Cif classificação Internacional de Funcionalidades pdf



Baixar 1.1 Mb.
Página3/22
Encontro02.07.2019
Tamanho1.1 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   22

das várias perspectivas de funcionalidade é utilizada uma abordagem "biopsicossocial".

Assim, a CIF tenta chegar a uma síntese que ofereça uma visão coerente das diferentes

perspectivas de saúde: biológica, individual e social. 17

17 Ver também Anexo 5 – "A CIF e as pessoas com incapacidades".

CIF Introdução

22


6. Utilização da CIF

A CIF é uma classificação da funcionalidade e da incapacidade do homem. Ela agrupa, de

maneira sistemática, os domínios da saúde e os domínios relacionados com a saúde.

Dentro de cada componente, os domínios são agrupados de acordo com as suas

características comuns (tais como, origem, tipo ou semelhança) e ordenados segundo

essas características. A classificação está organizada de acordo com um conjunto de

princípios (ver Anexo 1). Esses princípios referem-se à capacidade de inter-relação dos

níveis e à hierarquia da classificação (conjuntos de níveis). No entanto, algumas

categorias na CIF estão organizadas de maneira não hierárquica, sem nenhuma ordem,

mas como membros iguais de um mesmo ramo.

As características estruturais da classificação, que têm impacto na sua utilização, são as

seguintes:

(1) A CIF propõe definições operacionais padronizadas dos domínios da saúde e dos

domínios relacionados com a saúde em contraste com as definições correntes de

saúde. Essas definições descrevem os atributos essenciais de cada domínio (por

exemplo, qualidades, propriedades e relações) e contêm informações sobre o que

cada domínio inclui ou exclui. Como as definições contêm pontos de referência

usualmente utilizados para a avaliação, podem ser facilmente utilizadas em

questionários. De modo inverso, os resultados dos instrumentos de avaliação

existentes podem ser codificados em termos da CIF. Por exemplo, as “funções

visuais” são definidas em termos de capacidade de perceber a forma e o contorno

dos objectos, a várias distâncias, utilizando um ou ambos os olhos, de maneira que

a gravidade das dificuldades de visão pode ser codificada nos níveis leve,

moderada, grave ou completa em relação a esses parâmetros.

(2) A CIF utiliza um sistema alfanumérico no qual as letras b, s, d e e são utilizadas

para indicar Funções do Corpo, Estruturas do Corpo, Actividades e Participação e

Factores Ambientais. Essas letras são seguidas por um código numérico que

começa com o número do capítulo (um dígito), seguido pelo segundo nível (dois

dígitos) e o terceiro e quarto níveis (um dígito cada).

(3) As categorias da CIF "encaixam-se" de maneira que as categorias mais amplas são

definidas de forma a incluir subcategorias mais detalhadas. (por exemplo, o

Capítulo 4, do componente Actividades e Participação, sobre Mobilidade, inclui

subcategorias separadas como ficar de pé, sentar-se, andar, transportar objectos,

etc.). A versão reduzida da CIF cobre dois níveis, enquanto que a versão completa

(detalhada) estende-se por quatro níveis. Os códigos das versões completa e

reduzida são correspondentes, e a versão resumida pode ser obtida da versão

completa.

(4) A um qualquer indivíduo pode-lhe ser atribuído uma série de códigos em cada

nível. Estes podem ser independentes ou estar inter-relacionados.

(5) Os códigos da CIF só estão completos com a presença de um qualificador, que

indica a magnitude do nível de saúde (por exemplo, gravidade do problema). Os

qualificadores são codificados com um, dois ou mais dígitos após um ponto

CIF Introdução

23


separador. A utilização de qualquer código deve ser acompanhada de, pelo

menos, um qualificador. Sem eles, os códigos não têm significado.

(6) O primeiro qualificador para Funções e Estruturas do Corpo, os qualificadores de

desempenho e capacidade para Actividades e Participação, e o primeiro

qualificador dos Factores Ambientais descrevem a extensão dos problemas no

respectivo componente.

(7) Todos os três componentes classificados na CIF (Funções e Estruturas do Corpo,

Actividades e Participação e Factores Ambientais) são quantificados através da

mesma escala genérica. Um problema pode significar uma deficiência, limitação,

restrição ou barreira, dependendo do constructo. As palavras de qualificação

apropriadas, conforme indicado nos parênteses abaixo, devem ser escolhidas de

acordo com o domínio de classificação relevante (onde xxx significa o número de

domínio do segundo nível). Para que essa quantificação seja utilizada de maneira

universal, os procedimentos de avaliação devem ser desenvolvidos através de

pesquisas. Estão disponíveis classes amplas de percentagens para aqueles casos

em que se usam instrumentos de medida calibrados ou outras normas para

quantificar deficiência, limitação de capacidade, problema de desempenho ou

barreira. Por exemplo, a indicação de “nenhum problema” ou “problema

completo” pode ter uma margem de erro até 5%. Um "problema moderado" é

quantificado a meio da escala de dificuldade total. As percentagens devem ser

calibradas nos diferentes domínios tendo como referência os valores standard da

população, como percentis.

xxx.0 NÃO há problema (nenhum, ausente, insignificante) 0-4%

xxx.1 Problema LIGEIRO (leve, pequeno, ...) 5-24%

xxx.2 Problema MODERADO (médio, regular, ...) 25-49%

xxx.3 Problema GRAVE (grande, extremo, ...) 50-95%

xxx.4 Problema COMPLETO (total, ....) 96-100%

xxx.8 não especificado

xxx.9 não aplicável

(8) No caso dos factores ambientais, este primeiro qualificador pode ser utilizado para

indicar a extensão dos efeitos positivos do ambiente, i.e. facilitadores, ou a

extensão dos efeitos negativos, i.e. barreiras. Ambos utilizam a mesma escala 0-4,

mas para os facilitadores o ponto é substituído por um sinal +: por exemplo,

e110+2. Os Factores Ambientais podem ser codificados (a) em relação a cada

constructo individualmente, ou (b) em geral, sem referência a qualquer constructo

individual. A primeira opção é preferível, já que ela identifica mais claramente o

impacto e a atribuição.

(9) Para diferentes utilizadores, pode ser apropriado e útil acrescentar outros tipos de

informações à codificação de cada item. Há uma variedade de qualificadores

adicionais que podem ser úteis. A Tabela 3 apresenta os detalhes dos

qualificadores para cada componente bem como qualificadores adicionais

sugeridos que podem ser desenvolvidos.

CIF Introdução

24


(10) As descrições dos domínios da saúde e dos domínios relacionados com a saúde

correspondem à sua utilização em dado momento (i.e. como numa fotografia

instantânea). No entanto, procedendo de forma repetitiva, utilizando múltiplos

pontos no tempo, é possível descrever uma trajectória ao longo do tempo e do

processo.

(11) A CIF atribui aos estados da saúde e aos estados relacionados com a saúde de uma

pessoa, uma gama de códigos que englobam as duas partes da classificação.

Assim, o número máximo de códigos por pessoa pode ser 34 ao nível de um dígito

(8 códigos de funções do corpo, 8 de estruturas do corpo, 9 de desempenho e 9 de

capacidade). De maneira similar, o total do número de códigos para os itens do

segundo nível é 362. A um nível mais detalhado esses códigos chegam a 1424

itens. Nas aplicações práticas da CIF, um conjunto de 3 a 18 códigos pode ser

adequado para descrever um caso com uma precisão do nível dois (três dígitos).

Em geral, a versão mais detalhada, de quatro níveis, é utilizada para serviços

especializados (e.g. resultados da reabilitação, geriátricos, etc.), enquanto que a

classificação a dois níveis pode ser utilizada nos inquéritos e na avaliação de

resultados clínicos.

No Anexo 2 são apresentadas outras instruções para a codificação. Recomenda-se

vivamente aos utilizadores que obtenham uma formação específica sobre a utilização da

classificação através da OMS e da sua rede de centros colaboradores.

CIF Introdução

25


Tabela 3. Qualificadores

Componentes Primeiro qualificador Segundo qualificador

Funções do Corpo (b) Qualificador genérico com a escala

negativa, utilizado para indicar a

extensão ou magnitude de uma

deficiência

Exemplo: b167.3 indica uma

deficiência grave nas funções

mentais específicas da linguagem.

Nenhum


Estruturas do Corpo (s) Qualificador genérico com a escala

negativa, utilizado para indicar a

extensão ou magnitude de uma

deficiência

Exemplo: s730.3 indica uma

deficiência grave do membro

superior

Utilizado para indicar a natureza da

mudança na estrutura do corpo em

questão:

0 nenhuma mudança na estrutura

1 ausência total

2 ausência parcial

3 parte suplementar

4 dimensões anormais

5 descontinuidade

6 desvio de posição

7 mudanças qualitativas na estrutura,

incluindo retenção de líquidos

8 não especificada

9 não aplicável

Exemplo: s730.32 para indicar a

ausência parcial do membro superior

Actividades e Participação

(d)

DESEMPENHO



Qualificador genérico

Problema no ambiente habitual da

pessoa

Exemplo :d5101.1 _ indica leve



dificuldade de para tomar banho se

utilizar dispositivos de auxílio

disponíveis no seu ambiente

habitual.

CAPACIDADE

Qualificador genérico

Limitação, sem ajuda

Exemplo: d5101._2 indica dificuldade

moderada para tomar banho sem o

recurso a dispositivos de auxílio ou a

ajuda de outra pessoa.

Factores Ambientais (e) Qualificador genérico, com escala

negativa e positiva, para indicar,

respectivamente, a extensão dos

barreiras e dos facilitadores

Exemplo: e130.2 indica que os

produtos para a educação são uma

obstáculo moderado. Inversamente,

e130+2 indicaria que os produtos

para a educação são um facilitador

moderado

Nenhum


CIF Introdução

26


Endosso da 54ª Assembleia Mundial de Saúde à CIF para uso internacional

Os termos da resolução WHA54.21 são os seguintes:

A 54ª Assembleia Mundial de Saúde,

1. ENDOSSA a segunda edição da Classificação Internacional das Deficiências, das

Incapacidades e das Desvantagens (CIDID) com o título Classificação Internacional de

Funcionalidade, Deficiência e Saúde, doravante designada CIF;

2.·INSTA os Países Membros a utilizar a CIF em actividades de investigação, vigilância e

notificação, tendo em consideração as situações específicas nos Países Membros e, em

particular, tendo em vista possíveis revisões futuras;

3. SOLICITA ao Director Geral que, quando solicitado, apoie os Países Membros na

utilização da CIF.

CIF Classificação de primeiro nível

27

FUNÇÕES DO CORPO



Capítulo 1 Funções mentais

Capítulo 2 Funções sensoriais e dor

Capítulo 3 Funções da voz e da fala

Capítulo 4 Funções do aparelho cardiovascular, dos sistemas hematológico e

imunológico e do aparelho respiratório

Capítulo 5 Funções do aparelho digestivo e dos sistemas metabólico e endócrino

Capítulo 6 Funções genitourinárias e reprodutivas

Capítulo 7 Funções neuromusculoesqueléticas e relacionadas com o movimento

Capítulo 8 Funções da pele e estruturas relacionadas

ESTRUTURAS DO CORPO

Capítulo 1 Estruturas do sistema nervoso

Capítulo 2 Olho, ouvido e estruturas relacionadas

Capítulo 3 Estruturas relacionadas com a voz e a fala

Capítulo 4 Estruturas do aparelho cardiovascular, do sistema imunológico e do

aparelho respiratório

Capítulo 5 Estruturas relacionadas com o aparelho digestivo e com os sistemas

metabólico e endócrino

Capítulo 6 Estruturas relacionadas com os aparelhos genitourinário e reprodutivo

Capítulo 7 Estruturas relacionadas com o movimento

Capítulo 8 Pele e estruturas relacionadas

CIF Classificação de primeiro nível

28


ACTIVIDADES E PARTICIPAÇÃO

Capítulo 1 Aprendizagem e aplicação do conhecimento

Capítulo 2 Tarefas e exigências gerais

Capítulo 3 Comunicação

Capítulo 4 Mobilidade

Capítulo 5 Auto cuidados

Capítulo 6 Vida doméstica

Capítulo 7 Interacções e relacionamentos interpessoais

Capítulo 8 Áreas principais da vida

Capítulo 9 Vida comunitária, social e cívica

FACTORES AMBIENTAIS

Capítulo 1 Produtos e tecnologia

Capítulo 2 Ambiente natural e mudanças ambientais feitas pelo homem

Capítulo 3 Apoio e relacionamentos

Capítulo 4 Atitudes

Capítulo 5 Serviços, sistemas e políticas

CIF Classificação de segundo nível

29


FUNÇÕES DO CORPO

Capítulo 1 Funções Mentais

Funções mentais globais (b110-b139)

b110 Funções da consciência

b114 Funções da orientação

b117 Funções intelectuais

b122 Funções psicossociais globais

b126 Funções do temperamento e da personalidade

b130 Funções da energia e dos impulsos

b134 Funções do sono

b139 Funções mentais globais, outras especificas e não especificadas

Funções mentais específicas (b140-b189)

b140 Funções da atenção

b144 Funções da memória

b147 Funções psicomotoras

b152 Funções emocionais

b156 Funções da percepção

b160 Funções do pensamento

b164 Funções cognitivas de nível superior

b167 Funções mentais da linguagem

b172 Funções de cálculo

b176 Funções mentais para a sequência de movimentos complexos

b180 Funções de experiência pessoal e do tempo

b189 Funções mentais específicas, outras especificadas e não especificadas

b198 Funções mentais, outras especificadas b199 Funções mentais, não especificadas

Capítulo 2 Funções sensoriais e dor

Visão e funções relacionadas (b210-229)

b210 Funções da visão

b215 Funções dos anexos do olho

b220 Sensações associadas ao olho e anexos

b229 Visão e funções relacionadas, outras especificadas e não especificadas

Funções auditivas e vestibulares (b230-b249)

b230 Funções auditivas

b235 Funções vestibulares

b240 Sensações associadas à audição e à função vestibular

b249 Funções auditivas e vestibulares, outras especificadas e não especificadas

CIF Classificação de segundo nível

30


Funções sensoriais adicionais (b250-b279)

b250 Função gustativa

b255 Função olfactiva

b260 Função proprioceptiva

b265 Função táctil

b270 Funções sensoriais relacionadas com a temperatura e outros estímulos

b279 Funções sensoriais adicionais, outras especificadas e não especificadas

Dor (b280-b289)

b280 Sensação de dor

b289 Sensação de dor, outras especificadas e não especificadas

b298 Funções sensoriais e dor, outras especificadas

b299 Funções sensoriais e dor, não especificadas

Capítulo 3 Funções da voz e da fala

b310 Funções da voz

b320 Funções da articulação

b330 Funções da fluência e do ritmo da fala

b340 Funções de outras formas de vocalização

b398 Funções da voz e da fala, outras especificadas

b399 Funções da voz e da fala, não especificadas

Capítulo 4 Funções do aparelho cardiovascular, dos sistemas

hematológico e imunológico e do aparelho respiratório

Funções do aparelho cardiovascular (b410-b429)

b410 Funções cardíacas

b415 Funções dos vasos sanguíneos

b420 Funções da pressão arterial

b429 Funções do aparelho cardiovascular, outras especificadas e não especificadas

Funções dos sistemas hematológico e imunológico (b430-b439)

b430 Funções do sistema hematológico

b435 Funções do sistema imunológico

b439 Funções dos sistemas hematológico e imunológico, outras especificadas e não especificadas

Funções do aparelho respiratório (b440-b449) b440 Funções da respiração

b445 Funções dos músculos respiratórios

b449 Funções do aparelho respiratório, outras especificadas e não especificadas

Funções e sensações adicionais dos aparelhos cardiovascular e respiratório (b450-

b469)

CIF Classificação de segundo nível



31

b450 Funções respiratórias adicionais

b455 Funções de tolerância ao exercício

b460 Sensações associadas às funções cardiovasculares e respiratórias

b469 Funções e sensações adicionais dos aparelhos cardiovascular e respiratório, outras

especificadas e não especificadas

b498 Funções do aparelho cardiovascular, dos sistemas hematológico e imunológico e do aparelho

respiratório, outras especificadas

b499 Funções do aparelho cardiovascular, dos sistemas hematológico e imunológico e do aparelho

respiratório, não especificadas

Capítulo 5 Funções do aparelho digestivo e dos sistemas metabólico e

endócrino

Funções relacionadas com o aparelho digestivo (b510-b539)

b510 Funções de ingestão

b515 Funções digestivas

b520 Funções de assimilação

b525 Funções de defecação

b530 Funções de manutenção do peso

b535 Sensações associadas ao aparelho digestivo

b539 Funções relacionadas com o aparelho digestivo, outras especificadas e não especificadas

Funções relacionadas com os sistemas metabólicos e endócrino (b540-b559)

b540 Funções metabólicas gerais

b545 Funções de equilíbrio hídrico, mineral e electrolítico

b550 Funções termoreguladoras

b555 Funções das glândulas endócrinas

b559 Funções relacionadas com os sistemas metabólico e endócrino, outras especificadas e não

especificadas b598 Funções do aparelho digestivo e dos sistemas metabólico e endócrino, outras especificadas b599 Funções do aparelho digestivo e dos sistemas

metabólico e endócrino, não especificadas

Capítulo 6 Funções geniturinárias e reprodutivas

Funções urinárias (b610-639)

b610 Funções de excreção urinária

b620 Funções miccionais

b630 Sensações associadas às funções urinárias

b639 Funções urinárias, outras especificadas e não especificadas

Funções genitais e reprodutivas (b640-b679)

b640 Funções sexuais

b650 Funções relacionadas com a menstruação

b660 Funções de procriação

b670 Sensações associadas às funções genitais e reprodutivas

b679 Funções genitais e reprodutivas, outras especificadas e não especificadas

b698 Funções genitourinárias e reprodutivas, outras especificadas b699 Funções genitourinárias e reprodutivas, não especificadas

CIF Classificação de segundo nível

32

Capítulo 7 Funções neuromusculoesqueléticas e relacionadas com o



movimento

Funções das articulações e dos ossos (b710-b729)

b710 Funções da mobilidade das articulações

b715 Funções da estabilidade das articulações

b720 Funções da mobilidade dos ossos

b729 Funções das articulações e dos ossos, outras especificadas e não especificadas

Funções musculares (b730-b749)

b730 Funções da força muscular

b735 Funções do tónus muscular

b740 Funções da resistência muscular

b749 Funções musculares, outras especificadas e não especificadas

Funções relacionadas com o movimento (b750-b789)

b750 Funções de reflexos motores

b755 Funções de reacções motoras involuntárias

b760 Funções de controlo do movimento voluntário

b765 Funções dos movimentos involuntários

b770 Funções relacionadas com o padrão de marcha

b780 Sensações relacionadas com os músculos e as funções do movimento

b789 Funções do movimento, outras especificadas e não especificadas

b798 Funções neuromusculoesqueléticas e relacionadas com o movimento, outras especificadas b799 Funções neuromusculoesqueléticas e relacionadas com o movimento,

não especificadas

Capítulo 8 Funções da pele e estruturas relacionadas

Funções da pele (b810-b849)

b810 Funções protectoras da pele

b820 Funções reparadoras da pele

b830 Outras funções da pele

b840 Sensação relacionada com a pele

b849 Funções da pele, outras especificadas e não especificadas

Funções dos pêlos e das unhas (b850-b869)

b850 Funções dos pêlos

b860 Funções das unhas

b869 Funções dos pêlos e das unhas, outras especificadas e não especificadas

b898 Funções da pele e estruturas relacionadas, outras especificadas

b899 Funções da pele e estruturas relacionadas, não especificadas

CIF Classificação de segundo nível

33


ESTRUTURAS DO CORPO

Capítulo 1 Estruturas do sistema nervoso

s110 Estrutura do cérebro

s120 Medula espinhal e estruturas relacionadas

s130 Estrutura das meninges s140 Estrutura do sistema nervoso simpático s150 Estrutura do sistema nervoso parassimpático

s198 Estrutura do sistema nervoso, outra especificada s199 Estrutura do sistema nervoso, não especificada

Capítulo 2 Olho, ouvido e estruturas relacionadas

s210 Estrutura da cavidade ocular

s220 Estrutura do globo ocular

s230 Estruturas anexas ao olho

s240 Estrutura do ouvido externo

s250 Estrutura do ouvido médio

s260 Estrutura do ouvido interno

s298 Olho, ouvido e estruturas relacionadas, outras especificadas

s299 Olho, ouvido e estruturas relacionadas, não especificadas

Capítulo 3 Estruturas relacionadas com a voz e a fala

s310 Estrutura do nariz

s320 Estrutura da boca

s330 Estrutura da faringe

s340 Estrutura da laringe

s398 Estruturas relacionadas com a voz e a fala, outras especificadas s399 Estruturas relacionas com a voz e a fala, não especificadas

Capítulo 4 Estruturas do aparelho cardiovascular, do sistema imunológico

e do aparelho respiratório

s410 Estrutura do aparelho cardiovascular

s420 Estrutura do sistema imunológico

s430 Estrutura do aparelho respiratório

s498 Estruturas do aparelho cardiovascular, do sistema imunológico e do aparelho respiratório,

outras especificadas

s499 Estruturas do aparelho cardiovascular, do sistema imunológico e do aparelho respiratório, não

especificadas

CIF Classificação de segundo nível

34


Capítulo 5 Estruturas relacionadas com o aparelho digestivo e com os

sistemas metabólico e endócrino

s510 Estrutura das glândulas salivares

s520 Estrutura do esófago

s530 Estrutura do estômago

s540 Estrutura dos intestinos

s550 Estrutura do pâncreas

s560 Estrutura do fígado

s570 Estrutura da vesícula e vias biliares

s580 Estrutura das glândul endócrinas




1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   22


©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal