Como o porco poderá adquirir a teníase



Baixar 16.32 Kb.
Encontro02.07.2019
Tamanho16.32 Kb.



ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL - SOEBRAS

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO


Docente:

Ms. José de Oliveira Neto

Disciplina:

Microbiologia e Parasitologia

Curso:

Enfermagem - Bacharelado

Período:



Data: ___/___/___

ATIVIDADES DO SÁBADO LETIVO

Nome:




  1. Prurido perianal, irritação, vermes adultos medindo aproximadamente 0,5 a 1 cm, ciclo biológico direto, dificilmente encontrados ovos nas fezes são características que se aplicam ao parasito:

[ ] Strongyloides stercoralis [ ] Enterobius vermicularis [ ] Taenia solium

[ ] Ascaris lumbricoides [ ] Taenia saginata [ ] Trichomonas vaginalis

[ ] Entamoeba histolytica/Entamoeba díspar [ ] Giardia lamblia


  1. Assinale para qual(ais) parasito(s) “andar calçado” é uma medida profilática muito importante:

[ ] Strongyloides stercoralis [ ] Enterobius vermicularis [ ] Taenia solium

[ ] Ascaris lumbricoides [ ] Taenia saginata

[ ] Entamoeba histolytica/Entamoeba dispar [ ] Giardia lamblia


  1. Como se dá, principalmente, a transmissão do Trichomonas vaginalis? ____________________________

____________________________________________________________________________________


  1. Qual(ais) helminto(s) abaixo NÃO possui(em) ciclo pulmonar?

[ ] Strongyloides stercoralis [ ] Enterobius vermicularis [ ] Taenia solium

[ ] Ascaris lumbricoides [ ] Taenia saginata [ ] Trichomonas vaginalis

[ ] Entamoeba histolytica/Entamoeba díspar [ ] Giardia lamblia



  1. RELATO DE CASO: Homem, 37 anos, branco, casado, vendedor, na­tural do Rio de Janeiro e morador de Jacarepaguá, previamente hígido, atendido no Posto de Assistência Médica, com queixas de chiado no peito e tosse. Referia início do quadro atual há um mês, com crises recorrentes de broncoespasmo, tosse seca e febre esporádica de 38°C. Não era tabagista e negava asma brôn­quica, contato com tuberculose e história de exposição ambiental de interesse em Pneumologia. Ao exame fí­sico, apresentava-se em bom estado geral, corado e hi­dratado. Ausculta respiratória: sibilos difusos. Nessa ocasião, foram iniciadas medi­cação broncodilatadora e antibiótico, observando-se discreta melhora no quadro respiratório. Dois meses depois, o paciente retornou ao Posto de Assistência Médica, referindo reaparecimento dos sintomas res­piratórios. A radiografia de tórax evidenciava extensa imagem de consolidação periférica, ocupando os dois terços superiores do pulmão direito. Demais exames com­plementares: O Hemograma revelou número aumentado de eosinófilos; pesquisas de BAAR em escarro induzido (3 amostras) negativas. Foi iniciada antibioticoterapia e enca­minhado ao hospital de referência. No hospital, o pacien­te queixava-se de piora progressiva das crises de bron­coespasmo, que se tornaram mais frequentes. Ao exa­me do aparelho respiratório, sibilos disseminados eram audíveis. Uma nova radiografia de tórax mostrava ima­gem de hipotransparência, em lobo superior esquerdo. No exame parasitológico de fezes, foram encontradas numerosas larvas filariformes de um helminto, cujo verme adulto mede aproximadamente 2,5 mm de comprimento, habita o intestino delgado (ID) e bota ovos larvados. Nessa oportunidade, foi ini­ciado tiabendazol (1500mg, via oral, de 12/12h por três dias), repetindo-se o ciclo após uma semana, quando se obteve a cura. (Adaptado de: Lopes AJ, Rocha JL, Kirk KM et al . Síndrome de Löffler).

Baseado nessas informações responda:

    1. Qual o nome do possível helminto? ________________________________________________

    2. O verme adulto que habita o ID é: [ ] Macho de vida livre (n). [ ] Fêmea de vida livre (3n). [ ] Fêmea partenogenética (3n).

    3. Em relação à capacidade reprodutiva, que característica tem essa fêmea? ________________________

    4. Cite duas medidas profiláticas para a doença: ______________________________________________

_____________________________________________________________________________________


  1. Relacione as formas evolutivas com os parasitos:

Formas evolutivas: Parasitos:

T = Trofozoítos [ ] Giardia lamblia

C = Cistos [ ] Entamoeba histolytica/Entamoeba dispar

O = Ovos [ ] Entamoeba coli

L = Larvas [ ] Trichomonas vaginalis

[ ] Strongyloides stercoralis

[ ] Enterobius vermicularis

[ ] Taenia solium/Taenia saginata



[ ] Ascaris lumbricoides

- Página de




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal