha com Cristo em nada. A verdade é que ambos os bodes eram expiatórios e representavam as duas etapas da obra de Cristo: morrer e levar para fora do arraial as culpas confessadas pelo povo de Deus. Em nenhum lugar está escrito na Bíblia que Satanás irá carregar as nossas iniqüidades. O Filho de Deus é o único que tira o pecado do mundo e tomou sobre Si as nossas iniqüidades ( Isaías 53:4-12).
Como a Palavra de Deus dá destaque ao assunto, não podemos classificá-lo como sendo periférico ou de pouca importância. Assim, por tratar-se de uma doutrina fundamental, é perfeitamente correto fazer uma análise criteriosa com base nas Escrituras Sagradas.
O que diz a escritora americana Ellen G. White sobre a prisão de Satanás?

Aqui deverá ser a morada de Satanás com seus anjos maus durante mil anos. Restrito à Terra, não terá acesso a outros mundos, para tentar e molestar os que jamais caíram. É neste sentido que ele está amarrado; ninguém ficou de resto, sobre quem ele possa exercer seu poder. Está inteiramente separado da obra de engano e ruína que durante tantos séculos foi seu único deleite. ...Durante mil anos Satanás vagueará de um lugar para outro na Terra desolada, para contemplar os resultados de sua rebelião contra a lei de Deus.” (Grifo nosso) O Grande Conflito – Capítulo 41 – Será Desolada a Terra? pp. 655 e 656.


O que diz a Bíblia sobre a prisão de Satanás?

E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. Lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que mais não enganasse as nações, até que os mil anos se completassem. E depois importa que seja solto, por um pouco de tempo.” Apoc. 20:1-3.


Analisando o texto bíblico, conclui-se que Satanás será lançado no ABISMO. Em parte alguma deste capítulo fala em terra vazia. Ao contrário, a prisão de Satanás dar-se-á porque haverá nações na Terra durante o milênio, as quais não deveriam mais ser vítimas dele. Não se prende um ladrão porque não há bancos para roubar, mas porque há.
É muito estranha a conclusão da Sra. Ellen G. White ao afirmar que a prisão do inimigo de Deus era para que não “tentasse e molestasse” os habitantes de outros mundos. Os verbos “tentar” e “molestar” não encontramos no texto bíblico acima. O termo usado é “para que não mais enganasse as nações.” Tentar e molestar não é mesma coisa que enganar. Supondo que ela acredite que as palavras tenham o mesmo sentido, será que Satanás já vinha enganando outros mundos? Tinha ele acesso à outros mundos? Que nações são estas que ele não mais enganaria durante o milênio? Tudo precisa ser provado pela Bíblia. Para onde foram lançados Satanás e os seus anjos após o conflito que houve no Céu?
Está escrito na Palavra de Deus o seguinte:

Então houve guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos batalhavam, mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou no céu. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele. ..Mas ai da terra e do mar, porque o Diabo desceu a vós com grande ira. ....Quando o dragão se viu precipitado na terra, ...” Apoc. 12:7-9, 12 e 13.


A Palavra de Deus nos ensina que Satanás e seus anjos foram lançados sobre o planeta TERRA. Não encontramos na Bíblia nenhuma referência que ele tivesse acesso a outros mundos. Muitos teólogos, no entanto, tentam provar que Satanás teve novamente acesso ao Céu, citando o livro de Jó. Dizem os teólogos que de tempos em tempos ocorreram no Céu encontros com os representantes de todos os planetas habitados deste vasto universo. Quem deveria estar nestes encontros seria Adão, mas ao ele desobedecer a Deus, entregou o domínio do planeta Terra para Satanás. Portanto, de acordo com a teoria desses teólogos, os encontros registrados no livro de Jó ocorreram no Céu, pois os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor. A seguir citamos as passagens bíblicas, equivocadamente interpretadas por muitos teólogos:
Ora, chegado o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles. Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao Senhor e disse: De rodear a terra, e passear por ela.” Jó 1:6-7.
Chegou outra vez o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor; e veio também Satanás entre eles apresentar-se perante o Senhor. Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? E respondeu Satanás ao Senhor e disse: De rodear a terra, e passear por ela.” Jó 2:2.
Analisemos os textos acima:

a) Os textos não afirmam que as reuniões foram realizadas no Céu. Apenas declaram que “os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor”.


b) A Bíblia não associa o termo “filhos de Deus” como sendo habitantes de outros planetas. O termo “filhos de Deus” é usado para identificar pessoas que obedecem à Deus. Exemplo: A Bíblia declara que a corrupção começou a alastrar-se sobre o planeta Terra quando os “filhos de Deus” tomaram para si as “filhas dos homens” : “Sucedeu que, quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. ...Naqueles dias estavam os nefilins (gigantes) na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na antigüidade.” Gên. 6:1-2 e 4.
c) Satanás não poderia ir à presença do Senhor no “Céu”, porque a Bíblia declara que o diabo foi expulso de lá. Para melhor compreendermos o que significa o termo “expulsar”, basta trazer à memória os fatos ocorridos com Adão e Eva, após o pecado, quando foram expulsos do Jardim do Éden.
d) A reunião somente poderia ter sido realizada em algum lugar na Terra, pois Satanás quando foi expulso do Céu, ficou restrito ao planeta Terra. A conclusão é óbvia, pois quando o Senhor perguntou à Satanás: “Donde vens?”, ele respondeu: “De rodear a terra, e passear por ela”. Satanás não disse que ele veio de algum outro planeta.
E quanto ao abismo? A Bíblia diz que Satanás durante o milênio será lançado no abismo. O abismo, segundo as Escrituras Sagradas, é um lugar profundo, escuro e envolvente. Quem se achar num lugar deste, não poderá mexer-se ou locomover-se e estará incomunicável. Em se tratando do homem, certamente morrerá.
Vejamos algumas provas bíblicas, do que é um abismo:

  1. Como sepultura – “Senhor, fizeste subir a minha alma da sepultura; conservaste-me a vida para que não descesse ao abismo.” Salmos 30:3.

b) Como fontes de águas debaixo da superfície e fontes do abismo – “No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram.” “Cerraram-se também as fontes do abismo, e as janelas dos céus, e a chuva dos céus deteve-se.” Gên. 7:11 e 8:2.


c) O abismo onde esteve Jonas – “As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça. Eu desci até aos fundamentos dos montes; os ferrolhos da terra correram-se sobre mim para sempre; mas Tu livraste a minha vida da perdição, ó Senhor meu Deus.” Jonas 2:5-6.
d) Coré, Datã e Abirão descem vivos ao abismo - “Mas se o Senhor criar alguma coisa inaudita e a terra abrir a sua boca e os tragar com tudo o que é seu, e vivos descerem ao abismo, então conhecereis que estes homens desprezaram ao Senhor. E aconteceu que, acabando ele de falar todas estas palavras, a terra debaixo deles se fendeu. Abriu sua boca, e os tragou com as suas casas, como também a todos os homens que pertenciam a Coré, e a todos os seus bens. Ele e todos os que lhes pertenciam desceram vivos ao abismo.” Números 16:30-33.
Por estes versículos, como interpretar a prisão de Satanás no abismo, conforme lemos em Apocalipse 20:1-3? Não é possível imaginar Satanás vagueando pela face da Terra, pois a superfície da Terra segundo as Escrituras Sagradas não é abismo. Satanás vai mesmo ser imobilizado e tirado de circulação pelos mil anos. Como fica alguém dentro duma sepultura, ou soterrado num terremoto? Como ficaram Coré, Datã, Abirão e familiares no abismo em que desceram? Interessante é o termo “desceram” , o que prova que o abismo não é na superfície da Terra. E Jonas como ficou? Como os versículos disseram, ele não se sentiu livre para vaguear de um lado para o outro, como é apresentado o abismo previsto para Satanás, pela Sra. Ellen G. White. Ao contrário, Jonas viu-se em grande aflição, cercado de águas, envolvido pelo abismo, enrolado por algas e nas profundezas, como se expressou: “...eu desci aos fundamentos dos montes...” Como se sentiu Jonas neste abismo? “...os ferrolhos da terra correram-se sobre mim...” Aí nos prova que o abismo, de fato é uma prisão que imobiliza.
Além de isolado no abismo, a Bíblia diz-nos que haverá um selamento, o que significa que terminantemente estas hostes não terão como violar este lacre e escapar, porque este selamento será feito por um poderoso anjo do Senhor.. Há também vários selamentos realizados por seres humanos.Como exemplo, podemos citar o selamento da cova dos leões com o anel de Dario e seus grandes, para manter Daniel preso: “E foi trazida uma pedra e foi posta sobre a boca da cova; e o rei a selou com o seu anel e com o anel dos seus grandes, para que não se mudasse a sentença acerca de Daniel.” Daniel 6:17.
O selamento do sepulcro de Jesus, também tinha por objetivo impedir que o corpo do Mestre fosse removido daquele lugar: “E indo eles, seguraram o sepulcro com a guarda, selando a pedra.” Mat. 27:66.
A Sra. Ellen G. White ensina que “abismo” é o mesmo que “superfície da Terra” e os sofrimentos de Satanás resumem-se no fato de não ter a quem tentar. Será isto verdade?
Certa feita Jesus deparou-Se com os endemoninhados gadarenos que Lhe perguntaram:

E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?” Mat. 8:29. “E rogavam-Lhe que os não mandasse para o abismo.” Lucas 8:31.


Meditemos nestas duas revelações importantes:
a) Superfície da Terra não é um abismo, pois se fosse, estes demônios não iriam rogar que não os mandasse para o abismo, pois já estavam nele.
b) O abismo ser-lhes-ia um lugar de tormentos e eles sabiam que futuramente iriam para lá, porém não lhes era ainda chegada a hora.
Passear de um lugar para o outro na Terra não é um tormento, tampouco um abismo. A respeito do destino de Satanás, antes mesmo do profeta João escrever o Apocalipse, outro profeta também fez uma importante revelação quanto ao futuro destino de Satanás:
Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva; como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações. E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, da banda dos lados do norte. Subirei acima das mais altas nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo, e contudo levado será ao inferno, ao mais profundo do abismo”. Isaías 14:12-14.
Outro equívoco grave da Sra. Ellen G. White é comparar a situação da terra na vinda de Cristo, com a da criação:
Que a expressão ‘abismo’ representa a Terra em estado de confusão e trevas, é evidente de outras passagens. Relativamente à condição da Terra ‘no princípio’, o relato bíblico diz que ‘era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo.’ Gên:1:2. A profecia ensina que ela voltará, em parte ao menos, a esta condição. Olhando ao futuro para o grande dia de Deus, declara o profeta Jeremias: ‘Observei a Terra, e eis que estava assolada e vazia; e os céus e não tinham a sua luz. Observei os montes, e eis que estavam tremendo; e todos os outeiros estremeciam. Observei e vi que nenhum homem havia e que todas as aves do céu tinham fugido. Vi também que a terra fértil era um deserto, e que todas as cidades estavam derribadas.’ Jeremias 4:23-26.” O Grande Conflito – Capítulo 41 – Será Desolada a Terra? p. 655.
Quem disse que a Terra na criação era um deserto? Que a Terra era sem forma e vazia, na criação, é certo, pois a Bíblia assim o diz. Mas comparar a situação da Terra durante os mil anos, com a situação da Terra na criação, é imaginação sem fundamento bíblico.
Como era a Terra? Seria possível uma descrição correta? Deus é muito bom e não poderíamos deixar de exaltá-Lo por Suas grandes revelações. Ele dá-nos detalhes de como era a Terra no princípio da criação:
Lançou os fundamentos da Terra, para que não vacile em tempo algum. Tu a cobres com o abismo, como com um vestido; as águas estavam sobre os montes. À Tua repreensão fugiram, à voz do teu trovão se apressaram. Sobem os montes, descem aos vales, até ao lugar que para elas fundaste. Limite lhes traçaste, que não ultrapassarão. Para que não tornem mais a cobrir a Terra.” Samos 104:5-9.
Aqui está a verdade sobre o estado do planeta na criação e porque era sem forma e vazia. A Terra ou a parte sólida estava totalmente envolta pelas águas como que dentro de um vestido. O versículo 6 diz que as águas cobriam os montes. Somente quando o Senhor ordenou-lhes é que vieram para os seus lugares, formando as fontes nos montes e originando os rios e mares, surgindo assim a porção seca: “E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca. E assim foi. E chamou Deus a porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares. E viu Deus que era bom.” Gên. 1:9-10.
Não é maravilhoso? A Terra na criação não era um deserto. No futuro, a Terra ou porção seca, jamais será submersa pelas águas. Deus disse: “E Eu convosco estabeleço o Meu concerto, que não mais será destruída toda a carne pelas águas do dilúvio, e que não haverá mais dilúvio, para destruir a Terra.” Gên. 9:11.
Como entender a Terra vazia em Jeremias 4:23-26, citado pela Sra. Ellen G. White?
A Terra vazia que Jeremias viu refere-se à cidade de Jerusalém e seus contornos, devastados pelo exército de Nabucodonosor, antes do exílio babilônico de 70 anos. Basta ler os versículos anteriores e os posteriores, os quais lançam luz sobre o assunto. Contrariando completamente a hermenêutica, certos cristãos têm o costume de ficar só em alguns versículos isolados e aí está o erro. A Sra. Ellen G. White intencionalmente omitiu o versículo seguinte, isto é, Jeremias 4:27, que diz o seguinte: “Porque assim diz o Senhor: Toda esta terra será assolada; de todo, porém, a não consumirei.O relato a seguir mostra que Deus cumpriu a Sua promessa: “Ao clamor dos cavaleiros e dos frecheiros fugiram todas as cidades; entraram pelas nuvens e treparam pelos penhascos; todas as cidades ficaram desamparadas, e já ninguém habita nelas.” Jeremias 4:29.
O restante dos habitantes de Jerusalém e das cidades de Judá fugiram para onde? O relato bíblico diz que eles fugiram para as montanhas. Não são estes, portanto sobreviventes?
A Bíblia prova-nos que a Terra nunca mais estará vazia, pois Ele a criou para ser habitada. As Sagradas Escrituras dizem que: “Porque assim diz o Senhor, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e estabeleceu, não a criando para ser um caos, mas para ser habitada; Eu sou o Senhor e não há outro.” Isaías 45:18.
A Terra não será totalmente destruída, mas poucos homens sobreviverão ao holocausto final da guerra do Armagedom. “Por isso a maldição consome a terra; e os que habitam nela serão desolados; por isso serão queimados os moradores da terra, e poucos homens restarão.Isaías 24:6.
No livro “O Grande Conflito”, Capítulo 41 – Será desolada a Terra?, p. 654, 18a. Edição, impresso em português em 1975, a escritora Sra. Ellen G. White omitiu a última frase de Isaías 24:6: “...e poucos homens restarão.” Por que isto? Porque esta frase traria muitos dissabores, dentro do pensamento que ela tentou impor.
É mais seguro confiar na Palavra de Deus do que confiar em teorias humanas. As promessas de Deus são infalíveis. Ele falou e assim sucederá.
Conclusão:
a) Durante o milênio Satanás será lançado no abismo. Este abismo é um lugar profundo e escuro.
b) A Bíblia diz que a prisão de Satanás será necessária porque haverá nações na Terra durante o milênio. É uma conclusão óbvia e racional. Portanto, a Terra não ficará desolada e vazia. Jesus ao voltar a esta Terra, terá que interromper a destruição provocada pelo próprio homem através as guerras e as agressões ao meio ambiente. É evidente que por trás de tudo isto está Satanás. Deus apenas permite certas ações de Satanás. Esta intervenção tem o objetivo de PRESERVAR o planeta Terra e não para causar sua total destruição. Deus não tem prazer na morte e sim na vida e sua preservação. “A tua justiça é como as grandes montanhas; ... Senhor, Tu conservas os homens e os animais.” Salmos 36:6. Deus prometeu após o dilúvio que nunca mais irá ferir qualquer ser vivente: “E o Senhor cheirou o suave cheiro e disse o Senhor em Seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz. Enquanto a terra durar, sementeira e sega, e frio e calor, e verão e inverno, e dia e noite, não cessarão.” Gên. 8:21-22. Ao aceitar a crença de que todo o ser vivente será eliminado no planeta Terra, temos que admitir que Deus estaria quebrando a Sua promessa, pois Ele também disse o seguinte: “Por isso a maldição consome a terra; e os que habitam nela serão desolados; por isso serão queimados os moradores da terra, e POUCOS HOMENS RESTARÃO.” Isaías 24:6. Deus também não criou a Terra para ser um caos, mas para ser habitada: “Porque assim diz o Senhor, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e estabeleceu, não a criando para ser um caos, mas para ser habitada. Eu sou o Senhor e não há outro.” Isaías 45:18.
c) Satanás nunca teve acesso a outros mundos, depois que foi expulso do Céu e lançado sobre a Terra. A Bíblia não apóia tal raciocínio.
d) A interpretação de que o planeta Terra se tornará um deserto durante o milênio e o diabo solto nele é resultado de um outro equívoco ensinado pela Sra. Ellen G. White, ou seja. a crença de que o bode emissário, usado no dia da expiação, era um símbolo de Satanás. Como vimos, os dois bodes representavam as duas etapas da obra de Cristo.
Que Deus abençoe a todos.
: downloads
downloads -> 1. As figuras abaixo mostram esquema tridimensional e cortes histológicos da odontogênese. Entenda as figuras e responda as questões abaixo. Identifique as estruturas apontadas e as fases do desenvolvimento dentário
downloads -> 1997, Secretaria de Estado da Saúde do Paraná
downloads -> Pré-Avaliação de Geografia – Prof. Nivaldo 8º Ano ef – IV bimestre Data
downloads -> Reposicionamento do nervo inferior alveolar em conjunção com o posicionamento de implantes ósseo integrados: Relatório de um ca
downloads -> Hemorragia do soalho da boca, resultado da perfuração lingual durante o implante
downloads -> 100 motivos para ir ao dentista parte 07 Antônio Inácio Ribeiro 2001 odontex
downloads -> ReconstituiçÃo de defeitos maxilares alveolares com enxerto de sinfisis mandibular para implantes dentarios
downloads -> Biologia Tecidual aplicada à implantodontia




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal