Colégio Neruda – Gramática – Termos ligados ao nome – 2º Colegial



Baixar 29.21 Kb.
Encontro19.02.2018
Tamanho29.21 Kb.

Gramática – Termos ligados ao nome – 2º Colegial.
1. Analise se os termos grifados abaixo são classificados como complemento nominal ou adjunto adnominal:


  1. A mãe tem confiança em seus filhos. (complemento nominal)

  2. O povo tinha necessidade de alimentos. (complemento nominal)

  3. A casa de madeira está envelhecida. (adjunto adnominal)

  4. O ônibus lotado passou veloz. (adjunto adnominal)

  5. A velha senhora emocionou-se com as homenagens. (adjunto adnominal)

  6. Sem saber o motivo, as visitas tinham gosto por morango. (complemento nominal)

  7. Tive dúvidas de suas palavras. (complemento nominal)

  8. A crítica do escritor foi desrespeitosa. (adjunto adnominal)

  9. O elogio do professor está sendo útil. (adjunto adnominal)

  10. O elogio ao professor está sendo útil. (complemento nominal)

  11. Para muitas pessoas, o medo da solidão é incontornável. (complemento nominal)

  12. Caso seguissem o gosto dos pais, não ficariam sem estudar. (adjunto adnominal)

  13. A ajuda dos bombeiros foi fundamental no socorro às vítimas. (adjunto adnominal, complemento nominal)

  14. A libertação dos reféns só foi possível graças à ação da polícia. (complemento nominal, adjunto adnominal)

2. Classifique os termos grifados como predicativo do sujeito ou adjunto adnominal:




  1. O trem atrasado chegou. (adjunto adnominal)

  2. O trem, atrasado, chegou. (predicativo do sujeito)

  3. Os inquietos meninos esperavam o jogo. (adjunto adnominal)

  4. O irado torcedor saiu do estádio. (adjunto adnominal)

  5. Irado, o torcedor saiu do estádio. (predicativo do sujeito)

  6. O Santos venceu o Palmeiras do competente Luxemburgo. (adjunto adnominal (característica fixa de Luxemburgo, ou predicativo do objeto, característica nova)

  7. Luxemburgo respondeu irritado a pergunta sobre gás pimenta. (predicativo do sujeito)

  8. Serra e Alckmin cumprimentaram-se visivelmente constrangidos. (predicativo do sujeito)

3. O comerciante entrou preocupado no Banco. O comerciante preocupado entrou no Banco.


Em qual das orações o comerciante está mais sujeito a ter um ataque cardíaco? Por quê?

Na 2ª oração. Isto ocorre porque o comerciante está sempre preocupado, enquanto na primeira oração a preocupação é uma característica momentânea atribuída ao sujeito “comerciante”. Na primeira oração “preocupado” é predicativo do sujeito; na segunda, atua como adjunto adnominal.
4. Assinale 1 para adjunto adnominal e 2 para predicativo do objeto.
( 2 ) A moça achou linda a jóia. ( 1 ) A jóia linda foi achada pela moça.

( 1,2 ) A moça achou a jóia linda. ( 2 ) A moça achou-a linda.


5. (UFAL) Assinale V para verdadeiro ou F para falso:
a) Estivemos com o diretor que consideramos o mais sensato dentre todos os demais. Predicativo do objeto. (Verdadeiro)

b) Haverá de ser necessário que todos se empenhem no cumprimento das ordens. Objeto indireto. (Falso – “das ordens” é complemento nominal)

c) Encontramos os documentos, e os usaremos para informações solicitadas. Objeto direto. (verdadeiro)

d) Seriam necessárias condições diferentes dessa que nos foi oferecida. Adjunto adnominal. (Falso – por estar precedida por verbo de ligação (seriam), a palavra “necessária” atua como predicativo do sujeito, do sujeito “condições diferentes”)

e) Todos se admiraram da má vontade demonstrada pelo aluno. Complemento nominal. (Falso – “da má vontade” atua como complemento verbal, ou seja, objeto indireto do verbo transitivo indireto “ se admiram”)
6. (FUVEST) “No final da Guerra Civil americana, o ex-coronel ianque (...) sai à caça do soldado desertor que realizou assalto a trem com confederados.
O uso da preposição com permite diferentes interpretações.

a) Reescreva-a eliminando a ambigüidade.



Que realizou, na companhia de confederados, assalto a trem ou então que realizou assalto a trem de confederados (trem que continha confederados em seu interior).

b) Explique por que, do ponto de vista sintático, a frase é ambígua.



O trecho é ambíguo porque a preposição “com” pode estar ligando “confederados” a “realizou” ou a “trem”. No primeiro caso, a expressão “com confederados” é adjunto adverbial de companhia do verbo realizar; na segunda, adjunto adnominal de “trem”.
7. (UNICAMP) As Forças Armadas brasileiras já estão treinando 3 mil soldados para treinar no Haiti depois da retirada das tropas norte-americanas. A Organização das Nações Unidas (ONU) solicitou o envio de tropas ao Brasil e a mais quatro países, disse ontem Ramiro Leon.


  1. Qual o efeito de incoerência presente nesse texto?

Pelo modo como está articulado, não sabemos se o texto diz que a ONU pediu para o Brasil e mais quatro países que enviassem tropas para outro país, ou se a ONU pediu para outros países que enviassem suas tropas para o Brasil e mais quatro países.


  1. Do ponto de vista sintático, o que provoca tal efeito?

O que gera a ambigüidade é a ordem de aparecimento dos complementos verbais. “O envio de tropas” é o objeto direto do verbo solicitar; já “ao Brasil e a mais quatro países” é o objeto indireto desse mesmo verbo. Na ordem em que aparecem, podemos ser induzidos a um tipo de leitura em que “ao Brasil e a mais quatro países” esteja complementando “o envio”, o que, como vimos, é errado.


  1. Reescreva o trecho, introduzindo apenas as modificações necessárias para resolver o problema.

As Forças Armadas brasileiras já estão treinando 3 mil soldados para treinar no Haiti depois da retirada das tropas norte-americanas. A Organização das Nações Unidas (ONU) solicitou ao Brasil e a mais quatro países o envio de tropas, disse ontem Ramiro Leon.

8. (PUC-MG) O leme partiu-se! Marinheiros tristes contam, pensativos, os mortos antigos e os inúteis vivos. (Cecília Meireles).

a) Classifique os termos grifados.

Respectivamente – adjunto adnominal, predicativo do sujeito, adjunto adnominal, adjunto adnominal.
9. (Uni-Beréu) Compare os pares de orações:

I – Minha prima grávida voltou da praia. II – Minha prima voltou grávida da praia.



I - Minha prima já estava grávida quando foi à praia. Grávida = adjunto adnominal

II- Minha prima não estava grávida, ficou grávida quando foi à praia. Grávida = predicativo do sujeito

I – O carro percorre a estrada, perigosa à noite. II - O carro percorre a estrada perigosa, à noite.



I – A estrada é perigosa somente no período da noite. Perigosa = predicativo do objeto.

II – A estrada sempre é perigosa. Perigosa = adjunto adnominal
Explique as diferenças de sentido entre elas. Dê a função sintática dos termos que geram essa diferença
10. A mulher deixou a filha louca.


  1. Quais são as interpretações possíveis para “louca”?

A palavra “louca”, geradora da ambigüidade, pode estar relacionada ao sujeito “mulher”, dando a entender que esse estado é transitório. A mulher momentaneamente está louca. Partindo dessa leitura, classificamos “louca” como predicativo do sujeito. Caso o termo “louca” esteja ligado à “filha”, é a interpretação do texto quem vai determinar a classificação da palavra na construção do enunciado. Se a leitura atribuir à filha uma qualidade fixa, própria da filha, “louca” é adjunto adnominal; se a leitura atribuir à filha uma característica momentânea, teremos “louca” como um predicativo do objeto direto.

Em questões como essa é importante salientar o papel da leitura e da interpretação do enunciado como instrumento de análise gramatical. Explore sempre todas as possibilidades de leitura, pois é essa a tendência de leitura dos exercícios vestibulares.
b) Passe para a voz passiva a oração mantendo a idéia de qualidade nova para a mulher.

Ao passar a oração que estamos analisando para a voz passiva analítica, descobrimos que a qualidade nova (predicativo do sujeito) ligada à “mulher” é impossível. Isto ocorre porque “mulher” passa a ser o agente da voz passiva analítica, ou seja, “mulher” deixa de ser o sujeito e, portanto, não é possível o predicativo do sujeito.

O que poderíamos ter é “louca” como adjunto adnominal de “mulher” (A filha foi deixada pela mulher louca), mas nesse sentido a leitura feita na voz ativa seria alterada.

Podemos considerar ainda “louca” como predicativo do sujeito paciente “filha” (A filha foi deixada louca pela mulher), ou como adjunto adnominal desse mesmo sujeito (A filha louca foi deixada pela mulher).
11. Interprete as orações abaixo:


  1. A funcionária saiu da sala estranha.

A palavra “estranha” pode estar ligada à “funcionária” e atuar como predicativo do sujeito, ou à “sala” e apresentar a classificação de adjunto adnominal. Pelo fato do verbo sair ser classificado como intransitivo não é possível termos o predicativo do objeto.


  1. A venda do apartamento gerou muito lucro.

O apartamento é o ALVO da ação implícita no substantivo abstrato “venda”. Nessa condição, “do apartamento” atua como complemento nominal.


  1. A venda do corretor gerou muito lucro.

O corretor pratica a ação implícita no substantivo abstrato venda. Sendo o agente, “do corretor” só pode atuar como adjunto adnominal.


  1. Ninguém parecia disposto ao trabalho.

Ao trabalho” complementa o sentido do predicativo do sujeito “disposto” e é, portanto, o complemento nominal. Sempre é importante salientar que os predicativos atuam como nomes, daí a possibilidade da classificação acima feita.
12. (GV - adaptada) Analise as funções que as palavras Fabrício e pedreiro assumem nos enunciados abaixo.
Quando Fabrício, o pedreiro, voltou de um serviço. (Fabrício = núcleo do sujeito do verbo voltar e pedreiro = aposto explicativo).

Quando o pedreiro Fabrício voltou de um serviço. (Fabrício = aposto especificativo e pedreiro = núcleo do sujeito do verbo voltar).


13. Analise as funções que a palavra João assume nos enunciados abaixo.
João, o médico, chegou. (sujeito, aposto explicativo, verbo intransitivo)

João, o médico chegou. (vocativo, sujeito, verbo intransitivo)


14. “... custou-lhe a história uma grande alegria”. (objeto indireto do verbo custar. Pode ser trocado por “a ele”. A história custou a ele uma grande alegria)

“... o amor e o ciúme lhe ocupavam a alma...” (adjunto adnominal, trocado pelo possessivo sua, ligado ao substantivo “alma”. O amor e o ciúme ocupavam sua alma)


O “lhe”, pronome pessoal do caso oblíquo átono, pode exercer diferentes funções sintáticas.

Depois de analisar os trechos citados, assinale a alternativa que indica a função exercida por esse pronome em cada um dos fragmentos, respectivamente:


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
união acórdãos
Universidade estadual
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande