Colégio Nossa Senhora do Sagrado Coração



Baixar 59.5 Kb.
Encontro22.01.2018
Tamanho59.5 Kb.




Colégio Nossa Senhora do Sagrado Coração
Orientação de Estudo – Turma: 2.º ano Trimestre: 3.º


Disciplina: Português Professora: Luciana

Recado para pais e alunos: Por que estudar PORTUGUÊS, um idioma com o qual nos comunicamos vinte e quatro horas por dia?
Com certeza ele é muito mais que uma disciplina imposta pelos parâmetros curriculares nacionais, diz respeito à comunicação em língua materna, está diretamente relacionado com todas as demais disciplinas e possui um fator decisivo no desenvolvimento integral do indivíduo, na formação do cidadão.
A língua materna não é imposta ao indivíduo, pelo contrário, é o indivíduo que dispõe da língua para manifestar sua liberdade de expressão. E para expressar-se de modo adequado o conhecimento dos recursos da língua é indispensável. Eles vão além de suas regras básicas de funcionamento. Neles estão incluídos os conhecimentos da norma culta padrão e o reconhecimento das diversas variedades da língua. É devido às diversidades de situações nas quais estamos inseridos dentro da sociedade, que devemos conhecer as mais diversas variedades da língua, de modo que não nos tornemos preconceituosos e sim, poliglotas em nosso próprio idioma.

Lembrando sempre que a pontualidade da entrega é essencial para o bom andamento de seu estudo!




Distribuição dos pontos da Orientação de Estudos (4 pontos):

0,5 ponto – Orientação de Estudos para a AM1.

0,5 ponto – Orientação de Estudos para a AM2.

1 ponto - Orientação de Estudos para o Simulado.

2 pontos – Lição de casa e classe


  • Sugestões de endereços eletrônicos e páginas do livro da Rede, para o estudo/pesquisa do aluno:

- clubedamafalda.blogspot.com.br

- jornaldepoesia.jor.br

- tirinhasdogarfield.blogspot.com.br

- depositodocalvin.blogspot.com.br

- interpretacaodetexto.com.br


Conteúdo da Prova Mensal 1: 01/09
Tópicos de estudo:

- Interpretação de Texto.

- Conjunções Coordenativas e subordinativas.


  • Relação de Exercícios:

1. Dentre os períodos transcritos do texto, um é composto por coordenação e contém uma oração coordenada sindética adversativa. Assinalar a alternativa correspondente a este período.


a) A frustração cresce e a desesperança não cede.

b) O que dizer sem resvalar para o pessimismo, a crítica pungente ou a auto absolvição?

c) É também ocioso pensar que nós, da tal elite, temos riqueza suficiente para distribuir.

d) Sejamos francos.

e) Em termos mundiais somos irrelevantes como potência econômica, mas ao mesmo tempo extremamente representativos como população.

2. Associe os períodos às relações expressas pelas conjunções subordinativas.


( 1 ) Tempo ( ) Tentei de tudo para que ele aprendesse a lição.

( 2 ) Conformidade ( ) Não percebeu nada, embora tivesse atento.

( 3 ) Concessão ( ) Iremos à praia logo cedo, contanto que não chova.

( 4 ) Proporção ( ) Houve protestos depois que o diretor saiu da reunião.

( 5 ) Finalidade ( ) Segundo nos informou, chegará na próxima semana.

( 6 ) Condição ( ) À medida que se aproximava a hora do exame, a tensão aumentava.


3. "As suas violetas, na janela, não lhes poupei água e elas murcham.”.
Observando o período acima, responda que tipo de relação se estabelece entre as duas orações através da conjunção "E"?

a) mas


b) quando

c) tanto que

d) pois

e) porque



4. O piso da sua cozinha está cheio de trincas? A panela de pressão estourou? Seu filho quase engoliu o olho do ursinho de pelúcia? Quem já passou por algum desses apuros provavelmente acreditou que foi apenas mais um entre tantos acidentes domésticos. Nada disso. Pelas normas em vigor no Brasil, pisos não podem trincar; panelas de pressão devem ser seguras o suficiente para não explodir; olhinhos dos bichos de pelúcia estão proibidos. As cenas mencionadas acima, portanto, não foram meros acidentes, mas consequência de um mal que infesta o mercado brasileiro - a má qualidade.

("Veja", 01/11/95)

Julgue os itens. Coloque (V) ou (F)

( ) As conjunções "portanto" (ref.1) e "mas" (ref.5) podem ser substituídas, sem prejuízo de sentido, por "logo" e "porém", respectivamente.

( ) A palavra "olho", ao ser passada para o plural, recebe marca de plural "s" sem qualquer mudança de timbre da vogal tônica.

( ) As palavras "já" (ref. 1) e "má" (ref.6) recebem acento gráfico por serem oxítonas terminadas em a.


5. Sublinhe as conjunções dos períodos coordenativos abaixo e classifique-as:
a) Os dias já eram quentes, mas a água do mar ainda estava fria, por isso as praias permaneciam desertas.
______________________________________________________________________________________
b) Ou você entra da sala, ou você sai.
______________________________________________________________________________________
c) O pedreiro chegou e começou o serviço.
______________________________________________________________________________________
d) Você trouxe o bolo, mas eu não o comi.
______________________________________________________________________________________
e) Recife está intransitável, pois é repleta de buracos em suas ruas.
______________________________________________________________________________________

6. Em: I –Teresa estudou muito e foi reprovada

II –Teresa estudou e foi aprovada!
O valor semântico da conjunção “e” nos itens I e II é respectivamente:
a) Adição e Adição

b) Adversidade e Adição

c) Adversidade e Adversidade

d) Adição e Conclusão

e) Adversidade e Conclusão

7. Assinale a alternativa que melhor interpreta a charge:


a) A mulher está fazendo a limpeza da sala de estar.

b) O conteúdo apresentado pela televisão pode ser considerado um lixo.

c) A televisão está se quebrando toda.

d) A mulher está vendo a televisão se quebrar.

e) A televisão fala muito e a mulher só escuta.

8. Sublinhe as conjunções:


a) Saiu cedo, mas não voltou ainda.

b) Estava estudando, quando você me telefonou.

c) Você reage ou será dominado pela doença.

d) Não compareceu à reunião nem justificou a falta.

e) Não se afobe, pois dispomos de bastante tempo.

f) Falou bonito, todavia não me convenceu.

g) Você presenciou a cena, portanto pode explicar tudo.

h) As plantações estavam bonitas, mas o temporal destruiu tudo.

i) Nossas leis não são justas, portanto precisamos de uma Constituinte para modificá-las.

j) Errou, mas não quer reconhecer o erro.

k) Ele falava e eu ficava ouvindo.

l) Compre um jipe ou um caminhão.

m) Esperei-o até tarde, mas ele não veio.
9. Assinale a alternativa onde existe uma conjunção:

a) Era uma casa de tijolos.

b) Vi o carro de Mário.

c) Trajava roupas finas

d) Viu e comprou aquele sapato.

e) Falou contra nós.


10. “Não me aguardem, porque não poderei chegar a tempo.”.

Neste período a conjunção em destaque estabelece uma relação de:

a) adição

b) oposição

c) alternância

d) explicação

e) conclusão

Conteúdo da Prova Mensal 2 – Data de entrega: 13/10


  • Tópicos de estudo:

- Interpretação de Texto;

- Interjeição;

- Sujeito e predicado;

- Tipos de predicado;

- Verbos de ligação, Verbo transitivo, verbo intransitivo, objeto direto, objeto

indireto e adjunto adverbial.



  • Relação de Exercícios:

1. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas abaixo:

“_____ que nada tenha acontecido com Maurício.” “_____! Com quem eu estou falando?” “_____, você fala demais!”

a) Oxalá, hum, irra

b) Tchau, que pena, claro

c) Hum, claro, ué

d) Queira Deus, alô, bico calado
2. “Nossa Senhora! Como você pôde fazer isso!” A locução interjetiva destacada expressa:

a) espanto

b) saudação

c) satisfação

d) desejo
3. Assinale a oração que expressa pena:

a) Chega! Não aguento mais!

b) Quem me dera ganhar uma herança!

c) Pobre coitado! Nem casa tem.

d) Bravo! Cante mais uma vez.
4. Classifique os termos grifados em: objeto direto, objeto indireto ou predicativo do sujeito:
a) Ponha o livro sobre a mesa. ( )

b) Não gostei desse filme. ( )

c) Ana ficou furiosa com a brincadeira. ( )

d) Quero descobrir meu erro. ( )

e) É preciso confiar em alguém. ( )

f) A prisão deles parecia inevitável. ( )

g) Eu não o encontrei na escola. ( )

h) A cidade resistiu ao ataque. ( )

i) Estas observações são úteis para nós. ( )
5. "O romântico jovem passeava com sua namorada no parque municipal." Destaque o predicado desta oração e defina o seu tipo.

a) Passeava com sua namorada / verbal

b) Passeava / verbal

c) Passeava com sua namorada no parque municipal / verbo-nominal.

d) Passeava com sua namorada no parque municipal / verbal.
6. Classifique os predicados em : Verbal, Nominal e Verbo Nominal
a) José chegou cansado. ________________________________
b) O espetáculo foi emocionante. ________________________________
c) Chove bastante na minha região. ________________________________
d) O professor já corrigiu as provas. ________________________________

e) Prenderam o ladrão. ________________________________


f) Monica é muito simpática. ________________________________
g) Vive-se bem no campo. ________________________________
h) Perdi minha caneta. ________________________________
i) Você acha minha caneta feia? ________________________________
j) Os excursionistas chegaram cansados. ________________________________

Interpretação de Texto


Leia:
“Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo princípio ou pelo fim, isto é, se poria em primeiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento, duas considerações me levaram a adotar diferente método: a primeira é que eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço; a segunda é que o escrito ficaria assim mais galante e mais novo. Moisés, que também contou a sua morte, não a pôs no introito, mas no cabo: diferença radical entre este livro e o Pentateuco.”.

(Machado de Assis, in Memórias Póstumas de Brás Cubas

7. Pode-se afirmar com base nas ideias do autor-personagem, que se trata:
a) de um texto jornalístico

b) de um texto religioso

c) de um texto científico

d) de um texto autobiográfico

e) de um texto teatral

8. Para o autor-personagem, é menos comum:


a) começar um livro por seu nascimento.

b) não começar um livro por seu nascimento, nem por sua morte.

c) começar um livro por sua morte.

d) não começar um livro por sua morte.

e) começar um livro ao mesmo tempo pelo nascimento e pela morte.

9. Deduz-se do texto que o autor-personagem:


a) está morrendo.

b) já morreu.

c) não quer morrer.

d) não vai morrer.

e) renasceu.

10. Dizendo-se um defunto autor, o autor destaca seu (sua):


a) conformismo diante da morte.

b) tristeza por se sentir morto.

c) resistência diante dos obstáculos trazidos pela nova situação.

d) otimismo quanto ao futuro literário.

e) atividade apesar de estar morto.


Simulado – Data de entrega: 24/11


  • Tópicos de estudo:

- Interpretação de Texto.

- Tipos de Sujeito;

- Verbos Impessoais;

- Vozes verbais;

- Adjunto adnominal e complemento nominal;

- Aposto e vocativo.


  • Relação de Exercícios:

1. Informe se a ação verbal destacada está na voz ativa, passiva ou reflexiva.


a) As árvores foram derrubadas pelo vento. __________________________

b) A geada queimou os cafezais. ______________________________

c) Nós derrotamos o adversário. __________________________________

d) O pequeno garoto queimou-se. ___________________________________

e) Essa matéria será explicada pelo professor amanhã. _________________

f) Carolina olhou-se no espelho. __________________________________

g) As flores são regadas pelo faxineiro. ______________________________
2. Escolha a palavra correta:

a) [Faz / Fazem] vinte minutos que estamos a sua espera.

b) [Havia / Haviam] poucas vagas para o curso.

c) Conhecido o resultado da votação, [choveu / choveram] vaias.

d) Não [havia / haviam] vizinhos naquele deserto.

e) [Havia / Haviam] já dois anos que não nos víamos.


Interpretação de Texto

“ Vários planetas são visíveis a olho nu: Marte, Júpiter, Vênus, Saturno e Mercúrio. Esses astros já eram conhecidos não apenas dos gregos, mas também de povos ainda mais antigos, como os babilônios. Apesar de sua semelhança com as estrelas, os planetas eram identificados pelos povos da Antiguidade graças a duas características que os diferenciavam.

Primeiro: as estrelas, em curtos períodos, não variam de posição umas em relação às outras. Já os planetas mudam de posição no céu com o passar das horas. À noite, esse movimento pode ser percebido com facilidade. Segundo: as estrelas têm uma luz que, por ser própria, pisca levemente. Já os planetas, que apenas refletem a luz do Sol, têm um brilho fixo.

Os planetas mais distantes da Terra só puderam ser descobertos bem mais tarde, com a ajuda de aparelhos ópticos como o telescópio. “O primeiro deles a ser identificado foi Urano, descoberto em 1781 pelo astrônomo inglês William Herschel”, afirma a astrônoma Daniela Lázzaro, do Observatório Nacional do Rio de Janeiro.”. (Superinteressante, agosto/01)


3. Com relação às ideias contidas no texto, não se pode afirmar que:

a) os gregos não conheciam o planeta Urano.

b) os gregos, bem como outros povos da Antiguidade, conheciam vários planetas do Sistema Solar.

c) a olho nu, os planetas se assemelham às estrelas.

d) os povos da Antiguidade usavam aparelhos ópticos rudimentares para identificar certos planetas.

e) os povos antigos sabiam diferençar os planetas das estrelas, mesmo sem aparelhos ópticos.


4. A locução prepositiva “graças a” tem o mesmo valor semântico de:

a) mas também

b) apesar de

c) com


d) por

e) em
5. Sublinhe o aposto, separando-o por meio de vírgula, travessão ou dois pontos.

a) Quero só uma coisa a tua alegria.
b) Li Memorial de Maria Moura romance de Rachel de Queiroz.
c) O diretor não teve apoio de sua assistente dona Marieta.
d) Comprei tudo que você me pediu lápis, canetas e réguas.
e) Fernando meu irmão se revelou um excelente arquiteto.
f) Sai com Marcelo e Carlinhos meus dois sobrinhos.

6. Retire os vocativos das orações abaixo:

a) Meninos, não provoquem os seus colegas!
b) O que é isso, professor?
c) Roberta, mantenha a cabeça no lugar.
d) O problema, Gilmar, é que você não leu o texto.
e) Ordem, meus amigos, é a base do governo.

7. Coloque A para adjunto adnominal e C para complemento nominal.

a) Aquela cadeira de ferro é muito resistente ( ).

b) Foi solicitada ao gerente a devolução do dinheiro ( ).

c) Aquela imagem de cera é esquisita ( ).

d) O caderno de anotações estava desorganizado ( ).

e) A construção do metrô se prolonga há muitos anos ( ).
Interpretação de Texto

A vida é difícil para todos nós. Saber disso nos ajuda porque nos poupa da autopiedade. Ter pena de si mesmo é uma viagem que não leva a lugar nenhum. A autopiedade, para ser justificada, nos toma um tempo enorme na construção de argumentos e motivos para nos entristecermos com uma coisa absolutamente natural: nossas dificuldades. Não vale a pena perder tempo se queixando dos obstáculos que têm de ser superados para sobreviver e para crescer. É melhor ter pena dos outros e tentar ajudar os que estão perto de você e precisam de uma mão amiga, de um sorriso de encorajamento, de um abraço de conforto. Use sempre suas melhores qualidades para resolver problemas, que são: capacidade de amar, de tolerar e de rir. Muitas pessoas vivem a se queixar de suas condições desfavoráveis, culpando as circunstâncias por suas dificuldades ou fracassos. As pessoas que se dão bem no mundo são aquelas que saem em busca de condições favoráveis e se não as encontram se esforçam por criá-las. Enquanto você acreditar que a vida é um jogo de sorte vai perder sempre. A questão não é receber boas cartas, mas usar bem as que lhe foram dadas. (Dr. Luiz Alberto Py, in O Dia, 30/4/00)

8. Segundo o texto, evitamos a autopiedade quando:

a) aprendemos a nos comportar em sociedade.

b) nos dispomos a ajudar os outros.

c) passamos a ignorar o sofrimento.

d) percebemos que não somos os únicos a sofrer.

e) buscamos o apoio adequado.


9. Para o autor, o mais importante para a pessoa é:

a) perceber o que ocorre à sua volta.

b) ter pena das pessoas que sofrem.

c) buscar conforto numa filosofia ou religião.

d) esforçar-se para vencer as dificuldades.

e) estar ciente de que, quando menos se espera, surge a dificuldade.


10. A autopiedade, segundo o autor:

a) é uma doença.

b) é problema psicológico.

c) destrói a pessoa.



d) não pode ser evitada.

e) não conduz a nada.




©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal