Ci instituto



Baixar 88.41 Kb.
Encontro12.10.2019
Tamanho88.41 Kb.




UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo




Unidade Universitária: FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO


Curso: Arquitetura e Urbanismo




Disciplina: História da Arquitetura IV



Código da Disciplina:

340.3631-8



Professora responsável: Dra. Eunice Helena Sguizzardi Abascal

Professoras da disciplina: Dra. Eunice Helena Sguizzardi Abascal; Dra. Ana Gabriela Godinho Lima; Profa. Dra. Maria Teresa de Stockler e Breia

DRT:

1072015


Etapa:

Quarta


Carga horária:

45 h/aulas semestrais



Semestre Letivo:

2º/2014


Ementa:

Fundamentos críticos e contextualização da produção arquitetônica contemporânea. Posturas arquitetônicas: o pensamento arquitetônico e as estratégias projetuais. Metodologias projetuais pós-moderna e contemporânea. Relação da arquitetura e cidade contemporânea; arquitetura na sociedade contemporânea.



Objetivos: Fundamentar crítica e historicamente a produção arquitetônica contemporânea (recortando o período entre o final da II Guerra Mundial até a atualidade), relacionando-a ao pensamento arquitetônico que se estabeleceu a partir da questão da pós-modernidade. Relacionar a arquitetura à cidade contemporânea, contextualizando-a frente à sociedade contemporânea Comparar fundamentos teóricos e produção arquitetônica distinguindo a arquitetura pós-moderna das neovanguardas, identificando distintas e plurais metodologias projetivas. Reconhecer nessas metodologias princípios que identificam uma determinada lógica projetual. Compreender essas lógicas projetuais, a partir de apresentação de conceitos e princípios metodológicos seletos.

Fatos e Conceitos

Procedimentos e Habilidades

Atitudes, Normas e Valores

Arquitetura pós-moderna: crise e transformações urbanas e arquitetônicas pós segunda guerra mundial e anos sessenta

Revisão crítica da arquitetura moderna

Posturas arquitetônicas

Dispersão de posturas arquitetônicas (final da década de 1990 até os dias atuais)



Capacidade reflexiva e de discernimento relativos às qualidades de projetos urbanos e projetos e obras arquitetônicas, pós-modernas e contemporâneas; identificação de critérios de juízo e análise crítica da arquitetura produzida no período enfocado e relativamente à situação histórica contemporânea; capacidade de contextualização da arquitetura

Juízo crítico

Prioridade ético-social da arquitetura


Relacionamento arquitetura e cidade contemporânea



Conteúdo Programático:

Sociedade contemporânea e pluralidade de linguagens e metodologias projetuais. a arquitetura do pós guerra na Europa e Estados Unidos; a arquitetura pós-moderna nos anos 60 e 70 do século XX. Sociedade de consumo e seus efeitos na produção estética, espacial e urbana. Relações: produção arquitetônica e cidade contemporânea, patrimônio cultural e requalificação urbana, espaço público e privado no âmbito da cidade contemporânea, escalas diversas da arquitetura. Desconstrução em arquitetura e as neovanguardas. Contextualismo cultural. Marcos conceituais para análise projetual: o organicismo e o surrealismo contemporâneos; racionalismo e neo-vanguardas deconstrutivistas; a cultura do fragmento e da colagem; arquitetura e caos; desmaterialização.





Metodologia:
Metodologia histórico-analítica, contextualizando a produção arquitetônica à luz das condições históricas que a acompanham. Identificação das singularidades que identificam a arquitetura como produção cultural, técnica e urbana, que caracterizam a produção arquitetônica pós-moderna e contemporânea. Aulas expositivas ilustradas. Crítica arquitetônica a partir de critérios selecionados: conceito arquitetônico, espaço, espacialidade e percursos, materialidade e estrutura, relação interior e exterior, relações arquitetura e cidade. As aulas incluem episódios expositivos, bem como oficinas para leitura e interpretação de textos selecionados e debate; oficinas para organização e sistematização de material de pesquisa de imagens e referências arquitetônicas, com a finalidade de confecção de vídeo, como produto da disciplina. A variedade de aulas inclui projeção de imagens, leitura programada de textos e pesquisa de referências arquitetônicas fundamentais. Visam à contextualização e crítica arquitetônica de projetos abordados pelo professor e alunos, a partir de critérios tais como: conceito arquitetônico, espaço, espacialidade e percursos, materialidade e estrutura, relação interior e exterior, relações arquitetura e cidade.


Critérios e procedimentos de Avaliação: Avaliação parcial: a primeira nota (parcial) será composta pela somatória de outras, que se referem ao acompanhamento das atividades desenvolvidas em sala em aulas destinadas: 1) ao trabalho com textos e 2) à produção de material de pesquisa e roteiro para a produção de vídeo, síntese do conteúdo apresentado, e que fundamenta a análise de obras e projetos de um arquiteto selecionado por cada um dos seis grupos de trabalho que reúnem os alunos da sala. O arquiteto deve ter sido laureado pelo Prêmio Pritzker, cujo site disponível em http://www.pritzkerprize.com/ consiste em uma das bases de consulta possíveis. Cada equipe deverá selecionar e justificar a escolha de 1 arquiteto laureado pelo Pritzker Prize, desenvolvendo sua pesquisa bem como recursos para a confecção do trabalho final. Objetivo: compreender as estratégias projetuais adotadas pelos laureados e as características projetadas para o espaço arquitetônico, conceitos orientadores que envolvem percursos, materialidade (estrutura e materiais, vedações e superfícies), forma e espaço, relação com entorno e potencial que obra demonstra como evento requalificador do urbano.O trabalho final, apresentado em grupos, consta de um vídeo que expresse a significância da produção arquitetônica do arquiteto selecionado, produzido com narrativa e construção imagética livre, e deverá apresentar o processo de projeto do selecionado, seus princípios projetuais, através de recursos possíveis à representação com base na linguagem do vídeo. Este deve apresentar o aprofundamento da análise de uma obra representativa do processo projetual descrito. O objetivo desta etapa é fazer o aluno percorrer a bibliografia da disciplina, informando-se e adquirindo articulação intelectual que deve contemplar os conteúdos que serão expressos no vídeo, para o qual poderão ser utilizados variados recursos: desenhos, croquis, modelos 3D e maquetes filmadas, os quais expressem os processos desejados, selecionando o que é pertinente, fazendo com que a equipe se debruce a uma leitura prévia para justificar suas escolhas. O resultado desta fase exploratória são apresentações de vídeos de 20’ cada, por cada equipe. A segunda nota parcial (trabalho final) consta de apresentação de vídeo produzido pelos alunos, explicitando e apresentando os laureados e obras selecionadas, a fim deque todos os estudantes possam tomar ciência dos conteúdos pesquisados, e seu poder de síntese e de sistematização dos conhecimentos obtidos na fase de pesquisa, realizada na etapa 1. Os vídeos devem apresentar a seleção de peças gráficas, publicações e referências bibliográficas que explicitam as razões que orientam o projeto arquitetônico que deu origem à obra, e analisá-la articulando informações de natureza técnica, ética, estética e metodológica, relativamente a sua presença no lugar e na cidade, a partir de material disponibilizado no ambiente digital do prêmio Pritzker. São os seguintes arquitetos alvo de escolha: Tadao Ando, Alvaro Siza, Luis Barragán, Gotfried Bohm,Gordon Bunshaft, Sverre Fehn, Frank Gehry, Norman Foster, Zaha Hadid, Herzog & De Meuron, Hans Hollein, Philipp Johnson, Rem Koolhaas, Fumiiko Maki, Thom Mayne, Richard Meier, Paulo Mendes da Rocha, Rafael Moneo, Glenn Murcutt, Renzo Piano, Oscar Niemeyer, I. M. Pei, Jean Nouvel, Christian de Portzamparc, Kevin Roche, Richard Rogers, Kazuo Sejima & Riue Nishizawa, Eduardo Souto de Moura, James Stirling, Kenzo Tange, Jorn Utzon, Robert Venturi, Peter Zumthor, Wang Shu e Shigeru Ban. Tendo em vista a solicitação da Coordenação de criar atividade para suprir a necessidade de complementação da carga horaria ministrada da disciplina de HA IV, essa demanda será atendida da seguinte maneira: - os alunos farão visitas a áreas e/ou conjuntos arquitetônicos e deverão: fotografar as obras (pelo menos 5 imagens), fotografar-se junto a obra escolhida. Deverão analisar a obra à luz da bibliografia obrigatória (MONTANER, 2003), relacionando temas abordados com o exemplo arquitetônico selecionado. Tal documentação poderá incluir outros recursos: desenhos, vídeos, fotografias, etc., cuja sistematização deverá ser entregue pelos grupos, na forma de relatório, na semana da primeira avaliação. O objetivo das visitas e da seleção é proporcionar aos alunos a oportunidade de reconhecimento e análise da arquitetura análoga às desenvolvidas em sala de aula evocando características da arquitetura contemporânea. Para o acompanhamento desta atividade demais trabalhos, será realizado um plantão em horário combinado com as turmas, para dirimir dúvidas e acompanhar o desenvolvimento do que se solicita ao aluno, a fim de que seja contemplada a diferença de carga horária, que é de duas horas e vinte minutos mensais, para cada turma. O suprimento dessa diferença será documentado e registrado, de maneira oficial, a critério da coordenação.

N1 – nota das atividades desenvolvidas em sala – leituras e interações VALOR: 0 a 10,0, peso 2.0

N2 – desenvolvimento e roteiro de vídeo apresentação do produto em sala (0 a 10,0) peso 3.0

N3 – PROVA ESCRITA E INDIVIDUAL SOBRE O CONTEÚDO DO LIVRO: MONTANER, J. M. Depois do movimento moderno. Arquitetura e arte na segunda metade do século XX. Barcelona, Ed. GG, 2003. VALOR: 4.0

N4 - VISITA E DOCUMENTAÇÃO DE OBRA ESCOLHIDA: 1.0

Média final: N1 x 2+ N2 x 3+ N3 x4 + N4 x 1 / 10 (se igual ou superior a 7,5, dispensado de prova final, se inferior a 7,5, o aluno deverá realizar prova final em data prevista).

Em caso de realização da prova final: Mf = N1+N2+N3 + N4 + PF / 2 + nota de participação = 0,5 = maior ou igual a 6,0 para aprovação.


Trabalhos Domiciliares: O aluno ausente deverá, no período de afastamento, realizar resumos das bibliografias indicadas em cada etapa de desenvolvimento da disciplina. Caso se ausente em um período no qual foram abordados dois textos, por exemplo, deverá fazer o resumo de ambos.










Bibliografia Básica

LIPOVETSKY, Gilles. Tempos hipermodernos. São Paulo, Barcarolla, 2004.

MONTANER, Josep Maria. Depois do movimento moderno. São Paulo, GG, 2003.

___________. Sistemas arquitectónicos contemporáneos. Barcelona, GG, 2008.


Bibliografia complementar:

MONEO, Rafael. Inquietação teórica e estratégia projetual. São Paulo, Cosac & Naify, 2009.

MONTANER, J. M. A modernidade superada. São Paulo, Martins Fontes, 2005.

___________. As formas do século XX. Barcelona, GG, 2002.

MUÑOZ, Francesc. Urbanalización. Paisajes comunes, lugares globales. Barcelona, GGMixta, 2008.

NESBITT, Kate. Uma nova agenda para a arquitetura. Antologia teórica 1965-1995. São Paulo, Cosac & Naify, 2004.





Planejamento Semanal de História da Arquitetura IV
Semanas

04/08 AULA 1: Apresentação do curso/ Bibliografia comentada/ Sistema de avaliação. Formação dos grupos de trabalho. Aula expositiva introdutória à disciplina HÁ IV



Arquitetura e cidade contemporânea – suas relações como fundamento do pensamento contemporâneo.

11/08 AULA 2: Discussão da matéria apresentada no texto de base MONTANER, J. M.Introdução”, em Sistemas Arquitetônicos contemporâneos, Barcelona, GG, 2008. Proposta de exercício, com produto em grupo (síntese da discussão).


18/08 AULA 3: Formação de grupos de trabalho. Escolha do Arquiteto premiado pelo Prêmio Pritzker. Exibição e comentário sobre bases de pesquisa – Bancos digitais de informação e referência, site do Pritzker. Exemplificação de formas narrativas de vídeos sobre arquitetura. Orientação para a confecção de roteiro de vídeo.


25/08 AULA 4: Pós-modernidade e pós-modernismo, historicismo; pluralismo, postura arquitetônica e arquitetura contemporânea como sistema. Iconografia da arquitetura pós-moderna e respectiva caracterização. Pós-modernidade e pós-modernismo, historicismo e dispersão das posturas arquitetônicas. Aula expositiva, com exemplificação arquitetônica.



5ª.

01/09 AULA 5: Leitura e discussão de conteúdo bibliográfico em sala: MONTANER, Josep María. “Depois do movimento moderno: arquitetura e arte na segunda metade do século XX”: Cap. IX, “Arquitetura e Antropologia” pp. 127-138; Cap. X “A busca da racionalidade na disciplina arquitetônica”, pp 139-151; Cap. XI, “Arquitetura como sistema comunicativo”, pp. 152-166. Interação para apresentação e debate da matéria apresentada em bibliografia de base. Leitura e discussão de conteúdo bibliográfico em sala, com proposta de produto (síntese da discussão).


08/09 AULA 6: O Contextualismo Cultural: a obra de Aldo Rossi, Alvaro Siza Vieira, Souto de Moura e Rafael Moneo. A obra contextualista de Rafael Moneo – Auditório Kursaal como exemplificação.

15/09 AULA 7: Leitura e discussão de conteúdo bibliográfico em sala: texto de base: “A solidão dos edifícios”. Texto de base: MONTANER, Josep María. Depois do movimento moderno: arquitetura e arte na segunda metade do século XX: MONTANER, J. M. Capítulo XIV, Terceira parte: pp. 191-203. Interação para apresentação e debate da matéria apresentada. Divulgação notas da 1ª. avaliação parcial


22/09: AULA 8

Deconstrutivismo como arquitetura conceitual: a obra de Peter Eisenman – Cidade da Música e da Cultura, em Santiago de Compostela.

29/09 AULA 9

Deconstrutivismo e Expressionismo: a obra de Frank Gehry – Museu Guggenheim Bilbao. Texto de base: MONTANER, Josep María. “A obra de arte, paradigma da arquitetura”, em: Depois do movimento moderno. Arquitetura e arte na segunda metade do século XX. pp.:
10ª

06/10 AULA 10

PROVA FINAL SOBRE A BIBLIOGRAFIA FUNDAMENTAL
11ª.

13/10 AULA 11

2ª. Avaliação parcial: 2ª. etapa. Apresentação vídeos, a partir da pesquisa da etapa da 1ª. avaliação parcial (2 grupos).
12ª.

20/10 SEMANA VIVER METRÓPOLE/III ENANPARQ

13ª.

27/10 AULA 12



2ª. Avaliação parcial: 2ª. etapa. Apresentação vídeos, a partir da pesquisa da etapa da 1ª. avaliação parcial (2 grupos).

14ª.


03/11 AULA 13

2ª. Avaliação parcial: 2ª. etapa. Apresentação vídeos, a partir da pesquisa da etapa da 1ª. avaliação parcial (2 grupos).


15ª.

10/11 AULA 14

Explicitação processo avaliativo – Divulgação de nota – 2ª. parcial. e 3ª. nota parcial
16ª.

17/11 AULA 15

REVISÃO DA MATÉRIA

17ª. AULA 16

24/11

Prova substitutiva TODA MATÉRIA


18ª. AULA 17

Semana de 01/12 (01/12 e 02/12 – vestibular)

19ª AULA 18

08/12


Prova final – exame

13/12


Divulgação final de notas


Compartilhe com seus amigos:


©aneste.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
universidade federal
terapia intensiva
Excelentíssimo senhor
minas gerais
Universidade estadual
união acórdãos
prefeitura municipal
pregão presencial
reunião ordinária
educaçÃo universidade
público federal
outras providências
ensino superior
ensino fundamental
federal rural
Palavras chave
Colégio pedro
ministério público
senhor doutor
Dispõe sobre
Serviço público
Ministério público
língua portuguesa
Relatório técnico
conselho nacional
técnico científico
Concurso público
educaçÃo física
pregão eletrônico
consentimento informado
recursos humanos
ensino médio
concurso público
Curriculum vitae
Atividade física
sujeito passivo
ciências biológicas
científico período
Sociedade brasileira
desenvolvimento rural
catarina centro
física adaptada
Conselho nacional
espírito santo
direitos humanos
Memorial descritivo
conselho municipal
campina grande