Cargo: administrador



Baixar 119.14 Kb.
Encontro28.06.2019
Tamanho119.14 Kb.


CONCURSO PÚBLICO

EDITAL 01/UFSC-UFFS/2009




CAMPO DE CONHECIMENTO: LÍNGUA PORTUGUESA E LINGUÍSTICA




Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova.

Tempo total para resolução desta prova: 4 (quatro) horas.

I N S T R U Ç Õ E S

Confira, no cartão-resposta, seu nome, seu número de inscrição e o campo de conhecimento para o qual se inscreveu. Transcreva seu nome e seu número de inscrição nos campos abaixo. Transcreva também os números correspondentes ao local, setor, grupo e ordem. Assine no local indicado.

Verifique no caderno de prova se faltam folhas, se a sequência de questões está correta e se há imperfeições gráficas que possam causar dúvidas. Comunique imediatamente ao fiscal qualquer irregularidade.

Para cada uma das 20 (vinte) questões objetivas são apresentadas 5 (cinco) alternativas (de A” a “E”), das quais apenas 1 (uma) é correta.

A interpretação das questões é parte integrante da prova, não sendo permitidas perguntas aos fiscais. Utilize os espaços e/ou páginas em branco para rascunho. Não destaque folhas do caderno de prova.

Examine o cartão-resposta e veja se há marcações indevidas no campo destinado às suas respostas. Se houver, reclame imediatamente.

Transcreva com caneta esferográfica fabricada em material transparente, de tinta preta (preferencialmente) ou azul, as respostas das questões objetivas para o cartão-resposta, que será o único documento válido para efeito de correção.

Em nenhuma hipótese haverá substituição do cartão-resposta ou da folha oficial da questão discursiva por erro de preenchimento ou qualquer dano causado pelo candidato.

Questões objetivas em branco, que contenham mais de uma resposta, emendas ou rasuras, não serão consideradas.

A resposta da questão discursiva deverá ser transcrita, com caneta esferográfica de tinta preta ou azul e dentro do tempo de duração da prova, para a folha oficial de resposta, a qual não deverá ser assinada nem identificada pelo(a) candidato(a).

Não será permitida, durante a realização da prova, a comunicação entre candidatos, o porte nem a utilização de aparelhos celulares ou similares, de calculadoras ou similares, de relógios, de livros de anotações, de impressos nem de qualquer outro material de consulta, sendo eliminado do concurso o(a) candidato(a) que descumprir esta determinação.

Ao terminar, entregue ao fiscal o caderno de prova, o cartão-resposta e a folha de resposta da questão discursiva. Você só poderá se retirar definitivamente do grupo de realização da prova a partir das 16h30min (horário oficial de Brasília).

Para conferir suas respostas com o gabarito oficial, anote-as no quadro constante da última folha, o qual poderá ser destacado e levado com você.




INSCRIÇÃO




NOME DO(A) CANDIDATO(A)





ASSINATURA DO(A) CANDIDATO(A)





LOCAL / SETOR / GRUPO / ORDEM






QUESTÃO DISCURSIVA

A Lei n° 12.029, de 15 de setembro de 2009, que cria a Universidade Federal da Fronteira Sul, estabelece em seu Artigo 2° que “A UFFS terá por objetivo ministrar ensino superior, desenvolver pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e promover a extensão universitária, caracterizando sua inserção regional mediante atuação multicampi, abrangendo, predominantemente, o norte do Rio Grande do Sul, com campi nos Municípios de Cerro Largo e Erechim, o oeste de Santa Catarina, com campus no Município de Chapecó, e o sudoeste do Paraná e seu entorno, com campi nos Municípios de Laranjeiras do Sul e Realeza”.


Considerando que a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) é uma instituição universitária comprometida com a promoção da extensão e com o desenvolvimento da região na qual se insere, e considerando que uma das atribuições do professor da UFFS será desenvolver atividades de extensão, apresente e discuta, em um texto de até 30 (trinta) linhas, uma proposta de extensão que possa produzir impacto positivo junto à sociedade e que, na sua maneira de ver, deva ser considerada prioritária pela UFFS. Explicite as razões que sustentam esta priorização, tendo em vista as contribuições que a sua área do conhecimento poderá trazer à região.




FOLHA DE RASCUNHO – QUESTÃO DISCURSIVA

ESTE RASCUNHO NÃO SERÁ CORRIGIDO!




TÍTULO

01




02




03




04




05




06




07




08




09




10




11





12




13




14




15




16




17




18




19




20




21




22




23




24




25




26




27




28




29




30





TRANSCREVA A questão discursiva DESTE RASCUNHO PARA A

FOLHA OFICIAL DA QUESTÃO DISCURSIVA.

PROVA OBJETIVA

01) Sobre concepções de gramática, correlacione as colunas a seguir.


Coluna 1

Coluna 2

1. Conjunto de regras que devem ser seguidas.

2. Conjunto de regras que são seguidas.


3. Conjunto de regras que o falante da língua domina.



( ) “A gramática, enquanto explicitação da estrutura da língua, não decorre da aprendizagem da mesma; precisa ser investigada e formulada por especialistas” (PERINI, 1996, p. 54).

( ) “Gramática corresponde ao saber linguístico que o falante de uma língua desenvolve dentro de certos limites impostos pela sua própria dotação genética humana, em condições apropriadas de natureza social e antropológica” (FRANCHI, 1991, p. 54).

( ) A gramática tem como base a língua dos grupos sociais de prestígio (de natureza econômica, política e cultural), as autoridades (gramáticos e bons escritores), a lógica e a história (tradição).

( ) Concepção de gramática, segundo a qual se constata, por exemplo, que no português brasileiro atual existem três maneiras de dizer “eles fizeram”: eles fizeram, eles fizero, eles faz.

( ) Gramática é um conjunto sistemático de normas para bem falar e escrever, estabelecidas com base em bons escritores ou na grande mídia impressa.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.




  1. 3 – 1 – 1 – 2 – 2

  2. 1 – 3 – 1 – 1 – 2

  3. 2 – 2 – 3 – 1 – 1

  4. 1 – 1 – 3 – 2 – 1

  5. 2 – 3 – 1 – 2 – 1



02) De acordo com Bakhtin, “[...] a verdadeira substância da língua não é constituída por um sistema abstrato de formas linguísticas nem pela enunciação monológica isolada, nem pelo ato psicofisiológico de sua produção, mas pelo fenômeno social da interação verbal, realizada através da enunciação ou das enunciações. A interação verbal constitui assim a realidade fundamental da língua”. (cf. Marxismo e Filosofia da Linguagem, 1979, p. 109).
Nessa concepção de linguagem, incluem-se todas as alternativas a seguir, exceto:


  1. Análise da Conversação.

  2. Linguística Textual.

  3. Análise do Discurso.

  4. Pragmática.

  5. Funcionalismo da Escola de Copenhague.

03) Sobre artigo acadêmico, todas as alternativas estão corretas, exceto:


  1. entre os elementos pós-textuais, citam-se as referências – que devem ser feitas conforme a NBR 6023 da ABNT – e os anexos.

  2. as citações em artigos, sejam elas diretas ou indiretas, devem ser feitas, obrigatoriamente, no sistema numérico, conforme estabelece a NBR 10520 da ABNT.

  3. o trânsito de textos/discursos do gênero artigo no ambiente universitário e científico traz consigo significativas possibilidades de formação de opiniões, de conquista de adesão a diferentes teses, de constituição de escolas de pensamento. Ou, ao contrário, contribui para desestabilizar escolas e concepções já legitimadas.

  4. o desenvolvimento de um artigo original é constituído fundamentalmente de três grandes eixos: fundamentação teórica, metodologia de abordagem e análise dos dados coletados/resultados da pesquisa.

  5. entre os elementos pré-textuais do artigo, segundo a NBR 6022 da ABNT, mencionam-se: título do artigo e do subtítulo se houver; identificação da autoria: nome(s) do(s) autor(es); resumo; palavras-chave.

04) Analise as afirmativas a seguir.


  1. Em situações não-anafóricas, os pronomes “este, “esse” e “aquele” e respectivas formas flexionadas não podem ocorrer sozinhos como sujeitos de uma oração. Exemplo: Aquele carro é muito bom, mas este é mais econômico.

  2. A gramática de uma língua inclui, conforme Perini (1996), os seguintes componentes, entre outros: a fonologia, a morfologia, a sintaxe, a semântica, o léxico, a história e o uso das formas em diferentes situações sociais.

  3. De acordo com Mattoso Câmara Jr. (1970), substantivo, adjetivo e advérbio são funções que se evidenciam na relação sintagmática.

  4. Mudança morfofonêmica é uma alomorfia condicionada fonologicamente, como em: martel- + -a- + -va- + -is → marteláveis; ped- + -i- + -i → pedi; in + legível → ilegível.

  5. O que diferencia nomes e pronomes é primordialmente os aspectos morfossintáticos: os nomes representam as coisas e ideias (são símbolos); os pronomes apenas indicam a situação espacial (são sinais).

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA, de cima para baixo.




  1. Somente as afirmativas II e IV estão corretas.

  2. Somente as afirmativas I, II e IV estão corretas.

  3. Somente as afirmativas I, III e V estão corretas.

  4. Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.

  5. Somente as afirmativas II e IV estão corretas.


05) Leia os textos a seguir.

“Ter-se ciência de que as línguas variam e de que, por isso, há mais de uma norma a ser reconhecida na comunidade linguística representa um avanço extraordinário no campo das investigações da ciência da linguagem, no que tange à compreensão da maleabilidade, da flexibilidade, de seu objeto de estudo. Mas, por outro lado, no que se refere à conduta que o indivíduo tem de assumir diante do conhecimento dessa realidade, é preciso que esse saiba adequar sua expressão verbal às inúmeras ações de linguagem que realiza (informar, explicar, argumentar, divertir, relatar, narrar, divulgar, dialogar, explanar, persuadir, elogiar, contratar, prescrever e outras) no seu dia-a-dia, segundo as conveniências interlocucionais. Nesse sentido, não se pode descurar o primordial papel que a escola tem a cumprir como centro de orientação do cidadão-aprendiz.”


BRITO, Célia. Jornal da Universidade Federal do Pará. Ano VI, n. 76, outubro de 2009.




“Numa sociedade diversificada e estratificada como a brasileira, haverá inúmeras normas linguísticas, como, por exemplo, a norma característica de comunidades rurais tradicionais, aquela de comunidades rurais de determinada ascendência étnica, a norma característica de grupos juvenis urbanos, a(s) norma(s) característica(s) de populações das periferias urbanas, a norma informal da classe média urbana e assim por diante.”


FARACO, Carlos Alberto. Norma-padrão brasileira: desembaraçando alguns nós. In:
BAGNO, Marcos (org.) Linguística da norma. São Paulo: Loyola, 2002. p. 38.

Considerando o sentido dos termos destacados nos textos acima, assinale a alternativa correta.




  1. A expressão norma carreia valores elitizantes e autoritários, porque nesse substantivo estão contidas as ideias básicas de modelo, comando e sanção.

  2. Tentar compreender o erro como revelador de mecanismos linguísticos outros que não os da norma não significa validar o erro como nova norma. Explicar e compreender os desvios não implica que não se possam continuar a ver como desvios.

  3. Os falantes de uma mesma língua se reconhecerão por respeitarem as mesmas normas linguísticas.

  4. A norma gramatical é um conjunto de regras estabelecidas pelas gramáticas, com base em grandes escritores, a serem observadas por qualquer falante que deseje usar a língua de maneira correta, civilizada e elegante.

  5. O conjunto de ideias que subjaz ao conceito de norma é o de uma língua ideal, baseada em um modelo abstrato e homogêneo.


06) Analise as afirmativas a seguir e marque (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas.


  1. A pragmática é um campo de estudos que analisa a linguagem em seu uso concreto pelos falantes na prática linguística e as condições que governam essa prática.

  2. Nos estudos enunciativos, a dêixis é o processo pelo qual se pode determinar o referente de uma expressão a partir de elementos da situação extralinguística em que a expressão é atualizada. São exemplos de dêiticos os pronomes eu, tu e ele, que remetem, por dêixis, aos participantes da interação.

  3. A teoria dos atos de fala, que surgiu no interior da filosofia da linguagem e, posteriormente, foi apropriada pela pragmática, postula que a linguagem é uma forma de ação.

  4. Em semântica formal, o conceito de sentido vem dos trabalhos de Frege, que postulou a diferença entre esse conceito e o de referência. Para o autor, a referência é aquilo que permite chegar ao sentido. Diferentes referências constroem caminhos distintos, que levam a diferentes sentidos.

  5. Na semântica enunciativa, a polifonia ocorre quando temos a presença de mais de uma voz em um mesmo enunciado, como em: Pedro não é gentil, que faz “ouvir” duas vozes, dois enunciadores: um que diz que Pedro é gentil, e outro que nega essa afirmação.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.




  1. V – F – V – F – V

  2. V – V – V – F – F

  3. F – V – V – V – F

  4. V – F – F – V – V

  5. F – V – F – F – V


07) Segundo Ingedore Koch (1997, p. 32), “existem textos escritos que se situam, no contínuo, mais próximos ao polo da fala conversacional (bilhete, carta familiar, textos de humor, por exemplo), ao passo que existem textos falados que mais se aproximam do polo da escrita formal (conferências, entrevistas profissionais para altos cargos administrativos e outros), existindo, ainda, tipos mistos, além de muitos outros intermediários”.
Com relação à citação de Koch acima transcrita, assinale a alternativa correta.


  1. O texto será entendido como uma unidade linguística concreta (perceptível pela visão ou audição), que é tomada pelos usuários da língua (falante, escritor/ouvinte, leitor), em uma situação de interação comunicativa específica, como uma unidade de sentido e como preenchendo uma função comunicativa reconhecível e reconhecida, independentemente da sua extensão” (TRAVAGLIA, 1997, p. 67).

  2. As linguagens oral e escrita ocupam as extremidades de uma linha reta; são dicotômicas. Logo, devem ser analisadas como duas práticas discursivas cujas diferenças se situam em extremidades opostas: de um lado, observa-se um grau máximo de informalidade e, de outro, um grau máximo de formalismo.

  3. Comparando fala e escrita, Tannen (1983) chega a duas diferenças que considera fundamentais: a) a linguagem oral depende quase que exclusivamente do contexto enquanto a linguagem escrita é descontextualizada; b) recursos paralinguísticos e não verbais (gesto, entonação, conhecimento compartilhado etc.) estabelecem a coesão na linguagem oral, ao contrário do que ocorre na linguagem escrita, em que a coesão se dá através de elementos lexicais (conjunções, locuções conjuntivas, dêiticos etc.) e de estruturas sintáticas complexas.

  4. Para Mary Kato (1987), o que determina as diferenças entre as modalidades oral e escrita são as diferentes condições de produção: o texto oral exige menos planejamento e não se submete às regras gramaticais; ao contrário, o texto escrito é dependente do contexto e deve se submeter às regras gramaticais.

  5. O texto (do latim textum: tecido) é uma unidade básica de organização e transmissão de ideias, conceitos e informações de modo geral, que se materializa através da escrita ou do desenho. Em sentido amplo, uma escultura, um quadro, um símbolo, um sinal de trânsito, uma foto, um filme, uma novela de televisão também são formas textuais.


08) A hipótese sociointeracionista, que retira a reflexão sobre a língua do campo da estrutura para situá-la no campo do discurso (cf. MARCUSCHI , 2008, p. 21), reflete-se em todos os conceitos a seguir, exceto em:


  1. a “noção de linguagem como atividade social e interativa”.

  2. a “noção de fala como atividade individual que resulta integralmente de fatores externos, ou de representações, valores e atitudes sócio-históricas pré-construídas”.

  3. a “visão de texto como unidade de sentido ou unidade de interação”.

  4. a “noção de compreensão como atividade de construção de sentido na relação de um eu e de um tu situados e mediados”.

  5. a “noção de gênero textual como forma de ação social e não como entidade linguística formalmente constituída”.


09) Sobre as semelhanças e diferenças entre fala e escrita, assinale a alternativa CORRETA sobre a hipótese defendida por Marcuschi (2006), na obra Da fala para a escrita: atividades de retextualização.


  1. “Enquanto a escrita é estruturalmente elaborada, complexa, formal e abstrata, a fala, ao contrário, é concreta, contextual e estruturalmente simples.”

  2. “A construção do letramento liga-se ao desenvolvimento de habilidades que levam à produção de uma linguagem escrita cada vez mais abstrata, cujos produtos são textos dos gêneros argumentativo e expositivo.”

  3. “[...] as diferenças entre fala e escrita se dão dentro de um continuum tipológico das práticas sociais de produção textual e não na relação dicotômica de dois polos opostos.”

  4. “A passagem da fala para a escrita é a passagem do caos para a ordem uma vez que a escrita se submete ao ordenamento dos gêneros textuais, que são controlados socialmente e devem ser bem formados.”

  5. “Na transcrição da fala, que é a passagem de um texto de realização sonora para a forma gráfica, ocorrem mudanças que interferem na natureza do discurso produzido, tanto do ponto de vista da linguagem quanto do conteúdo.”


10) Analise as afirmativas a seguir.


  1. O termo textualidade foi definido por Robert-Alain de Beaugrande e Wolfgang Dressler, no livro Introduction to Text Linguistics, e retomado por Beaugrande, no livro New Foundations for a Science of Text and Discourse, como o conjunto de fatores que fazem com que um texto seja um texto e não apenas uma sequência de frases ou palavras; em outros termos, esse conjunto de fatores diferencia textos de não-textos.

  2. Dentre os padrões de textualidade, destaca-se a coerência, que, nos estudos atuais, é definida como o princípio da textualidade que faz com que um texto faça sentido numa dada situação de interação.

  3. Dos sete padrões de textualidade, a coerência é o que dá origem à textualidade, pois ela possibilita a produção e compreensão do texto como uma unidade significativa global, constituindo-se como um princípio de interpretabilidade.

  4. A construção da coerência depende de elementos linguísticos, do conhecimento de mundo, do conhecimento partilhado e de fatores pragmáticos e interacionais.

Sobre textualidade e coerência, assinale a alternativa correta.




  1. Somente as afirmativas I e IV estão corretas.

  2. Somente as afirmativas II e III estão corretas.

  3. As afirmativas I, II, III e IV estão corretas.

  4. Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

  5. Somente as afirmativas I e II estão corretas.

11) Sobre os estudos clássicos da coesão, marque (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas.


  1. No trecho Uma bomba relógio é um artefato explosivo que possui data e hora para que seja acionado, ou seja, é um relógio que acionará uma bomba grudada nele conforme foi programado. A grande sacada desse artefato é que o verdadeiro autor do crime não precisa estar na cena do crime”, o fragmento “ou seja, é um relógio que acionará uma bomba grudada nele conforme foi programado” é exemplo de coesão referencial por elipse.

  2. No trecho Uma bomba relógio é um artefato explosivo que possui data e hora para que seja acionado, ou seja, é um relógio que acionará uma bomba grudada nele conforme foi programado. A grande sacada desse artefato é que o verdadeiro autor do crime não precisa estar na cena do crime”, o fragmento “o verdadeiro autor do crime” não estabelece relações de coesão, pois não há relação de retomada de elementos, nem de associação de conceitos.

  3. No trecho “Cientistas que observam o avanço das enchentes no País afirmam que essas cheias são um alerta para a necessidade de os países se conscientizarem de que precisam tomar providências para evitar a emissão de gases de efeito estufa. O fenômeno estaria mudando o clima do planeta, provocando enchentes descomunais, tsunamis, tufões e terremotos”, os termos “essas cheias” e “o fenômeno” funcionam como elementos anafóricos.

  4. Para haver coesão referencial, deve haver, necessariamente, correferencialidade entre os elementos relacionados.

  5. A coesão sequencial ocorre quando, no texto, utilizam-se procedimentos de progressão temática.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.




  1. F – V – F – F – V

  2. V – F – F – V – F

  3. F – V – F – F – F

  4. F – F – V – F – V

  5. V – F – V – V – F


12) Numere a coluna 2 de acordo com a coluna 1.


Coluna 1

Coluna 2

I. Gerativismo

II. Funcionalismo



  1. Um de seus expoentes foi Roman Jakobson.

  1. Gera explicações a partir da própria estrutura linguística.

  1. Analisa a língua como um sistema constituído por um conjunto de regularidades.

  1. Toda explicação linguística deve ser encontrada na relação entre linguagem e uso ou na linguagem em uso em contextos sociais.

  1. Falantes são dotados de um conjunto de princípios e parâmetros geneticamente determinados.

  1. As formas regulares relacionam-se ao contexto social.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA, de cima para baixo.




  1. I – II – II – I – II – II

  2. I – I – II – II – I – I

  3. II – II – II – I – II – I

  4. I – II – I – II – I – II

  5. II – I – I – II – I – II



13) Considerando a pontuação como elemento de coesão e coerência textuais, analise as afirmativas abaixo.


  1. Os textos orais se organizam de forma a que se percebam as relações de dependência e independência sintática e semântica, a partir da melodia e do ritmo. Na escrita, os sinais de pontuação procuram assegurar essa “solidariedade” sintática e semântica.

  2. Vírgulas não devem ser colocadas entre as orações coordenadas alternativas, principalmente quando denotam retificação.

  3. A sentença a seguir está convenientemente pontuada: “Um levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), prova que, os brasileiros têm comprado carros de mais alto valor, fruto de juros mais baixos e alongamento dos prazos de financiamento.”

  4. A vírgula inserida ou não nas sentenças imperativas que seguem: “Não, matem o cachorro!” e “Não matem o cachorro!” não altera em nada as ordens dadas por escrito.

  5. A ênfase sobre orações intercaladas, escritas, pode ser mostrada através da inserção de vírgulas ou travessões.

Assinale a alternativa CORRETA.




  1. Somente as afirmativas I e V estão corretas.

  2. As afirmativas I, II, III, IV e V estão corretas.

  3. Somente as afirmativas II, III e V estão corretas.

  4. Somente as afirmativas I e III estão corretas.

  5. Somente as afirmativas II, IV e V estão corretas.

14) Sobre gêneros acadêmicos, marque (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas.

  1. Resenha apresenta o conteúdo de uma obra de forma sucinta e é realizada através de análise critica.

  2. Resumo é a descrição minuciosa e circunstanciada daquilo que se observou, leu ou ouviu.

  3. Relatório acadêmico deve apresentar de forma coerente o detalhamento do procedimento metodológico empregado, podendo argumentar a partir de pesquisas já realizadas.

  4. A monografia consiste em um relatório acadêmico que se configura em uma descrição em detalhes do estudo elaborado.

  5. Todo artigo científico prescinde da realização de uma pesquisa de campo.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.




  1. V – F – V – F – V

  2. V – F – V – V – F

  3. F – F – V – V – F

  4. F – V – F – F – V

  5. F – V – V – V – F



15) Numere a coluna 2 de acordo com a coluna 1, identificando o tipo de recurso coesivo empregado na retomada do elemento destacado.


Coluna 1

Coluna 2

I. Substituição lexical

II. Substituição pronominal

III. Elipse



( ) A Agência Espacial Japonesa selecionou um grupo de empresas e pesquisadores para dar início a um projeto ambicioso: coletar energia solar em órbita da Terra e enviá-la ao planeta.

( ) "Quase sempre o proprietário tem interesse em manter um filhote, mas não se preocupa com o que fará com todos os outros que surgirão dessa cruza."

( ) A doença de Lyme, que acaba causando invalidez, está se espalhando pelos EUA e pela Europa com os invernos mais quentes e as temperaturas diárias mais altas.

( ) A escassez de água e a seca não só prejudicarão a produção de alimentos como ajudarão a espalhar doenças. Os efeitos cumulativos das condições ambientais adversas, associados à desnutrição, diminuirão a capacidade humana de combater infecções.

( ) As vendas globais do McDonald's na Europa tiveram cres-cimento de 6,4%, informou a rede de restaurantes. Segundo a empresa, o desempenho na Europa foi puxado pelos resultados no Reino Unido.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.




  1. I – II – II – I – III

  2. I – I – II – III – III

  3. II – III – II – I – I

  4. III – II – II – I – I

  5. II – III – I – II – I

16) Com relação à linguística considerada formal, assinale a alternativa correta.


  1. A partir do modelo gerativo, diz-se que a faculdade da linguagem é composta por parâmetros que são as leis gerais válidas para todas as línguas e por princípios – propriedades que uma língua apresenta ou não – que determinam as diferenças entre as línguas.

  2. A agramaticalidade de uma frase refere-se ao conhecimento implícito do falante acerca das regras da Gramática Normativa que aprendemos na escola.

  3. De uma forma simplificada, pode-se dizer que as sentenças de uma língua podem ser formadas a partir da aplicação de um sistema infinito de regras.

  4. Não há divergências nem discussões sobre o que é ser formalista e o que é ser funcionalista em linguística.

  5. Para responder a questões sobre as diferenças entre as línguas naturais, a linguística gerativa analisa a linguagem humana de uma forma matemática e abstrata.


17) Com foco na linguística funcional, analise as afirmativas abaixo.


  1. Baseando-se nos elementos que constituem o ato comunicativo, Jakobson estabeleceu apenas cinco funções. São elas: referencial, emotiva, conativa, fática e poética.

  2. Trubertzkoy e seus seguidores estabeleceram a função distintiva dos fonemas na fonologia desenvolvida em Praga.

  3. A linguística norte-americana foi dominada por uma tendência funcional cujo nome mais relevante é Leonard Bloomfield.

  4. Para o funcionalismo, há uma forte vinculação entre discurso e gramática, ou seja, a sintaxe é resultado das estratégias de organização da informação utilizadas pelos falantes no momento da interação discursiva.

  5. Para compreendermos as várias funções da linguagem, é necessário considerarmos os elementos que constituem todo ato comunicativo: remetente, contexto, mensagem, contato, código e destinatário.

Assinale a alternativa correta.




  1. Somente as afirmativas II, IV e V estão corretas.

  2. Somente as afirmativas II e V estão corretas.

  3. Somente as afirmativas I, II e IV estão corretas.

  4. Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

  5. As afirmativas I, II, III, IV e V estão corretas.



18) Sobre argumentação, analise as afirmativas a seguir.


  1. Para a semântica argumentativa, todo uso da linguagem é argumentativo, pois a argumentatividade está inscrita na língua.

  2. Existem na língua elementos que estabelecem relações argumentativas entre os enunciados, como em Pedro é pobre, mas feliz. Esses elementos funcionam como operadores argumentativos ou operadores discursivos.

  3. Além dos operadores argumentativos, funcionam como recursos argumentativos os tempos verbais, os advérbios e as expressões atitudinais, a pressuposição e a seleção lexical.

  4. A orientação argumentativa é também responsável pela organização textual e pela progressão temática.

Assinale a alternativa correta.




  1. Somente as afirmativas I e II estão corretas.

  2. Somente as afirmativas II e IV estão corretas.

  3. Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.

  4. Somente as afirmativas II e III estão corretas.

  5. As afirmativas I, II, III e IV estão corretas.



19) Analise as afirmativas a seguir.


  1. Para Van Dijk (1992), o conjunto das macroproposições formam a macroestrutura textual, que se refere ao plano semântico do texto. A superestrutura do texto é uma estrutura esquemática convencional, variável de acordo com as diferentes culturas, que fornece a sintaxe completa para o significado global do texto (macroestrutura do texto).

  2. Para Adam (1992), a sequencialidade do texto é responsável pela organização das proposições em agrupamentos característicos, que denomina de sequências textuais. Os tipos de sequências textuais propostos pelo autor são: narrativa, explicativa, descritiva, argumentativa e dialogal.

  3. Marcuschi (2008) conceitua tipo textual como uma construção teórica, definida pela natureza linguística de sua composição; não são textos inteiros, mas modos textuais. Para esse conceito de tipo textual, predomina a identificação de sequências linguísticas. O gênero textual se refere a texto materializado em situação comunicativa. Para esse conceito de gênero textual, predominam critérios de natureza comunicativa e sócio-histórica. O autor cita como exemplo de tipo textual e gênero textual narração e telefonema, respectivamente.

  4. Bakhtin (2003), ao definir os gêneros do discurso [textuais] como tipos relativamente estáveis de enunciados, toma como fundamento definidor do conceito a estrutura textual dos diferentes gêneros.

Assinale a alternativa correta.




  1. Somente as afirmativas I, II e III estão corretas.

  2. Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.

  3. Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

  4. As afirmativas I, II, III e IV estão corretas.

  5. Somente as afirmativas II e III estão corretas.

20) Analise as afirmativas a seguir.


  1. Do ponto de vista dos estudos cognitivos, as estratégias de leitura de que o leitor se utiliza durante a leitura são classificadas em estratégias cognitivas e metacognitivas. As estratégias metacognitivas referem-se aos conhecimentos teóricos que o leitor mobiliza no ato da leitura. Já as cognitivas referem-se ao conhecimento prático mobilizado pelo leitor durante o processo de leitura.

  2. O conhecimento prévio do leitor é um elemento importante para a compreensão dos textos. A ativação do conhecimento linguístico, textual e de mundo durante a leitura é imprescindível para a construção da compreensão do texto.

  3. Hayes e Flower (1980), a partir de uma concepção cognitiva da produção escrita, propõem um modelo de produção textual composto de três fases: planejamento, tradução e revisão.

  4. Do ponto de vista discursivo, a leitura é entendida como um ato de se colocar em relação a um discurso (texto), a partir de outros discursos já-ditos, e com vistas à construção de um novo discurso (reação-resposta ativa).

  5. O ensino da escrita na escola passa pela concepção que o professor tem de texto e de sujeito. Por isso, Geraldi (1997, 1993) propõe distinção conceitual entre redação e produção de textos. No trabalho com redação, produzem-se textos escritos para a escola. No trabalho com produção textual, produzem-se textos escritos e orais para a escola.

Assinale a alternativa correta.




  1. Somente as afirmativas I e III estão corretas.

  2. Somente as afirmativas I e IV estão corretas.

  3. Somente as afirmativas I, II e IV estão corretas.

  4. Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

  5. Somente as afirmativas II, III, IV e V estão corretas.




GRADE DE RESPOSTAS (Somente esta parte poderá ser destacada)


QUESTÕES

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

RESPOSTAS

































































©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal