Biologia II 01. Estabeleça a associação entre cada tecido vegetal listado na



Baixar 92.41 Kb.
Encontro17.12.2017
Tamanho92.41 Kb.

BIOLOGIA II


01. Estabeleça a associação entre cada tecido vegetal listado na 1ª. coluna e as características apresentadas na 2ª. coluna.


1.

Periciclo

( )

tecido complexo formado por vários tipos de células, dentre elas os elementos de vasos e os traqueídeos.


2.

Xilema

( )

tecido de sustentação formado por células vivas, com paredes espessas, constituídas de celulose, pectina e outras substâncias.


3.

Floema

( )

tecido responsável pela formação de raízes laterais.


4.

Colênquima

( )

tecido mecânico de sustentação, constituído por células com paredes espessas, ricas em celulose e lignina.


5.

Esclerênquima

( )

tecido complexo formado por vários tipos de células, dentre elas destacam-se as células com placas crivadas.


Assinale a alternativa que contempla a seqüência correta das associações entre as colunas.
A) 3, 4, 1, 2, 5. B) 5, 2, 3, 1, 4. C) 2, 4, 1, 5, 3. D) 2, 4, 3, 5, 1. E) 5, 2, 3, 4, 1.
02. No sistema cardiovascular dos mamíferos, o coração funciona como uma bomba que, ritmicamente, se contrai e relaxa. O sangue é bombeado para os vasos sangüíneos. Um coração saudável bate entre 60 a 80 vezes por minuto. Com relação ao controle da freqüência dos batimentos cardíacos, pode-se afirmar que
A) o ritmo dos batimentos cardíacos pode ser acelerado pela ação dos nervos parassimpáticos ou retardado pela ação dos nervos simpáticos.

B) o ciclo cardíaco é provocado por impulsos elétricos gerados no nódulo sino-atrial, controlando a ritmicidade cardíaca.

C) o músculo cardíaco, denominado miocárdio, apresenta contrações involuntárias e, por isso, o ritmo de suas pulsações não é afetado por ação nervosa.

D) o nódulo atrioventricular, inicialmente, atuando como marcapasso, determina a contração dos ventrículos num primeiro momento, e dos átrios, posteriormente.

E) o coração depende de minúsculos impulsos elétricos, que são propagados de forma desordenada entre suas câmaras.
03. Plasmodium vivax, Plasmodium malariae e Plasmodium falciparum são respectivamente agentes etiológicos da malária terçã benigna, quartã benigna e terçã maligna.

Sobre as características gerais desses organismos e as regras de classificação, assinale a alternativa correta.


A) São três Espécies distintas do mesmo Filo Plasmodium.

B) São espécies pertencentes a Famílias distintas, porém do mesmo Gênero.

C) Pela sua organização celular, são Procariotos pertencentes ao Filo Sporozoa.

D) São protozoários que pertencem à mesma Espécie, porém a Ordens diferentes.

E) São organismos endoparasitos unicelulares que pertencem ao Reino Protista.
04. Antes da descoberta do plástico, as esponjas de banho utilizadas na higiene pessoal eram obtidas a partir de animais marinhos pertencentes ao Filo Porífera.

Em relação aos animais desse Filo e suas características, pode-se afirmar que


I. são invertebrados aquáticos filtradores, de corpo esponjoso e de estrutura simples, sem tecidos ou órgãos diferenciados nem sistema nervoso.

II. apresentam numerosos poros laterais e, na região superior do corpo, uma única abertura para a entrada do alimento e da água, denominada de ósculo.

III. apresentam digestão extracelular na espongiocele, que ocorre por meio de enzimas produzidas pelos nematocistos.

IV. apresentam digestão intracelular, que ocorre no interior dos coanócitos e dos amebócitos.

V. apresentam circulação de água, facilitada por meio de células especiais flageladas, denominadas de coanócitos.
Assinale a alternativa correta.
A) I, II,V, apenas.

B) II, III, IV, apenas. D) I, III, V, apenas.

C) I, IV, V, apenas. E) III, IV, V, apenas.


05. Estabeleça a associação correta entre as glândulas listadas na primeira coluna com os hormônios por elas produzidos e listados na segunda coluna e as suas respectivas funções listadas na terceira coluna.


Glândulas

Hormônio

Função


I.

Pâncreas

A.

Epinefrina

1.

Age sobre a tireóide, aumentando a taxa do metabolismo.

II.

Pineal

B.

Tireoidotropina

2.

Interfere nos sistemas imunológico, hormonal e nervoso.

III.

Hipófise

C.

Melatonina

3.

Aumenta o nível de glicose no sangue.

IV.

Hipotálamo

D.

Ocitocina

4.

Provoca vasoconstrição periférica, taquicardia e rápido aumento da taxa metabólica.

V.

Adrenal

E.

Glucagon

5.

Estimula as contrações uterinas.


Assinale a alternativa que apresenta a associação correta entre as colunas.
A) I-E-3 / II-B-1 / III-D-5 / IV-A-4 / V-C-2.

B) I-A-2 / II-C-3 / III-B-1 / IV-D-5 / V-E-4.

C) I-B-4 / II-A-5 / III-C-2 / IV-E-1 / V-D-3.

D) I-B-1 / II-A-4 / III-E-3 / IV-C-2 / V-D-5.

E) I-E-3 / II-C-2 / III-B-1 / IV-D-5 / V-A-4.
06. Sobre a constituição química da membrana plasmática e de seus envoltórios em diferentes organismos, assinale a alternativa correta.
A) O glicocálix, um envoltório externo à membrana plasmática de células animais, vegetais e protistas como as amebas, é constituído por glicoproteínas, que são moléculas de glicídios associadas a proteínas, e por glicolipídios, que são moléculas de glicídios associadas a lipídios.

B) A parede da célula bacteriana é uma estrutura complexa e resistente, que, em sua composição, contém peptidioglicano constituído por moléculas do polissacarídio glicosaminoglicano unidas a cadeias formadas por quatro aminoácidos.

C) As células vegetais são envolvidas externamente por uma parede celulósica, que contém além de celulose, lignina e quitina, cuja principal função é a de dar rigidez ao corpo das plantas, atuando na sustentação esquelética.

D) As membranas celulares são formadas por fosfolipídios organizados em duas camadas, nas quais se incrustam moléculas protéicas. Um fosfolipídio é um glicídio combinado a um grupo fosfato.

E) O colesterol, presente nas membranas celulares dos vegetais, animais e micoplasmas, é um esteróide composto por átomos de carbono interligados, formando quatro anéis carbônicos ligados a outros átomos, como hidrogênio e oxigênio.
07. A estrutura, a quantidade de DNA e a posição do centrômero dos cromossomos podem ser alteradas sem que haja mudança no número de cromossomos. Esse fenômeno é conhecido como mutação estrutural.


A figura acima representa uma mutação estrutural do tipo

A) inversão.

B) duplicação.

C) deleção.

D) translocação.

E) trissomia.




08. Analise a figura sobre as células do tecido nervoso.

No que se refere às características e funções desempenhadas por estas células, assinale a alternativa correta.
A) Figura 1 – Astrócito – célula cujos prolongamentos se enrolam sobre as neurofibras presentes no sistema nervoso central, envolvendo-as com camadas concêntricas de sua membrana plasmática e constitui a bainha de mielina, que protege e auxilia o desempenho funcional dos neurônios.

B) Figura 2 – Micróglia – macrófago especializado, cuja função é fagocitar detritos e restos celulares presentes no tecido nervoso. É uma célula grande, com muitos prolongamentos longos e pouco ramificados.

C) Figura 3 – Corpo celular do neurônio – consiste no centro metabólico do neurônio, contém o núcleo e a maioria das organelas da célula, tais como retículo endoplasmático liso, denominado corpúsculo de Nissl, e se relaciona à síntese de neurotransmissores.

D) Figura 4 – Dendritos – consistem em prolongamentos ramificados e especializados na recepção de estímulos provenientes de outros neurônios ou de células sensoriais. Esses prolongamentos aumentam a superfície dos neurônios, o que lhes permite captar grande variedade de estímulos.

E) Figura 5 – Oligodendrócito – apresenta grande número de prolongamentos citoplasmáticos, alguns destes se ligam aos neurônios, enquanto outros se ligam a capilares sangüíneos por meio de expansões denominadas pés-vasculares, estabelecendo uma ponte nutritiva entre o sangue e os neurônios.
09. A água é um importante meio de transmissão de doenças, especialmente as do sistema digestório. Os agentes etiológicos atingem a água juntamente com os excrementos de pessoas ou animais infectados.

Assinale a alternativa que apresenta corretamente o patógeno e as respectivas “doenças de transmissão hídrica”.


A) Vírus: difteria e poliomielite.

B) Bactérias: leptospirose e cólera.

C) Protozoários: disenteria amebiana e disenteria bacilar.

D) Platelmintos: ascaridíase e giardíase.

E) Nematelmintos: esquistossomíase e ancilostomíase.
10. Na espécie humana, a fibrose cística (CF) é uma doença causada por gene recessivo autossomal. A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é determinada por gene recessivo ligado ao X.

Pais, fenotipicamente normais para esses caracteres hereditários, podem ter descendentes com fibrose cística e distrofia muscular de Duchenne?
A) É possível, se ambos os genitores forem heterozigotos para as duas características.

B) É possível que 1/4 dos descendentes apresente CF, mas não há possibilidade de descendentes com DMD.

C) Há possibilidade de 1/2 dos descendentes de sexo feminino apresentar DMD.

D) Pode gerar 1/2 dos descendentes com ambas as características recessivas citadas.

E) Para descendentes de sexo masculino, há possibilidade de ocorrência de 1/2 para a DMD.
11. Durante o ciclo de vida de uma Pteridófita, encontram-se diversas estruturas morfológicas próprias de cada fase, destacadas pela numeração abaixo.

Identifique neste ciclo, estas estruturas e assinale a alternativa correta.
A) 1-folíolo, 2-rizóide, 3-esporângio, 4-protalo, 5-arquegônio, 6-anterídio.

B) 1-fronde, 2-rizoma, 3-soro, 4-protonema, 5-arquegônio, 6-anterídio.

C) 1-fronde, 2-rizoma, 3-esporângio, 4-protalo, 5-anterídio, 6-arquegônio.

D) 1-filóide, 2-rizóide, 3-caliptra, 4-protonema, 5-gametófito feminino, 6-gametófito masculino.



E) 1-fronde, 2-radícula, 3-soro, 4-protalo, 5-conceptáculo, 6-propágulo.

Nas questões de 12 a 16, assinale, na coluna I, as afirmativas verdadeiras e, na coluna II, as falsas.

12. Dentre as afirmativas abaixo, distinga aquela(s) que está(ao) fundamentada(s) nos postulados da Teoria de Darwin.


I

II



















0

0




Os organismos vivos produzem grandes quantidades de unidades reprodutivas, no entanto o número de indivíduos permanece, na maioria das espécies, mais ou menos constante.













1

1




Os organismos de uma população natural são diferentes entre si, apresentando variações na forma e no comportamento.













2

2




O uso de diferentes partes do corpo faz com que estas se desenvolvam, e o desuso faz com que atrofiem.













3

3




Os caracteres benéficos adquiridos por um organismo durante sua vida seriam transmitidos aos seus descendentes.













4

4




Certas características dos seres vivos poderiam contribuir para a sua sobrevivência e reprodução num determinado ambiente. Quando ausentes, elas tornam os indivíduos desfavoráveis à sobrevivência, podendo levá-los à extinção.



13. A vida sedentária associada a uma dieta desbalanceada e rica em gordura de origem animal, estilo “fast food”, tem contribuído para o surgimento de “doenças da modernidade”, tais como hipertensão, diabetes, doenças coronarianas e obesidade.

Neste sentido, analise as afirmativas.


I

II



















0

0




Os ácidos graxos saturados presentes na carne bovina podem levar ao desenvolvimento da aterosclerose, uma doença cardiovascular na qual depósitos de gordura, em forma de placas, desenvolvem-se na parede interna das artérias, endurecendo-as e reduzindo ou impedindo a circulação do sangue.













1

1




Uma dieta saudável deve conter certa quantidade de gorduras e óleos, uma vez que estes elementos são necessários para absorção de vitaminas lipossolúveis, como as vitaminas A, B, C, D e E.













2

2




O hambúrguer, a batata-frita e o milkshake são ricos em ácidos graxos saturados, que, associados ao stress, ao fumo e à vida sedentária, são fatores que favorecem o aumento do colesterol do tipo LDL (lipoproteína de baixa densidade), que, em excesso, é depositado nas paredes das artérias.













3

3




Após uma refeição rica em carboidratos, o teor de glicose no sangue aumenta, ou seja, a glicemia, estimulando as células beta do pâncreas a produzirem a insulina que, por sua vez, favorece a entrada da glicose nas células, principalmente nas células musculares e as hepáticas.













4

4




A obstrução das artérias que irrigam o coração pelo depósito excessivo de colesterol dificulta a passagem do sangue, impede esse órgão de receber oxigênio e ocasiona morte celular em parte do tecido cardíaco, caracterizando o infarto do miocárdio.


14. Peroxissomos são organelas citoplasmáticas, membranosas, presentes nas células animais e de muitos vegetais.

Sobre estas organelas e suas funções, analise as afirmativas.




I

II



















0

0




Apresentam muitas enzimas do tipo oxidases, que utilizam o oxigênio para oxidar substâncias orgânicas e formar, como subproduto, peróxido de hidrogênio.













1

1




São mais abundantes nas células do fígado e dos rins, onde desempenham importante papel na oxidação de várias substâncias absorvidas pelo sangue, como, por exemplo, o álcool.













2

2




Os novos peroxissomos são formados a partir das cisternas do complexo de Golgi, sendo liberados diretamente, no citoplasma.













3

3




Em determinadas plantas, principalmente no grupo das oleaginosas, as células dos cotilédones apresentam um tipo especial de peroxissomos, denominado de glioxissomos, cuja função é converter os lipídeos, armazenados na semente, em açúcares que serão utilizados no processo de germinação.













4

4




Embora o peróxido de hidrogênio seja uma substância tóxica produzida pelos peroxissomos, estes são capazes de degradá-lo, transformando-o em água e gás carbônico através da enzima catalase.



15. Entre os Artrópodes, encontramos um maior número de espécies, se comparado a qualquer outro grupo de animais. Diversas aquisições evolutivas foram importantes para tão grande sucesso dos Artrópodes.

São características pertencentes aos animais deste Filo:


I

II



















0

0




a presença de exoesqueleto quitinoso, produzido por células epidérmicas. Nos crustáceos, esse esqueleto apresenta maior resistência pela ação do carbonato de cálcio. Nas formas terrestres, apresenta-se impermeabilizado por uma cobertura de cera.













1

1




a capacidade de vôo nos insetos, pela presença de asas funcionais, desde as fases de larva e ninfa. Nestas etapas, eles são mais vulneráveis aos inimigos naturais.













2

2




a circulação fechada garante uma eficiente e rápida distribuição da hemolinfa por todas as células do corpo. A hemolinfa pode conter pigmentos respiratórios.













3

3




a construção de teias pelas aranhas para captura de suas vítimas, que são imobilizadas pela ação paralisante de substâncias inoculadas pelas quelíceras. A digestão das aranhas é extracorpórea.













4

4




a metameria, semelhante aos anelídeos e nematelmintos, porém com segmentos fusionados em cefalotórax e abdome, como nos aracnídeos, diplópodes e crustáceos.


16. Os recifes são elementos da paisagem litorânea do Estado de Pernambuco, que derameu o nome à sua capital. Essa designação foi registrada, pela primeira vez, no Diário de Pero Lopes de Souza, em 1532. Os recifes representam um dos ecossistemas marinhos de maior importância, por fornecer abrigo, alimento e condições propícias à reprodução para uma rica biodiversidade.

Nesses ambientes, os organismos encontram-se em relações ecológicas de




I

II



















0

0




Protocooperação - existente entre peixes de diferentes espécies que se beneficiam mutuamente, como no caso dos “peixes limpadores”, que se alimentam de parasitas que se desenvolvem entre as escamas da epiderme de outros peixes maiores.













1

1




Competição - em que organismos bentônicos, como dois corais de espécies distintas que competem por espaço e por alimento nas superfícies do recife, numa relação interespecífica com prejuízo recíproco.













2

2




Sociedade - entre a anêmona-do-mar e o caranguejo-ermitão, o conhecido paguro, que vivem numa relação harmônica, em que o paguro transporta a anêmona-do-mar, oferecendo-lhe maior disponibilidade de alimentos em troca de proteção.













3

3




Inquilinismo - uma relação desarmônica que pode ser exemplificada por um pequeno peixe, o fierasfer, que vive protegido dentro do corpo do pepino-do-mar, de onde sai apenas para se alimentar.













4

4




Amensalismo - em que as substâncias secretadas por dinoflagelados, responsáveis pelo fenômeno "maré vermelha", podem determinar a morte da fauna marinha.









©aneste.org 2017
enviar mensagem

    Página principal